Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 4 de agosto de 2012

PETROBRÁS PEDE SOCORRO!


O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) bateu recorde histórico no volume de empréstimos aprovados em maio com um crédito de R$ 9,4 bilhões à Petrobras. Desde 1999, quando a série foi iniciada, não havia registros de valor tão elevado, tanto para o período de referência quanto para o acumulado nos cinco primeiros meses do ano, segundo o banco. O recurso é um crédito pré-aprovado para investimentos na área ambiental, principalmente para redução do teor de enxofre nos combustíveis, e desenvolvimento de pesquisas na área do pré-sal.  Fonte: Folha.


Se fosse empresa privada, este tipo de empréstimo seria denominado de "socorro" para uma situação emergencial.  Conforme já noticiado em 03.08.2012, a Petrobrás teve prejuízo de R$ 1,2 bilhão, decorrência, segundo a Companhia de valorização do dólar.  Segundo minha análise, o crédito concedido de R$ 9,4 bilhões sob carimbo de "desenvolvimento de pesquisas na área do pré-sal" serve, apenas, para cobrir o "rombo" da tesouraria para pagamento de compromissos correntes como aqueles com os fornecedores.


A gestão da Petrobrás deve estar um caos.  Refinaria Abreu e Lima em construção em Pernambuco, teve seu custo multiplicado por nada mais nada menos que 9 vezes o valor inicialmente previsto.  Outro ponto que chama atenção é a tentativa de venda do verdadeiro filé mignon de seus ativos que são os direitos de exploração do petróleo no golfo do México.  A necessidade de fazer dinheiro à toque de caixa, nos deixa crer que a Petrobrás está com série de dificuldades financeiras ou está em dificuldade de geração de caixa em jargão mais técnico.


O governo Dilma, ao tentar utilizar a Petrobrás como um dos instrumentos da política econômica, está literalmente sucateando a Companhia, construída durante quase 60 anos, com o dinheiro do contribuinte.  É uma pena!


Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi prof. da UFPR
Twitter: @sakamori10

Um comentário:

  1. O cidadão comum, assim como eu, com pouca informação nessa área, fica a se perguntar? Seria esse rombo, fruto da administração do governo passado? Digo governo, pois, Petrobras, Banco do Brasil, teriam sido usadas pelas gangues montadas pelo governo Lula?

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.