Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Petrobras/BTG. Dilma e Graça Foster estão com as mãos sujos de lama!

Nem bem esquentou a transação atípica de venda de 50% dos ativos da Petrobras Oil & Gas para BTG Pactual, a BTG Pactual associado a Petrobras pretende criar um empresa gigante na área de exploração de petróleo, tal qual OGX.  Vejam as notícias e meus comentários à respeito.  

O investimento do BTG em 50% da Petrobrás Oil & Gas, que reúne os ativos da estatal na África, é mais do que um primeiro passo do banqueiro na exploração de petróleo: é também o primeiro investimento dele no continente africano. A joint venture de BTG e Petrobrás nasce com presença em seis países, dez campos na carteira e três em produção. Fonte: Estadão.

Já a Sete Brasil, segundo a fonte, atuaria como uma prestadora de serviços para a empresa que o BTG Pactual poderia estruturar para atuar no segmento de petróleo. A BTG Pactual tem 27,7% do capital da Sete Brasil. A estatal também é acionista da empresa com 4,6% de participação. Além de BTG e Petrobrás, a Sete Brasil conta com mais seis investidores: os fundos de pensão Petros (Petrobrás), Previ (Banco do Brasil), Funcef (Caixa Econômica Federal) e Valia (Vale), Santander e Bradesco.  Fonte: Estadão.

Comentário.

A forma atípica sobre a transferência de 50% de participação ativos da Petrobras Oil & Gas para BTG Pactual, merece análise mais profunda.  Como a operação é complexa, faz qualquer um acreditar na historinha contada pela Graça Foster e seus superiores imediatos, o ministro Mantega e a presidente Dilma.  

Vamos esclarecer primeiro o emaranhado de empresas do complexo Petrobras.   A Petrobras Oil & Gas é subsidiária integral (100%0 da Petrobras Internacional - Braspetro.   A Braspetro com sede na Holanda é também subsidiária integral (100%) da Petrobras S.A.  Isto é fato, para começo de conversa.

A Petrobras S.A. é uma empresa de economia mista cujo controle acionário é da União Federal.  Sendo uma empresa com controle da União Federal, a Petrobras e suas subsidiárias integrais deverão obedecer as regras do setor público, sobretudo as leis de licitações. Dentro da mesma visão, a Petrobras como empresa de capital aberto, deveria efetivar operações com total transparência para não haver dúvidas aos acionistas minoritários.   

Um ativo do tamanho da Braspetro ou da sua subsidiária integral Petrobras Oil & Gas, cujo valor contábil histórico deve ser os US$ 3 bilhões, já que 50% foi entregue para BTG Pactual pelo US$ 1,51 bilhões.  Aparentemente, operação de venda de ativos pela Braspetro segue regime jurídico da Holanda como empresa privada, no entanto, não livra a Braspetro e Petrobras Oil & Gas de cumprirem as normas legais brasileiras, já que são subsidiárias integrais com 100% de ações da Petrobras S.A.  

Para venda de ativos de uma empresa de economia mista, deveria ter seguido os seguintes procedimentos.  Primeiro procedimento seria contratar auditoria externa independente para "reavaliação dos ativos" à venda.  Segundo procedimento seria a venda destes ativos através de leilão público, com regras claras, sendo que o lance mínimo teria que ser o valor "reavaliado" pela auditoria externa.  

Além de tudo, a venda de ativo do tamanho deste, que tem até poços em exploração, deveria não só ter observado as regras das licitações brasileiras, mas também precedido de ampla divulgação nos meios de comunicação nacional e internacional, para a Petrobras obter maiores lucros na venda.  Isto não foi feito!   Vendeu por preço de banana! 

Como não foi obedecido regras próprias de licitações nem as boas normas de transparência das coisa públicas, nos permite fazer ilações de que os referidos ativos deveriam estar valendo no mínimo US$ 30 bilhões.  Sendo assim, ainda no terreno de ilações, a BTG Pactual deve ter pago 10% do valor real, isto é US$ 1,51 bilhão pelos 50% do ativos.

O estardalhaço vazado propositadamente pela Petrobras sobre possível associação com a BTG Pactual e a Sete Brasil para possível criação de uma super-petroleira, o ativo da África deve ter sido considerado como como bastante substancial.  Se realmente os ativos da África valesse apenas o valor efetivo da negociação entre Petrobras e BTG Pactual, o banqueiro André Esteves não teria cacife suficiente para bancar a pretensa associação para formação de uma super-petroleira.  

Resumindo.  Os ativos da Petrobras/Braspetro/Petrobras Oil & Gas, da África, foram entregues de mão beijada ao preço de banana para o novo aventureiro na área de petróleo, o André Esteves em substituição ao já falido Eike Batista da OGX.   Sai OGX entra BTG, no quintal do Lula & Dilma.

Para dar uma pseuda legalidade, a operação de venda de ativos da África da Petrobras para a BTG Pactual, fora aprovada pelo Conselho de Administração da Petrobras.  Isto é para enganar trouxa porque simples aprovação no Conselho da Petrobras não torna operação legal, uma vez que não foram obedecidos os requisitos mínimos de transparência e obedecimento de regras de licitações, conforme exposto acima.

Na minha avaliação, já que não houve obedecimento de regras de licitações, concluo que o US$ 1,5 bilhão pago pela BTG Pactual para Petrobras está totalmente subfaturado.  Se a Petrobras tivesse obedecido as boas normas de governança corporativa e seguido rigorosamente as leis das licitações, certamente a Petrobras teria arrecadado US$ 15 bilhões ao invés de US$ 1,5 bilhões.

Esta operação terá que passar pelo crivo da CGU, AGU, MPF e Polícia Federal, para apurar a denúncia apresentada por este blog.  Em não fazendo investigações devidas sobre a operação de venda de ativos da Petrobras para BTG Pactual, considero que a Dilma e Graça Foster é sinal claro de que ambas estão metidos até o pescoço na operação fraudulenta de venda de ativos da Petrobras para BTG Pactual do menino André Esteves.  

Cada um tira conclusão que quiser.  A minha já está exposta acima e mantenho-a até que me expliquem porque não obedeceram as normais legais de transparência na operação, dito por mim, como fraudulenta.  Dilma e Graça Foster estão com as mãos sujas de lama!  

Ossami Sakamori

Brasil da Dilma é republiqueta de 5ª categoria!

As novas personagens da política brasileira são as "pastinhas". Somado a outras tantas personagens que citarei na sequência, demonstra que o poder da República Federativa do Brasil está podre.  As galinhas andam pelos corredores dos Palácios, Congresso Nacional e Prefeituras com total desenvoltura.

Faço ressalva antes.  Não estou aqui a generalizar o termo galinhas para as mulheres honradas do País.  Estou a referir as personagens que bonitas ou não, estão a realizar serviços escusos ou duvidosas para as pessoas que mandam no País.  Feito isto, vamos ao assunto em si.

Assisti ontem a uma entrevista de uma das "pastinhas".  Por sinal uma mulher que os homens as denominariam de "gostosa".  As pastinhas vendiam "investimentos frios" para fundos de pensão para os prefeitos.  Disse textualmente que as "pastinhas" não ofereciam serviços de acompanhamento aos prefeitos, mas sim, vendiam os investimentos para fundos de pensão.  

Bem, na entrevistada, nem precisaria de explicar muito, um belo par de pernas já demonstra as reais intensões das ditas "pastinhas".  Bem, segundo PF, as "pastinhas"  funcionavam como "iscas" para venderem investimentos fraudulentos por uma notória figura do doleiro.  Segundo primeira estimativa, foram dado golpes contra fundos de previdência dos funcionários municipais em R$ 50 milhões.   Isto parece cafezinho comparado com a roubalheira da quadrilha Lula & cia.  

Numa outra entrevista, disse o ministro da Previdência, que os funcionários públicos lesados pelo investimento fraudulento do fundo de previdência, não precisariam se preocupar.  Disse o ministro que os cofres públicos, nesses casos, os das prefeituras, iriam cobrir o eventual rombo.  Claro, mais uma vez, quem paga a conta é o contribuinte.  

No mesmo final dessa semana, saiu uma outra reportagem.  Agora, sobre uma suposta amante do José Dirceu, que de recepcionista passou a ocupar cargo de assessor de marketing no Senado com vencimento nada desprezível para uma ex-recepcionista.  Salário dela, R$ 12 mil mensais.  Uma bela mesada para amante.  Pior, pagos com o dinheiro do contribuinte! Eu, você e o povo paga as contas da galinha do José Dirceu.  

Falando em Senado, lembrei-me do caso da jornalista amante do atual presidente do Senado Renan Calheiros.  Ela, ficamos sabendo à época, era mantida pelo dinheiro sujo do empreiteiro Mendes Júnior.  Nada haveria de anormal, se as respectivas galinhas fossem mantidos com o dinheiro privado de cada um dos poderosos da República.  

Não estou aqui a pregar moralidade, nem santo eu sou para fazer pregações.  Só chamo atenção porque as galinhas da República são mantidos com o dinheiro do contribuinte.  Com o nosso dinheiro!

Nem tão longe do Palácio do Planalto esteve a outra galinha Rosemary.  Esta sim, era ou ainda é, amancebada do presidente Lula.  Viajou inúmeras vezes em avião presidencial junto com o Lula.  Comeu e bebeu e frequentou os mais sofisticados estabelecimentos do mundo inteiro, pago tudo pelo contribuinte.  

E de quebra a Rosemary levou 25 milhões de euros para serem depositados no Banco Espírito Santo, denunciado pelo deputado Antony Garotinho.  Como ninguém contestou, deve ser verdadeiro o fato.  A Rosemary, com licença dos meus leitores, é uma verdadeira "putinha" à serviço do Lula, mantida até então com o dinheiro do contribuinte.  Eita, putinha cara, custou para nós!  Só 25 milhões de euros pelos serviços prestados.  Certamento proveniente do Caixa 2 do Lula & cia.  

Para completar a podridão, o Palácio do Planalto abrigou até recentemente como assessor especial, um galo manco.  Precisamente, um pedófilo, que está, neste momento, na cadeia do Paraná.  Sim, ele pedófilo recebiam polpudos salários.  Cadê a ABIN que gasta R$ 500 milhões do contribuinte para investigar vida das pessoas, mas neste caso passou batido?  O que? Eu, você e o povo estavam pagando salário do pedófilo?  

Pensem bem, meus amigos.  Tudo isto acontece porque o "topo" do poder da República está nas mãos de pessoas que não dão exemplo de moralidade e decência. Não dão bons exemplos, pelo contrário dão maus exemplos!  Os exemplos mais vis do ser humano.  

Isto não é republiqueta de 5ª categoria?

Precisamos mudar isto, urgentemente, para voltar a ser uma República Federativa do Brasil, o orgulho de todos nós, brasileiros.  

Ossami Sakamori

domingo, 29 de setembro de 2013

Caso OGX. Cabe Impeachment para Dilma.

Após 6 meses após a minha matéria sobre a situação falimentar da empresa OGX, as revistas Exame e Veja publicam notícias sobre a inexorável pedido de recuperação da empresa diante da situação de insolvência.  A minha matéria foi postada em 27 de março sob o título : OGX do Eike Batista está falida!

Chega a ser cômico ou trágico, não sei dizer, a imprensa brasileira em geral, não anteciparem os fatos evidentes que possam acontecer no futuro próximo.  O caso OGX do Eike Batista é bem típico.  Qualquer analista, mesmo que seja medíocre como este que aqui escreve, deveria ter apercebido da situação grave que já atravessava a OGX quando da divulgação do Balanço Patrimonial de 2012.  

Tão incrível quanto a grande imprensa não divulgar sobre os Balanço Patrimonial da OGX é como as instituições financeiras oficiais como BNDES, CEF e Banco do Brasil, não terem tomadas medidas preventivas.  Pelo contrário, até há alguns dias atrás, as instituições oficiais continuavam renovando os empréstimos do grupo OGX.  

As instituições financeiras e de fomento do governo federal estiveram todo este tempo, alongando perfil da dívida e fazendo algumas gambiarras como pulverização de responsabilidade para quando do pedido de recuperação judicial, vir ao público dizer que os compromissos da OGX estão em dia.  Algumas destas dívidas com BNDES mudaram de mãos, numa tentativa desesperada de pulverizar os prejuízos.  Um parte destas foi parar no colo do Banco Votorantim do empresário Antonio Ermínio de Moraes, cujo controle é compartilhado com o Banco do Brasil.  

E assim, o governo Dilma vai pulverizando o passivo do Eike Batista, para não parecer maracutaia ordenada pelo Lula & Dilma, onde o crédito originário do BNDES com Eike Batista, segundo a própria declaração oficial era de R$ 10,6 bilhões.  Uma parte desta dívida foi repactuada com os novos devedores, claro, mantendo juros subsidiados do governo Lula & Dilma.  Outra parte foi um acerto feito com BTG Pactual em troca dos ativos da África por uma ninharia, US$ 1,51 bilhões, sem licitações.  A própria Petrobras é credora em pelo menos R$ 900 milhões aportados após minha denúncia.  

Isto tudo se tivesse acontecendo no âmbito da empresa privada, seria problema do empresário e seus parceiros acionistas.  Não caberia MPF, AGU ou CGU investigar sobre os fatos narrados acima, se não envolvesse operação "fraudulenta" envolvendo as instituições financeiras do governo federal.  Como eu já denunciei várias vezes, anteriormente, o estelionatário Eike Batista montou castelos de papel com sufixo "X" com conluio capitaneado pelo Luciano Coutinho do BNDES.  Isto não seria possível, a prática de estelionato sem o aval da dupla Lula & Dilma, pelo volume financeiro envolvido.  

Com o episódio, entre tantos, a dupla de presidentes Lula & Dilma, continuam conduzindo o destino do País como se o lobo cuidasse do galinheiro.  Isto tudo tem duas possibilidades.  A primeira possibilidade é que a dupla Lula & Dilma são tão ingênuos, que não serviria para comandar o País.  A segunda possibilidade é que Lula & Dilma são mentores e beneficiários do estelionato praticado pelo Eike Batista, neste caso deveriam estar na cadeira.  Não tem terceira alternativa.  

Qualquer das opções acima Lula & Dilma, caberia no mínimo um processo de "impeachment" para a atual presidente e "cadeia" para o ex-presidente.  Sim, faltou Elba para materializar o crime e assim Lula & Dilma continuam mandando na republiqueta de 5ª categoria que se tornou o meu Brasil. 

Ossami Sakamori

sábado, 28 de setembro de 2013

Lula & Dilma. As razões para eu estar contra.

Não é por acaso que fico indignado com a situação política do País. A presidente Dilma tanto quanto o ex-presidente Lula não   merecem meu respeito como pessoas físicas.  Apenas, obedeço rigorosamente, conforme manda a Constituição da República como minha presidente e meu ex-presidente.  Nada mais além.  Nem um milímetro.  

Lula & Dilma são portadores de piores defeitos de um ser humano.  Eles são mentirosos, são aproveitadores, são achacadores, são ladrões do dinheiro público, nas condições de pessoas físicas, no exercício de cargos públicos, antes e agora, respectivamente.  Usurpando sempre, dos poderes que a Constituição reserva à presidência da República Federativa do Brasil.  

O presidente Lula se elegeu ao segundo mandato com o dinheiro desviado do DNIT em 2006.  A operação, ironicamente, chamava "tapa buraco" das rodovias federais.  Nem me lembro bem se a verba era R$ 10 bilhões ou R$ 20 bilhões.  À essa altura pouco importa o montante.  O cartel de empreiteiros do DNIT em conluio com gestores públicos viabilizaram a campanha milionária do Lula 2006.  

A presidente Dilma se elegeu com o maldito dinheiro público oriundo das obras superfaturadas do DNIT em 2010.  Foi com a autorização do presidente Lula e ela na condição de chefe da Casa Civil foi autorizada as obras do DNIT no montante de R$ 20 bilhões iniciais que acabou terminando em R$ 46 bilhões.  O mesmo cartel de empreiteiros que elegeu o Lula em 2006, financiou a campanha bilionária da Dilma em 2010.  Os três porquinhos sabem bem disso.  

Sobre as denúncias do DNIT investigado pelo CPMI do Cachoeira, terminaram em pizza, com o lacônico relatório de 2 páginas, após 6 meses de investigações.  Investigações que mostraram resultado de desvio de R$ 400 milhões, somente pelo empreiteira Delta Construções.  Ninguém foi punido, ao contrário o Procurador Geral da República Amaral Gurgel mandou arquivar a investigação após ouvir negativa da existência de cartel ouvindo o próprio coordenador do cartel de empreiteiros do DNIT.  

Quando um cidadão comum como este que escreve, denuncia esquema de propinoduto, as autoridades pedem que apresente provas materiais.  Tenho informações passados pela minha fonte JP, com detalhe de nomes e formas de repasse desses dinheiros oriundo das obras superfaturadas do DNIT, mas elas não são aceitas pelas autoridades judiciárias.  Não sou polícia, sou apenas reles cidadão. Se insistir, quem vai preso é o denunciante, no caso, este que escreve.  

Como posso ficar sem indignação, conhecendo os fatos como acontecem e aconteceram nos bastidores, cujos autores são os próprios que ocupam o mais alto cargo da República? Ironicamente, Obama sabe. 

Como faço para aceitar o comando da minha vida como cidadão brasileiro pelas personagens citadas acima com os mais vis dos defeitos de um ser humano?  Como faço para encarar os meus descendentes se não tomo nenhuma atitude para combater isso?  

Procurem estar no meu lugar para entender o meu estado de indignação, com o "status quo".  Fico cada vez mais descrente quando vejo pessoas com nível intelectual alto, muitas vezes formadores de opinião, estarem apoiando uma verdadeira quadrilha comandada pelo Lula & Dilma.  

Tenho dito e pronto!

Este espaço está disponível para eventual defesa das minhas denúncias, em querendo, pelas pessoas citadas.  O endereço para contato está disponível no perfil deste blog.  

Ossami Sakamori

Política BR. Definição do partido político.

Colaboração da prof. Marilda Correia. Texto de anônimo.

ANTES DA POSSE 

O nosso partido cumpre o que promete. 
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porqune, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais.
para alcançar os nossos ideais
Mostraremos que é uma grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo da nossa ação.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
as nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos propósitos mesmo que
os recursos econômicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política. 


DEPOIS DA POSSE
Basta ler o mesmo texto acima, DE BAIXO PARA CIMA, linha a linha

Lula & Dilma são como capitão do Costa Concórdia!

Dei um dia de folga no meu blog, ontem.  Estou a refletir muito sobre o destino deste blog.  Não sei se está valendo o meu esforço em denunciar os malfeitos do governo Lula & Dilma.  O povo não está nem aí com a roubalheira do governo Lula & Dilma.  Quando vejo notícias como as que reproduzo, me deixa cada vez mais descrente com o rumo do País.  Comento na sequência.

O ministro da Agricultura, Antônio Andrade, pediu nesta sexta-feira (27) à presidente Dilma Rousseff o "afastamento temporário" do diretor de política agrícola da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), o petista Sílvio Porto. Fonte: Folha.


O pedido acontece quatro dia após ele ser indiciado pela Polícia Federal em investigação sobre desvio em um dos programas do "Fome Zero". A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do ministério da Agricultura. Fonte: Folha.

Comentário.

Creio que estamos na hora de dar basta às roubalheiras do governo Lula & Dilma.  Os adeptos da dupla, argumentam que o governo FHC roubou muito, também.  Justificativa que a mim não vale.  Nem estou aqui a defender as roubalheiras que aconteceram no governo FHC, que não são poucas também.  

Um erro não justifica o outro.  Mas, é exatamente o que Lula & Dilma fazem.  Roubam porque os antecessores roubaram, justificam os adeptos.  É um festival de acusações mútuas entre os governos anteriores e Lula & Dilma.  Assim, estamos criando a cultura da roubalheira.  O deputado Paulo Maluf a esta altura é fichinha.  Pelo menos o deputado Paulo Maluf, não estou a defender aqui, mas roubava mas fazia.  Lula & Dilma, roubam mas não fazem.  

Como o exemplo da roubalheira vem da cúpula do poder ou seja dos Lula & Dilma, os funcionários públicos bagrinhos fazem o mesmo.  Roubam descaradamente.  Veja o exemplo na Conab.  É incrível que o bagrinho rouba dinheiro do "Fome Zero", mas é punido apenas como afastamento do cargo.  

Outra cultura que predomina, sobretudo nos governos Lula & Dilma, é que os malfeitores são apenas afastados dos cargos públicos.  Os ladrões não são denunciados e nem são processados.  Devem ter Lula & Dilma motivos suficientes para não processarem os malfeitores.  Nem tomam inciativa para recuperação dos recursos públicos desviados.  Lula & Dilma são lenientes com os bagrinhos que roubam, porque temem que isto possa se tornar normas de repercussão geral.  Aí o bicho pega!

Muitos R$ bilhões já foram transferidos do BNDES para o Eike Batista e outros tantos estão sendo desviados do BNDES para a outra família Batista.  A transferência, sem licitações, do ativo US$ bilionário para André Esteves, também, ficou por isso mesmo.  Estas transferência, blindada, de recursos públicos tem 19 dedos do Lula & Dilma.  Tem gente que acredita ainda na história do Papai Noel.  Estas pessoas, acreditam que Lula & Dilma são inocentes.  Inocentes?

Quando um bagrinho como Silvio Porto, petista, da Conab, rouba dinheiro do programa ícone dos Lula & Dilma, o Fome Zero, não tem o que fazer.  Apenas afasta do cargo.  A dupla Lula & Dilma não tem moral suficiente para puni-lo exemplarmente.  Daqui a pouco ninguém vai se lembrar deste episódio do Conab.  Até o povo acha que isto é "café pequeno".  Nem liga para isto.

A revista The Economist tem razão.  Brasil que parecia estar decolando, agora está mais é em queda livre.  Só não sabemos quando vai se espatifar no chão.  Antes ou depois das eleições de 2014?  Ou mandamos Lula & Dilma para casa ou o Brasil afunda como navio italiano Costa Concórdia!  

Ossami Sakamori

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

ONU. Dilma pratica diplomacia mequetrefe!

A presidente Dilma atacou duramente os EEUU, na abertura da Assembleia Geral da ONU, sobre o caso espionagem, propondo que que a ONU crie um marco regulatório sobre internet, sob risco de criar uma guerra cibernética (sic).  

A cobertura da fala da presidente Dilma, ganhou algum destaque na imprensa internacional, ofuscado com a fala do presidente Obama dos EEUU, sobre a crise da Síria.  Ganhou destaque também a fala do presidente iraniano Hassan Rohani sobre interesse de se aproximar dos EEUU.  

Ontem, a presidente Dilma fez entrevista coletiva para imprensa e fez afirmações totalmente diversa ao do dia anterior.  Tratava-se de entrevista sobretudo para a imprensa e investidores americanos.  Ela afirmou ao contrário de que vem afirmando nos últimos dias, de que o caso de espionagem americana jamais colocaria em risco as boas relações entre os dois países.  À essa altura, já esquecera de ter exigido ao presidente Obama, desculpa por escrito sobre o episódio, o que não ocorrera até aquele momento.

O marqueteiro da campanha da reeleição da Dilma em 2014, João Santana e a Rede Globo conseguiu passar a imagem da presidente Dilma como uma pessoa corajosa e decidida.  No entanto, na vida real, o discurso é outro.  Dilma foi aconselhado pelo ministro Mantega para passar manteiga nos investidores americanos, uma relação que fora um tanto chamuscado com o ataque da presidente Dilma ao presidente Obama e sobretudo pelo ato simbólico de cancelamento da visita de chefe de Estado, unilateralmente. Esquece a presidente Dilma que o povo americano é muito mais patriótico que o povo brasileiro.

Parabéns, Rede Globo e o marqueteiro João Santana! Vocês foram impecáveis na venda de imagem da Dilma como único presidente brasileiro que teve coragem de enfrentar um presidente americano.  E parabéns aos empresários e mídia que deu apoio total à iniciativa da presidente Dilma.  

Sem sombra de dúvida, os que aplaudiram o discurso da Dilma e o cancelamento da presidente como chefe do Estado ao presidente dos EEUU, estão totalmente errados.  Diplomacia não se faz assim.  Não se usa bravata como exigir pedido de desculpas "por escrito" sobre um episódio que deveria ser tratado em nível de ministério de Relações Exteriores.  

O Brasil é dependente dos EEUU, em tecnologia e capital.  A balança de conta corrente é totalmente favorável aos EEUU.  O Brasil necessita urgentemente de fazer pressões diplomáticas e econômicas para, pelo menos, manter equilíbrio no fluxo comercial e de capital entre os dois países.  

Não se faz diplomacia usando de bravatas, como costuma fazer a presidente Dilma.  A atitude tomada pela presidente Dilma em relação aos EEUU é típico de um chefe de Estado de uma republiqueta de 5ª categoria, infelizmente.

Ossami Sakamori

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Onde anda Rosemay do Lula?


No final de 2012, Rosemary tornou-se um dos alvos da investigação deflagrada na Operação Porto Seguro, da Polícia Federal, sobre um esquema de venda de pareceres e tráfico de influência no governo.  Fonte : Folha.

A destituição do serviço público da ex-chefe do gabinete regional da Presidência da República em São Paulo Rosemary Noronha foi determinada por 11 irregularidades cometidas no exercício de sua função pública, entre eles recebimento de propina, conforme análise final da CGU (Controladoria Geral da União) sobre o caso. Fonte: Folha.

Sobre o uso de cargo para obter desconto na aquisição de um carro. O que a defesa alega: obteve o desconto porque é cliente VIP da Volkswagen. Fonte: Folha.

Comentário.

Sobre a notícia acima tem a destacar que a empresa alemã Volkswagen, considerou a Rosemary cliente VIP, uma funcionária subalterno na hierarquia do poder da República.  Claro que a empresa alemã levou em consideração o estreito relacionamento com o presidente Lula.  Isto ficou mais que evidente.  

No mais, a denúncia o deputado Antony Garotinho sobre a mala diplomática transportada pelo avião presidencial, contendo 25 milhões de euros, para serem depositados no Banco Espírito Santo, ficou no esquecimento.  Pelo silêncio do poder público, responsável pelo transporte de mala diplomática, supostamente da Rosemary, chega a ser muito estranho.  Não houve desmentido oficial do Palácio do Planalto sobre tais malas, na condição de usuário único do avião presidencial.

Por outro lado a revista Veja publicou notícia sobre contratação de escritório de advocacia de renome, cujo honorário é sobejamente conhecido como um dos mais altos do Brasil.  Com que dinheiro a Rosemary vai pagar não sabemos.  

Única evidência concreta é que a Rosemary seria a amante do presidente Lula, uma vez que fez inúmeras viagens para exterior em companhia do presidente Lula, coincidentemente na ausência da Marise Letícia, a mulher oficial do presidente.

Evidentemente, que a Rosemary deve saber muitas maracutaias do Lula, compartilhada por ele, razão pela qual a contratação dos advogados de competência comprovada, que deve cobrar por baixo, honorários em torno de R$ 10 milhões.  Se Rosemary paga honorários que só os poderosos podem pagar, fica comprovado que a Rosemary é uma bomba que acionada poderá explodir a República do Lula & cia.

Mas, afinal, a Rosemary onde anda?  Será que Rosemary ainda está viva?  Não teria, a Rosemay ter seguido o mesmo destino do Amarildo?

Ossami Sakamori
  




terça-feira, 24 de setembro de 2013

Dilma plim-plim, vai atacar Obama na ONU! Ridículo!

A presidente Dilma Roussef vai abrir a sessão da Assembléia Geral da ONU, em Nova York, no dia de hoje, como manda tradição que um brasileiro faça o discurso de abertura de cada Assembléia Geral. A prática vem desde 1947, quando o então ministro de Relações Exteriores Oswaldo Aranha presidiu a abertura da primeira Assembléia Geral, em 1947.

O roteiro do discurso está pronto, segundo release distribuído para a imprensa.  O principal tema serár o tema da espionagem americana.  Pretende Dilma chamar atenção do mundo tratando do tema, pensa na cabecinha dela.  Isto tudo, montado pelo marqueteiro João Santana em combinação com a Rede Globo.  plim-plim!

Dilma já conseguiu adesão da Cristina Kirchner para a sua fala.  Disse Kirchner que a espionagem afeta a dignidade dos países sul-americanos.  Diga-se de passagem, dignidade perdida há muito tempo, por outros motivos.  Dilma se reuniu com o ex-presidente Bill Clinton, com quem teve uma reunião, mas nada foi revelada do conteúdo.

A Rede Globo e atrás dela vai toda imprensa brasileira dando destaque ao discurso da presidente Dilma, numa operação montada pelo marqueteiro João Santana para tentar lançar o nome da presidente Dilma, no cenário internacional e sobretudo no front interno, visando eleições de 2014.  plim-plim! 

A Rede Globo noticiou que pela primeira vez na história, uma mulher vai abrir a Assembléia Geral da ONU, como se fosse qualidade pessoal da Dilma que a ONU faz esta deferência.  A abertura da Assembléia não pertence à Dilma Rousseff pessoa física.  O discurso de abertura é dado para um representante do governo brasileiro, qualquer que fosse, homem ou mulher.  plim-plim!

A Rede Globo dá destaque ao caso espionagem da Dilma do que sobre intervenção ou não na Síria, diante de utilização de armas químicas.  Pagamos mico porque as principais potencias mundiais não estão muito preocupado com a espionagem americana, porque todos países fazem da mesma forma.  Claro, só não fazem os países sub-desenvolvidos por falta de tecnologia e conhecimento.  plim-plim!

Espionagem por espionagem, Dilma faz dos cidadãos brasileiros, via serviço de espionagem da ABIN, braço de inteligência do Palácio do Planalto.  A ABIN gasta por ano R$ 500 milhões para bisbilhotar a vida dos brasileiros. Ao invés de ficar reclamando da espionagem do Obama, por que a ABIN não faz serviço de inteligência em países  que o Brasil tem interesse, para traçar plano estratégico comercial e diplomáticos?  

A Rede Globo faz o jogo da Dilma e do seu marqueteiro para passar a imagem de que a presidente do Brasil é corajosa e que enfrenta até o poderoso Obama.  Para dizer a verdade, Obama está mais é preocupado com o Bashar al-Assad da Síria e Hassan Rohani do Irão do que a brasileira Dilma.  plim-plim!

Até aqui, o Obama tem dado atenção à Dilma, com muita educação.  Obama reuniu-se com Dilma na reunião de cúpula do G-20 e fez declaração de que faria todo esforço para diminuir tensão entre os dois países.  Obama mandou Susan Rice assessor de Segurança Nacional da Casa Branca atender no White House, o ministro de Relações Exteriores do Brasil Luiz Figueiredo.  Quando foi notificado da desistência da visita da Dilma como chefe do Estado, Obama teria feito ligação de 20 minutos para Dilma, segundo próprio Palácio do Planalto.

Diplomaticamente, o Obama está cumprindo o roteiro como pessoa civilizada, em alto nível para com a Dilma, como manda as regras da diplomacia do primeiro mundo.  E a Dilma quer levar a discussão para a cozinha ou em níveis de diplomacia sul-americana.  Dilma pensa que os EEUU faz parte do quintal brasileiro.  Não se deu conta de que, ainda, fazemos parte do quintal americano.  

A Rede Globo faz o jogo da Dilma.  Chega a ser ridículo o posicionamento e os comentários que são transmitidos pela maior rede de televisão, formadora de opinião pública, apoiando a costumeira bravata da presidente Dilma.  A Rede Globo quer passar imagem da Dilma como mulher decidida e corajosa, que enfrenta qualquer inimigo, mesmo que ele seja a maior potência econômica do mundo.  Dilma quer atacar Obama mas esquece-se das mazelas do seu próprio governo.   plim-plim!

A Rede Globo ao fazer o jogo eleitoreiro da Dilma, joga o Brasil contra os EEUU.  O Brasil depende dos EEUU, querendo ou não querendo.  Os fatos demonstram isto.  O Brasil importa serviços e tecnologia dos EEUU, sem os quais não conseguiremos alavancar o nosso desenvolvimento.  As montadoras de veículos GM e Ford, além da alemã Volkswagen são os ícones da nossa dependência tecnológica. O tão falado pré-sal seria impossível explorar sem os equipamentos e tecnologia americana.  plim-plim!

O Brasil importa US$ 25 bilhões dos EEUU e exporta US$ 15 bilhões.  O Brasil é dependente de empréstimos dos bancos americanos, sobretudo, num montante que somado a de outros países vai a US$ 325 bilhões.  Economicamente, tanto a Balança Comercial como a Balança de Conta Corrente é totalmente desfavorável para o Brasil.  Falta o plim-plim! 

Uai, a presidente Dilma em vez de ficar brigando com o Obama não deveria estar tratando de temas pragmáticas na área econômica, tratando de equilibrar as contas que hoje são totalmente favoráveis para os EEUU?  A Rede Globo quando fala sobre o Obama, deveria estar tratando de temas pragmáticas como comércio bilateral e sobre déficit em conta corrente cada vez mais favoráveis para os EEUU.  E o restante da imprensa vai atrás pautado pela Rede Globo.  Falta  o plim-plim!

A Rede Globo deve transmitir a fala da Dilma na abertura da Assembléia Geral da ONU, como manda o figurino.  E o resto da imprensa vai atrás, fazendo exatamente igual. Dilma 2014 já começou! plim-plim!

Ossami Sakamori

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Angela Merkel & Dilma Rousseff

A chanceler alemã, Angela Merkel e seu partido conservador CDU/CSU ganhou eleições parlamentares com 41,5% dos votos, com avanço de 8% em relação às eleições de 2009.  Segundo notícias, é o resultado mais expressivo dos conservadores desde a reunificação da Alemanha em 1990.

O que tem o Brasil a ver com isso?  Tem tudo a ver.  Os ventos estão a mudar de leste a oeste.  O pragmatismo, sobretudo na área econômica, vem prevalecendo no mundo todo.  O primeiro sinal foi dado com a volta dos conservadores ao governo do Japão, com Shinzo Abe do Partido Liberal Democrata, no final de 2012.  

Para completar a notícia, na última semana, o presidente do Irã Hassan Rohani do Irã mostrou-se disposto a se encontrar com o presidente Obama dos EEUU para reabrir o diálogo, após longos anos de conflito entre os países.  Até 1979, os EEUU mantinha estreita relação com o Reza Pahlavi deposto pelo atual regime. 

Particularmente à presidente Dilma é um golpe fatal à vaidade pessoal dela.   No passado recente, Dilma declarou ser contrário à política econômica de austeridade da Angela Merkel.  Criticou-a duramente, chamando de canibais Merkel e os europeus pela condução da política equivocada (sic) segundo Dilma.  Agora, a rival Angela Merkel no mundo político internacional, será o  destaque, não mais a Dilma.  Na lista de Forbes Angela sobe e Dilma desce. 

O aliado político da Dilma, Mahmoud Ahamadnejad do Irã, não está mais no poder.  O ex-presidente do Irã estava em sintonia absoluta com o PT e em especial com a presidente Dilma.  O novo presidente prefere fazer aproximação com o Obama, ao mesmo tempo que Dilma quer distância do presidente americano, pelo menos para fazer o jogo de cena.

A diplomacia brasileira não enxerga um palmo sobre o que ocorre no mundo.  Aliás em termo de diplomacia, a dupla Lula & Dilma, estão totalmente equivocados, se alinhando ao Evo Morales da Boilívia, Cristina Kirchner da Argentina, Nicolás Maduro da Venezuela e irmãos Castros da Cuba.  Até o nosso vizinho Paraguai já declarou preferir EEUU ao Mercosul, deixando Dilma sem poder político sobre o novo presidente paraguaio.  

O Brasil com Lula & Dilma está ficando cada vez mais isolado do mundo.  Uma diplomacia mequetrefe que prefere se associar ao Bashar al-Assad, ditador sírio, do que se aliar à diplomacia do ocidente, está se consolidando diante da vista do mundo.  O Brasil prefere manter relação estreita com os blocos sul-sul.  No bloco informal BRICS, onde Dilma pensa mandar, a China que é dono do pedaço, querendo ou não o Brasil.

A primavera já chegou em outros cantos do mundo.  Só falta chegar ao Brasil.  As eleições de 2014, deverão dizer, se o povo prefere mesmo o isolamento do mundo ou participar do progresso tecnológico e econômico que dita a nova ordem econômica. 

Ossami Sakamori

domingo, 22 de setembro de 2013

Realidade BR. Há falta de engenheiros no País.

Matéria extraída do site do CONFEA - Confederação Nacional dos Engenheiros e Agrônomos.


Enquanto o Brasil forma cerca de 40 mil engenheiros por ano, a Rússia, a Índia e a China formam 190 mil, 220 mil e 650 mil, respectivamente.  Entidades empresariais como a Confederação Nacional da Indústria tem feito estudos sobre o impacto da falta de engenheiros no desenvolvimento econômico brasileiro.  E órgãos governamentais como a Financiadora de Projetos (FINEP), patrocinam desde 2006 programas de estímulo à formação de mais engenheiros no País. 

Segundo estimativas do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), o Brasil tem um déficit de 20 mil engenheiros por ano - problema que está sendo agravado pela demanda por esses profissionais decorrente das obras do PAC, do Programa Minha Casa, Minha Vida, do pré-sal, da Copa de Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016.

No País há 600 mil engenheiros, o equivalente a 6 profissionais para cada mil trabalhadores. Nos Estados Unidos e no Japão, a proporção é de 25 engenheiros por mil trabalhadores, segundo publicações da Finep. Elas também informam que, dos 40 mil engenheiros que se diplomam anualmente no Brasil, mais da metade opta pela engenharia civil - a área que menos emprega tecnologia. Assim, setores como os de petróleo, gás e biocombustível são os que mais sofrem com a escassez desses profissionais.

Para atenuar o problema, o governo federal lançou no ano passado o Pró-Engenharia - projeto elaborado com o objetivo de duplicar o número de engenheiros formados anualmente no País, a partir de 2016, e de reduzir a altíssima taxa de evasão nos cursos de engenharia, que em algumas escolas chega a 55%. Das 302 mil vagas oferecidas pelas escolas brasileiras de engenharia, apenas 120 mil estão preenchidas. O problema da evasão é agravado pela falta de interesse dos jovens pela profissão, que decorre, em parte, da falta de preparo dos vestibulandos, principalmente nas disciplinas de matemática, física e química. Elaborado por uma comissão de especialistas nomeada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o projeto prevê investimentos de R$ 1,3 bilhão.

Mas, apesar de sua importância para a remoção de um dos gargalos do desenvolvimento econômico do País, o Pró-Engenharia ainda não saiu do papel. O projeto está à espera do aval dos novos ministros da Educação, Aloizio Mercadante, e da Ciência e Tecnologia, Marco Antônio Raupp. "O Pró-Engenharia poderia ter deslanchado, mas tomamos duas bolas nas costas", diz o presidente da Capes, Jorge Guimarães.

Segundo ele, o maior problema que o Pró-Engenharia vem enfrentando, para ser implementado, é o que ele chama de "fogo amigo" no âmbito do governo. "Primeiramente, foi um documento do Ipea dizendo que o País não precisa de engenheiro, que já tem muitos deles nos bancos. Mas isso ocorreu numa época em que a engenharia não tinha demanda. Em segundo lugar, foram os reitores de universidades federais que soltaram um documento mostrando um aumento de cerca de 12% nas matrículas dos cursos de engenharia. Se não se atacar a evasão, o número de matrículas poderá ser aumentado em 300%, mas o problema da falta de engenheiros não será resolvido", afirma Guimarães.

Ele também lembra que, para reduzir a taxa de evasão dos cursos de engenharia, a Capes, além do Pró-Engenharia, vem reformulando os currículos, para torná-los mais próximos do mercado de trabalho. Em vez de estimular a especialização precoce, como ocorre hoje, a ideia é valorizar uma formação básica e interdisciplinar, na qual as disciplinas de engenharia são complementadas por matérias como economia, planejamento estratégico, gestão e empreendedorismo. "No 4.º e no 5.º ano o aluno vai se especializar no que quiser e ganhar visão de mercado", diz o presidente da Capes.


Desde sua posse, a presidente Dilma Rousseff tem falado muito em crescimento econômico. Mas, para que ele ocorra, é preciso que seus ministros sejam mais eficientes na implementação dos projetos anunciados.

Ossami Sakamori
CREA 2.672 PR

Denúncia! Leilão do Libra é "privataria" petista!

Contra a onda de "privataria" petista vale lembrar a famosa frase pronunciada pelo presidente Getúlio Vargas por ocasião da descoberta de reserva de petróleo na Bahia, "o petróleo é nosso!" no caso do leilão do Libra, campo gigante do pré-sal.  O volume de dinheiro envolvido é maior do que a soma de todas concessões e ou privatizações feitas nos governos FHC/Lula/Dilma.  

Durante o governo Lula, anunciou-se a existência de um enorme jazida de petróleo na camada denominada de pré-sal.  Não se sabe exatamente, ainda, qual é o potencial exata da jazida, que poderá, segundo especialistas, chegar em 100 bilhões de barris.  Ironicamente, a existência desta jazida gigante aconteceu graças a "quebra" informal do monopólio de petróleo concedido à Petrobras. 

O fato concreto é que o governo Dilma vai realizar leilão de exploração do campo de Libra na área de pré-sal.  Anteriormente ao lançamento do edital de licitação estimava-se que o campo teria potencial de 8 bilhões de barris.  O edital definitivo prevê potencial de 12 bilhões de barris.  Alguns especialistas do setor, ainda falam em 45 bilhões de barris, no terreno de especulações.

Vamos fazer o exercício de futurologia baseado em número oficial fornecido para efeito de leilão de concessão do campo Libra, isto é 12 bilhões de barris.  Também, sob forma empírica, baseado em outros campos, estimemos que o período de exploração será feito em 20 anos.  Vejamos os números como ficam.

O potencial de faturamento considerado preço de cada barril de petróleo a US$ 100.00, o volume total de receita da concessionária, decorrente do campo de Libra será de US$ 1,2 trilhões.  O número equivale a 50% do PIB brasileiro ou ainda 2 vezes a receita bruta da União anualmente.  O volume total é muito grande! Isto, claro, diluído no período de exploração que estimamos em 20 anos.  

O volume de investimento para este tipo de exploração, estima-se em torno de US$ 45 o barril ou seja equivalente a aproximadamente US$ 550 bilhões.  Isto significa que o campo de Libra vai movimentar, em moeda nacional equivalente a R$ 1,2 trilhões, ao longo do período de exploração.  Fazendo ressalva de que a maior parte dos gastos serão realizados em dólares, porque os equipamentos e tecnologia são importados, ao contrário do que a propaganda do governo diz.  

O royalty previsto para o campo Libra é cerca de US$ 180 bilhões ou equivalente nesta data a R$ 400 bilhões ao longo de 20 anos, ou seja uma média anual de R$ 20 bilhões.  Valor este que será destinado 75% em educação e 25% em saúde pública.  Equivale a dizer que a educação vai receber cerca de R$ 15 bilhões e saúde pública R$ 5 bilhões, anuais.  

Portanto, a renda do royalty está longe de resolver o problema de educação e de saúde no Brasil. O pré-sal não é solução para tudo. Dilma, passa uma falsa impressão de que o pré-sal vai resolver todos os problemas do Brasil.  Tem algo de muito estranho nestas afirmações.  Se educação e saúde depender somente do pré-sal, o Brasil estará seriamente comprometido.  Brasil não é Arábia Saudita, como Dilma quer passar impressão.  

Agora, vamos para os lucros proveniente da concessão.  É quase certo que o Consórcio Sinochem/Petrobras será o ganhador do leilão de concessão.  Grosso modo, tirando o custo de exploração e o royalty, o lucro líquido do Consórcio será de US$ 40 o barril ou seja US$ 480 bilhões em 20 anos.  

A Petrobras que pela lei, participa compulsoriamente no Consórcio com cota parte de 30%, caberá para a Companhia, do campo de Libra, lucro bruto anual de US$ 16 bilhões, equivalente nesta data a R$ 35 bilhões.  Como o governo é majoritário no controle, mas minoritário na composição total do capital, o quinhão do governo federal fica reduzido a menos de metade dos 30% que será a parte da Petrobras.  

Resumindo.  A composição final da repartição dos lucros, no decorrer dos 20 anos, ficará da seguinte forma:

Os chineses com 70% do do Consórcio ..........  US$ 335 bilhões
Petrobras com 30% do lucro do Consórcio ....... US$ 144 bilhões
Royalty (União, estado e municípios) ..................US$ 180 bilhões
Bonus de participação para ANP (governo)...........R$   15 bilhões

Se a ANP contratasse a Petrobras diretamente, como prestadora de serviço, sob delegação da União, no mínimo a parte do lucro dos chineses ficariam com a União.  Dentro deste contexto, a receita de extra para a União seria de US$ 335 bilhões, exatamente o lucro da parte dos chineses.   Este dinheiro é como dar de presente aos chineses, já que a Petrobras admite que tem tecnologia brasileira para explorar o pré-sal.  

Isto me parece mais uma maracutaia do governo Lula & Dilma. Fazer leilão açodadamente, sem garantia do risco ambiental, para atrair R$ 15 bilhões de bonus do leilão para cobrir o Déficit Fiscal? E nessa, os chineses vão levar US$ 335 bilhões de bandeja? 

Aqui vale a máxima do governo petista, que se auto denomina de "neo-socialistas".  Privatizar os lucros e socializar os prejuízos!  Plagiando o jornalista Amaury Ribeiro Jr, o leilão do Libra é "privataria" petista!  

Vamos nessa, movimento das ruas! O petróleo é nosso! 

Ossami Sakamori

sábado, 21 de setembro de 2013

Lula & Dilma. Cheiro podre vem do Palácio do Planalto.

Vem um cheiro podre do Palácio do Planalto, endereço de despacho da presidência da República.  No governo Lula, ficou comprovado que a quadrilha de assaltante aos cofres públicos era comandada diretamente do gabinete da Casa Civil.  Agora, no governo Dilma, pelo menos dois assessores com mesa de despacho no Palácio do Planalto foram afastados por comportamentos inadequados à função que exerce.

A ministra Ideli Salvatti que despacha no Palácio do Planalto demitiu Idaílson Macedo após denúncia de envolvimento do servidor no inquérito da Operação Miqueias da Polícia Federal.  Segundo informações colhidas na imprensa, o referido assessor atuava como lobista da quadrilha que roubava dinheiro dos fundos de pensão de algumas prefeituras do Brasil a fora.

Não tão distante no tempo, mês de agosto último, a ministra Gleisi Hoffmann demitiu Eduardo Gaeski, que tinha prisão preventiva decretada pela Justiça de Realeza no Paraná sob suspeita de ter praticado inúmeros casos de pedofilia.  

Na mesma investigação da PF o ministro Gilberto Carvalho com gabinete no Palácio do Planalto é citado em interceptação telefônicas feitas pela Polícia Federal sobre o caso que envolve o desvio de mais de R$ 400 milhões no ministério do Trabalho.  

Nem vamos citar aqui, os já mais do que malhados casos de corrupção envolvendo 9 ministros de Estado do governo Dilma.  Todos foram demitidos, mas nenhum deles estão formalmente respondendo investigação sobre o desvio de conduta.  É de se supor, por falta de aprofundamento nas investigações, que os rastros levariam ao Palácio do Planalto.  

Os governos do PT que ocupam o poder máximo da República, o presidente Lula e a presidente Dilma, vem agindo com muita complacência com os acusados de supostos envolvimentos nas falcatruas do governo federal.  Em muitos destes casos, o Palácio do Planalto, pelo contrário, vem publicamente em defesa dos acusados. 

Isto mais parece aquele filme dos anos 60, o Bonnie & Clayde, famosa dupla de assaltantes protagonizados pelos atores Faye Dunaway e Warren Beatty respectivamente. A diferença é apenas a forma como faziam e fazem os assaltos.  Além do destaque, claro, das bonitas figuras dos atores americanos. 

A dupla de hoje, Lula & Dilma, diferentes daquele casal do cinema americano, não assaltam bancos.  A dupla de hoje, deixam os seus subordinados assaltarem os cofres públicos.  São lenientes, termo que costuma usar o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa.  A atuação da quadrilha Lua & cia. é tão notória que nem precisa de muitas explicações.  As evidências são tão claras que dispensam comentários.  

Eis porque o cheiro de podre vem do Palácio do Planalto.  A estrutura do poder que se instalou no Palácio está dominado pela quadrilha Lula & cia.  

Ossami Sakamori

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Mais médicos do Alckmin. Pode ser solução?

Só notícia ruim ultimamente. Tem sim, hoje também.  Mas, vou falar de notícia boa, hoje.  Com o programa Mais Médicos do governo Dilma, acordou para a realidade o governo de São Paulo Geraldo Alckmin, sobre o atendimento médico hospitalar para os paulistas.  Iniciativa como esta, certamente, virão de outros governadores dos estados.  Isto é positivo.  Competição é salutar.  Aprimora o gerenciamento do sistema público, em especial da saúde pública do País como todo.

Novo secretário da Saúde do governo Geraldo Alckmin (PSDB), o infectologista David Uip disse ontem à Folha que vai pagar salários entre R$ 16 mil e R$ 20 mil para médicos que disputarem concurso para trabalhar 40 horas semanais em São Paulo. Fonte: Folha. 

Comentário.

Para começar, não estou nem aí com as críticas que farão sobre esta matéria só porque o assunto se refere ao governo tucano.  Para começar, não sou tucano, sou PDT do Brizola.  O que estou a falar é sobre o sistema de saúde pública como todo.  Não importa se o governo estadual é tucano ou petista.  O que importa é que façam alguma coisa para o combalido sistema de saúde do Brasil.  Iniciativa como esta pode ser seguido pelo petista Jaques Wagner, por exemplo.  Não confundamos alhos com bugalhos!

É claro que inciativa como anunciada, não quer dizer que o sistema de saúde dos paulistas estarão resolvidos.  Muito pelo contrário, o povão mesmo depende do SUS, que é mantido com Orçamento federal.  O governo federal destina R$ 35 bilhões para o SUS, o que corresponde R$ 175,00 per capita ano o dispêndio do governo federal no sistema de saúde.  O restante do Orçamento do ministério da Saúde, maior do que o do SUS, vai se perdendo nos nos meandros burocráticos e para sustentação da máquina pública.

Exigir que o governo federal que aplica tão somente R$ 175,00 per capita ano no sistema de saúde, resolva todos os problemas do setor também, não é correto.  Somado ao dispêndio do governo federal, tem os dispêndio dos governos estaduais e municipais.  Quem sabe, iniciativa como demonstrado pelo Alckmin, possamos tirar os doentes dos corredores dos hospitais em todo o Brasil.  Em querendo, pode!

Nada de criticar os médicos cubanos, que nada mais que escravos brancos.  As pessoas físicas, médicos cubanos, não tem culpa do sistema de saúde falida do Brasil, nem tão pouco o regime socialista falido do Fidel Castro.  Há leis que regem sobre o regime de trabalho, tanto no setor público como no setor privado, então, vamos seguir o rigor da lei, não importa a origem do trabalhador.  

O que não se permite é diante da emergência, repentinamente constatada pelo PT, após 10 anos no poder, submeter os médicos estrangeiros numa terceirização sem encargos sociais. Um verdadeiro escravos brancos como dos canaviais do interiorzão. Volto a dizer, as pessoas físicas dos médicos cubanos, nada tem a ver com os regimes totalitários tanto de Cuba como do Brasil.  

Espero que governadores de outras unidades da federação sigam o exemplo do governador de São Paulo, sobretudo em relação ao salário de médicos e não utilizem o motivo tão somente para campanhas eleitorais do próximo e das outras eleições vindouras.  Espero que a saúde pública, não seja apenas o ingrediente para o palco das eleições!  Vamos levar sistema de saúde a sério, vamos?

Ossami Sakamori

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Petrobras. Leilão do Libra tem baralho marcado!

As grandes petroleiras não querem perder tempo, nem dinheiro, em participar do leilão do pré-sal, campo de Libra, previsto para o próximo mês.  Aqui funciona, a espionagem comercial que todas empresas grandes fazem, independente de ser empresa americana ou não.  Eles decidem onde e como querem.  Leiam a notícia da Folha e na sequência o meu comentário, curto e grosso.  

Um sinal de que as petroleiras que querem "ganhar dinheiro" e não assegurar apenas reservas estarão fora do leilão do pré-sal veio nesta quinta-feira, com a desistência de três gigantes do setor: a norte-americana Exxon Mobil e as britânicas BP e BG.  A BG surpreendeu mais o mercado, já que é a principal sócia da Petrobras no pré-sal e vinha com um discurso de apostar no país e nessa nova fronteira exploratória. Fonte: Folha.

Comentário.

Todo mundo sabe, até o engraxate da BMFBovespa sabe, que o ganhador do leilão de pré-sal será empresa chinesa SinoChem e seus associados.  Eles tem informações privilegiadas sobre natureza geológica do campo de Libra.  E já vem preparando o plano de investimento desde início do ano.

Graça Foster, no início do ano, esteve na China, fora da agenda oficial, para tratar dos detalhes do leilão do campo de Libra.  Segundo engraxate da BMFBovespa, os chineses vão pagar sozinhos o lance de R$ 15 bilhões, apesar de Petrobras pela lei fazer parte do 30% do consórcio.  

O investimento para exploração do pré-sal do Libra é uma equação financeira difícil.  O investimento ao longo do período de exploração será entre US$ 450 bilhões a US$ 550 bilhões.  A Petrobras não tem dinheiro para fazer aporte da sua parte, os 30%.  Os chineses tem.  O faturamento bruto do pré-sal está previsto em US$ 1,2 trilhões.  

Ao largo da exploração do pré-sal no Brasil, as companhias americanas estão muito mais interessados na exploração do gás do xisto no próprio território americano, onde tem reserva estimado para os próximos 100 anos.  Além do mais, o risco de exploração é quase nula, uma vez que a exploração é na terra. 

O problema da exploração do pré-sal não é tecnologia.  O problema maior são os riscos que corre em exploração em águas aprofundas.  O BP e os EEUU sabem o risco que corre.  Não existe garantia de risco zero.  Já assistimos uma pequena amostra com o desastre do poço da Chevron/Petrobras.  Imagine, se a mesma situação ocorrer em águas profundas.  As grandes petroleiras sabem disso.  Os chineses nem tanto, porque para eles interessam apenas a parte do lucro, eventuais prejuízos com o risco ambiental que o governo brasileiro pague.

Após a descoberta da fórmula de exploração do gás do xisto pelos americanos, o petróleo do pré-sal passou de carne de primeira para carne de segunda.  O custo e risco em exploração na terra é muito menor que exploração em pré-sal.  Hoje, petróleo do pré-sal ficou relegado ao segundo plano para as grandes companhias de petróleo. 

Pensar que a Petrobras está fazendo licitação do Libra açodadamente para fazer caixa para cobrir o déficit público, com os R$ 15 bilhões do lance da licitação, é no mínimo cômico.  Tão cômico como não abrir mão de 10% de multa do FGTS para fazer caixa do Tesouro, embora indevidamente.  O desespero para cobrir a conta do rombo do Orçamento Fiscal chega a ser cômico, mais do que trágico!  

Ossami Sakamori

Lula & Dilma sacaram R$ 21,3 BI do FGTS, indevidamente!

Os governos Lula & Dilma sacaram, a fundo perdido, do FGTS do trabalhador no período de 2008 a 2012, exatos R$ 21,3 bilhões, indevidamente.  E continua a sacar como se pode ver no noticiário abaixo.  Tem que botar esta gente na cadeia! 

Pelo balanço do FGTS do primeiro semestre deste ano obtido pela Folha, a dívida do Tesouro com o fundo, que pertence aos trabalhadores, chega a R$ 9,1 bilhões. Desse total, R$ 4,46 bilhões vêm da multa de 10% que não foi repassada ao fundo e R$ 4,057 bilhões, da parcela dos subsídios dados pelo programa, que deveria ser custeado pela União. Esses trabalhadores só poderiam, porém, sacar os recursos na aposentadoria. Até lá, o dinheiro ficaria onde está: com o Tesouro Nacional. Fonte: Folha.

Comentário.

Atrás desta notícia que aparentemente é apenas mais uma gambiarra do ministro Mantega esconde um gravíssimo fato, que nunca foi explorado pela imprensa.  Eu já fiz esta denúncia, tão logo soube do fato pelo TV Senado no ano passado.  Simplesmente, Lula & Dilma meteram a mão na poupança de milhares de trabalhadores, para subsidiar o programa Minha Casa Minha Vida.  

Meteram a mão é o termo exato, porque o saque foi feito à fundo perdido, isto é sem retorno para o trabalhador, contrário do que faz crer a notícia plantada pelo Planalto para justificar a cobertura do déficit público, novamente, com a poupança do trabalhador FGTS. Uma parte do dinheiro fica como empréstimo ao Tesouro, mas uma parte é prejuízo da poupança do trabalhador FGTS.

Só para lembrar que FGTS é patrimônio privado do trabalhador, o governo através da CEF é apenas gestor deste Fundo.  O FGTS é somatória de poupança de cada trabalhador para em diversos casos previstos na lei, tem condições de sacar a sua própria poupança , compulsória, depositado pelo empregador.  É lei.  

O governo Lula e posteriormente o governo Dilma, vem utilizando os recursos do FGTS, patrimônio do trabalhador, para subsidiar o programa Minha Casa Minha Vida, programa carro chefe de ambos governos.  Na propaganda vende a mentira, como sempre, como se o subsídio fosse do Tesouro, que não é.  O subsídio se fosse do Tesouro, seria de toda sociedade.  Mas não é assim que está funcionando.

O Lula e Dilma sempre dizem que "meu governo" subsidia o maior programa habitacional da história.  Dois pontos a considerar.  O subsídio do programa MCMV como dito acima é bancado com o patrimônio do trabalhador.  O segundo ponto é que a MCMV é um programa de financiamento com juros baixos feito com os recursos do FGTS, patrimônio do trabalhador, e recursos da Caderneta de Poupança, recursos privados também.

Sim, não há ilegalidade no subsídio do programa Minha Casa Minha Vida com o patrimônio do trabalhador FGTS.  O Conselho Curador compostos em paridade entre o governo e trabalhadores aprovaram o "subsídio".  No balanço patrimonial do FGTS, consta na coluna de prejuízo os saques efetuados, conforme Tabela abaixo, extraído dos respectivos balanços.

2012 - R$ 6,163 bilhões
2011 - R$ 5,500 bilhões
2010 - R$ 4,080 bilhões
2009 - R$ 4,230 bilhões
2008 - R$ 1,406 bilhões

Os referidos valores estão contabilizados como despesas sob rubrica: Desconto com mutuários e remuneração doa agentes financeiros.  

Deixando de lado questão legal que está adequadamente blindado com a aprovação do Conselho Curador, instância máxima de decisão sobre aplicação e destinação dos recursos, tem dois aspectos a considerar.

O primeiro aspecto é que os presidentes Lula & Dilma, mentiram e mentem sobre a origem do dinheiro do subsídio.  A propaganda é no mínimo enganosa.  O primeiro é que não é "meu governo" que dá o subsídio, mas sim os trabalhadores via FGTS.  

O segundo aspecto é que me intriga mais ainda, é que o assuntos é sobejamente conhecido pelo PT, incluído senador sindicalista Paulo Paim e pela senadora e ministra "relaxa e goza" Marta Suplicy.  Com os meus olhos assisti na TV Senado, o conhecimento que estes senadores tem sobre o fato.   

Indignado fico mais ainda, quando vejo o CUT, Força Sindical e CGT, representantes legítimos dos trabalhadores, nada fazem e nem denunciam sobre estes subsídios que dilapidam o patrimônio do próprio trabalhador.  Eles fazem parte da quadrilha Lula & cia.  No tempo do Getúlio, Jango e Brizola esta turma eram considerados "pelegos".  Nos tempos do Lula & Dilma, continuam sendo os  "pelegos" que se beneficiam do poder em troca de sacrifício dos próprios trabalhadores que eles representam.

Eu já me conscientizei, para não me internar no sanatório de loucos, de estar vivendo numa republiqueta denominado Burundi, ex Brasil.

Bom dia, companheiros burundianos!

Ossami Sakamori

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

José Dirceu, Presidente da República 2014!

Agora são 16h 30min do dia 18 de setembro do ano de 2013, o Supremo Tribunal Federal, acabou de viabilizar a candidatura do José Dirceu à presidência da República, nas eleições do ano de 2014, pelo Labor Party.  Logicamente, presidente da República do Burundi.  

A República do Burundi está de festa!  Com recente decisão, vai se viabilizar a candidatura do José Dirceu ao posto de presidência da República. A quadrilha Lula & cia. também está de festa!  José Dirceu venha ser o lugar tenente do chefe da quadrilha Lula & cia., da República do Burundi.  

Todos os envolvidos nos crimes de quadrilha e de lavagem de dinheiro estão com portas abertas para qualquer iniciativa.  Pelo menos para os 12 réus do processo mensalão, não terão os processos criminais com trânsito em julgado.  Todos os direitos políticos estarão vigentes até que se conclua o processo denominado de mensalão.

A República do Burundi, em tese, como fez prevalecer o STF, o operador do mensalão Marcos Valério, poderá ser nomeado ministro da Fazenda.  A ex-banqueira poderá ser indicado para ocupar a presidência do Banco Central.  José Genuíno como ministro da Defesa.  Henrique Pizzolato para presidente do Banco do Burundi.  E assim, vai...  

Como era desejo do José Dirceu, a República do Burundi vai ser governado pelo Labor Party por mais duas décadas.  Claramente, a quadrilha do Lula & cia. estará mandando na República mais do que nunca.  

Uma dúvida que fica me martela na cabeça.  Os ladrões bagrinhos que não fazem parte da quadrilha Lula & cia. merecerão o mesmo privilégio de serem aquinhoados com os embargos infringentes?  Se é assim, para o Estado não gastar dinheiro atoa, que soltem todos presos bagrinhos, inclusive o Donadon.  Já estou começando achar que cometeram injustiça com ele.  Claro, na visão do cidadão burundiano.  

Bem as consequências, nem sei avaliar ainda.  Só sei que vou preparar minha mochila para me internar no sanatório, porque amanhã vou acordar na República do Burundi.  E, não sei se vou me acostumar na República do Burundi.  

Ossami Sakamori