Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 30 de junho de 2012

DILMA 77% DE POPULISMO OU DE EFICIÊNCIA?

Não me impressiona o fato da presidente Dilma estar com aprovação de 77% da população, segundo pesquisa encomendada pela CNI.  O índice de aprovação não guarda relação direta com o desempenho administrativo do chefe da Nação.  Kadafi tinha aprovação do povo líbio. O Sadam Hussein do iraquiano, o Bashar Al Assad dos sírios, o Ahmadinejad do povo persa, o Fidel Castro dos cubanos e Hugo Chavez dos venezuelanos.  O índice tem mais a ver com a popularidade da figura do presidente do que propriamente da aprovação da administração do presidente.  Nem sempre o populismo significa eficiência administrativa, como podemos ver nos exemplos citados.

Pontos positivos, todos os presidentes tiveram, desde José Sarney a Dilma.  José Sarney assegurou o processo democrático no país. Fernando Collor abriu os portos para o mercado internacional.  Itamar Franco criou o Plano Real. FHC instituiu lei da responsabilidade fiscal. Lula fez ajuste de salário mínimo, colocando milhões de brasileiros ao mercado consumidor.  Cabe à presidente Dilma, mostrar para que veio, dando sua contribuição ao país somando a tudo que já foi feito pelos presidentes anteriores.

Não cabe, no meu ponto de vista, presidente Dilma, querer repetir tudo que o Lula fez, como uma cópia idêntica.  O país deu vários passos para frente, com sucessivos presidentes antes dela.  Não é por falta de agenda para ela Dilma ser eficiente na administração pública, além de ser popular.  Existe graves problemas nas áreas de educação, saúde púlbica e segurança pública.  As 3 áreas fundamentais para a população passa pelo sucateamento progressivo.  Já fiz matérias específicas sobre os temas neste mesmo blog.

Presidente Dilma, mãos à obra!

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR
Twitter: @sakamori10 

CRÉDITO AGRÍCOLA. DILMA, VAMOS FALAR MENOS E FAZER MAIS?

O maior Plano Safra da história (sic), anunciado com estardalhaço pela presidente Dilma, corresponde correção de 7,7% ao plano de safra anterior, conforme noticiado pela imprensa, nestes últimos 2 dias. Os recursos adicionais virão da liberação da parte do depósito compulsório dos bancos e da poupança rural.

Anteontem, o governo anunciou o que foi classificado como "o maior Plano Safra da história", no qual dará R$ 115,25 bilhões de crédito agrícola para a safra 2012/2013, com redução média de 18,5% nas taxas de juros cobradas do produtor. Os quase R$ 15 bilhões liberados pelo CMN, ontem, fazem parte desse montante, que é superior aos R$ 107 bilhões liberados pelo governo federal para a safra anterior. Fonte: Folha.

O governo alterou as regras que determinam como os bancos têm de aplicar parte dos seus depósitos e, com isso, liberou R$ 14,8 bilhões para o financiamento da safra agrícola 2012/2013. Boa parte dos recursos, R$ 10,2 bilhões, virá da liberação dos chamados depósitos compulsórios - montante que os bancos são obrigados a deixar depositado no Banco Central. 

Uma boa parte do insumos agrícolas está atrelada em dólar, então, os recursos adicionais servirão para compensar parte do aumento destes insumos, se mantida mesma área plantada em relação a safra anterior.  

Notícias vindas de fora, com a solução parcial do problema de liquidez dos bancos europeus e injeção de cerca de EU$100 bilhões para incentivo ao consumo, o mercado sinalizou positivo.  Em consequência os preços dos commodities subiram ontem no mercado internacional.  Porém o efeito não será duradouro, uma vez que o montante destinado ao incentivo não é expressivo a ponto de dar guinada no panorâma econômico da Europa.  De toda forma, para os produtores agrícolas a notícia da Zona de Euro é positiva, com reserva. 

Sempre estou à esquerda da presidente Dilma, não propriamente pelas medidas, mas sim pela forma como são anunciadas.  A cada medida é dada a publicidade como se aquela fosse a salvação da pátria.  O que não é.  Segundo contagem da imprensa, o pacote agrícola é a 8ª medida de estímulo à economia implementada pela presidente Dilma, somente neste ano.  Se a propaganda correspondesse ao fato real, o Brasil estaria "bombando", já neste ano.  O que está ainda longe de acontecer.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

sexta-feira, 29 de junho de 2012

BANCO CENTRAL, NOTA 8.

O diretor de Política Monetária do Banco Central, Aldo Mendes, disse que o país "tem dois colchões de liquidez" para enfrentar a crise e oferecer linhas de crédito, caso a situação europeia se agrave e restrinja fontes de financiamento. O primeiro, diz, são as reservas internacionais, de US$ 372 bilhões, que poderão suprir linhas de crédito externas. Se houver um "aperto" no crédito doméstico, diz, o Banco Central poderá usar os cerca de R$ 400 bilhões retidos sob a forma de empréstimo compulsório dos bancos (percentual dos seus recursos que os bancos não podem emprestar). Apesar do otimismo, o Banco Central, porém, revisou sua previsão para expansão do PIB de 3,5% para 2,5% em 2012. Fonte: Folha.

Apesar do otimismo, Banco Central tem atuado discretamente para suprir linhas de créditos.  Por outro lado, BC tem atuado firmemente na contenção da cotação do dólar nos patamares atuais.  Vamos dizer que BC está com nota 8.

Com crise de liquidez dos bancos espanhois equacionados, a Zona de Euro, está tomando fôlego.  Por enquanto a orientação da Angela Merkel está prevalecendo. Por fora, está correndo os franceses e italianos, tentando impor crescimento via CrédiFácil, nos moldes da política econômica brasileira.  Tem ainda barulho por lá.  

Por hoje é isto.  Vamos acompanhando de perto o desenrolar dos acontecimentos.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10
 

VENEZUELA DO HUGO CHAVEZ SERÁ ADMITIDA NO MERCOSUL

A Venezuela será incorporada ao Mercosul em reunião em 31 de julho no Rio de Janeiro. A decisão foi tomada na Cúpula do Mercosul, em Mendoza, na Argentina, nesta sexta-feira. A entrada do país no bloco era impedida por uma votação no Congresso do Paraguai, que ainda não tinha votado a incorporação. Com a saída paraguaia, especulava-se a entrada venezuelana, governada por Hugo Chávez. Fonte: Folha.

Disse ainda Cristina Fernández Kirschner "Temos muito claro que as sanções econômicas nunca são contas pagas pelos Governos, mas pelos povos e nenhum de nossos povos pode sofrer com a decisão da de dirigentes políticos", ressaltou na abertura. A governante entregará nesta sexta a Presidência temporária do bloco ao Brasil.  Fonte: Folha.

Sou de opinião contrária a suspensão do Paraguai como membro permanente do Mercosul, assim como sou de opinião contrária a barreira imposta pelo Paraguai à entrada da Venezuela no Mercosul.  Mantenho a corerência de que os povos não tem que pagar pelos erros dos governantes de plantão, qualquer que seja ele. 

Com certeza, após a incorporação da Venezuela no Mercosul, os demais membros, agora contando com a Venezuela, vão mitigar a situação do Paraguai.  Foi apenas uma solução, gambiarra, encontrada para a incorporação da Venezuela ao bloco.  Estão é pouco lixando pelo presidente deposto Lugo do Paraguai.  Criou-se uma janela para atender o Hugo Chavez, amigo da Kirschner e Dilma.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. da UFPR.
Twitter: @sakamori10

EIKE BATISTA JÁ PERDEU R$ 23 BILHÕES. PONTA DO ICEBERG?

Inicialmente, a previsão da OGX era extrair 20 mil barris por dia do campo de Tubarão Azul, o único em exploração, e agora é de 5.000. Uma fissura entre os poços e a necessidade de troca de equipamentos submarinos foram as justificativas da empresa para a revisão dos números.  Fonte: Folha.

Só ontem o valor das sete empresas de Eike na Bolsa recuou R$ 5,4 bilhões. Um dia antes, caíra R$ 8,4 bilhões.
No ano, as empresas X já perderam R$ 23 bilhões em valor de mercado, segundo a consultoria Economatica. Fonte: Folha.

Depois de uma crise de confiança sem precedentes varrer, em dois dias, quase R$ 14 bilhões do valor de mercado de suas empresas na Bolsa, Eike Batista decidiu trocar o comando da companhia de petróleo OGX. Egresso da Petrobras e considerado um técnico experiente, Paulo Mendonça deixará a presidência da OGX, após assustar os investidores com a revisão das estimativas de produção no seu único campo em operação. Fonte: Folha.

Em seu lugar entrará Luiz Eduardo Guimarães Carneiro, que era diretor-presidente da OSX, empresa de construção naval do grupo. Ele também veio da Petrobras, onde trabalhou por 30 anos. Fonte: Folha.

Do que ocorreu no mercado nestes dois dias com relação às empresas do Eike Batista, podemos tirar algumas lições.  

A primeira lição é de que um cara que tem bom trânsito no governo pode alavancar seus negócios em cima do nada.  A empresa OGX nunca dantes tinha perfurado um poço de petróleo siquer.  A empresa OSX, idem, não construiu uma plataforma siquer, muito menos navios petroleiros.  É público e notório que o empresario Eike Batista tem trânsito direto no 3º andar do Palácio do Planalto.  Negócio de R$ bilhões.

A segunda lição é que um cara desse, com trânsito no Palácio do Planalto, toma dinheiro subsidiado do BNDES de R$ bilhões. Lembrando que a diferença entre captação do dinheiro à taxa Selic e empréstimo a TJLP, quem paga é o contribuinte.  Sim, somos nós. Eu, você, o assalariado, o pequeno empresário e donas de casas que fazem compras nos supermercados.  É uma verdadeira "revolução socialista" que os governos Lula e Dilma vem fazendo.  Só que ao inverso.  Robin Hood ao contrário.  

A terceira lição é que os executivos das principais empresas são egressos da Petrobrás.  Sim, a Petrobrás, que conseguiu multiplicar o custo da construção da Refinaria Abreu e Lima em 9 vezes, segundo Foster. Sim, a mesma Petrobrás que contratou a empresa OSX do Eike Batista para construção de 17 plataformas marítimas.  E de sobra deu financiamento de R$ 2,7 bilhões à juro subsidiado do BNDES.  

A quarta lição é consequência da terceira.  O fato acontecido com as empresas do Eike Batista, coloca em cheque a eficiência e capacitação técnica da estatal Petrobrás.  A empresa Petrobrás poderá estar sendo usado tão somente para atender as demandas do partido do Lula e Dilma.  O mercado financeiro, percebe.  Liga uma coisa com a outra.  O mercado sabe que a Petrobrás está sendo "sucateada".

A quinta lição é que alguns grupos empresariais, utilizam-se do mesmo expediente do Eike Batista, isto é, conseguem beneficios do Palácio do Planalto, nos mesmos moldes do empresário citado.  Em cima da bolha, como a Delta Construções.  Tem muitas outras bolhas ainda por estourar. 

Tenho receio de que a sinalização do BIS, banco central dos bancos centrais do mundo, de colocar o Brasil sob risco, venha a se confirmar.  Coincidência ou não, já começou o estouro das bolhas.  

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

quinta-feira, 28 de junho de 2012

DILMA, O POVO JÁ ESTÁ CANSADO DE VOCÊ

Impressionante como o governo atende com rapidez a classe empresarial... E os trabalhadores, eles nem dão ouvidos. É só os empresários pedirem aumento para os serviços (transporte, energia, água...) mal prestados à população, pra eles reajustarem logo. Aos professores, aos trabalhadores que ajudam construir este país, vivem com um mísero salário! É aviltante! È só rolo compressor na cabeça do peão sô! Fonte: comentário da Nice.

Depoimento como descrito acima, é constante na rede social e em comentários sobre minhas matérias do blog.  

Infelizmente, os prognósticos negativos meus estão gradativamente confirmando.  E os prognósticos positivos estão ficando para o ano que vem.  Até onde o povo vai aguentar, não sei.  Oxalá, vai aguentando até onde chegar a minha força de indignação.  

Dá colher de chá para mim, Dilma! Já dei meus 57 anos da minha vida dos 67 que já vivi.  Chega de ladainha!  Não estou a dizer somente do seu partido não, nem da sua pessoa em específico, falo de todos que ocupam e ocuparam esta cadeira de presidência da República.  Sempre chega ao posto prometendo mundos e fundos.  E chega lá, no 3º andar do Palácio do Planalto e deslumbra-se com o poder que tem.  E quando chegam, se acham o rei ou rainha da cocada preta.  Pensam que é dono do mundo.  Não é não.  São apenas inquilinos deste Palácio de Cristal.  Digo, do Planalto.

Meu sonho, o único, é acordar-me no Brasil.  Invariávelmente tenho acordado no Burundi da África ou no Haiti do Caribe.  

Espero que o Brasil não tenha se tornado país de eunucos, como na última dinastia da China. Os que ainda não são, que se levantem.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR
Twitter: @sakamori10

MOOD´S REBAIXA NOTA DOS BANCOS BRASILEIROS

Na segunda feira, dia 25, fiz matéria com o título "Brasil poderá ser a bola da vez".  As coisas poderão estar caminhando para isso.  Petrobrás em dificuldade para geração de caixa, Eike Batista perdendo alguns US$ bilhões e para completar, o rebaixamento das notas dos bancos brasileiros, embora queira mitigar dizendo que é apenas ajustamento. Vejam as notícias.


A agência de avaliação de risco Moody´s rebaixou o rating (nota) de oito grandes bancos brasileiros. O motivo foi o nível de exposição dessas instituições à dívida pública.
Os bancos afetados foram Banco do Brasil, Safra, Santander Brasil, HSBC Brasil, Bradesco, Itaú, Itaú-BBA e Votorantim. Fonte: Folha.

Os bancos brasileiros, assim como seus equivalentes europeus, também possuem uma grande parte de seu capital aplicado em títulos emitidos pelo governo. Embora o Brasil esteja numa situação econômica bem mais confortável que os países da Europa, a Moody´s levou em conta o risco de uma piora na condição financeira dos bancos caso essa situação fiscal soberana deteriore.Fonte: Folha.

Vamos acompanhar de perto, os acontecimentos. Qualquer novidade, volto ao blog.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR
Twitter: @sakamori10 

PETROBRÁS, FRATURA EXPOSTA !

A presidente da Petrobras, Graça Foster, reafirmou em uma apresentação a investidores e analistas em Nova York que os erros cometidos na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, não serão repetidos. A refinaria está três anos atrasada e vai custar nove vezes mais do que a projeção inicial quando concluída. Fonte: Folha.

Perguntada por mais de um investidor se os próximos projetos de refinarias da companhia poderiam ter problemas como a de Pernambuco, Graça foi mais uma vez taxativa ao criticar o projeto iniciado pelo ex-diretor demitido da empresa Paulo Roberto Costa.  Segundo Graça, a refinaria Abreu e Lima "foi uma lição a aprender". Fonte: Folha.

O que a Graça Foster não revelou é que a PDVSA do Hugo Chavez é sócia em 50% da Refinaria Abreu e Lima, cujo capital ainda não inegralizou.  Bem, sob administração da Petrobrás, a construção já está atrasada em 3 anos e seu custo multiplicado por 9 vezes, conforme Foster.  Resta saber se o Hugo Chavez vai pagar os 50% do custo projetado ou 50% sobre o custo com famosos aditivos.  Certamente a PDVSA não vai pagar a incompetência da Petrobrás admitida pela própria presidente da Companhia. Resumindo, Hugo Chavez vai pagar 1/9 do que vai custar a Refinaria e vai mandar em 1/2 e auferir lucro sobre 1/2. Logicamente o prejuizo quem vai pagar, no primeiro momento pelos acionistas minoritários e no final das contras sobra para os contribuintes.

Mesmo com o ajuste realizado na sexta-feira para os dois combustíveis (aumento de 7,83% para a gasolina e 3,94% para o diesel), os preços da Petrobras continuam defasados em relação ao mercado internacional.  Se a Petrobras não conseguir cumprir a premissa básica do seu Plano de Negócios para o período 2012-2016, de atingir a paridade dos preços do mercado interno com o mercado internacional, o plano terá que ser ajustado, afirmou o diretor financeiro da estatal, Almir Barbassa. Fonte: Folha.

Quando a Dilma reajustou os combustíveis para a Petrobrás na refinaria, eu coloquei na matéria anterior, que os analistas consideravam os reajustes insuficientes poque a defasagem estava em 26%.  Está aí, a confirmação pública de que os analistas tinham razão.  Está cristalino a fala do diretor da Petrobrás, na Road Show que fez a Diretoria da Petrobrás em Nova York.  Escancarou de vez a fragilidade da Companhia. Qualquer bobeada, pode explodir como a Companhia Petrolífera do Eike Batista.  

Resumindo, estão "sucateando" a Petrobrás!

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10 

quarta-feira, 27 de junho de 2012

EIKE BATISTA PERDE US$ BILHÕES

Por conta da recomendação negativa da agência de rating, as empresas do empresário Eike Batista, sofreu pesada perda na Bolsa brasileira.  Foram as maiores baixas de hoje.

OGX  (-) 24,85%
LLX    (-)  7,88%
MMX   (-)  6,63%
MPX   (-)  7,68%
PortX  (-) 6,77%

Este fato pode provocar efeito dominô, em determinados papeis negociadas no BMFBovespa. As empresas do Eike Batista está pesadamente comprometido com os recursos do BNDES. O desfazimento de alguns papeis de algumas empresas do empresário, recentemente, já indicavam uma anomalia.

Oremos que o as empresas EBX não seja um Lehman Brothers do Brasil.  Esperemos que a sinalização do BIS, banco central dos bancos centrais do mundo, seja apenas exercício de futurologia.  Uma coisa tem nexo com a outra, eu creio. Caso EBX tem a ver com a sinalização do BIS.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10 

DILMA DÁ COM UMA MÃO E TIRA COM OUTRA

Em novo pacote de medidas para estimular a economia, o ministro Guido Mantega (Fazenda) anunciou nesta quarta-feira que a União comprará neste ano R$ 6,6 bilhões a mais do que o previsto no Orçamento de 2012 em máquinas e equipamentos e bens produzidos no Brasil. No total, serão R$ 8,4 bilhões. Fonte: Folha.


Mais um blá, blá, blá.  O montante adicional de compras anunciado, tem pouco efeito no PIB, representa acréscimo de 0,22% em 2012.  O esforço é para que o PIB deste ano não fique significativamente abaixo de 3%.  BC deve anunciar a previsão do PIB deste ano, abaixo de 3%.  O número em si, não tem grande impacto no mercado financeiro.  Só para comparação, a restituição do Imposto de Renda feito no mês de junho foi de R$2,4 bilhões. Este ano já está perdido.  Vai terminar o ano em estagnação.

Segundo o ministro, a União comprará 8.000 caminhões, a um custo de R$ 2,2 bilhões, 3.000 patrulhas agrícolas (com tratores e outros equipamentos), 3.500 retroescavadeiras e motoniveladoras, 50 perfuradoras para poços em época de seca, 2.100 ambulâncias, 160 vagões de trens urbanos, 500 motocicletas, 40 blindados para o Ministério da Defesa, 30 veículos lançadores de mísseis, 8.700 ônibus escolares e cerca de R$ 450 milhões em móveis escolares, entre outros. Fonte: Folha.


Os números anunciados, dá a impressão que vai resolver o problema do Brasil.  Mas, não vai.  Com foi dito acima, tudo isto acima, apenas, representa 0,22% do PIB deste ano.

A TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), referência dos empréstimos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), também foi reduzida de 6% ao ano para 5,5% ao ano.  

Como não poderia ser de outra forma, Dilma dá uma mãozinha para alguns setores da indústria, além da compras anunciadas, mediante subsídio de juros para alguns poucos beneficiários da Bolsa BNDES.  O corte de juros no TJLP, vai custar uma bagatela de R$1,75 bilhão para o contribuinte.  Isto é, Robin Hood ao inverso.  Dilma dá com uma mão mas tira com a outra.  O pior de tudo, anunciado no mesmo pacote de medidas.  Nem disfarça mais!

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR
Twitter: @sakamori10

FERROVIA FILÉ MIGNON PARA CHINESES!


O governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), assinou carta de intenção com o Banco de Desenvolvimento da China (CDB, na sigla em inglês) para construir uma ferrovia de Cuiabá a Santarém (PA). O projeto prevê a construção de uma linha férrea paralela à BR-163, que liga as mesmas cidades e está sendo pavimentada. O trajeto é de cerca de 1.800 quilômetros. Segundo o governo de Mato Grosso, o banco se comprometeu a emprestar US$ 10 bilhões. Em contrapartida, produtos e serviços terão de ser importados da China. Fonte: Folha

Como podem ver, os chineses não tem nada de olhos fechados, pelo contrário, em troca de financiamento eles vão nós vender de locomotivas à linha férrea, passando pela tecnologia de informação da manutenção.  Bom para os sojicultores brasileiros, mas ótimo para financiadores chineses.  Lembrando que o governo federal tem uma empresa especializada em construção de ferrovias, a Valec.

O sojicultor afirma que o transporte do meio-norte do Estado até o porto de Santos custa entre US$ 100 e US$ 120 por tonelada. Esse valor cai para US$ 50 a US$ 60 com o escoamento via Santarém. Fonte: Folha.

É urgente a necessidade de elaborar um Plano Nacional de Transporte Ferroviário, calcado à demande de transporte de cargas, hoje atendido em sofreguidão pelas rodovias que mal atende o transporte de passageiros coletivos ou particulares.  Nem céu nem a terra.  O Brasil precisa sair de uma ferrovia que anda a 30 Km/h, em malhas que não atende à necessidade atual, para uma velocidade média de 180 Km/h, que pudesse atender à necessidade de transporte de carga e de passageiroFoi o que eu disse numa matéria sobre ferrovia neste blog. 


Enquanto o governo federal só espera a receita cambial proveniente dos commodities agrícolas, a Dilma é incapaz de mobilizar parte dos recursos que tem ido direto para o bolso dos poucos beneficiados do BNDES.  Desde 2009, o BNDES já repassou o financiamento à juros subsidiados, TJLP, cerca de R$350 bilhões.  Custava financiar um projeto estratégico como Ferrovia Rondonópolis - Santarém (1.800Km) a um custo estimado em R$20 bilhões?  A indústria ferroviária tem competência e capacidade para atender a demanda prevista neste projeto.  Por que deixar para os chineses, se temos recursos e parque industrial para isto?


E por estas e outras mais que acordo pensando que estou no Burundi na África ou no Haiti no Caribe.


Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

A EMBRAR FAZ PARCERIA COM A BOEING

Os textos abaixo publicados na Folha de São Paulo, de ontem, por si só são auto explicativos, portanto dispensa meus comentários sobre o tema.  Apenas reproduzo os trechos importantes da matéria, com intuito de informação para os leitores deste blog.  Em tempo, a Embraer é uma empresa brasileira, privatizada.
 
A Embraer e a Boeing assinaram um acordo de parceria que poderá representar a abertura do mercado dos EUA para o KC-390, avião cargueiro brasileiro que está em desenvolvimento e que deverá fazer seu primeiro voo teste em 2014. A Boeing vai ajudar a Embraer no esforço de vendas do cargueiro e também com a troca de conhecimentos técnicos. O acordo é o primeiro na área de defesa desde a assinatura de um memorando de entendimentos firmado em abril e que engloba as áreas militar e civil. O anúncio, na manhã desta terça-feira em São Paulo, contou com a presença do presidente da Boeing Defesa e Segurança, Dennis Muilenburg.

A aproximação entre as duas empresas acontece no momento em que o governo brasileiro finaliza o processo de escolha dos caças a serem adquiridos pela Força Aérea Brasileira. Embora o governo brasileiro tenha dúvidas sobre quanto de tecnologia os EUA estariam dispostos a oferecer se o país optasse pelo Super Hornet (F/A- 18) da Boeing, o fato de a fabricante americana manter laços com a Embraer pode contar pontos a seu favor. 

O desenvolvimento do KC-390, um avião bimotor turbofan do porte do Embraer 190, vai demandar investimentos de US$ 2 bilhões. O valor será custeado majoritariamente pela FAB, juntamente com os cerca de 50 fornecedores que vão investir no desenvolvimento de suas respectivas partes e peças.
Com capacidade para até 23 toneladas, o KC-390 será o maior avião a ser produzido pela indústria aeronáutica brasileira.  O KC-390 concorrerá diretamente com o C-130, da fabricante americana Lockheed Martin, avião cujo projeto já tem mais de 50 anos mas que vem sendo atualizado constantemente. 

Parabéns Embraer! Parabéns o seu corpo técnico!

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

terça-feira, 26 de junho de 2012

DÓLAR VAI PARAR ONDE?

O dólar subiu 0,31% nesta terça-feira mesmo com o BC (Banco Central) anunciando que vai intervir na negociação da moeda. Em sua quinta alta consecutiva, o dólar já acumula 2,21% de valorização e atingiu R$ 2,0724 na venda. O BC tentou conter a alta dizendo que vai fazer um leilão de swap cambial --venda de dólares no mercado futuro-- nesta quarta (27), mas a medida não foi suficiente para derrubar a moeda. Fonte: Folha.

O Banco Central vai ofertar até 60 mil contratos, com vencimentos em 1º de agosto e 3 de setembro de 2012. "O mercado esperava que que a rolagem de swap pudesse acontecer uma hora", disse o economista da Link Investimento Thiago Carlos. "Se o BC não conseguir rolar esses contratos, aí pode mexer mais com a moeda e levar o dólar para cima." Fonte: Folha.

A minha percepção é de que o dólar vai subir mais, por dois motivos.  O primeiro motivo é que nos próximos dias vencem os primeiros Swaps cambiais lançado recentemente. Quando foi lançado a previsão era que o dólar estaria no patamar abaixo de R$2,00 e não está. É possível que na rolagem BC tenha que renovar o Swap cambial testando um novo patamar.  

O segundo motivo da previsão da alta é a percepção do mercado externo em relação ao risco Brasil, conforme noticiado em matéria anterior sobre "Brasil poderá ser a bola da vez" sinalizado pelo BIS.  BIS nada mais é do que Banco Central dos Bancos Centrais do mundo.

Creio que, o mercado tende a aproximar da cotação de R$2,40.  Número este que foi calculado desde a implantação do Plano Real corrigido pela inflação oficial, descontado a inflação americana.  Número semelhante, apontam os economistas do IPEA.

Os números apontados aqui guardam coerência com o cenário atual.  Poderão à qualquer tempo, se mudar o cenário para pior ou para melhor as perspetivas poderão ser diferentes destas apresentadas aqui.  Ficarão sabendo por meio deste blog.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

MENSALÃO, JULGAMENTO VAI SAIR EM AGOSTO !

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski avisou nesta terça-feira (26) ao presidente da Corte, Carlos Ayres Britto, que seu voto sobre o processo do mensalão está pronto, liberando o caso para ser julgado a partir do início de agosto. Após críticas sobre a demora para finalizar o voto, Lewandowski disse que foi a revisão "mais curta da história do Supremo". "É o voto-revisor mais curto da história do Supremo Tribunal Federal. A média para um réu é de seis meses. Eu fiz das tripas coração para respeitar o que foi estabelecido pela Suprema Corte." Fonte: Folha.

Brasil não é Paraguai, mas convenhamos, se cada ministro levar 6 meses para analisar o processo e dar o seu voto, em tese, o julgamento duraria 5 anos e meio.  

Seja como for, o caso mensalão vai ao julgamento  a partir do mês de agosto, contrariando vontade do presidente Lula. O resultado não importa, se os réus serão condenados ou absolvidos, de acordo com a legislação brasileira.  O que importa é que vai haver o julgamento.

Grande parte do mérito de sair o julgamento político mais importante dos últimos tempos, em tempo hábil para serem absolvidos ou condenados pela Corte Suprema do país, deve-se ao movimento desencadeado pelas redes sociais, em especial o twitter.  

Conclamo os amigos e amigas das redes sociais para continuar vigilantes sobre diversas demandas que o país exige, além deste caso que é de fundamental importância para história política do país.  Nós usuários das redes sociais crescemos.

Parabéns twiteiros e usuários do facebook!
Parabéns povo brasileiro!

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

segunda-feira, 25 de junho de 2012

BRASIL PODERÁ SER A BOLA DA VEZ

A situação geral do setor bancário neste ano se assemelha à que ocorreu com o colapso do Lehman Brothers, afirma o BIS (sigla em inglês de Banco para Compensações Internacionais), que também advertiu para o risco do Brasil. Fonte: Folha.

O aumento do crédito muito acima do crescimento econômico é normalmente presságio de turbulência econômica. Esse é o caso quando tal descompasso supera os 6%, segundo o BIS. A instituição sustentou que o Brasil está na zona de perigo por considerar haver um descompasso entre o crescimento do crédito e da expansão da economia.Fonte: Folha.


Citou também preocupação com o nível de endividamento das famílias e das empresas brasileiras e com o forte crescimento dos preços do mercado imobiliário.Fonte: Folha.

Notícia que percorreu ontem, dia 24 de junho, pelo mundo a fora. As fontes originais são da EFE e da Reuters.  Mal presságio! Muito mal, mesmo!

Vamos rezar ou orar muito para que o Brasil não seja a bola da vez, após a Espanha e Itália.  Para completar o quadro, BC acaba de divulgar o endividamento líquido do Tesouro, que já bateu R$1,95 trilhões no fim de maio.  Grosso modo, representando 50% do PIB.  Sem considerar o endividamento bruto que inclui dívida casada com BNDES, Petrobrás e outros.

O quadro me parece que está deteriorando rapidamente.  Vamos ficar com a barba de molho, que é melhor!

Acoooorda, Dilma!

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

AÇÕES DA PETROBRÁS DESPENCAM

Às 11h 20min, a ação preferencial recuava 5,22%, a R$18,53, enquanto a ordinária caía 5,21%, a R$19,11, maiores quedas do Bovespa, neste momento.  O mercado financeiro, no dia a dia, acha também que o aumento concedido foi insuficiente para resolver problema de geração de Caixa da Companhia, assim como já adiantei na matéria anterior sobre o tema.

A Petrobras está preparando um programa de otimização de custos operacionais, informou a presidente da empresa, Graça Foster, durante apresentação do plano de negócios da companhia para o período 2012-2016. Fonte: Folha

Segundo o diretor de Exploração e Produção, José Formigli, que detalhou parte do plano na manhã desta segunda-feira, o programa está sendo estruturado e será detalhado entre agosto e novembro, para que o resultado final seja apresentado em dezembro.  Fonte: Folha

De acordo com dados da Petrobras, 30% dos gastos gerenciáveis da companhia respondem por 30% do desembolso anual da empresa. Em 2011, os gastos gerenciáveis foram de US$ 32 bilhões. Fonte: Folha

Está difícil de controlar a situação. Vamos ver o desdobramento do assunto. 

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

HOJE É DATA FATAL PARA MENSALÃO!

O caso mensalão, em pauta nos meus artigos, inúmeras vezes, alertando para a tentativa de absolver os réus do processo mediante expediente, legal, mas um tanto escuso, pelo menos moralmente.  Dizem os meus amigos juristas que, se o julgamento ocorrer em 2013, maioria dos crimes supostamente cometidos cairão em prescrição.  Outro fato que denota claramente é a interferência do presidente Lula no andamento do processo, para que o julgamento não ocorra este ano, sob argumento de que este ano é "ano de eleições".  Pelo que eu aprendi nos meus bancos escolares que o Brasil é um país democrático com três poderes funcionando "independentemente".  Mudaram o conceito de democracia, no Brasil?  Se mudaram, não me avisaram.

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Carlos Ayres Britto, enviou ofício ao ministro Ricardo Lewandowski advertindo que ele precisa devolver hoje a revisão do processo do mensalão para que o julgamento comece no dia 1º de agosto. Na prática, o presidente do STF cobra pressa do colega de corte para que o calendário do principal julgamento do ano seja obedecido. Britto tomou essa iniciativa na noite de quinta-feira (21) depois de tentar, sem sucesso, conversar com Lewandowski sobre o assunto naquele dia. Fonte: Folha.


A atitude do presidente do Supremo, segundo ministros, é incomum no dia a dia da corte, mas se tornou necessária devido ao risco de atraso. Lewandowski tem reclamado nos bastidores da pressão interna que sofre dos colegas para correr com o caso. Lewandowski tem prometido entregar o processo até o fim de junho, mas evita se manifestar publicamente, principalmente depois das revelações de que setores do PT, liderados pelo ex-presidente Lula, têm trabalhado para adiar o julgamento para depois das eleições municipais. Fonte: Folha.

Espero que o ministro Ricardo Lewandowski cumpra com o seu dever, não como agente público que segue a sua carga de trabalho apenas tão somente pela regulação da lei, mas pelo dever cívico, como qualquer cidadão do país que ama a República Federativa do Brasil.

Democracia está em suas mãos, ministro Ricardo Lewandowski ! 

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.UFPR.
Twitter: @sakamori10

domingo, 24 de junho de 2012

CANAL DO SÃO FRANCISCO É ENTREGUE, MAS SECO.

O título da matéria descrito acima, foi extraído do jornal Folha de São Paulo.  Os trechos descritos abaixo, também, foram extraídos do mesmo jornal.  Resolvi nem tecer comentários à respeito do tema.  Cada um vai fazer o seu juízo de valor.  Só sei que quando do anúncio da obra foi feito estardalhaço pelo presidente Lula.  O que se vê hoje é uma sucessão de mazelas na administração do dinheiro público, bem ao contrário da imagem que passou à população na campanha de 2010, o que seria a presidente Dilma.

Eudes Caldas, prefeito de Cabrobó (PE), olhava desolado para o lago vazio da Barragem de Tucutu que poderia armazenar 25 bilhões de litros de água do projeto de transposição do São Francisco. A barragem e um canal de dois quilômetros são os primeiros trechos prontos e foram entregues pelo Exército, responsável pelas obras, na última quarta. Mas ficarão secos: a água do rio não chega até eles antes de 2014. A água que passa no canal para num buraco de mais de 30 metros ainda em obras. É onde ficará a primeira elevatória do projeto. De lá, a água será bombeada para outro canal que começou a ser feito. Fonte: Folha.

O primeiro canal e a barragem ficaram prontos após cinco anos de obras. Eles custaram, segundo Joaquim Maia Brandão, diretor do Departamento de Engenharia e Construção do Exército, pouco mais de R$ 120 milhões. Fonte: Folha.

O trecho das obras de transposição do rio São Francisco feito pelo Consórcio Nordestino, do qual a Delta Construção faz parte, está parado desde o início da semana. Segundo o Ministério da Integração Nacional, responsável pelo empreendimento, as obras no lote seis, em Mauriti (517 km de Fortaleza), foram interrompidas por "desequilíbrio financeiro". Fonte: Folha.

O espaço de comentários está aberto para transcrever opiniões favoráveis ou desfavoráveis ao tema acima colocado.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. da UFPR.
Twitter: @sakamori10

DILMA BIPOLAR, NO CASO IMPEACHMENT DO LUGO

A política externa da Dilma é bipolar.  Por um lado admite-se governo como o do Bashar Al Assad da Síria e governo do Ahmadinejad do Irã ou ainda governo nada democrático como o do Hugo Chavez e por outro lado esta atitude em relação ao processo de impeachment do Fernando Hugo e ascenção do seu vice. Vejam as últimas notícias sobre o país vizinho.

O Brasil condenou neste sábado à noite o impeachment do ex-presidente paraguaio Fernando Lugo, ocorrido nesta sexta-feira (22). Em nota, o Itamaraty disse que o "governo brasileiro condena o rito sumário de destituição do mandatário do Paraguai" decidido pelo Senado por 39 votos a quatro.O embaixador brasileiro em Assunção foi convocado para consultas em Brasília. Fonte: Folha.


Para o Itamaraty, a democracia foi conquistada com esforço e sacrifício pelos países da região e deve ser defendida sem hesitação. "Medidas a serem aplicadas em decorrência da ruptura da ordem democrática no Paraguai estão sendo avaliadas com os parceiros do Mercosul e da Unasul."  Fonte: Folha.

Os termos do comunicado oficial foram negociados no início da noite deste sábado durante reunião da presidente Dilma Rousseff com os ministros Antonio Patriota (Relações Exteriores), Celso Amorim (Defesa) e Edison Lobão (Minas e Energia) e o assessor especial para assuntos internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia. No encontro, ficou decidido que o embaixador do Brasil em Assunção seria convocado a Brasília para consultas. A formalidade da convocação costuma detonar crise ou problema nas relações entre dois países. Fonte: Folha.

Pergunto eu, por que esta encenação toda?  As medidas tomadas pela Dilma antes e depois do impeachment, dá a entender ao mundo, que o Brasil não vai aceitar o novo governo do Paraguai.  Ledo engano, Paraguai é sócio da Usina de Itaipú, meio a meio com o Brasil.  Além de tudo, as relações diplomáticas com aquele país tem um contorno especial, sobretudo porque existem colonos brasileiros denominados brasiguaios plantando soja naquele rincão.

O Brasil está de mãos atadas com o país vizinho, pelos motivos expostos acima.  Vai que Obama reconhece o novo governo antes do Brasil.  O Paraguai continuará sendo o quintal americano do que brasileiro. Chamar embaixador brasileiro para consultas e não tomar atitude nenhuma, o que vai ocorrer, vai confirmar ao mundo que o Brasil não tem a sua própria identidade.  O mundo percebe.  Por estas e outras que a presidente Dilma, acaba virando motivo de chacota no primeiro mundo.

Ossami Sakamroi, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

sábado, 23 de junho de 2012

DILMA E AMÉRICA DO SUL

Segundo a imprensa, a presidente Dilma mandou a diplomacia brasileira, socorrer o presidente paraguaio Fernando Lugo, afilhado político do presidente Lula, antes do impeachment. Deu com os burros nágua.  Não deu tempo. Independente de processo de cassação ter ocorrido em tempo recorde, 30 horas, já o seu vice está ocupando a cadeira do presidente do Paraguai.

Antes de ontem, a presidente Dilma, teve o dissabor de assistir a revoada da Cristina Kirshner antes do seu discurso do texto final da Conferência Rio + 20. O que teria ocorrido? Em termo de comércio exterior está pegando fogo a relação bilateral no âmbito do Mercosul com o vizinho Argentina. 

As relações com o vizinho Colômbia, está um tanto complicado, porque aquele país optou pelo alinhamento automático com os EEUU.  E o Brasil do Marco Aurélio Garcia está mais para o lado do Irã e Síria. 

Hugo Chavez, o companheiro do Lula, tem dado baile nas relações comerciais com o Brasil.  Chavez ainda não pagou os 50% de participações na Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco. Chavez está enrolando Dilma para efetivar o desembolso da sua cota parte, por ora bancado pela já combalida Petrobrás.  

Só restou mesmo o presidente Rafael Correa, alinhado com o Hugo Chavez, para ser solidário como o Brasil.  O seu país Equador precisa urgente de financiamento do BNDES para realizar obras de infraestrutura naquele país.  Olha o nosso dinheirinho indo para Equador!

O Brasil é um país que representa aproximadamente 50% da população e grosso modo 50% do PIB da América do Sul, mas não consegue se impor como líder do bloco regional.  Lula até estava conseguindo ser notado dentro do bloco Unasul.  Infelizmente, a diplomacia da presidente Dilma está muito à desejar, não consegue se impor dentro do quintal latino americano.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

APRENDENDO COM O POVO JAPONÊS

O cotidiano dos japoneses mudou muito após tsunami de Fukushima.  Assisto com frequência a estação semi-estatal NHK, sobre algumas peculiaridades da cultura japonesa.  Este artigo não tem caráter científico, nem investigativo.  Apenas algumas curiosidades que quero relatar, que certamente, poderão servir de ensinamento para todos nós.

1. Após 1 ano e 3 meses do problema de vazamento na Usina Nuclear de Fukushima, o rescaldo da referida usina ainda não terminou.  Os operários que fazem o serviço de rescaldo são contratados com salários equivalentes a US$5.000 para trabalho de 2 horas por dia, devido à exposição da radiação. 

2. 51 usinas nucleares em todo território nacional foram desligados para adaptação a alguns itens de seguranças.  Realmente, o que houve foi a pressão da população para que o governo ordenasse o desligamento total, enquanto se avalia os itens de segurança.  Não sabem quando vai ser religadas. Devido ao desligamento das referidas usinas, o governo, as empresas e a população, estão num esforço para economia de energia em função do racionamento imposto.

3. Os habitantes das localidades num raio de 30 Km da Usina Nuclear do Fukushima, não poderão retornar aos seus lares ou sítios num período de no mínimo 10 anos. Enquanto isso, a população vivem em residências containeres fornecidas, emergencialmente, pelos governos locais e federal. Pelo que vejo, esta situação deve perdurar por mais 2 anos, no mínimo.  Mesmo nestas situações, os recursos públicos são severamente fiscalizados para não haver desperdícios.


4. A população atingida pelo tsunami e acidente nuclear, estão se reorganizando com a ajuda de entidades não governamentais, NPOs, e empresas da iniciativa privada.  O governo fez sua parte, restabelecendo a infraestrutura em tempo recorde, como já foi noticiado à época.


5. Agora, ao contrário do hemisfério sul, inicia-se o verão no Japão.  O esforço para economia de energia, sobretudo de "ar condicionado" poderão ser sentidos junto à população, sem que haja necessidade de governo fazer "campanha de racionamento de energia". Está na cultura do povo.  O povo caminha para promover o bem, coletivamente, sem que haja orquestração para que isto ocorra.  Curiosamente, os executivos japoneses sempre vestidos formalmente, com "terno e gravata", vão adotar o uso de roupas "casual day" mesmo nos dias úteis.  


Resumindo, lá na terra do sol nascente, governo pouco influi no cotidiano das pessoas.  O esforço de manutenção da sociedade vem do espirito coletivo, nato do povo, sem que haja uma "cartilha" de socialismo ou de capitalismo.  Creio que este espírito coletivo que fez do Japão, derrotado na II Guerra Mundial para galgar o posto de 3ª economia do mundo, com população de 120 milhões de habitantes, morando numa península cheia de acidentes geográficas e de catástrofes naturais.


Quiçá um dia chegaremos lá!


Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. da UFPR
Twitter: @sakamori10

GASOLINA NÃO SOBE NA BOMBA, MAS O POVO PAGA DO MESMO JEITO

A presidente Dilma optou pelo transferir ónus do aumento de combustíveis de usuários de veículos para os contribuintes, isto porque a renúncia fiscal referente a Cide que incide apenas aos combustíveis será coberta pelos demais impostos.  Pode ser que no futuro próximo haja aumento de alíquota de impostos em algum setor para compensar a perda de arrecadação provocado por esta renúncia fiscal.  O governo Dilma, quando dá algo com uma mão tira com a outra.  É a prática consagrada.
 
Após intensas negociações com o governo nos útimos dias, a Petrobras conseguiu o aval para reajustar os combustíveis. Para evitar que o reajuste chegue ao consumidor, o governo zerou um tributo --o que, na prática, compensa o aumento.
A gasolina vai sofrer um aumento de 7,83% na refinarias a partir da próxima segunda-feira (25). Já o diesel subirá 3,94%, também nas unidades de refino da estatal.Os percentuais consideram os preços sem impostos e contribuições como a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico). Fonte: Folha.

O Ministério da Fazenda informou que, para neutralizar os impactos dos reajustes, o governo federal vai reduzir a zero as alíquotas da Cide destes combustíveis."Dessa forma, os preços, com impostos, cobrados das distribuidoras e pagos pelos consumidores não terão aumento", informou a Fazenda.Fonte: Folha.

Apesar do aumento da receita proveniente dos combustíveis na refinaria, respectivamente 7,83% para gasolina e 3,94% do diesel, o ganho de arrecadação é insuficiente para o plano de investimento que a Petrobrás previa para expansão dos seus investimentos. O Conselho de Administração da companhia tinha aprovado, na semana passada, um aumento pequeno nos investimentos. Ao elaborar o plano, a estatal embutiu nos cálculos reajuste de 15% nos combustíveis.  Os números, novamente, não batem.  

Ainda, segundo analistas do mercado financeiro, a defasagem do preço dos combustíveis, já embutindo a apreciação do dólar que de uma média de R$1,70 pulou para R$2,00, está em torno de 26%.  Como o aumento médio anunciado ontem, foi aquém do deste número, a Petrobrás continua operando com situação de geração de caixa muito deficiente.  No longo prazo, isto traduz, em outras palavras, "sucateamento" da maior empresa estatal do país.  

Como já noticiado aqui no blog, a Petrobrás continua sendo instrumento de política monetária do país, em prejuízo dos pequenos acionistas.  Os pequenos investidores que não se iludam, continuarão a cobrir o rombo do país, de forma indireta.  Em outras palavras, os pequenos acionistas e os contribuientes vão pagar o custo da agenda política pautada em eleições, no caso de 2012, as municipais. Pelas atitutdes tomadas, sistemáticamente, a presidente Dilma quer e quer de qualquer maneira colocar a marca da estrelinha vermelha em todos rincões do Brasil.

Acorda, povo!

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10 

sexta-feira, 22 de junho de 2012

OFICIALMENTE, TAM JÁ É CIA CHILENA

As companhias aéreas TAM e LAN concluíram uma operação de troca de ações nesta sexta-feira, última etapa para a formação de uma das 10 maiores empresas do setor no mundo e uma gigante latino-americana com faturamento anual de mais de US$ 13 bilhões. A operação foi concluída com uma adesão de 99,9% dos acionistas da TAM participantes da oferta, que aceitaram trocar suas ações por um recibo que equivale a 0,9 ação da LAN. Após a permuta, a TAM, cujas origens remontam a 1961 com a criação da Táxi Aéreo Marília, fecha seu capital no Brasil. Fonte: Folha.

O conselho de administração da Latam será presidido por Mauricio Rolim Amaro, membro da família fundadora da TAM. Enquanto isso, Enrique Cueto, da LAN, será presidente-executivo da companhia combinada, segundo comunicado.  Em 14 de dezembro de 2011, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou  a fusão entre a TAM e a chilena LAN, que criará a maior companhia aérea da América Latina.

Pelas linhas tortas, a nova TAM passa agora a ser oficialmente chilena, com operações com todas regalias de uma companhia brasileira. Explico, a família Cueto da LAN é detentora de 2/3 das ações da nova LATAM que é a dona da nova TAM.  Assim como é uma situação sui generis, a situação da companhia aérea AZUL que é brasileira, por ter o seu dono dupla nacionalidade, a brasileira e americana.  

Volto ao assunto, porque na ocasião da venda da Varig boa, após a recuperação judicial, exigiu-se que os novos donos da Varig boa fossem brasileiros natos, por conta da imposição legal de participação máxima de estrangeira nas companhias aéreas em operação no Brasil.  Lembrando apenas que os pensionistas da Fundação Rubens Berta, funcionários da Varig podre, não recebem sua complementação de aposentadoria até hoje, apesar da Varig boa, a companhia Gol ter cerca de 40% do mercado doméstico de aviação civil.

Sabe-se que a situação econômica financeira da única companhia aérea genuinamente nacional, não está em situação confortável, então, poderá em qualquer momento passar para mãos de estrangeiros por meio de "gambiarras".  Os caminhos para isto já foram abertos.  E assim, vendemos mais um pedaço do Brasil para estrangeiros. Pode, isso?

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR
Twitter: @sakamori10 

DILMA AUTORIZA AUMENTO DE GASOLINA

O governo Dilma deve anunciar nos próximos dias, conforme notícias publicadas na imprensa, o reajuste de combustíveis que deve variar entre 4% a 15%.  A imprensa aposta em 10% em média.  O anúncio deve ser feito antes das eleições municipais, contrariando previsão deste bloguista.
 
O Conselho de Administração aprovou, na semana passada, um aumento pequeno nos investimentos. Ao elaborar o plano, a estatal embutiu nos cálculos reajuste de 15% nos combustíveis. Fonte: Folha.

A ala política do governo tem defendido, porém, um adiamento estratégico para depois das eleições municipais, diante do receio de impacto negativo para os candidatos da base aliada. O Planalto ficou de dar uma palavra final após a Rio+20. Fonte: Folha.

Técnicos não acreditam, porém, que o governo venha a autorizar um aumento dessa ordem no próximo mês. O percentual tido como mais realista é de 10%, que não deve ser repassado totalmente para os consumidores. O espaço para essa manobra está cada vez menor. Hoje, para reajustar o preço da gasolina em 8% sem repassá-lo ao consumidor final, o governo teria de zerar a cobrança da Cide sobre o combustível. No caso do diesel, o reajuste máximo seria de 4%. Fonte: Folha.

Segundo analistas do mercado, a Petrobrás está com a defasagem nos preços de combustíveis em 26%.  Com dólar sinalizando como o piso em R$2,00 a Dilma não tem mais margem para segurar o preço de combustíveis até as eleições de outubro, sob pena de colocar a Petrobrás na situação de extrema fragilidade, o que não é bom para o próprio governo Dilma.

Presidente Dilma o carnaval já terminou, está na hora de tirar a fantasia e a máscara e enfrentar de frente os problemas reais do país.  Cadê a sua competência de gerentona que os marketeiros tanto insistiram de passar à população brasileira como se fosse?

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR
Twitter: @sakamori10

quinta-feira, 21 de junho de 2012

DADOS NEGATIVOS FAZ BOVESPA DESPENCAR


A quinta-feira foi de forte correção nas Bolsas do Brasil e dos Estados Unidos, com os investidores reagindo a uma rodada de dados fracos nas principais economias mundiais.
As commodities, especialmente o petróleo, também marcaram baixas expressivas, reagindo às preocupações com o ritmo de expansão global.Além disso, a partir do meio da tarde circularam rumores nas mesas de operação de que uma agência de rating promoveria cortes nas notas de várias instituições financeiras com atuação global, o que acentuou a aversão ao risco.Fonte: Folha.

O dólar fechou em alta de 1,08%, cotado a R$ 2,055 na venda. Durante o dia, a moeda oscilou entre R$ 2,025 e R$ 2,058. O Ibovespa recuou 2,91% e encerrou na mínima do dia, aos 55.505 pontos. A máxima foi de 57.218 pontos. Fonte: Folha. 


No último dia 17, postei matéria com título "Grécia resolvido, problema continua".  Tem gente que não acreditou na minha observação, mas está aí a comprovação. Os problemas estruturais da Europa está longe de ter soluções definitivas.  São muitAs variáveis em ebulição.  Crise que começou com Irlanda, passando pelo Portugal, está no meio do caminho.  Grécia resolvido, ainda tem Espanha e Itália na fila.  Isto antes de aparecer algum outro país com problema de liquidez.  


A presidente Dilma e sua equipe econômica insiste em dizer que o Brasil está 300% preparado para enfrentar o canibalismo europeu ou tsunami japonês. Digo que temos muita lição de casa para fazer, ante a crise financeira mundial.  Lembrando que a crise financeira mundial começou com o estouro da bolha imobiliária nos EEUU em 2008.  A coisa se alastrou pela Europa, como efeito tsunami e está se estendendo ao continente asiático.  Não tardará em chegar ao Brasil com maior ou menor intensidade.  

O que acontece no Brasil é que há uma distância enorme entre o discurso da presidência da República e a implementadão das medidas anunciadas.  A presidente vive no mundo de fantasia tão distante da realidade brasileira.  Na matéria anterior "Realidade brasileira, nua e crua" citei alguns números que comprovam a chegada do tsunami no Brasil. Nos demais 150 matérias escritas por mim, traduzem de certa forma o desacerto da política econômica e social do governo Dilma, dentro do contexto global.

Vamos pensar, todos nós, sobre o que podemos fazer para sair do buraco que nós nos enfiamos. 


Brasil é maior que Lula e Dilma juntos.


Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR
Twitter: @sakamori10

REALIDADE BRASILEIRA NUA E CRUA

O recuo do Índice de Confiança da Indústria como do Nível de Utilização da Capacidade Instalada das indústrias brasileiras, levandato pela FGV mostra números, não alarmantes, mas no mínimo preocupantes.  Vejam os números.
 
O Índice de Confiança da Indústria recuou 0,5% em junho na comparação com o mês anterior, de acordo com prévia da Sondagem Industrial, divulgada nesta quarta-feira pela FGV (Fundação Getulio Vargas). Com a queda, foi interrompida a sequência de seis pequenos avanços registrados desde dezembro do ano passado. O índice foi de 103,4 pontos para 102,9 pontos. Fonte: Folha.

O Nuci (Nível de Utilização da Capacidade Instalada) alcançou 83,7% na prévia de junho, 0,2 ponto percentual (p.p.) abaixo do mês anterior e 0,1 p.p. inferior à média dos últimos cinco anos. Fonte: Folha.

Isto confirma o baixo crescimento do país, no primeiro trimestre deste ano, sem que haja reversão da tendência no segundo trimestre.  A própria FGV já apontou que o ano de 2012, deve terminar com o PIB abaixo de 2%.

Como pode ver, uma coisa puxa a outra.  O ICI baixou porque as indústrias estão vendo Nuci bater a pior média dos últimos cinco anos.  Na prática, o que isto significa? Significa que a atividade industrial, carro chefe da economia, está em estagnação.  A atividade industrial vai na frente, porque ela gera muitos empregos de alto nível salarial.  Indústria esfriando consequentemente esfria o comércio e serviço.  No fundo, no fundo, não há como dissociar um setor de atividade do outro setor.  Resumindo, os números mostram claramente que a atividade econômica do país como todo está em processo de esfriamento.  Estou a tentar decifrar o economês para vocês entenderem melhor.

Para os reles cidadãos, o povo, o que isto traduz?  Isto tudo é sinalização de que devemos acautelar, ser comedidos nos gastos, poupar mais, adiar investimentos em bens duráveis como imóveis e automóveis. A essa altura dos acontecimentos, é preferível ignorar algumas afirmações, como as do presidente do BC, Alexandre Tombini, que prevê crescimento do PIB, para o primeiro trimestre do ano de 2013 no mínimo 4,5%.  Uai, a meta do BC não era crescimento do PIB de 4,5% para este 2012, também?  E onde paramos? 

Nas matérias anteriores, já comentei sobre o "Estouro da bolha das classes emergentes" e "Estouro da bolha imobiliária".  As alertas foram baseados em números que eu já dispunha sobre desempenho da economia do país, longe de alarmista como muitos me diziam ser, via redes sociais.

Acorda para nova realidade, povo brasileiro!

Ossami Sakamori, 67, reles cidadão, engenheiro civil, foi prof. da UFPR.  Twitter: @sakamori10

quarta-feira, 20 de junho de 2012

LULA É CHEFE DA MÁFIA?

O Ministério Público Federal de Mato Grosso denunciou nove pessoas sob acusação de envolvimento no caso do dossiê negociado em 2006 por petistas contra o então candidato do PSDB ao governo de São Paulo, José Serra. Entre os denunciados, estão os "aloprados" Jorge Lorenzetti, Expedito Veloso, Osvaldo Bargas e Gedimar Pereira Passos, que trabalhavam na campanha de reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Fonte: Folha.

Constam ainda da denúncia os nomes de Hamilton Lacerda, ex-braço direito do hoje ministro Aloizio Mercadante (Educação) e do empresário Valdebran Padilha, que em 2004 atuou como arrecadador da campanha petista à prefeitura de Cuiabá. A trama do dossiê foi desmontada na noite de 15 de setembro de 2006, quando a Polícia Federal prendeu Valdebran Padilha e o advogado Gedimar Passos, então assessor da campanha de Lula, com um total de R$ 1,168 milhão e US$ 248,8 mil. Até hoje, a origem da maior parte do dinheiro permanece desconhecida. Fonte: Folha.

Tantas evidências sobre o famoso caso dos "aloprados", somado ao caso do "mensalão" fazem crer que o presidente Lula é chefe da máfia, se aqui fosse Itália.  

A aliança selada pelo presidente Lula com o deputado federal Paulo Maluf, o roubo mas faço, me faz cimentar a convicção de que o presidente Lula é o artífice intelectual de muitas roubalheiras ocorridos nos últimos 9 anos e 6 meses do governo Lula/ Dilma. Só bobo mesmo não enxerga.  

Como sempre faço, os meus artigos não tem finalidade investigativa, porque não sou imprensa. Cito sempre a midia  como fonte de informações. Não tenho dinheiro, nem tempo para investigar os fatos.  As investigações, como já disse em matérias anteriores, a República Federativa do Brasil, dispõe de instituições e instrumentos capazes de  desbaratar a "máfia" que comanda o país, como se aqui fosse a Sicília.

Apesar deste blog não ser imprensa, coloco este espaço para defesa de eventuais ofendidos com as minhas colocações.  Os terceiros tem coluna de comentários que poderão ser utilizados como contraponto à minha opinião, sem censura. Cada um assume pelo que diz.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR
Twitter: @sakamori10   

terça-feira, 19 de junho de 2012

ERUNDINA DEIXA DE SER VICE DO HADDAD !

A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) desistiu nesta terça-feira de ser vice na chapa do petista Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo. A desistência acontece após a candidatura receber o apoio do PP do deputado Paulo Maluf (SP), adversário histórico dos petistas.Fonte: Folha.

Ao "Globo", a deputada disse: "É uma situação muito constrangedora. Tenho que rever essa situação. Vou conversar com o meu partido. Meu partido tem outros nomes, não tem problema nenhum. Mas eu não aceito."
Erundina, segundo petistas, ficou contrariada com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na casa de Maluf para a costura do acordo. Lula não foi ao ato que selou a participação de Erundina na chapa, na semana passada. 

A aliança com o PP foi fechada ontem na casa de Maluf, no Jardim Europa, com a presença do ex-presidente e do presidente do PT, Rui Falcão, além de malufistas históricos, como o vereador Wadih Mutran (PP).Fonte: Folha.

Apenas noticiando o fato. Sem comentário.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil,foi prof. da UFPR
Twitter: @sakamori10 

PARA QUE CPMI PARA INVESTIGAR ROUBALHEIRA?

Pelo menos nos últimos 18 meses do governo Dilma, caíram 9 ministros e algumas dezenas de agentes públicos por conta do indício de roubalheira do dinheiro público.  Foram, também apontados pelo CGU e TCU algumas dezenas de ONGs que teriam gastos repasses das verbas federais irregularmente.  O assunto foi noticiado amplamente pela imprensa, mas nada de concreto aconteceu em termos de penalizar os culpados e buscar os recursos que foram desviados. Senão, vejamos.


O caso que mais espanta é sobre desvio de verbas do DNIT. Ministro Nascimento foi defenestrado.  Caiu o diretor responsável pelos contratos do DNIT, Luiz Antonio Pagot.  Tudo por conta de suspeita de superfaturamento e de desvio de dinheiro das obras do DNIT sob forma de Caixa 2.  Somente em 2010, ano de eleições da presidente Dilma, o DNIT movimentou nada menos que R$ 47 bilhões em contratos com empreiteiras.  Pelo menos R$ 20 bilhões de obras do DNIT foram autorizadas, enquanto a presidente Dilma ocupava posição de ministra Chefe da Casa Civil do governo Lula.


No decorrer das investigações promovidas pela CPMI do Cachoeira, apareceu como suspeição de pagamento de propina de quase R$ 50 milhões, em forma de saque de dinheiro ou depósito em conta de laranjas, feito pela Construtora Delta, conforme dados, antes sigilosos das investigações feitas pela Polícia Federal.  E aparece agora, o suposto envolvido em obras superfaturadas do DNIT, afastado do carga por esse motivo, o direto da época Luiz Antonio Pagot, querendo falar sobre o desvio de verbas do órgão que ele dirigiu.  


Há uma discussão e disputa séria dentro da CPMI do Cachoeira sobre convocação ou não das personagens citadas, quais sejam, Fernando Cavendish e Luiz Antonio Pagot.  Pelo que imprensa noticiou, existe suspeita mais do que suficiente, para independente das ordens da CPMI do Cachoeira, aprofundarem nas investigações.  Ainda bem que existe órgãos institucionais na República que cuida especificamente desses assuntos, tais como TCU, AGU, CGU, MPF, STF e a nossa gloriosa Polícia Federal,  que são competentes para investigar os fatos noticiados.  Uai, já não existem órgãos suficientes para condenar corruptos e corruptores?

Por que está parado?  Por que não são ouvidos os principais suspeitos do desvio do dinheiro público, pelos supostos "corrupto" e "corrupotor". Será que tem dedo de alguém que impede o andamento das investigações?  Quero crer que não há. A resposta está com as autoridades.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. da UFPR.
Twitter: @sakamori10