Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Não há Novo Brasil, nem tão pouco Ideias Novas.


Dilma ganhou eleições, mas o Novo Brasil não vem e nem as Ideias Novas vingarão. O projeto da Dilma está baseado no socialismo bolivariano ou seja no populismo puro. E assim vai continuar ou até vai se exacerbar. 

No início do mandato que termina no final deste ano, a Dilma optou por promover populismo bolivariano. E exacerbou! Ganhou eleições com votos dos beneficiários de vários programas sociais, como os que o Nicolás Maduro adota na Venezuela. Não importou e não importa para Dilma se o País vai quebrar, desde que a sua popularidade esteja em alta.  

O Banco Central ao elevar os juros Selic na reunião do COPOM terminado nessa quarta feira, demonstrou claramente que Dilma vai "persistir" no "erro sistêmico" da política econômica (sic). Vai continuar combatendo a inflação com o aumento da taxa de juros dos títulos de dívidas do governo federal.  Vai continuar com a política de dólar desvalorizado ou real valorizado. Vai continuar com o "engessamento" das tarifas públicas.

Esta política econômica equivocada, vai manter o País na trajetória declinante em relação ao crescimento do PIB. O País vai continuar gastando o que não tem e vai viver de dinheiro dos empréstimos pagando juros exorbitantes. O País vai engordando o bolso dos banqueiros e agiotas internacionais, em detrimento do crescimento sustentável do País.

Dilma, na campanha da sua reeleição prometeu nomear o novo ministro da Fazenda no lugar do ministro Mantega. Qualquer que seja o nome, deverá dar continuidade à política econômica equivocada do seu antecessor. Dilma tem medo de tomar medidas "duras" de correção do rumo da economia. Não, não vai haver Novas Ideias. Vai continuar com a política econômica (sic) que sustentou a sua campanha presidencial. Vai continuar com os programas Bolsa Miséria e Bolsa Empresário que sustentam o seu governo.

Em linhas gerais, vai manter o real valorizado ou dólar desvalorizado. Vai manter o controle da inflação via pagamento de juros mais altas do mundo aos banqueiros e agiotas internacionais. Vai manter engessado as tarifas públicas até onde der. Vai manter a política fiscal no limite da irracionalidade. E vai continuar quebrando as indústrias brasileiras. 

Não, não há Novo Brasil, nem tão pouco Ideias Novas.

Ossami Sakamori



quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Economia BR. Tudo como dantes!


Passado eleições que TSE confirmou Dilma Rousseff para mais um mandato, vou deixar um pouco a política e comentar sobre a economia do País.

Ontem, o Banco Central estabeleceu a taxa Selic em 11,25% ao ano numa clara indicação de viés de alta. O ano de 2014 deve terminar com a taxa Selic em 11,50% ano. Isto demonstra por outro lado de que o Banco Central espera fechar o ano com inflação próximo de 7 % ao ano. Os juros reais continuam os mesmos praticados hoje de 4,5% ao ano, a maior taxa entre os 40 países mais ricos do mundo.

Tem duas anomalias que passam batido. A primeira anomalia é que Brasil para os juros reais mais altos do mundo. Isto demonstra claramente de que o Banco Central não consegue rolar as dívidas públicas internas pagando ágio normal de no máximo 1,5% ao ano. Se o País estivesse com credibilidade em alta, o Banco Central não estaria pagando os juros reais mais alta do mundo. 

O governo mente ao dizer que a taxa Selic é para segurar a inflação. Sim, a taxa Selic é um dos mecanismos de controle da inflação, mas não é o único instrumento. Se fosse assim, os EEUU que vai crescer este ano em torno de 2,5% não estaria pagando juros de curto prazo a uma taxa de 0,25% ao ano.  Quem está com credibilidade em alta paga-se juros menores e quem está com credibilidade em baixa paga-se juros maiores.  

Para comprovar a minha tese de que o Banco Central não está muito preocupado com o controle da inflação é de que há cerca de 3 meses, o Banco Central liberou o compulsório dos bancos para injetar na economia em forma de empréstimos.  São medidas contraditórias. O Banco Central com uma mão libera o compulsório dos bancos, mas com outra mão enxuga liquidez do mercado.  Isto é a política bipolar da Dilma. 

Passa batido também, fugindo da crítica dos analistas políticos e sociais, de que o pagamentos de juros reais maiores aumenta cada vez mais a concentração de renda no País. Para o sistema bancário e grandes empresas brasileiras, auferindo juros reais de 4,5% ao ano sobre o capital investido, é melhor parar de produzir e ficar só na especulação financeira.  Os agiotas no Brasil estão em alta!


Imagine, então, alguns privilegiados empresários que pagam juros nominais de 3,5% ao ano para o BNDES, ganham 8% de ganho real por ano, sem precisar produzir um parafuso. O JBS/Friboi, à essa altura, com R$ 40 bilhões de empréstimos a juros subsidiados, ganham por ano R$ 3,2 bilhões ao ano, sem mexer uma palha.  Eu queria esta mamata do JBS/Friboi. 

Isto tudo faz parte da distorção, um erro sistêmico da política econômica da Dilma, que venho combatendo desde 15 de fevereiro de 2012. Pela atitude tomada ontem pelo Banco Central em elevar a taxa de juros Selic, demonstra que não existe Novo Brasil e nem Nova Ideia. Fica tudo com dantes, engordando o bolso dos mais ricos e com dinheiro cobrados em forma de impostos dos trabalhadores brasileiros.

Os mega empresários e especuladores estrangeiros e nacionais, os verdadeiros agiotas, estão batendo palma em Dilma ser reeleita para mais um mandato. 

Ossami Sakamori
@SakaSakamori




quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Dilma não tem legitimidade para ocupar presidência da República.


Presidente Dilma Rousseff foi proclamada pelo TSE como presidente da República para governar o País nos próximos 4 anos. Quanto ao processo eleitoral, embora na minha opinião eivado de fraudes, como não houve contestação pelo candidato oponente, ela é legalmente chefe da Nação nos próximo mandato. 

No entanto, a presidente Dilma foi eleito em 2010 utilizando-se do dinheiro caixa 2, proveniente do esquema 3% do DNIT para os aliados políticos.  No caso do DNIT, ela própria na condição de chefe da Casa Civil autorizou a operação de financiamento da campanha via caixa 2, diretamente ao ministro Alfredo Nascimento, que por sua vez autorizou o Luis Antonio Pagot, direto do DNIT a contratar obras no valor de R$ 20 bilhões. As obras por conta do superfaturamento acabaram saindo por R$ 46 bilhões, consequentemente, a propina movimentada foi de R$ 1,4 bilhão. 

Os depoimentos do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, o "Paulinho" e do doleiro Alberto Youssef, revelaram que houve propina de 3% sobre as obras da refinaria Abreu e Lima, que estimado gira em torno de R$ 1,2 bilhão.  Ainda, segundo os delatores, a propina beneficiou os membros dos partidos da base aliada, PT, PMDB e PP.

O assunto das propinas do DNIT começou e terminou com as demissões do ministro Alfredo Nascimento e do diretor do DNIT. O Procurador Geral da República Roberto Gurgel, mandou arquivar o inquérito, apesar de todas evidências. Tolerância "zero" da Dilma é vergonhoso! Todos estão "soltos" !

O assunto da propina da Petrobras, apesar das delações premiadas, todos os parlamentares e a própria Dilma são beneficiários dos R$ 1,2 bilhão. O processo dos parlamentares da da Dilma será julgado pelo ministro Teori Zavascki do STF. O processo, certamente, vai demorar tanto quanto demorou o "mensalão", isto é 5 anos. Daqui a 5 anos, Dilma já teria terminado o próximo mandato.

Se o Brasil fosse país sério, a presidente Dilma já teria renunciado, de vergonha do que acontece no seu governo. Lembrando que presidente da Alemanha renunciou por conta de má uso de US$ 1 milhão. Há muito tempo atrás, o primeiro ministro japonês Kakuei Tanaka, renunciou ao cargo e posteriormente foi processado por propina de US$ 160 mil. 

As propinas das eleições da Dilma de 2010 e 2014, totalizam em R$ 2.600.000.000,00 (dois bilhões e seiscentos milhões  de reais). 

Pelas condições expostas, afirmo que a Dilma Rousseff não tem legitimidade para ocupar o cargo de presidente da República. Se tiver um pouco de vergonha na cara, deveria renunciar ao cargo de presidente, como fazem os políticos de países desenvolvidos. Ou estamos na republiqueta de 5ª categoria?

Ossami Sakamori





terça-feira, 28 de outubro de 2014

Houve sim, a roubalheira de votos!


Não adianta chorar depois do acontecido. Por falta de aviso não foi. O PSDB errou em não montar esquema de apurações paralelas ao do sistema do SERPRO. Se houve fraude, está registrado no "back up" do SERPRO. Basta refazer as totalizações dos resultados. Mas, também, demostrado erro não vai servir para nada porque já decorreu o prazo de contestações.

O fato é que o PSDB pagou pelo erro em ter confiado no TSE e sobretudo nos TRE de cada estado. O segredo não está nas urnas, mas nas totalizações. Águas passadas não movem moinhos, mas reproduzo a matéria escrita por mim em 6/3/2014, sob o título: "Urnas eletrônicas são fraudáveis!"

O resultado de eleições no Brasil é fraudável? Após muitas conversas e ouvindo depoimentos de pessoas do ramo de TI, conclui que o resultado das eleições no Brasil não é tão confiável. Isto derruba por terra, que as "URNAS ELETRÔNICAS", denominação dada ao sistema de votação e apuração das eleições, são seguras. Esta afirmação é uma bomba!  E assumo pelo que afirmo! 

O sistema de votação e apuração, aparentemente, é inviolável e impossível de alterar resultado das eleições.  Mas, não é.  São várias alternativas para fraudar o resultado das eleições.  Não é apenas uma alternativa.  São várias alternativas!  Algumas alternativas mais complexas e outras muito simples.  Vou colocar abaixo, apenas as duas prováveis e possíveis, para tentar manter no foco. 

Algumas fraudes de pequena monta pode ser feito via urnas (máquinas) eletrônicas, através dos mesários de seções.  Mas, isto não é definitivamente o foco, da nossa análise, até porque há muita dificuldade em praticar tais crimes, diante dos fiscais dos partidos no recinto de votação.  Esta fraude é como roubo de punguista, seria como roubo de galinha do quintal.  Mas é o foco de atenção das autoridades eleitorais e da própria população.

O buraco é mais para baixo!

Basicamente, há 2 maneiras de fraudar o resultado das eleições.  Uma por via "operador" do SERPRO, responsável pelo Sistema de Apurações das Eleições.  O responsável pelo sistema de apurações, poderá ser um funcionário exemplar, honesto, mas pode ser também um funcionário com "Cargo de Confiança" da atual administração federal, que esteja ligado ao Palácio da Papuda.  E não adianta colocar Polícia Federal vigiando os passos de cada funcionário encarregado, não será detectado.  

O sistema de apuração é um programa de computador.  Ele foi desenvolvido por algum profissional, com competência, para evitar fraudes.  Isto é certo.  Dizer que o programa é inviolável (sic) é como negar o sistema de inteligência criado pelo Serviço de Inteligência dos EEUU, que resultou no escândalo de espionagem.  isto é outro fato!

A fraude é de uma singeleza tão elementar, que é como tirar pirulito da boca de criança!  Vamos usar linguagem popular, para leigo entender.  O operador do sistema de apurações do SERPRO, se for alguém "comprado", poderá colocar um "app" que funcionaria exatamente a partir do início de apurações até o término.  Seria um "app" auto-destrutível, ao término das eleições.  

Esse "app" funcionaria mais ou menos da seguinte forma.  Digamos, por exemplo, de que o app está programado para cada 5 votos dados ao candidato 45, 1 iria para o candidato 13.  Assim como para cada 5 votos dados ao candidato 40, 1 iria para o candidato 13.  Os números fracionários seriam desprezados.  O resultado, neste exemplo, os candidatos da oposição perderia 20% e o candidato da situação seria favorecido em 20%.  Sendo assim, a diferença do que seria e do que será, é de 40%.  Logicamente os números são hipotéticos.

Isto é muito simples, fazê-lo!  Qualquer menino que sabe a linguagem do sistema, TI, do SERPRO, faria.  Digamos que qualquer R$ 10 mil, um menino qualquer do TI, desenvolveria.  Bastaria o funcionário "comprado", apenas e tão somente, introduzir o "app" no sistema de apurações. Estou dando gargalhada sozinho, aqui.  Como o Brasil é comandado pelo Palácio de Papuda, tudo isto pode acontecer.  

Vamos deixar claro, aqui.  Não estou a afirmar que "há fraude".  Também, não estou a afirmar que há funcionário do SERPRO "comprado".  Estou apenas a demonstrar, em tese, de que o sistema de apurações não é tão INVIOLÁVEL e nem tão SEGURO. O computador, em tese, é uma máquina a serviço do homem.  O computador obedece ao sistema desenvolvido pelo homem.  Assim, como depende do "homem comprado" introduzir ou não um "app" no sistema principal.  Não existe sistema inviolável, porque ele foi desenvolvido pelo homem.  

Vocês me perguntarão, se é possível detectar a fraude.  Sim, é possível detectar a fraude.  Tudo ficará registrado no "back up" do computador do SERPRO, a não ser que ocorra incêndio que destrua os computadores do SEPRO.  Para apurar se houve fraude ou não, levará no mínimo 6 meses, isto torna, na prática, inviável a apuração se houve ou não a fraude.  Ficaremos na eterna dúvida, qualquer que seja o resultado.

Ainda existe outra forma de fraudar o resultado das eleições.  Isto é uma outra alternativa.  Nesta fórmula, contando com o serviço de hacker.  O hacker, pode entrar no sistema de totalizações nos TREs e instalar um "app" no sistema de apuração do resultado, antes de envio para a totalização no computador central do SERPRO, em Brasília.  Digamos que a fraude pode ocorrer no meio do caminho alterando resultados reginais, em querendo.  Para influir decisivamente no resultado das eleições nacionais, poderia, digamos contratar hacker com o "app" mequetrefe, de R$ 10 mil, invadir as totalizações nos TREs de São Paulo, Minas e Rio, os maiores colégios eleitorais.   

O povo está desconfiado da maquineta chamada URNA ELETRÔNICA, mas o problema não é aí.  Se o sistema é impresso ou não é um detalhe menor.  O problema está, basicamente, no sistema de apurações do SERPRO.  Não é alterar o resultado, depois das apurações.  É alterar, no decurso do processamento.  Pior de tudo, o mais triste, que não há como EVITAR  a fraude! 



Pronto!  De hoje, em diante, ninguém dorme!  No Brasil, comandado pelo Palácio da Papuda, tudo pode acontecer! O Brasil não é país sério!  Estamos à caminho da Venezuela!  

Ossami Sakamori  

domingo, 26 de outubro de 2014

A luta continua! por Saka


Caros leitores,

Serei breve, hoje, neste espaço. O Brasil está de luto, com a reeleição da presidente Dilma Rousseff. Infelizmente, 52% da população votou no nome dela para administrar o País por mais 4 anos de mandato.

O povo elegeu para presidente da República, chefe de uma "facção criminosa" que assalta os cofres públicos há 12 anos. É possível que durante o período do seu mandato o judiciário apure os crimes cometidos na Petrobras e no BNDES, notadamente.

Esperava encerrar este blog, com a eleição do novo presidente. O nome que representava a mudança era o do Aécio Neves. Infelizmente, o povo não o escolheu para desalojar a "facção criminosa" do Palácio do Planalto. 

Infelizmente, devo transferir minha aposentadoria para daqui a 4 anos. Sim, estarei do lado de vocês. A não eleição do Aécio Neves, não me faz desanimar para continuar na luta pelo Brasil melhor. Este compromisso tenho com vocês e com a minha família. Não desistirei.

Por hoje, tenho a dizer apenas estas poucas frases. Já escrevi mais de 1.400 matérias contra a "facção criminosa" que tomou conta do Palácio do Planalto, mas estarei dispostos a escrever outras 1.400 matérias, procurando sempre o Brasil melhor.

Valeu pela força de vocês em tentar mudar o rumo do País! Valeu, Aécio Neves, por despertar no povo o desejo de mudança! Estaremos, à partir de amanhã, novamente no "front" da luta para resgatar o País desta "facção criminosa" comandada pela recém eleita presidente da República.

Obrigado, gente! Vamos em frente!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


Vote certo! Vote Aécio 45 !


É chegado o dia da decisão! Dirijo-me a você, novamente, como tenho feito desde 15 de fevereiro de 2012, portanto há 2 anos e 8 meses, para mostrar que há uma "facção criminosa" atuando no País, cujo comando está no Palácio do Planalto.

As denúncias sobre a facção criminosa que garantiu a eleição da Dilma em 2010, já foi feito por mim, abastecido com o dinheiro do caixa 2, do DNIT. Foram movimentados os mesmos 3% de "comissão" para a "facção criminosa" sobre os R$ 46 bilhões de obras rodoviárias superfaturas do DNIT. Tudo foi feito com conhecimento da Dilma e operacionalizado por seus 3 porquinhos da campanha. 

Tenho amigos empreiteiros que foram obrigados a compactuarem com o Palácio do Planalto para poder permanecer na atividade. As ordens partiram do então ministra da Casa Civil Dilma Rousseff para o ministro Alfredo Nascimento operacionalizar a arrecadação. Parte da lavagem do dinheiro passou pelo mesmo doleiro Alberto Youssef, o mesmo do "petrolão". Isto é fato! Basta arrolar como testemunhas, 170 empreiteiros de obras que pertencem a ANEOR do "Zé Alberto".

A revista Veja, na sua última edição, revela o depoimento do mesmo doleiro Alberto Youssef, sobre a operação de lavagem do dinheiro do "petrolão", propinas da Petrobras. Ontem, a Polícia Federal deu nota confirmando o internamento do doleiro no Hospital Santa Cruz de Curitiba, na UTI para tratar da doença cardíaca que é acometido. Isto me parece um ensaio para anúncio da morte do doleiro, antes do depoimento no STF.

Esse doleiro vai ser morto, infelizmente. Não haverá tempo dele prestar depoimento sobre autoridades com o foro privilegiado no STF. Os depoimentos que o doleiro Alberto Yousseff prestará ao ministro relator Teori Zavaski, revelará nome de dezenas de parlamentares e governadores da base aliada que se utilizaram do dinheiro sujo do "petrolão".  


Alberto Yousseff é operador de fato da entrega de proprinas do esquema que teve como um dos operadores o "Paulinho" em uma das diretorias da Petrobras. Alberto Youssef é operador de proprinas de outras diretorias da Petrobras, como a Graça Foster, então diretora de Gás. 


Segundo a própria revelação do "Paulinho" muitas operações foram realizadas para eleger Dilma em 2010, sob forma de caixa 2. A revelação do doleiro apenas confirma a existência da "facção criminosa" que comandada diretamente pelo Palácio do Planalto. 


Dilma presidente está metido no DNITduto e no "petrolão" até o pescoço.  Em ambos os casos, a Dilma comandava os esquemas de financiamento da sua campanha até início de abril de 2010, na condição de ministra chefe da Casa Civil e presidente do Conselho de Administração da Petrobras. Deixou o posto no início de abril e no seu lugar deixou a Erenice Guerra na casa Civil e Guido Mantega na presidência do Conselho de Administração da Petrobras.

A indignação da Dilma sobre a publicação e antecipação da revista Veja não procede. A revista Veja, em querendo , poderá publicar uma edição extra para ser distribuído em qualquer tempo. A revista Veja, não tem obrigação de cumprir o mesmo ritual da entrega, havendo matéria relevante. A mesma Veja já fizera este procedimento, a de antecipação da entrega quando de outras matérias revelantes, no passado. 


O ato deplorável foi também a pichação e arruaça que o partido aliado da Dilma, o PC do B, fez com o prédio que abriga a Editora Abril, dono da revista Veja. Não adianta Dilma condenar a pichação e arruaça, porque quem fez foi a militância da sua base de sustentação do governo. 

Diante de tanta evidência de que a verdadeira chefe da "facção criminosa" é a Dilma Rousseff que comanda a organização criminosa direto do Palácio do Planalto, não há como votar na presidente que é candidata a uma vaga na penitenciária da Papuda, tanto quanto os seus companheiros do "mensalão".


Deus não permitirá que a chefe da facção criminosa Dilma se eleja presidente. Se Deus quiser, o delator Alberto Yousseff continuará vivo para mudar a história deste bando de assaltantes que tomou conta do Palácio do Planalto. Deus não abandonará as pessoas do bem, nordestinos e sulistas, pobres e ricos, negros e brancos, católicos e evangélicos. O PT quer dividir o País em classes sociais, em regiões geográficas, em crenças religiosas. Por outro lado tem o movimento de mudança para mostrar o contrário.


Aécio presidente para unir o País!

Ossami Sakamori


sábado, 25 de outubro de 2014

Muda, Brasil ! Com Aécio presidente!


Assisti ontem o debate entre os presidenciáveis Aécio Neves e Dilma Rousseff na Rede Globo de Televisão. Felizmente, a sexta-feira não foi negra como estavam sendo comentado nas redes sociais. As surpresas ficaram para o dia de hoje, sábado. Já é sabido que o IBOPE e Datafolha vão dar Dilma na frente do Aécio. Ambos institutos foram "comprados", direta ou indiretamente, pela campanha da Dilma. Isto é, notório.

No debate, as perguntas feitas pelo público escolhido pela Globo e sorteado na ocasião, serviu para demonstrar o "perfomance" dos candidatos.  Dilma não se sai bem fora do "script" ao contrário do Aécio que tem familiaridade com o público. Há 30 longos anos que o Aécio faz comícios nos palanques. Aécio está acostumado com os improvisos. Dilma depende da orientação dos marqueteiros. Isto ficou evidente.

Nas considerações finais, o Aécio ganha sempre. O Aécio sabe articular palavras ao contrário da Dilma. A diferença entre ambos é que o Aécio tem o DNA do Tancredo Neves. Sabe fazer discursos, ele faz isto há 30 anos. Por outro lado, a Dilma, antes de ser conduzida para presidência pelo Lula, nunca tinha enfrentado o palanque. Dilma não é político nato. Dilma é "poste" do Lula. Lula é sombra visível da Dilma.

Deixando a análise dos debates que o povão não assiste, até porque, maioria dos eleitores são analfabetos funcionais, mais de 55 milhões de adultos. Este contingente de eleitores é incapaz de entender o que os candidatos estão a dizer nos debates, infelizmente. Infelizmente, ainda que governo de trabalhadores, em 12 anos não foi feito a "inclusão social" dos menos favorecidos da população. 

Em todas campanhas eleitorais, desde a eleição do Jânio Quadros, o que ficava em evidência era o "perfomance" do candidato nos comícios de ruas. Nas manifestações diante do palanque, nas caminhadas, nas carreatas que o povo se manifesta.  Vence quem tem mais adesão espontânea da população a estas manifestações. Sempre foi assim e não será diferente agora. 

Nitidamente, olhando as fotos dos comícios, o povão da Dilma, são militantes do PT. O povão da Dilma são integrantes do CUT. O povão da Dilma são membros do MST. Basta olhar nas fotos da campanha da Dilma, as bandeiras são todas vermelhas, raramente vê cores da bandeira brasileira. Isto não é povão. Povão não usa vermelho no dia a dia. Povão prefere cores da bandeira brasileira. Dilma prega sectarismo! 



O povão do Aécio veste cores da bandeira brasileira, como que quisesse dizer que tem amor pela pátria. O que mais se viu na campanha do Aécio foi as cores verde, amarela e azul. Nos momentos finais da campanha, as cores da bandeira foram acompanhado com o canto do hino nacional, espontaneamente. Isto é o povão brasileiro. O povão brasileiro ama as cores da bandeira. O povão brasileiro gosta das letras do hino nacional. 




Na minha avaliação, as pesquisas eleitorais do IBOPE e Datafolha não retratam a tendência da votação no dia de amanhã, 26 de outubro.  Quem decide o voto é o povo. Tenho absoluta certeza de que as cores da bandeira brasileira vão vencer.  O vermelho da Dilma vai ser derrotado nas urnas. O povo vai preferir a pátria livre do que país comunista. 

Voto no Aécio presidente porque acredito na herança do Tancredo Neves. Voto no Aécio porque acredito na sua competência. Voto no Aécio porque ele representa os nordestinos e sulinos. Voto no Aécio porque ele representa os pobres e ricos. Voto no Aécio porque ele representa o caboclo, os negros e brancos. Voto no Aécio porque ele representa a união de todos os brasileiros. 

Estou com as cores da bandeira. Estou com o hino nacional. Vou defender a minha pátria amada, como fiz nestes 2 anos e meio, escrevendo mais de 1.400 matérias contra o comunismo, contra a roubalheira, contra a "facção criminosa" que tomou conta do Palácio do Planalto. Tenho certeza de que não desperdicei meu tempo, denunciando as falcatruas do "capo" Lula e do "poste" Dilma. É chegada a hora da mudança.  


Estou com o Aécio presidente!  Muda, Brasil !

Ossami Sakamori



sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Veja: Eles sabiam de tudo!


Na última terça-feira, o doleiro Alberto Youssef entrou na sala de interrogatórios da Polícia Federal em Curitiba para prestar mais um depoimento em seu processo de delação premiada. Como faz desde o dia 29 de setembro, sentou-se ao lado de seu advogado, pôs os braços sobre a mesa, olhou para a câmera, posicionada à sua frente e se colocou à disposição das autoridades para contar tudo o que fez, viu e ouviu enquanto comandou um esquema de lavagem de dinheiro suspeito de movimentar 10 bilhões de reais,

A temporada na cadeia produziu mudanças profundas em Youssef. Encarcerado desde março, o doleiro está bem mais magro, tem o rosto pálido, o cabelo raspado e não cultiva mais a barba. O estado de espírito também é outro. Antes afeito às sombras e ao silêncio.  Youssef mostra desassombro para denunciar, apontar e distribuir responsabilidades na camarilha que assaltou durante quase uma década os cofres da Petrobras.

Com a autoridade de quem atuava como o banco clandestino do esquema, ele adicionou novos personagens à trama criminosa sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro foi taxativo:

- O Planalto sabia de tudo!

- Mas quem no Planalto?, perguntou o delegado.

- Lula e Dilma, respondeu o doleiro.

Fonte do texto acima é da revista Veja, cuja capa está postada no topo desta matéria.  

Comentário.

Este blog, como acontece sistematicamente, já havia denunciado sobre o esquema da corrupção da Petrobras nos seus detalhes, conforme matéria publicada em 18/10/2014 sob título: 

Dilma é chefe da "facção criminosa"!


Dilma é chefe da "facção criminosa"! 

Não adianta chorar. Não adianta espernear. Não adianta arranjar desculpas. Não adianta disfarçar, atacando adversários políticos. Ela, Dilma, é atual chefe da "facção criminosa" que tomou conta do Palácio do Planalto, nestes últimos 12 anos!



Dilma é chefe da "facção criminosa"!

Dilma foi escolhido como novo chefe da facção criminosa pelo "capo" Lula. O "capo" Lula que fora antes de ser eleito presidente da República era um simples metalúrgico do São Bernardo do Campo, um trabalhador tanto quanto milhões de trabalhadores deste País, de repente, se tornou um R$ bilionário inconteste. O "capo" Lula montou uma "facção criminosa" para se tornar um dos homens mais rico do País. Nomeou "poste" Dilma como novo chefe para continuar aumentando o seu patrimônio achacando empresários coniventes e impatriotas.






Dilma é chefe da "facção criminosa"!

O "poste" Dilma foi participante e conivente com todos fatos funestos da história brasileira. Dilma já fazia parte da "facção criminosa" ocupando o ministério de Minas e Energia que comandava a maior empresa estatal do Brasil, a Petrobras. Posteriormente, na condição de chefe da Casa Civil do "capo" Lula, comandou o Conselho de Administração da Petrobras. Na condição de presidente do Conselho, participou da compra superfaturada da refinaria Pasadena que causou prejuízo à Petrobras no montante de US$ 792 milhões ou equivalente a R$ 1,9 bilhão.


Dilma é chefa da facção criminosa!

O "poste" Dilma indicou a "companheira" Graça Foster para ocupar uma das diretorias da Petrobras, no governo do "capo" Lula. Junto com o "capo" Lula, montou esquema R$ bilionária de assalto aos cofres públicos, via construção da refinaria Abreu e Lima. A referida refinaria tem sobrepreço, de no mínimo, R$ 10 bilhões. O "petrolão" do "Paulinho" é café pequeno, diante da participação do "capo" e do "poste" Dilma no sobrepreço da refinaria.  Lula e Dilma recebem suas participações nas contas dos paraísos ficais, diretamente dos donos do cartel de empreiteiros da Petrobras.


Dilma é chefe da "facção criminosa"!

Segundo denúncia do "Paulinho" e do "doleiro" da Operação Lava Jato, as figuras como presidente do Senado Renan Calheiros, PMDB/AL e Henrique Alves, PMDB/RN e André Vargas, PT/PR, líder do governo Dilma na Câmara, foram beneficiados com "propina" do "petrolão".  As figuras como deputado José Janene, PP/PR, governador Eduardo Campos, PSB/PE e senador Sérgio Guerra, PSDB/PE, também foram comprados com o dinheiro da "propina" do "petrolão", segundo o "Paulinho" e o "doleiro". Curiosamente, os três últimos denunciados estão mortos, não lhes cabendo a defesa.








Dilma é chefe da "facção criminosa"!

O "capo" Lula e o "poste" Dilma, utilizando-se do programa PSI, recursos do Tesouro no montante de R$ 450 bilhões, financiou empresa falida como a OGX e empresa altamente alavancada como o grupo JBS/Friboi com juros subsidiados de 3,5% ao ano. Só nestas duas empresas, o financiamento subsidiado pelos bancos oficiais do governo federal em cerca de R$ 40 bilhões. Estes empréstimos são como "doações" para os amigos da "facção criminosa". Dificilmente, este dinheiro voltará aos cofres do BNDES.


Dilma é chefe da "facção criminosa"!

As instituições brasileiras são "lenientes" com o "capo" Lula e com o "poste" Dilma. Todos fatos acima mencionados são de pleno conhecimento pelo público e da imprensa, mas nenhuma providência são tomadas. As poucas que se tem notícia é da Operação Lava Jato que poderá ou não levar a autoria do crime ao "capo" Lula e "poste" Dilma. Como sempre, os bagrinhos como "Paulinho" vão pagar o pato. 


Dilma é chefe da "facção criminosa"!

Pela ausência de atuação das instituições de fiscalização e controle brasileiras, o Departamento de Justiça do governo americano e o SEC - Securities and Exchange Commission, equivalente ao CVM brasileiro, está investigando as maracutaias praticadas na Petrobras pelo "capo" Lula e pela "poste" Dilma. Destas investigações, os dois, o "capo" e a "poste" não escapam. O processo lá corre rápido, em máximo em 2 anos, ambos estarão condenados pela justiça americana e entrará no rol dos procurados pela "Interpol". 


Dilma é chefe da "facção criminosa"!

O "capo" Lula e o "poste" Dilma querem se perpetuar no poder, junto com os "companheiros" do PT, comandando a "facção criminosa" utilizando-se de todos expedientes espúrias e mentirosas. Pior, enganam a pobre população de analfabetos funcionais para que votem na continuidade da "facção criminosa", no velho estilo da "máfia" italiana. 


Dilma é chefe da "facção criminosa"!

Se você não é analfabeto funcional e vai votar no "poste" Dilma, certamente, é porque faz parte da "facção criminosa" ou são beneficiários. Creio firme e serenamente que você não cederá aos "encantos" do pior espécie de crime que é exploração dos cofres públicos, do meu, do seu e do nosso dinheiro! Tenho certeza absoluta que você não faz parte!


Dilma é chefe da "facção criminosa"!

O dinheiro desviado, deixou de atender os analfabetos funcionais, as crianças abandonadas e saúde pública. O programa Bolsa Miséria que atende 50 milhões de pessoas, 25% da população brasileira, uma renda per capta mês de R$ 77 per capta mês, tornou-se programa de inclusão social permanente. Com baixo crescimento, não há maneira desta classe de população se libertar desta situação de miséria. Brasil real do "poste" Dilma é bem diferente do Brasil real.








Quem vota na Dilma, vota a favor da "facção criminosa". Quem vota na Dilma é cúmplice de tudo que foi mostrado acima.  

Ossami Sakamori





quinta-feira, 23 de outubro de 2014

MMX do Eike Batista dá golpe de R$ 1 bilhão ao BNDES !


O governo Dilma leva mais um tombo do estelionatário empresário Eike Batista com a entrada do pedido de recuperação judicial da empresa MMX. Apenas para lembrar que o referido empresário tinha trânsito livre no Palácio do Planalto há menos de 2 anos.  

Este blog, anunciou com antecedência de 3 meses, a falência de uma outra empresa do Eike Batista, a empresa petrolífera OGX. Só para lembrar, quando do pedido de recuperação judicial, a OGX devia, somente ao BNDES, R$ 10,6 bilhões, segundo informação do próprio presidente do BNDES, Luciano Coutinho.  

Até hoje, ninguém sabe o que fez da dívida da empresa OGX com bancos oficiais. Sabe-se que uma parte da dívida de R$ 10,6 bilhões foi empurrado para o Banco Votorantim que tem 49% de participação do Banco do Brasil.  Dilma deve explicação sobre os R$ 10,6 bilhões da OGX.

Como toda empresa que se preste para dar "golpe", as empresas do empresário estelionatário Eike Batista, é um cipoal de "troca-troca" de ativos entre vária empresas do grupo.  O que pude levantar, preliminarmente, sobre a empresa MMX é que em dezembro de 2011, a empresa devia para o Banco do Brasil R$ 93 milhões e para o sistema BNDES R$ 737 milhões.  

O prejuízo é bem maior, porque o BNDESpar e os fundos de pensão dos funcionários das estatais possuem participação acionária na empresa recém "falida".  Resumindo, a brincadeira do empréstimo concedido pelo Lula e Dilma ultrapassa o R$ 1 bilhão.

Bem, a candidata Dilma diz que pratica a política da "tolerância zero" em matéria de corrupção e malfeitos. O responsável pelos empréstimos é o Luciano Coutinho, com conivência e conhecimento do ministro Guido Mantega, presidente do Conselho de Administração do BNDES. Como diz a Dilma, eles estão "soltos"!


Fico triste ver que o prejuízo de R$ 1 bilhão causado aos cofres públicos passem ao largo de uma campanha presidencial. Isto é governo do PT!  Isto é "facção criminosa" que atua, sem constrangimento, tendo como seu chefe o "capo" Lula e o "poste" Dilma.

Pela mudança, voto no Aécio Neves!

Ossami Sakamori

Você decide! (só imagens)


























Você decide!

Azul ou vermelho?

Brasil ou Cuba?

#SouAecioUai !

Ossami Sakamori
@SakaSakamori