Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 31 de maio de 2014

Linha Amarela - denúncia por Luis Pereira Carlos

DR. MARFAN MARTINS
PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
DR. SERGIO CAVALIERI
PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO DE JANEIRO

Nesta data Dr.Marfan é pela 2ª vez Procurador Geral de Justiça-RJ e exerce o cargo na sua plenitude, ao assumir pela primeira vez foi peticionado a intervir no esquema da Linha Amarela, juntamente com o também Presidente do Tribunal de Justiça Dr. SERGIO CAVALIERE que na mesma condição exercia o cargo na sua plenitude.

O autor da petição no aguardo de soluções passou acompanhar o movimento de ambos via imprensa e noticiários, ocorrendo algumas coincidências casuais e no mínimo curiosas que chamaram atenção.

A) 1ª coincidência interessante foi encontrar em Duque de Caxias uma aparente ligação do Ilmo. Dr. SERGIO CAVALIERE, com o grupo Motel Bariloche, o prefeito Camillo Zito, que em um de seus empreendimentos, Posto Ale de Combustíveis, lia-se a placa comemorativa de inauguração como se encontra acostada a esse relatório, apontando fortes laços de amizade e parcerias deste presidente com tão conceituado grupo de empresários e políticos.

B) 2ª coincidência refere-se ao Ilmo. Dr. Marfan Martins que por mais de ano e periodicamente acompanhado de seguranças, quase sempre lotados em dois carros sendo uns a paisano, e os que lhe acompanha trajando terno, gravata e boton do MPERJ na lapela do paletó, ambos motorista e co-piloto, enquanto o procurador sempre em traje despojado, como mostram as fotos. Deixando o procurador por volta das 8:15 no Shopping Novo Leblon de onte se retirava por volta das 9:00, que esse se dirigia aos escritórios do 2º piso sempre acompanhado de perto por um dos segurança a paisano do 2º veiculo, sempre a distancia sem demonstrar ligações, que os veículos que o traziam e o acompanhavam estacionavam a Rua Rino Levi na parte interna do condomínio Novo Leblon, e não no estacionamento do Shopping, variado as posições, vezes em frente a cabine da segurança do condomínio, numa ilha de contorno, um deles, e o outro em frente ao edifício Pisano vezes em frente ao shopping, sempre naquelas imediações de onde partia a pé o procurador em direção ao shopping distante +/- 100 metros, de mão vazias, e retornando com algum tipo de sacola ou embrulho.

Como diz o nome o Shopping fica dentro do Condomínio Novo Leblon forte reduto de políticos ligados ao então PFL hoje DEM, onde a administração do condomínio e autarquias locais sofre forte influência e comando deste grupo e parentela destes residentes e ex-síndicos como Cesar Maia, Eider Dantas, Arolde de Oliveira, Vivaldo Barbosa, Juízes, Delegados e policiais Civil, Federal, Rodoviários, Comandos militares e bombeiros, membros dos MP’s e de cartórios, Deputados, Senadores, constantemente frequentado pelo então Ministro e ex-vereador Edson Santos, entre eles muitos que se envolveram e estão envolvidos em escândalos republicanos e fraudes com a coisa publica. A quantidade de autoridades nesse sentido que se revezam no poder e coincidentemente residem e são frequentadores contumaz no local é outro fator que chama atenção pela facilidade de intercambio em território aparentemente reservado.

Por fim comenta-se que muitos se falam via rede particular de rádios de comunicação de curta distancia, e usam as salas do shopping como escritórios de mediação, por se tratar de local acima de qualquer suspeita, etc. Fala-se muito e pouco sei sobre isso além de comentários que circulam a boca miúda na comunidade. De fato, se houver cruzamento de informações não se descarta grandes surpresas nesse sentido. Valendo a pena um levantamento do arquivo de moradores, e proprietário das salas deste shopping e quiçá uma investigação.

É o que tenho para justificar as imagens em anexo nesse arquivo que chegaram ao nosso poder por mãos de terceiros.




LPC.

O inverno da sociedade! por Saka


Manhã fria, nublado, tempo de inverno.
Inverno chega mansinho e mansinho se vai.
Apercebe-se quando já está,
está tão frio que roupas não vencem!

Tempo de inverno é assim.
Tempo de inverno é frio.
Tempo de inverno é úmido.
Tempo de inverno é triste!

Cercado de pessoas, mas a solidão está.
Solidão dos tempos que a sociedade nos impõe.
Sociedade de consumo, sociedade de vaidades,
sociedade de poder, sociedade de dominações!

Ouço apelos, insistentemente.
Ouço gritos de socorro.
Ouço pedidos de apoio.
Ouço pedidos de orações!

A sociedade apodreceu.
Os mais ricos oprimindo os mais pobres.
Os mais poderosos oprimindo os mais fracos.
Não tem dó, é opressão!

Insensatez de dominações.
Insensatez de auto-fagia.
Insensatez de se momo deuses.
Insensatez de acharem que são eternos!

Ao caminhante, só resta o caminho.
O caminho que não tem fim.
Quanto mais anda, o horizonte se afasta.
Aquele horizonte azul é utopia?  

Utopia é querer bem para todas pessoas.
Utopia é querer consertar o mundo.
Utopia é querer mudar mentes dos poderosos.
Utopia é querer mudar o País?

Ao caminhante resta distribuir palavras,
palavras que a sociedade demanda,
que demanda a mudança do rumo do País.
O povo quer só o horizonte mais próximo!

Repito, há esperança!
Repito, haverá de vir dias de conciliação!
Repito, haverá de dia que não haverá mais desmandos!
Repito, depois do inverno virá a primavera!

Que todos tenhamos uma manhã maravilhosa, apesar do frio e úmido inverno.  Nunca, haveremos de desistir das nossas caminhadas.  Vamos perseguir juntos o horizonte azul. Haveremos de um dia chegar ao caminho da sociedade justa.

Esta mensagem, foi feita, carinhosamente, a você!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori



Copa 2014 dará prejuízo de R$ 48,8 bilhões!


Em nota o PT, na página de Facebook, publicou a seguinte nota, segundo Estadão, de ontem.

"Ao contrário do que afirmamos em postagem publicada nesta manhã, a Fifa não recolherá R$ 16 bilhões em impostos ao Brasil. A receita fiscal extra resultante da Copa do Mundo da Fifa 2014 é que deverá chegar a R$ 16 bilhões.  Ou seja, cerca de US$ 7,2 bilhões, segundo estudos da Ernst & Young e Fundação Getúlio Vargas (FGV).  As consultorias calculam que haverá uma movimentação adicional de R$ 142,3 bilhões na economia com os jogos.  Pedimos desculpas pelo equívoco.  Equipe Facebook"

Ninguém fez conta ainda, se a realização da Copa 2014 no Brasil vai trazer lucro ou prejuízo, sob ponto de vista de incremento do comércio com a realização do evento do FIFA no País.  É uma tarefa difícil, fazer qualquer previsão, mas vou tentar fazer um estudo aproximado baseado em números fornecido pela Embratur.

A Copa 2014, será realizado em 12 cidades-sede: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Recife e Salvador.  

Segundo estimativa da Embratur, o Brasil receberá aproximadamente 600 mil turistas durante a Copa do Mundo de 2014. A estimativa corresponde ao dobro de turistas que foram à África do Sul em 2010.  Para se ter ideia, em 2012, o País recebeu 6 milhões de turistas estrangeiros.  Donde se conclui que, o evento Copa 2014, trará incremento de 10% em número de visitantes estrangeiros, grosso modo.

Ainda segundo, a Embratur, os turistas estrangeiros devem incrementar movimento de R$ 6,8 bilhões, o dobro que valor gastos pelos estrangeiros em África do Sul.  Ainda, segundo Embratur, os turistas brasileiros e estrangeiros vão gastar juntos R$ 25,2 bilhões na Copa do Mundo em 2014.

Por outro lado, a presidente Dilma decretou meio feriado nos dias dos jogos que o Brasil poderá jogar na fase classificatória.  Sendo o jogo de abertura no sábado e o jogo do final da Copa, no domingo, podemos contar que haverá 4 dias de meio feriado no Brasil.  Isto terá influência no PIB de 2014.

Grosso modo, se não fosse a Copa, teríamos 308 dias úteis em 2014, incluindo o sábado.  Considerando o PIB de R$ 4,8 trilhões, o País deixa de produzir nestes 4 dias, de meio expediente, cerca de R$ 32 bilhões, desprezando os jogos de outros países.  

Vamos fazer a conta, então.  O Brasil com advento da Copa 2014, teremos, segundo Embratur, faturamento adicional de R$ 25,2 bilhões, incluindo gastos dos brasileiros e estrangeiros.  Se o País deixa de produzir R$ 32 bilhões, por conta da Copa, o Brasil ficará no prejuízo de R$ 6,8 bilhões. 

O argumento de que haverá ganho financeiro pela realização da Copa 2014, é uma tremenda mentira inventada pelos marqueteiros, que querem justificar os R$ 26 bilhões aplicados para preparativo da Copa, incluindo a construção dos estádios, segundo Matriz de Responsabilidade.  ao prejuízo já demonstrado de R$ 6,8 bilhões aos investimentos, dará o prejuízo ao País pelo que gastou e que deixará de produzir, será de R$ 32,8 bilhões.

Por falta de informação na data do cálculo acima, não tinha considerado a renúncia de impostos para com a FIFA no valor estimado pelo próprio PT em R$ 16 bilhões.  Agora, com a novas informações, o prejuízo decorrente pela realização da Copa do Mundo no Brasil  será de R$ 48,8 bilhões.  Com o mesmo dinheiro, daria para construir 488 hospitais de câncer padrão R$ 100 milhões.

Nada haveria de errado, o prejuízo se o País não tivesse os casos crônicos de problemas nas áreas de educação, saúde pública e segurança.  Agora, com os números mais robustos, as comparações com os demais gastos do governo muda em relação à matéria postada por mim em 7 de maio deste mês sob o título de "Dilma mente.  Os novo dados dão conta de que a Copa 2014 dará prejuízo de R$ 48,8 bilhões!".  Então, o novo número corresponde ao superávit primário prometido pelo governo Dilma, para pagamento de parte de juros, de R$ 44 bilhões. Significa também, 50% do orçamento do SUS para o ano de 2014.  


Você sabe quem vai pagar esta conta, não sabe?  Não, não é a Dilma, mas nós contribuintes, mesmo!  Por estas e outras é que na cerimônia de abertura e de fechamento dos jogos da Copa 2014, a presidente Dilma merece a maior vaia da história do Brasil dirigida à uma autoridade constituída.  


Uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!

Ossami Sakamori






sexta-feira, 30 de maio de 2014

A quem interessa o País dividido?


Eu não entendo o que se passa no meu País.  De repente, me encontro no meio do tiroteio, tiroteio de palavras que repercutem como bomba na minha cabeça. Não, não sou tão inocente assim para não entender o significado das palavras, pelo contrário.

É uma briga entre crenças, cada um disputando o seu território, como se os fiéis fossem cordeiros que obedecem cegamente os pastores. Que cada um dispute o seu território, sem ofensas a outras crenças.  Não use em vão o nome de Deus para mostrar a supremacia de cada um.  

O mundo ainda continua brigando em torno das cores da pele.  Coisa mais ridícula a discriminação pelas cores.  As cores, só funcionam à luz do sol.  À noite todos homens e mulheres são pardos.  E pela história da humanidade, éramos todos negros.  Sim, negros há pouco mais de 150 mil anos.

O mais grave, o mais grave, é separação do País pelas classes sociais.  Isto o governo faz questão de discriminar. Faz parte das estatísticas. O governo dá tratamento diferenciado pelas classes sociais. Os miseráveis, os pobres e ricos.  A divisão da população em classes sociais é por si só uma discriminação.  Os governantes, fazem questão de manter em nichos de classes econômicas. A divisão em classes sociais facilitam os marqueteiros.

Há uma vergonhosa disputa de territórios entre políticos de matizes diversos.  Território mapeado pelos marqueteiros, como se fossem rebanho de cordeiros.  As classes A e B são consideradas como mais abastadas e cultas.  A classe C é a média da população, onde nos incluímos.  A classe D e E são pobres ou miseráveis.  Sim, dizem os políticos que ao PT pertence as classes D e E.  Dizem também, os políticos que as classes A e B pertencem ao PSDB.  É um loteamento entre os partidos majoritários, que envergonha o País.

O discurso da presidente da República, Dilma Rousseff, já demonstra, claramente, que ela não governa para todos os brasileiros.  A Dilma faz questão de dizer que a opção preferencial do PT é a classe D e E.  A Dilma empurra o ônus ou pecha de mostrar que as classes A e B é que oprime as classes D e E, pobres e miseráveis.  Tudo isto, faz parte da ideia do marqueteiro,  manter para Dilma os votos das classes D e E.  Para isto, tenta a todo custo, manter a imagem de que o PT representa, sozinho, as classes D e E.

Bobagem e idiotice esta de querer ser o dono das classes D e E, como se estas classes fossem o seu curral eleitoral.  A Dilma e PT não querem abrir a porteira do curral para outros candidatos à presidência, querem tornar o curral cativo para garantir a permanência no poder.  E o povo brasileiro onde fica?  O povo brasileiro que se lasque, para não dizer outro palavrão.  O Brasil vai continuar, se depender da Dilma, em 2 países, o país da classe dos pobres e país da classe dos ricos, claro na visão do marqueteiro João Santana.

Estava na hora de todos políticos, começarem a dividir a população brasileira, entre honestos e desonestos, entre probos e corruptos, entre patriotas e entreguistas.  Isto sim, valeria a pena, discriminar e separar.  Por que não discriminam?  Por que fazem questão de se manterem o "status quo"?  Todos tem rabo preso?  É isto?  

Uai, o objetivo não é construir o Brasil?  O objetivo não é tornar o Brasil potência mundial?  O objetivo não é levar conforto para o conjunto da população brasileira?  O objetivo não é pregar a união em vez de desunião?  São condições essenciais para tornar o Brasil orgulho de todos nós.  Afinal, o Brasil não é todos nós?  Ou eu estou enganado?  O Brasil é do partido que está no poder?  É isto?

Estou achando que, ouvindo discursos de candidatos à presidência, que o Brasil pertence a determinado partido, seja da situação ou da oposição.  Mas, por mim, não vai ser assim.  O Brasil não é de qualquer partido.  O Brasil é de todos nós!  Este discurso vou levar até o fim, custe o que custar.  Não tenho rabo preso com nenhum dos candidatos!

Não votem no candidato que represente  determinadas classes sociais.  A classe C, ausente nas minhas considerações acima, é quem vai decidir pelo rumo do País. Somos, nós, os cabeças pensantes é que vai nortear os rumos do Brasil.  Chega do País pertencer a uma determinada classe social.  Que venham candidatos com o discurso de união!  Temos desafios demais para serem vencidos!


Enquanto os candidatos se engalfinham em disputa territorial, eu estou fora!  Só aceito o candidato ou a candidata que defenda união de toda população em torno do Brasil para fazer as mudanças requeridas.  Só assim, com união de todas classes sociais, tornaremos o Brasil, orgulho de todos nós!  

A quem interessa o País dividido?

Ossami Sakamori



Porque não acredito em políticos! por Evandro

Por @Evandro


Já comentei aqui minha total desolação com a classe política. Como não consigo entender a transformação que ocorre quando o cidadão comum é levado ao cargo de politico, seja ele de qual esfera for. Parece que todos os vícios e defeitos são incorporados ao cidadão a partir do momento que ele passa a nos representar. E parece não haver exceção, todos têm um defeitinho de fábrica.


Mas vamos abordar a nova bola da vez (cada dia uma nova), o nobre deputado do PT, Luiz Mauro. Este nobre deputado, possui uma ficha corrida, ou como dizem no popular, uma capivara de fazer inveja a muito meliante que ainda busca seu lugar ao sol. Muito bem, este nobre deputado, parece que tinha uma pequena pena de 12 anos, mas evadiu-se da cadeia, e não se sabe como foi perdoado e hoje nos representa na Câmara de Deputados. Uma história, para se transformar em filme e ser passado com aquele filme do Lula.

O que me deixa muito, mas muito revoltado é que ninguém sabia desta história de sucesso, pois hoje o nobre deputado possui uma fortuna avaliada em mais de dez milhões, um case digno de ir para a capa da Fortune! Outra coisa que me chamou a atenção, em 2007, umas das empresas do nobre deputado, um posto de gasolina, foi autuada com máquinas caça-níquel e também por promover jogos de azar(pra quem jogava..rs.), e aí por falta de perícia nos equipamentos foi pedido o arquivamento do caso. 

Mas onde quero chegar com esta história de sucesso do nobre deputado?

Quero chegar no corporativismo existente entre os políticos, partidos e serviço público em geral. Será que alguém pode me convencer que ninguém no meio deles sabia dos trambiques do nobre deputado? Será que ninguém sabia que este ex-cidadão, trafegava livremente na área de transporte a mando do PCC? Não creio. Como também não creio, que só agora casos de corrupção de Petrobras, BNDES ou qualquer outra instituição pública do Brasil, só tenha vindo a tona agora, neste momento e por quê? Porque a Presidente deixou escorregar uma frase num de seus discursos idiotas.

Aí, alguém, deve ter pensado, bom agora não tem jeito vamos abrir a porta, porque foi ela mesma que jogou a merda no ventilador. Não consigo acreditar que ninguém dentre todos os políticos, saiba de todas as falcatruas e desmandos que ocorrem no Brasil. Ou eles são muito bobos e otários como a gente, ou todos têm o rabo preso, e não se atrevem a comentar para não sobrar para eles mesmos.

Como pode um partido abrigar bandidos condenados, como pode políticos acobertar colegas que se relacionam com agremiações de bandidos? E não importa quem seja o político ou o partido, eles têm o dever de zelar pelo patrimônio público que foi construído com o suor do povo. Mas não eles se calam. Acovardam-se. Só pensam na próxima eleição. Não tomam medidas impopulares porque perdem votos, então toma-lhe saque, toma-lhe ônibus queimado, toma-lhe baderna. 

Mas eles não fazem nada, porque vão perder votos, porque um grupo da mídia adora criticar. Se se faz alguma coisa, é porque fez, que absurdo bater no pobre dos blackblokers, se não faz, é porque é omisso. E assim vamos caminhando num país, em a impunidade deve virar símbolo na bandeira, porque efetivamente não temos mais nem ORDEM e muito menos PROGRESSO.

Então na realidade temos um monte de representantes, que representam a si próprios, que querem apenas fazer sua escalada política, e estão pouco preocupados com o povo ou com o futuro do país. E olha, também não perdoo os eleitores destes políticos, se votaram neles, é porque são tão corruptos quanto eles, se venderam a troco de um jogo de camisas de futebol ou de uma cervejada. É senhores, não sabiam que muitos vereadores ganham seus votos patrocinando jogos de camisa e festas para times de futebol? 

Não consigo entender mesmo, como nosso país virou isso que ai esta, trabalhamos tanto para nada. Aqui na cidade de São Paulo, temos um secretário dos transportes, que tem ligação íntima com o PCC, seus irmãos são vereadores, pelo menos é isso que alguns jornalistas sérios escrevem. 

E ninguém sabe de nada, todos se calam, e até usam destas “qualidades” políticas para o bem próprio, como é o caso do nosso prefeito. E os sindicatos? A esta é uma história a parte, quem já negociou com um deles, deve saber do que falo, tem-se a nítida impressão que esta se negociando com alguns dos mafiosos da Chicago dos anos 40. É isso amigos não sei se será tão simples ter nosso pais de volta, pois a podridão se alojou em cada fresta das nossas instituições, não há mais nada limpo no nosso pais.






quinta-feira, 29 de maio de 2014

Aécio Neves. O efeito Armínio Fraga


Armínio Fraga pode fazer diferença para candidatura Aécio Neves à presidência da República.  Ao que tudo indica e o próprio Aécio Neves não nega, o Armínio Fraga deverá ser o formulador da política econômica do candidato.  Pela minha visão, é um nome que poderá representar a mudança do rumo da economia do País.

Ele, Armínio Fraga, é visto como "vassalo do capital estrangeiro" ou "representando dos megaespeculadores", por ele ter sido diretor-gerente da Soros Fund Management, gestora de recursos do mega investidor George Soros.  Na sabatina para sua indicação como presidente do Banco Central em 1999, na gestão FHC, ele foi considerados pelos senadores como pessoa que não reunia "qualificações ética" para o cargo.  Esta imagem foi desconstruída à frente do Banco Central que ele comandou até 17 de janeiro de 2003, quando Henrique Meirelles assumiu o posto.

Armínio Fraga tem sólida formação e trajetória acadêmica, que inclui um período como professor da Escola de Assuntos Internacionais da Universidade de Columbia.  Ele foi também, por dois períodos consecutivos presidente do Conselho da BMF&Bovespa.  Atualmente, é executivo da Gávea Investimentos, onde o Armínio tinha 30% de participação, antes de vender sua parte para JP Morgan.  

Se Aécio Neves for eleito, certamente, o Brasil experimentará a mudança no rumo da política econômica (sic) em vigor. Armínio Fraga, sem dúvida, tem caráter e formação diferente do atual ministro da Fazenda Guido Mantega e do presidente do Banco Central Alexandre Tombini.  Os atuais ocupantes, não tem qualificação e nem credibilidade para exercer que as funções requer. 

Quando à indicação ou não do Armínio Fraga no possível governo Aécio Neves, estou me baseando nas informações colhidas na imprensa.  A atuação competente do Armínio Fraga à frente do Banco Central na gestão FHC, sou testemunha.  Quanto à atividade privado do Armínio Fraga à frente da Gávea Investimentos, também, não sou conhecedor do assunto. 

Dentro da minha tese de que o futuro formulador da política econômica deva conhecer profundamente o funcionamento do mercado financeiro global, Armínio Fraga, tem perfil exato para ocupar o cargo de ministro da Fazenda ou mesmo presidente do Banco Central do possível governo Aécio Neves.  Competência, conhecimento e credibilidade ele os tem mais do que suficiente.

Endosso, Armínio Fraga como formulador da mudança da política econômica (sic) da Dilma Rousseff.  

Ossami Sakamori
@SakaSakamori



Dilma, nunca mais!


Segundo Estado, de ontem, a presidente Dilma colocou em prática mais uma vez, na inauguração de uma unidade do Brasil Sorridente em São Bernardo do Campo, a comparação da gestão petista com a do tucano.  Segundo ainda a presidente Dilma, disse Estado, que o PT herdou "um passivo feio" do antecessor, numa referência à gestão tucana e disse que os petistas sabem fazer melhor.

Dilma, não sou tucano, mas vou comentar a sua fala e do programa do PT que foi ao ar há alguns dias.  Dilma, você quer pregar "medo" na população falando sobre a volta do passado, mas presidente, o povo não está pensando em 12 anos atrás.  Mais de uma década que o PT vem governando o País.  Seria trágico, Dilma, se nesses 12 anos no poder o PT não tivesse melhorado a vida do povo brasileiro.  É como os tucanos virem à TV e dizer que sem o Plano Real o Brasil era pior.  Chega de olhar pelo retrovisor, Dilma!

Dilma, vamos falar do presente e do futuro, vamos?  Eu já escrevi mais de 1.200 matérias, criticando o equívoco da política econômica (sic), se é que pode dizer que há política econômica. Dilma, você em algum momento deu resposta aos questionamentos que os analistas e pensadores da economia vem fazendo à gestão desastrada no campo econômico?  Deu resposta, Dilma, deu?  Não, não deu.  A inflação está comendo solto e as perspectivas para o futuro são sombrias.

Dilma, sejamos francos, você é incompetente para gestão pública.  Sim, Dilma, você é incompetente para exercer o cargo de presidência da República. Nem vou me ater a todas críticas feitas por mim em 1.200 matérias, mas vou eleger algum dos temas que foi objeto delas.

Dilma, você está no cargo de presidente da República, há exatos 3 anos 4 meses e 29 dias.  Foi o tempo suficiente, sem mesmo contar com os 8 anos do Lula, para tomar algumas providências.  Querer comparar a sua gestão para com o dos tucanos é um pouco covarde, eu acho.  Dilma, você deveria fazer comparação da sua gestão com o do Lula, se fosse o caso.  

Dilma, por acaso, a saúde pública melhorou na sua gestão, melhorou?  Pois, não adiante dizer que na era dos tucanos a saúde pública vivia em frangalhos.  Uai, não tiveram 11 anos 4 meses e 29 dias para consertar o sistema de saúde no Brasil?  Dilma, só você mesmo não enxerga o problema de saúde no Brasil.  Os doentes estão morrendo nos corredores dos hospitais, Dilma.  Entendi, você pensa que todos hospitais do Brasil funciona padrão "Sírio Libanês", é isto Dilma?   

Dilma, o seu antecessor Lula, disse que iria fazer a transposição do rio São Francisco, não foi?  Pois, as últimas notícias é de que as obras estão paradas por falta de projetos executivos.  Uai, Dilma, você está no poder há 3 anos 4 meses e 29 dias e não teve tempo de resolver o problema do projeto e concluir a obra?  Entendi, Dilma, você quer mais 4 anos de poder para concluir a transposição do rio São Francisco, é isto?  

Dilma, que eu me lembre, no início da sua gestão, demitiu 9 ministros com suspeição de corrupção nas pastas respectivas.  Disse, você que era contra os malfeitores. Afinal, não vi nenhum daqueles ministros demitidos sendo processados.  E pior, Dilma, pelo que estou sabendo, não há nenhum inquérito instaurado para apurar os eventuais roubos.  Uai, porque isto Dilma.  Nem inquérito aberto?  Por que Dilma, não manda estes canalhas para cadeia, Dilma? Por acaso, você está com rabo preso com eles, Dilma? Ah, tá! Entendi, você foi contra a corrupção mal feita. É isto, Dilma?

E o caso da compra super-faturada da refinaria Pasadena, Dilma?  No último depoimento, a Graça Foster, sua lugar tenente na Petrobras, afirmou que a compra não foi boa. Claro, Dilma, a compra da refinaria já tem prejuízo potencial avaliado em US$ 1,6 bilhão.  Claro, nem vou colocar em dúvida a sua honestidade.  Dilma, você assinou documento autorizando a compra da refinaria Pasadena, sem ler os relatórios.  Colocar culpa nos subordinados, fica feio, Dilma. No mínimo, Dilma, você foi "negligente" e "incompetente" no referido episódio.  

Dilma, você está apostando todas fichas na Copa 2014. Está certo que você mandou fazer obras padrão FIFA, mas deixou o Brasil levar lucro nesta.  O Brasil vai arcar com os custos de R$ 32,8 bilhões, segundo minha conta.  E segundo a FIFA, vai lucrar com a realização da Copa 2014 no Brasil, bagatela de R$ 10 bilhões!  Dilma, você disse que Copa 2014, vai deixar legado ao País, sim eu concordo.  A Copa 2014, vai deixar legado da dívida de R$ 32,8 bilhões, que afinal é o povo que paga!  Até nisso, você foi incompetente. Vai deixar a conta para o povo pagar, mais uma vez, Dilma? 

Pelo amor de Deus, Dilma!  Aquela escala técnica do avião presidencial com todos seus chegadinhos, para curtir uma noite "regabofe" no melhor restaurante de Lisboa, na volta do Fórum Econômico Mundial, ficou feio para você, Dilma. Está certo que nós, povo, pagamos a conta do cartão corporativo, mas aparecer em público, uma presidente da República no estado lastimável, registrado pela imprensa do mundo inteiro, não ficou bem, Dilma.  Todo o mundo vai pensar que qualificação para ser presidente no Brasil terá que ter atributo de "pinguço".  Dilma, convenhamos, por que não ficou "manguaça" no suite presidencial, pago por nós, povo?  Assim evitaria de o povo brasileiro pagar o "mico"! 

Chega por hoje.  Dilma, o povo não está preocupado com a volta dos tucanos.  Dilma, o povo está preocupado com a inflação do bolso!  Dilma, o povo está preocupado quando os doentes vão deixar de morrer nos corredores de hospitais!  Dilma, o povo está meio cansado da festa de lançamento de obras!  Dilma, o povo quer saber de inaugurações de obras!  Dilma, se você que diz que são contra malfeitores, por que não manda prender todos esses  companheiros corruptos? 


Dilma, o povo quer saber do futuro!  Dilma, o povo quer saber das mudanças que você pretende imprimir no seu governo, se eleito!  Dilma, você tem até as eleições para convencer para que está no Palácio do Planalto.  Se não souber dar resposta adequada, o povo vai pensar que é poste do Lula, mesmo!  Fazer o que, não é Dilma! Olha, vou dizer com todas letras.


Dilma, nunca mais!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori




quarta-feira, 28 de maio de 2014

Dilma paga a maior taxa de juros do mundo!


A reunião do Copom - Comitê de Política Monetária, realizado hoje, definiu a taxa Selic, mantendo em 11%, a taxa em vigor até então.  Só para o entendimento, o Copom é um órgão criado pelo Banco Central, com o objetivo de estabelecer as diretrizes da política monetária e de definir a taxa básica de juros.  É também, o Copom, responsável para controlar a liquidez da economia.  

Com a taxa Selic de 11%, o Brasil tem juro real a mais alta entre 40 maiores economias do mundo.  O Brasil ostenta o primeiro lugar com 4,25%, seguido de China com 3,41%, Índia com 2,55%  e Rússia com 1,70%.  

Em taxas nominais só perdemos para Venezuela e Argentina, respectivamente com 16,38% e 14,90%.  Em termos nominais, o Brasil figura na terceira posição, atrás apenas dos países sul-americanos nominados.

No entanto, a taxa de juros Selic, serve apenas como referência para juros pagos pelo Tesouro na rolagem de dívida interna.  Só como exemplo, os títulos NTN-F para vencimento em 1/1/2025, estava sendo negociado hoje a 12,40% para compra e 12,46% para venda.  Fazendo a média de juros da dívida interna, o Brasil despende em pagamento de juros, a uma taxa média acima de 11%.

Na conta do último dado fornecido pelo Banco Central a dívida pública federal estava em R$ 2,05 trilhões.  Fazendo conta, pela taxa média, de 11% ao ano, o Brasil deveria pagar de juros R$ 225 bilhões. Deveria, mas não paga. Como o governo prometeu superávit primário de R$ 44 bilhões, significa que a diferença de R$ 181 bilhões, vai ser rolado. Definitivamente, o Brasil não consegue pagar nem os juros da dívida pública, apesar de esforço enorme para geração de superávit primário, diferença entre receita e despesa da União.

Vamos lembrar mais uma vez que os juros que o País paga, nas estratosfera, não é para segurar a inflação, como querem fazer crer o presidente do Banco Central e agentes do setor privado.  Digo, insistentemente, que a taxa Selic, representa a falta de credibilidade do governo.  Paga-se juros mais caras pela falta de confiança dos investidores institucionais e especuladores em aplicar nos títulos do governo.  

A necessidade de atrair capital estrangeiro especulativo estrangeiro também é um dos motivos para o aumento da taxa Selic.  Brasil necessita de dinheiro dos agiotas internacionais para fechar a balança de pagamentos.  Os agiotas internacionais estão atrás dos 4,25% ao ano de rentabilidade líquida.  O resto é conversa para boi dormir.


Dilma paga maior taxa de juros real do mundo!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori



Economia e política por Saka Sakamori


Muitos tem me perguntado sobre o cenário da economia, pós eleições de outubro deste ano.  Provavelmente, o processo eleitoral só vai terminar no dia 26 de outubro, faltando apenas 2 meses para o término do ano de 2014. Além de que, somente no 1º de janeiro de 2015 é que inicia o mandato de 4 anos da presidência da República. Portanto, para começar, as mudanças virão, somente, após janeiro do próximo ano.

Isto tudo, significa que a economia vai experimentar nos próximos meses, o agravamento do quadro que se encontra, devido a não correção da política econômica ou da matriz econômica como queiram alguns se referir.  

Muitos abutres, de última hora, vem se pronunciando ao longo dos últimos 30 dias, com críticas sobre a "nova matriz econômica" da presidente Dilma, sem dizer claramente onde se encontra os raízes dos problemas.  Os abutres dizem, aleatoriamente, que está no excessivo controle sobre os preços administrados constantes da "nova matriz econômica".  O diagnóstico, embora, parcialmente correta, não retrata o erro sistêmico da política econômica (sic) da Dilma.


O primeiro e mais grave problema da economia no Brasil, a origem de quase todos os equívocos, é a supervalorização do real ou super desvalorização do dólar.  Isto é um tema crucial para o desenvolvimento industrial e tecnológico do País.  Sem a devida correção no câmbio, a mudança em outras matrizes econômicas é como fazer maquiagem, não funcionará. O Brasil vai continuar patinando no desenvolvimento tecnológico e o seu parque industrial continuará sendo sucateado em favor da indústrias de países além mar.  O Brasil continuará criando empregos lá fora. Os chineses, em especial, serão os maiores beneficiários desta "maluca" política econômica (sic) da Dilma.

Acontece que, como a defasagem do câmbio está tão expressiva que a necessidade de correção nas tarifas administradas fica potencializada.  Por isso tudo que eu digo que há "erro sistêmico" na política econômica (sic) da Dilma. Sim, se os abutres dizem que "a nova matriz econômica" da Dilma está equivocada,  citando apenas e tão somente   os preços administrados. Pois eles estão redondamente enganados, preços administrados é apenas uma das matrizes.  

A desvalorização da moeda local, no caso o real, deverá pautar o plano econômico de todos os candidatos à presidência, incluindo a própria.  A atual equipe econômica, vem atuando no sentido contrário, ou seja no sentido da manutenção da valorização do real. Isto tem claro objetivo de criar "sensação de bem estar" à população, somado à "sensação de poder de compra".  

Explico aos meus leitores, o que é esta "sensação de bem estar" e "sensação de poder de compra".   A defasagem no câmbio triplicou os usuários do sistema aéreo no governo do PT, por exemplo.  A forma como viajam os usuários do sistema de transporte, não aumenta o PIB brasileiro, apenas transfere do modal rodoviário para o modal aéreo.  Então, isto é a "sensação de bem estar".


Outro fato que marca a "sensação do poder de compra" é que em função do câmbio defasado permite ao povo fazer viagens no exterior, adoidado em detrimento ao turismo interno. A maioria da população conhece Miami mas não conhece Manaus.  O brasileiro nunca viajou ao exterior como nos últimos anos.  Viajam para fazer compras nos EEUU, porque os preços naquele País está mais barato do que no Brasil.  A correção no câmbio, viria acabar com esta "sensação de Brasil país das maravilhas". 


Eu digo com segurança de que é falsa esta "sensação de bem estar" ou a "sensação do poder de compra".  O crescimento do PIB dos últimos 12 anos, a média está abaixo de 2% ao ano, descontado o crescimento demográfico, o PIB per capita, está em torno de 0,5% ao ano.  Isto é crescimento pífio.  Lembrando que o Brasil terá que vencer o "gap" ou defasagem de nível de educação, saúde pública e segurança pública com relação aos países desenvolvidos.  Somos terceiro mundo, sim, querendo ou não!  

Compare o crescimento do Brasil com o crescimento do outro país emergente, a China.  A China cresce há mais de duas décadas acima de 7,5%, com aumento demográfico sob controle.  Pois, lá o yuan (Ren Men Bi), moeda local está desvalorizado, há décadas.  E nem vamos misturar os alhos com bugalhos, não estou aqui defendendo o regime comunista, apenas comentando sobre a política econômica daquele país.  Nem vem, que não tem!  


Eu sou da teoria de que a roda não se reinventa.  O que está sendo bom para outro país, que copiemos.  Copiar modelo econômico não significa que devamos copiar o modelo político.   Por que não copiamos a parte boa da política econômica dos EEUU, da Alemanha, do Japão, da China ou do Chile?  Qual é o problema em assimilar as experiências de outros países?  

Não, o Brasil prefere copiar o modelo dos Castro ou do modelo do Nicolás Maduro.  O Brasil prefere copiar os piores modelos da economia do mundo contemporâneo, apenas tendo como o pano de fundo a permanência no poder. Somado a isto, a roubalheira generalizada.  Talvez, nem o Lula e nem o PT, não creio, que tenha tomado o poder com o objetivo de roubar.  Mas, infelizmente, o ideário político, se é que o PT teve, deve ter desvirtuado.  

Pronto, estou respondendo aos meus amigos leitores.  Eu não só critico a política econômica da Dilma, mas aponto soluções.   Se este mequetrefe, blogueiro, tem soluções para a política econômica equivocada da Dilma, certamente terá na cabeça dos formuladores da política econômica dos candidatos à presidência da República.  A única diferença entre os postulantes ao cargo de presidência será na dosagem do remédio que será dada.  Mas, que o Brasil está precisando de remédio, está.  Se demorar muito, vai ter que se internar no UTI ou seguir receituário duro do FMI.  Espero que não precise. 

Quem quer que seja o futuro presidente, deverá ter enorme "vontade política" em promover a mudança necessária e ter "legitimidade" suficiente para fazê-la.  Em resumo é isto. Não podemos, nós povo, mudarmos o caráter de cada candidato e nem provê-lo da legitimidade necessária.  Que cada um diga e mostre para que veio.  E procure colocar na prática, tudo de bonito que eles falam. 

Sem a necessária propositura de mudanças, tanto faz Dilma, Aécio, Dudu Campos ou Lula.  Ainda estou a esperar a "matriz econômica" dos candidatos, para minha avaliação objetiva.  
Farinha do mesmo saco!

Sem as mudanças requeridas serão os candidatos a "farinha do mesmo saco".  Espero que não!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori






terça-feira, 27 de maio de 2014

Caricatura da Dilma em vídeo e fotos.

video

Os vídeos e fotos falam por si só, como é o competente a nossa presidente Dilma Rousseff. Você quer mais 4 anos para ela?


video


O porre da presidente no regabofe no restaurante chic de Lisboa, conta paga com o cartão corporativo pago pelo contribuinte.  

Crédito da foto: Veja

A conta da Rosemary do Lula via cartão corporativo que foi para segredo do Estado.  Dilma, nada apurou. 



Pois, vote na Dilma nas próxima eleição presidencial e aguente por mais quatro anos à partir de 1º de janeiro de 2015!  

Demonstre que você é otário, votando na Dilma ou Lula.

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


Governo Dilma. Índice de confiança cai.


A confiança de consumidores e empresários em relação à saúde da economia brasileira neste ano pesará não somente na percepção dos analistas para atividade econômica sobre o desemprenho do governo Dilma Rousseff às vésperas da eleição presidencial em outubro. 

Segundo informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) na sexta-feira passada, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) caiu 3,3% em maio em comparação com abril, quando já havia recuado 0,8% sobre março deste ano.  Em maio o ICC bateu 102,8 pontos, o menor nível desde abril de 2009.

À despeito de presidente Dilma contar como vantagem do seu governo a quatro cantos no seu périplo de campanha eleitoral para sua reeleição, o povo brasileiro não experimenta mais a "sensação de bem estar" como dantes e nem tão pouco sente o "poder de compra" do seu suado dinheiro.  Estas "sensações" dissemina até no meio de beneficiários dos diversos programas assistencialistas, em dinheiro, à população.  

O último boletim Focus do Banco Central por outra face, anuncia a projeção de crescimento do PIB para este ano em 1,62%, abaixo da média de crescimento dos governos do PT, desde 2003.  Isto afeta o Índice de Confiança dos Empresários, medido pela FGV, que aponta 91,2, o pior índice desde junho de 2009.  O ano referência 2009, foi o ano de saída da crise financeira mundial de 2008. 


Nada há no horizonte, sinais de melhora no quadro da economia, mesmo dentro da política econômica (sic) equivocada da presidente Dilma.  Pelo contrário, o quadro deve se agravar ainda mais, em função de engessamento das tarifas administradas e do dólar, ainda, muito desvalorizado.  Este quadro da economia, até o povo já percebeu.  Sabe o povo que terminada as eleições, os preços administrados vão ser reajustados, querendo o governo ou não.  Sabe o povo que virão os aumentos de combustíveis e de demais bens de consumo em efeito cascata.  

O povo vem sentindo os seus bolsos minguarem cada vez mais.  O povo vem sentindo que o dinheiro do salário termina muito antes do final do mês.  O povo sente que com o mesmo dinheiro compra-se menos mercadorias.  O povo tem consciência, mesmo os beneficiários de Bolsa Miséria, que com os R$ 77,00 per capita já não tem como fazer 3 refeições diárias, como era dito pelo Lula.

Mesmo diante do quadro, os pessimistas acreditam que a Dilma ganha eleições no primeiro turno ou que ganha com margem grande no segundo turno das eleições, contra os atuais candidatos, Aécio Neves e Eduardo Campos.  É uma pena que os candidatos da oposição não vem apresentando propostas alternativas que atenda o desejo de mudança da população.  Como eu disse ontem, a tendência é de que a Dilma perca eleição presidencial para ela própria.





O desejo da população é pela mudança nos rumos do País, em todos os segmentos da sociedade, quer público ou privado.  O povo deseja o crescimento sustentável da economia, sem solavancos.  Esta falta de perspectiva para o futuro é que puxa os índices de confiança para baixo.  Estou certo ou não estou certo?

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


segunda-feira, 26 de maio de 2014

Dilma perde eleições para a própria Dilma !


Os principais  adversários da corrida presidencial da Dilma não são Aécio Neves e nem Eduardo Campos.  Ele se chama índice de rejeição ao seu nome.  A Dilma tem a seu favor os 38% do eleitorado, já declarados em pesquisas eleitorais.  São eleitores que são cativos do PT, do Lula e dela própria.  São os beneficiários de toda e qualquer forma de assistencialismo do governo federal.  

O que me impressiona é o desejo de mudança da população brasileira, que segundo pesquisas amplamente divulgadas pela imprensa, gira em torno de 70% do eleitorado.  Isto quer dizer que, mesmo os que hoje apoiam a candidatura Dilma, desejam a mudança de alguma forma. São 8% do eleitorado da Dilma, que estão apoiando ela, com restrições. Qualquer mudança no cenário político/econômico, Dilma perde os 8% do eleitorado e fica com apenas 30% de votos.  Com 30% não ganha o segundo turno das eleições. 

Desta forma, o principal adversário da Dilma, não é o Aécio Neves e nem o Eduardo Campos.  O principal adversário se chama Dilma Rousseff.  Significa que até 5 de outubro, a tendência de votos para com a Dilma deve minguar até chegar no patamar de 30%.  Basicamente, são os beneficiários dos diversos programas assistenciais do governo federal que compõe este contingente da população. 

Tem muito chão ainda até eleições de 5 de outubro, mas até o momento, os principais candidatos da oposição, o Aécio Neves e Eduardo Campos, ainda não conseguiram sintonizar com o desejo da população que quer a mudança no rumo do País.  O povo está com saco cheio de ver educação, saúde pública e segurança pública relegados ao segundo plano pela atual administração.

O povo já percebeu que há muita ladroagem na administração da Dilma e do PT.  Os casos que mais chamam atenção são os escândalos da Rosemary do Lula, em que as investigações estão em ponto morto e também da compra da refinaria de Pasadena.  Estes assuntos, já cairam na boca do povo.  O povo associa Rosemary do Lula com a Dilma.  O povo associa escândalos da Petrobras com a Dilma.





Os candidatos da oposição, o Aécio Neves e Eduardo Campos, até agora, não estão aproveitando a oportunidade que o PT está proporcionando.  A oportunidade de propor mudanças nos tratos com coisas públicas como o uso indiscriminado de cartões corporativos da presidência de República.  A oportunidade, também, propor mudanças na forma de administração da Petrobras.  A oportunidade de propor política econômica mais realista.  A oportunidade de propor crescimento econômico sustentável e duradouro.


É uma pena que os candidatos Aécio Neves e Eduardo Campos são fracos.  Digo que são fracos porque até o momento, nada propuseram para efetivar a mudança de rumo para o Brasil, tão reclamada pela população.  Vamos esperar que os candidatos da oposição digam para que vieram.  Espero que não tenham vindo só para mudança de nomes.  Mudança de nomes não garante o término do assalto aos cofres públicos.  Precisamos ouvir a consistência dos programas do governo de cada um.  Oportunidade como esta nunca vai ter, novamente. 



Dilma perde eleições para a própria Dilma!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori