Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

DNITduto. Capítulo V : O INÍCIO DA OPERAÇÃO

A história contada aqui é uma ficção.  Os fatos e personagens citados, se guardam alguma semelhança com a realidade são meras coincidências.    


Estamos na sede da ANEL, reunião presidida pelo José P, com presença de associados e ou representantes das empreiteiras.


José P: Bom dia, todos!


Platéia: Bom dia!


Todos alegres, com o motivo da convocação.  Nesse meio, não tem nenhum inocente.  Todos já sabem de antemão, do que é que se trata a reunião.  


José P: Bom, como vocês sabem, ontem estive com o Antonio Luiz do DNIT.  Estou com relação de obras para serem sorteados.  Como sempre, os grandes estão fora. Eles acertam direto.  A nossa parte ficou 20 bi de obras. Ficou acertado o seguinte: Cada um responde por 3% por fora, que serão destinados aos operadores da Vilma 2010. Os por dentro, cada um faz a sua escolha. O procedimento é igual igual à operação tapa buraco. Vocês tem alguma dúvida?


Platéia em buxixo, mas ninguém faz pergunta.  Todos querendo ver a relação de obras e na expectativa de sorteio. Prossegue o José P.


José P:  Como sempre, vamos fazer o sorteio de obras. Após o sorteio, indico operador da campanha para entrega dos por fora.  Vocês sabem, que os nomes e as indicativas estarãio no papel que vou entregar para cada um. Fora desta sala, ninguém sabe de nada. Entendido? 


Empreiteiro A: Única dúvida José, se este 3% é proporcional ou num soco só?  


José P:  Esqueci de dizer.  A exigência é que saia tudo da primeira fatura.  Bom, vocês entendem melhor que eu.  Infla a primeira e manda pau.  Tudo de acordo com orientação dos operadores, em dinheiro ou TED para cítricos.  Apenas recomendo valor menor que 99, vocês sabem o porque, não sabem?


Platéia dá gargalhada. Para aqueles que participam é lugar comum.  Nenhum daqueles nasceu ontem. 


José P: Então, vamos aos sorteios.  Para cada um que for resolvido, vou passar com quem entrar em contato.  Só para lembrar, quem pisar na bola, está rifado do órgão, não sabem?


Após algumas horas de reunião, promovido os sorteios das obras para cada associado, eles, saem da sede da Anel tão quietos como chegaram.  Como quati do mato, satisfeitos com o quinhão do seu bolo.  


E, assim inicia, a operação Vilma 2010, na fase de execução.


As eventuais contestações sobre o script acima, e-mail para contato: sakamori10@gmail.com

2 comentários:

  1. Muito inteligente e irônico.Apreciamos pantomimas.. srs Ainda bem q vc aceita oipiniões contrárias,isso demonstra inteligência,porém ,aqui,concordamos plenamente.

    Abraços,

    BiaeVinni

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.