Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

MENSALÃO. UM DEBOCHE NA CARA DO POVO!


Ao tratar do chamado núcleo operacional do mensalão, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, destacou que o grupo utilizou até carro-forte para transportar recursos do esquema.


O procurador disse que pelo menos R$ 73 milhões foram desviados do Banco do Brasil, uma das fontes de recursos que alimentava o esquema, segundo a denúncia.
Gurgel disse aos ministros que Simone Vasconcelos, ex-diretora da agência SMPB, de Marcos Valério, disse em depoimento que um carro-forte foi contratado para levar R$ 650 mil em espécie. 


Gurgel disse estranhar o valor em espécie. "Algo que poucas agências têm em espécie nos dias de hoje", afirmou. 
"É contraditório a empresa conseguir empréstimo para capital de giro e distribuir so recursos entre os sócios", completou.  


Trechos extraídos do jornal de maior circulação do país, Folha de São Paulo, versão on line.  Os fatos narrados, dispensam quaisquer comentários adicionais.  Pior que este episódio, só mesmo o DNITduto da Vilma 2010.


Ainda assim, querem absolver os réus.  Só no Brasil, mesmo!


Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi prof. da UFPR
Twitter: @sakamori10

2 comentários:

  1. Oi, "Saka" ! Como dizia o sábio ditado do grande Rui Barbosa: De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra... Não há mais dúvidas que somos comandados por 3 "Poderes" inidôneos. Ou tomamos uma atitude, ou a "vaca foi para o brejo" ...

    ResponderExcluir
  2. Ossami, é muita vergonha para o povo brasileiro! Será que o povo não enxerga essas coisas? Será que é tanta desinformação, falta de cultura e desinteresse assim? Tô de cara! Isso não vai dar em nada!E, olha Sergio, acho que já foi pro brejo viu? Agora vamos colher os "resíduos produzidos" por esta vaca! Abraços

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.