Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 30 de julho de 2012

VARIG. EX-FUNCIONÁRIOS MORRENDO DE FOME!

Depois de contribuírem por décadas para o fundo de pensão Aerus, com valores que chegaram a até 30% de seus salários, aposentados da Varig e da Transbrasil se mantêm com a ajuda de filhos para conseguir pagar contas. São pessoas, em sua maioria, com mais de 60 anos, que necessitam com urgência de recursos para pagar aluguel, remédios e plano de saúde. Fonte: Folha.

Engenheiro de voo por 35 anos na Varig, Lourival Honorato, 62, encontrou o também engenheiro de voo e amigo Tarcisio dos Santos, 76, vivendo na garagem de um prédio em São Paulo, onde funcionava uma oficina em que trabalhou ao se aposentar. "Ele trabalhou por 40 anos na Varig e foi encontrado mendigando e doente no Congo, onde foi prestar serviço na África e vivia com a verba do Aerus. No passado, chegou a receber o equivalente a R$ 6.000. Hoje recebe R$ 900. Ainda sou um privilegiado perto do meu amigo", diz Honorato, que voltou ao mercado de trabalho.Fonte: Folha.

Só lembrando que na recuperação judicial, a Varig foi dividida em 2 empresas, a parte boa e a parte ruim.  Os empregados da Varig ficaram com a parte ruim.  A parte boa, as concessões de linhas, ficaram com a então recém criada Gol do Constantino Constantinus, até então, apenas concessionário de linhas de ônibus.  

A parte ruim tem um processo contra a União sobre a perda sofrida com a imposição de tarifas no período de inflação.  O processo anda arrastando nos Tribuinais.  Se a União perder a ação, daria certo relento para os ex-funcionários da Varig.

Brasil é país de mentirinhas.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. da UFPR
Twitter: @sakamori10

Um comentário:

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.