Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 27 de julho de 2012

O QUE ACONTECEU NA BOLSA, HOJE?


 A Bovespa disparou 4,52% na tarde desta sexta-feira, segundo dados preliminares. Às 17h, o principal índice de ações da Bolsa subia 4,52%, para 56.444 pontos. O giro financeiro foi de R$ 8,6 bilhões. É a maior alta desde 9 de agosto do ano passado, quando o índice subiu 5,1%. Fonte : Folha.


A Bolsa foi impulsionada pela expectativa de novos estímulos na zona do euro e pelo resultado do PIB dos EUA, que ficou acima da expectiva do mercado. Os principais avanços eram das ações da mineradora Vale, das petrolíferas Petrobras e OGX e das construtoras. As ações ordinárias da Petrobras subiram 4,96% e as preferenciais, 4,46%. As ordinárias da Vale tiveram alta de 3,46% e as preferenciais, 3,7%. Os papéis da petrolífera OGX, do empresário Eike Batista, dispararam 13,33%. Fonte: Folha.


Entre as construtoras, a forte alta era generalizada. Subiam as ações de Brookfield (4,79%), Cyrela (6,71%), Gafisa (9,87%), PDG (5,05%), MRV (6,25%), Rossi (10,04%).
Também registravam grandes ganhos os papéis do frigorífico B2W (9,51%) --empresa responsável pelos sites Submarino, Americanas e Shoptime--, Eletrobrás (5,36%), Gol (9,49%), JBS (7,76%). Fonte: Folha.


"O mercado esticou lá fora com as expectativas de que o Banco Central Europeu vai agir contra a crise, gerando um stop de posições vendidas por aqui, em um movimento técnico", disse o operador Luiz Roberto Monteiro, da corretora Renascença.  Fonte: Folha.


O que mudou de ontem para hoje?  Nada, absolutamente nada.  Em uma noite, o mundo real não muda nada.  As altas foram generalizadas.  Para mim, é uma correção técnica.  Movimento típico de especulação.  É nestes movimentos no vazio descasados da economia real, que os especuladores ganham.  


Por outro lado, o presidente do Banco Central disse ontem que a crise européia era maior do que ele previa.  E o noticiário de hoje, traz declaração da Dilma dizendo que o "Brasil não é uma ilha", se referindo à mesma crise européia. Mais certo observação de ambos do que movimento altista da bolsa de hoje na Bovespa.


Esse tipo de euforia seguido de depressão ou depressão seguido de euforia é típico das bolsas de valores.  Amanhã, vai aparecer monte de gente palpitando sobre o mercado acionário.  Na depressão todos se aquietam. Faz parte do mercado na euforia todos são experts. 


Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. da UFPR
Twitter: @sakamori10

2 comentários:

  1. De acordo, mas é bom um pouco de euforia, senão o mercado fica muito depressivo.

    ResponderExcluir
  2. Pra quem investe no longo prazo isso não deveria influenciar. Como é meu caso, mas confesso que penso muito quando vejo que uma compra que fiz no começo do ano já está com alta de quase 20%...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.