Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 1 de julho de 2012

BRASIL, PAÍS QUE PERDEU A VERGONHA NA CARA

O índice de aprovação da presidente Dilma em 77%, podemos dizer que o Brasil perdeu a referência da moralidade política.  

Os escândalos pipocam em quatro cantos do país.  Os antigos como mensalão que vai ao julgamento no próximo mês, com envolvimento intelectual do presidente Lula.  Os novos como do governador José Arruda, DEM ou mesmo o ponto central do escândalo da CPMI do Cahcoeira, o senador Demóstenes, DEM e Agnelo Queiroz, PT estão em curso, como se isto tudo fosse quase que normalidade na vida cotidiana do país.

Mesmo na gestão da presidente Dilma, a queda de 9 ministros do seu gabinete, com suspeita de roubalheira nos seus ministérios, todos da base aliada do seu governo.  Os escândalos da roubalheira nas ONGs mantidos pelos parlamentares, de todas matizes, foram levantados e noticiados amplamente pela imprensa, sem que fosse tomadas medidas efetivas, de apuração e condenação.

Do lado da oposição, o lançamento do livro sobre "privatações" (sic) contra ex-candidato José Serra, ficou por isso mesmo, sem que houvesse contestação sobre o conteúdo da matéria.  Como também, suposto envolvimento de propina em forma de Caixa 2, denunciado pelo ex-diretor do DNIT contra Sera, em nada foi apurado.

Houve indício mais do que suficiente sobre o  pagamento de proprina pela Delta Construções de obras públicas, sobretudo as federais, no montante que ultrapassa os R$5 bilhões, apurado pela Polícia Federal.  Mas, a CPMI nada apura sobre os fatos que a eles competem investigar, a roubalheira na administração pública dos últimos anos. Quanto ao Cachoeira, cabe à justiça comum julgar o crime de contravensão.  

A maioria destes escândalos, noticiados amplamente pela imprensa, passa pelo 3º andar do Palácio do Planalto, mas nada acontecem no reino do Brasil.  Com certeza, as coisas vão sendo "cozinhado" para os supostos crimes cometidos pelos agentes públicos para que caiam no esquecimento e ou na prescrição, como aquela que assisti ontem no STF sobre ex-senador Ney Suassuna sobre escândalo de sanguessuga, ocorrido há 10 anos.

Incrível como a formadora de opinião pública assiste impávidamente, sem esboçar reação, como que assentisse a roubalheira do dinheiro público pelos agentes do governo, em todos os poderes do governo, sempre noticiado pela grande midia.  A formadora de opinião pública, já se fez presente na vida do país, porém, por muito pouco em relação a o que se passa no país. Ela, a opinião pública, foi cooptada pelas benesses concedidas por este mesmo poder público?

Não gostaria de dizer, mas digo para não perder o bonde da história, que o Brasil é de todos nós e que estamos fazendo o máximo de esforço para nós nos enquadrarmos no ról dos países do primeiro mundo.  Será que deixamos passar tudo isto, como se atestado fosse da nossa incapacidade em fazer a própria deputaração?

Ossami Sakamori, 67, engenheuiro civi, foi prof.da ufPR. Twitter: @sakamori10

2 comentários:

  1. Sakamori, a corrupção no Brasil se expandiu de tal forma que nem a oposição política consegue se expor com críticas mais ousadas.
    O que dizer da mídia, então? Aquelas que sobrevivem por conta das verbas governamentais não são doidas de apresentarem fatos que prejudiquem governantes e seus satélites. Seria um tiro no pé ou no coração, um verdadeiro suicídio!
    Então, continuemos tentando mobilizar a opinião pública brasileira, tanto os apoiadores de suas idéias quanto os desapoiadores. Os debates fazem isto de forma dinâmica e progressiva.
    O Brasil não perdeu a vergonha na cara! Quem sabe alguns brasileiros, encastelados no poder ou abraçados ao mesmo. Você, eu e tantos outros comentaristas do seu blog certamente mantemos nossa vergonha na cara e lutamos para que isto seja mantido.
    Somente a sua vergonha na cara o faz continuar digitando às 05h00 da matina, pois algo o incomoda e o faz gritar aos 4 cantos. Continue assim e arregimentará dezenas, centenas, milhares, quiçá, milhões de brasileiros com vergonha na cara, entende? Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Perdeu a vergonha, a seriedade, e precisamos de um belo chute no traseiro para ver se acordamos. Parabéns pelo texto grande Saka.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.