Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

PORQUE FAÇO PARTE DOS 23% QUE DESAPROVA PRESIDENTE DILMA


A aprovação sobre a maneira de governar da presidente Dilma permaneceu em 77%, o mesmo percentual atingido nas duas últimas pesquisas realizadas em março e junho deste ano. Mas houve queda de 16 pontos percentuais entre os entrevistados com renda familiar superior a 10 salários mínimos neste item. Fonte: Folha.

Toda vez que faço crítica ao ex-presidente Lula e à atual presidente Dilma, vem enxurrada de críticas sobre a minha opinião expressa.  Em muitas ocasiões, são postadas ofensas pessoais, na rede social twitter, endereço pelo qual me apresento. Quem opina está sujeito a ouvir o que não quer.  Faz parte.  Embora, ofensas pessoais não fazem parte ou pelo menos procuro não ousar em utilizá-las porque não faz parte da minha tosca educação.  

Feito este preliminar, afirmo que faço parte do contingente que não aprova os métodos de administração, tanto do ex-presidente Lula, tanto quanto a da presidente Dilma.  Então, faço parte dos 23% da população que não aprova a administração da presidente Dilma.  Poderia, no meu direito, calar-me sobre os motivos que me levam a me posicionar nesta situação, mas torno público o meu pensamento para que não precise a toda hora estar justificando a minha posição.  

Reconheço que na administração dos presidentes Lula e Dilma, o Brasil sofreu avanços significativos na distribuição de renda do povo brasileiro, assim como reconheço, também, a importância da implantação do Plano Real e a Lei da Responsabilidade Fiscal do presidente FHC.  Negar os fatos concretos é tornar parciais minhas considerações sobre diversos temas que trato aqui neste blog.  No entanto, ignorar as mazelas, mesmo após 9 anos e 9 meses de administração do atual partido do governo, nas área de educação, saúde e segurança pública seria como dar às costas ao clamor popular, sobretudo sabedor de toda forma de mazelas.

Nem as mazelas nos segmentos tão importantes são motivos suficientes para eu estar posicionado na fatia dos 23% da população.  O motivo que me faz não ceder aos charmes e encantos dos aspectos positivos, nem são as dificuldades impostas à população sobre os aspectos já mencionados. O que me faz posicionar negativamente aos atos dos presidentes são os atos que em todo mundo se abomina, que é a corrupção.  Essa história de que sempre houve corrupção em todos os países e em especial em todos os governos passados do Brasil, não é justificativa suficiente para aceitá-la como fato inerente e intrínseco da política.  Não concordo, nem um pouco com o que diz ex-governador e ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf em seus périplos políticos, traduzida pela sua famosa frase: Eu roubo mas faço!  Em discordando desta frase e sendo coerente com os meus princípios, tenho convicção de dizer que faço parte dos 23% que desaprova a presidente Dilma.

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori10

3 comentários:

  1. Saka, meu querido. EU TAMBÉM FAÇO PARTE DESSES 23%!!! Bjssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Soma mais um, nem preciso repetir, poupou-me uma tarefa que faria com prazer mas,tudo que penso, ai já foi escrito! Parabéns pelo feliz comentário.

    ResponderExcluir
  3. Meu cara,

    faço parte destes 23% e tenho dúvidas da veracidade destes. números.

    Tenho certeza que seja inverso: 77% desaprovam!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.