Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

FGTS. AUMENTOU A SUBTRAÇÃO DOS RECURSOS PARA R$ 11,48 BILHÕES!

Governo, trabalhadores e empresários disputam R$ 3 bilhões que entram por ano no caixa do FGTS, arrecadados por meio da contribuição adicional criada para ajudar a pagar o rombo de R$ 41 bilhões devido a milhões de trabalhadores lesados nos planos Verão e Collor 1. Fonte: Folha.

Essa contribuição surgiu em 2001, quando passou de 40% para 50% a multa do FGTS paga pelas empresas nas demissões sem justa causa. O trabalhador continuou recebendo os 40% e o restante foi para cobrir o rombo.
Após dez anos, as perdas foram pagas a quase 80 milhões que aderiram ao acordo. Fonte: Folha.

Na semana passada, foi aprovado o repasse de R$ 2 bilhões do FGTS para custear o programa Minha Casa, Minha Vida. "Prova de que o fundo está com superavit", diz Ramalho Jr, um dos seis conselheiros que representam os trabalhadores no Conselho Curador. Fonte: Folha.

Na matéria anterior sobre FGTS, fiz denúncia do desvio de recursos privados dos trabalhadores para pagar o "subsídio" do programa Minha Casa Minha Vida, denominado como "desconto financeiro" na contabilidade, como forma de disfarçar a "substração de recursos" ao dinheiro privado da classe dos trabalhadores celetistas optantes.

Muitos dos trabalhadores lesados com o "desconto financeiro" contabilizado como "Despesa Operacional" do FGTS, me questionaram de que eles não foram prejudicados pela medida.  Ledo engano. Para os trabalhadores lesados, sou um reles tucanalho, o que não sou.  A minha tese é de que os governos Lula e Dilma deram e dão o "subsídio" ao programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), deveriam fazê-los, sem constrangimento, porém utilizando-se do recurso ordinário do Orçamento da União, isto é, utilizando-se do dinheiro do Tesouro.  

Da maneira que está, FGTS pagando o subsídio do programa MCMV, comprova que apenas e tão somente os trabalhadores, estão arcando com o "ónus" do subsídio dado às classes menos favorecidos na compra de moradias.  Os presidente Lula e da Dilma não tem direito de "apropriar-se" do dinheiro privado para executar programas públicos.  Acrescidos aos valores pagos até 2011 R$, 9,48 bilhões, com os R$ 2 bilhões adicionais, significa que houve subtração de recursos no valor de R$ 11,48 bilhões.

E o povo não fala nada?  Dá-se a nítida impressão de que os presidente Lula e Dilma consideram os trabalhadores como apenas "pelegos" para conquistar seus objetivos políticos.  E infelizmente, Brizola Neto PDT, apenas assina em baixo.

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, filiado a PDT, foi prof. da UFPR. Twitter: @sakamori10. E-mail: sakamori10@gmail.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.