Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 8 de setembro de 2012

DILMA, VAMOS FALAR SÉRIO?


O anúncio do Ranking de Competitividade Global, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial (WEF) com 144 países participantes, posiciona o Brasil na 48ª posição.

Chama a atenção a disparidade entre esse índice e o tamanho de nossa economia. Se somos o 6º maior PIB, porque ficamos tão atrás quando o critério é o desempenho competitivo?

É na infraestrutura que está talvez o nosso maior desafio. Com um custo de logística médio em torno de 15% do valor da carga, o Brasil perde competitividade para Estados Unidos, Canadá e Reino Unido, onde esses custos não passam de 6%, 7%. 

É preciso dobrar o nível de investimentos em infraestrutura de transportes, para 5% do PIB, sob risco de jamais superarmos o "estupendo" crescimento de 2,5% ao ano.  

Afirmações acima são do Erik Camarano, diretor-presidente do Movimento Brasil Competitivo (MBC), publicado no jornal Folha de São Paulo.  

Só quanto aos números de investimento em infraestrutura de transporte, diferencia a minha opinião a do Erik Camarano.  Talvez, até fosse ideal o investimento em setor de logística em 5% do PIB, mas no entanto, creio ser inviável.  O número representa, grosso modo, R$ 235 bilhões ao ano.  Comparando o número do Movimento Brasil Competitivo com o do programa anunciado pela Dilma, investimento de RS$ 133 bilhões nos próximos 30 anos, chega-se a conclusão, já explicitado por mim aqui, de que o programa da presidente Dilma não passa de "espuma".  Falta seriedade!

Presidente Dilma, vamos falar sério?

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, filiado ao PDT, foi prof. da UFPR  E-mail para contato: sakamori10@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.