Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

BRASIL, O ELO PERDIDO!


As companhias petrolíferas que atuam no Brasil continuam descumprindo as metas de conteúdo local mínimo estabelecidas em contratos de exploração e desenvolvimento de blocos de petróleo, afirmou uma autoridade da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).  As metas atuais de conteúdo local em aquisições de bens e serviços variam de 55% a 65% em média, dependendo da etapa de atividade, mas as petroleiras estão alcançando em média apenas 32% de nacionalização, disse à Reuters Marcelo Mafra, coordenador de Conteúdo Local da ANP.  Fonte: Folha.

Uai, as companhias petrolíferas estão descumprindo metas porque o Brasil está longe de ter tecnologia de ponta, de inovação tecnológica!  Brasil não se preparou ao longo dos anos, incluindo os governos de diversos matizes políticos. Para dizer claramente, já se foram 8 anos do governo FHC, 8 anos do governo Lula e 1 ano e 8 meses do governo Dilma.  Quase 20 anos, sem que o país se preparasse à inovação tecnológica, capacitando o seu quadro de técnicos e incentivando empresas do setor de bens de capital e de máquinas e equipamentos.  O resultado está aí.  Ninguém faz milagre!

Não adianta bravatas e anúncio de programas que mais parece "espuma" do que intenções reais.  Não adianta simplesmente dizer que vai exigir nacionalização de um determinado percentual de produtos e componentes nacionais.  Nós não temos tecnologia.  Nós não temos empresas capacitados para desenvolver qualquer coisa.  As empresas que se comprometeram entregar os equipamentos à Petrobras, simplesmente estão subcontratando as empresas coreanas, japonesas ou singapurenses.  Essa subcontratação vão desde construção de navios petroleiros às sondas de perfuração.  

A falta de expertise das empresas brasileiras decorrem da implementação de política econômica equivocada.  Criamos empresas brasileiras essencialmente maquiladoras de produtos importados da China e outros países asiáticos.  Desaprendemos a produzir produtos nacionais.  Só sabemos montar.  Inovação tecnológica, se tornou motivo de piada entre empresários brasileiros.  

As coisas não são tão simples assim, de resolver com simples bravata, tentar mudar a cultura de uma hora para outra.  Brasil ainda carrega 3 grandes graves problemas que se relaciona ao "custo Brasil", quais sejam,  o câmbio defasado, a infraestrutura precária e excessiva carga tributária.  Não adianta os governantes de plantão, simplesmente, dizerem que terá que haver determinado índice de nacionalização, sem levar em consideração a triste realidade brasileira. 

Acorda, ANP! Acorda, Dilma! Acorda, Graça Foster.  

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, filiado ao PDT, foi prof. da UFPR.  Twitter: @sakamori10

Um comentário:

  1. Estamos nesse ponto, então. Marcando bobeira... Atirando o tempo, pela janela.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.