Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

ECONOMIA. PRENÚNCIO DE 2013 AUSPICIOSO


Até o final deste ano, o pagamento do 13º salário deverá injetar 
R$ 139,9 bilhões na economia do País, valor que representa 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Conforme análise da Austin Rating, o montante gerado pela gratificação representa um aumento de 7,92% perante o total apurado em 2011 e deve contribuir para o impulso das vendas do comércio. Fonte: Estadão.

Conforme previsões da agência classificadora de riscos, no cenário econômico mais provável, com 80% de chance de se concretizar, o comércio varejista brasileiro deverá encerrar 2012 com alta de 9% sobre as vendas apuradas em 2011. Considerando um cenário otimista (15% de chance), a alta das vendas seria de 9,6% na mesma comparação, enquanto no cenário pessimista (5% de chance) o aumento seria de 8,3%. Fonte: Estadão.

Interessante observar a quase coincidência dos números entre aquele apresentado neste blog em 14/10 com o da agência Austin Rating.  Disse eu, há menos de 1 semana, na matéria " O Natal de 2012 será melhor dos últimos tempos", que era provável o comércio varejista alcançar volume financeiro de venda deste ano em 10% acima do ano de 2011, alcançando o número em reais o mais expressivo desde a criação da moeda em uso.  No cenário de pessimismo com o PIB crescendo a 1,7% aa a previsão de crescimento da venda em 10% parecia à primeira vista um tanto otimista.  Mas, veio a Austin Rating confirmar o que eu dissera naquela matéria.  

De certa forma, com inflação em curva ascendente, o acréscimo de liquidez no sistema financeiro, grosso modo, R$ 140 bilhões, é como botar gasolina na fogueira.  É por este motivo, também, que o BC, segundo a última ata do COPOM, a taxa Selic vai se estabilizar no atual patamar.  Pelo contrário, na reunião de janeiro de 2013, poderá aumentar a taxa Selic, conforme pensamento da atual administração do BC.  Poderá vir, também,  acompanhado de aumento de depósito compulsório, conforme a trajetória da inflação, após o despejo de R$ 140 bilhões.  O teto da inflação, baseado na meta do BC é de 6,5% para o ano de 2012.  Na minha modesta opinião, deve fechar o ano batendo no teto.  O ano de 2012, fecharia com o quadro de "estagflação" querendo ou não, conforme matérias postadas neste blog no 1º semestre deste ano.

Seja como for, o "melhor Natal dos últimos tempos" em 2012, abrirá o novo ano com certo "ar de otimismo" por parte da população, o que seria muito bom para a economia do Brasil em 2013.  Coincidirá também com a realização dos jogos da Copa das Confederações, uma prévia para a Copa 2014.  Tudo isto deve dar fôlego para que o PIB do ano de 2013, para que seja melhor que o de 2012.  O Brasil é maior do que qualquer governo de plantão, seja de que cor partidária for, felizmente.

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.