Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

BOVESPA VAI BUSCAR OS 90.000 PONTOS!


A OGX Petróleo, companhia do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, teve queda de US$ 16,310 bilhões em valor de mercado somente este ano, segundo levantamento feito pela consultoria Economatica com 1.948 empresas de capital aberto da América Latina e Estados Unidos. Segundo o estudo, 13 empresas da amostra registraram perda de valor de mercado superior a US$ 10 bilhões este ano, até sexta-feira (26), e a OGX é a que teve a maior queda porcentual (69,5%). Seu atual valor de mercado é de US$ 7,170 bilhões. Fonte: Estadão.


As outras brasileiras da lista são a Vale (queda de US$ 12,398 bilhões em valor do mercado, ou -11,7%), Itaú Unibanco (perda de US$ 10,526 bilhões, ou -14,4%) e Petrobras (queda de US$ 10,263 bilhões, ou -6,6%). Atualmente, o valor de mercado da Vale é de US$ 93,128 bilhões, da Petrobras, US$ 145,172 bilhões e do Itaú Unibanco, US$ 62,715 bilhões. Fonte: Estadão.

Comprem tudo, sobretudo as ações de empresas que tiveram maiores quedas na BMFBovespa, quais sejam, Petrobras, OGX, Vale e Itaú Unibanco.  Na minha avaliação, estamos no fundo do poço.  Não tem motivo para cair muito mais do que a cotação de fechamento de hoje.  Digamos que qualquer baixa, além do nível atual é pura especulação.  As bolsas vivem de especulações.  No entanto, as munições para provocar maiores quedas já estão se esgotando.  Crise da Grécia, da Espanha, da China, dos Estados Unidos, já são motivos já meio batidos.  Não funcionam mais.

Em termo de índice Bovespa, no auge da alta em 2007, já bateu o pico de 75.000 pontos.  Se corrigido, apenas pelo índice de inflação do período, estaria na casa dos 90.000 pontos.  Hoje, 29 de outubro, está fechando ligeiramente acima de 57.000 pontos.  Teoricamente, para retornar ao mesmo patamar de 2007, antes da crise de 2008, o índice Bovespa tem margem para subir 50% sobre os atuais níveis. Logicamente, a bolsa é um jogo de comprados e vendidos, não segue o limite da racionalidade.  Mas, historicamente, é assim que funciona.  Já vi, vários filmes passarem na minha vida de investidor, desde 1971, quando comprei meu primeiro lote de ações do Banco do Brasil.  Agora, sou modesto investidor.  Compro para investimentos, sem me preocupar com os ganhos a curto prazo.  

Eu indico a data limite para a retomada das altas, para após o resultado das eleições dos EEUU.  Isto deve ocorrer na semana que começa no dia 10 de novembro.  Explico o porque.  Segundo analistas do mercado financeiro mundial, especialmente, os americanos, pode se traçar 2 cenários possíveis, um se Obama ganhar e outro se Mit Romney ganhar.  

Estou de acordo com os analistas americanos.  Se Obama ganhar, as altas serão moderados, mas ainda assim, o índice das bolsas americanas experimentarão as altas, em função da melhora no cenário econômico doméstico dos EEUU.  Se Mit Romney ganhar, as previsões são bastante otimistas.  Ele, Romney é empresário e é investidor.  Os analistas prevêem que o presidente republicano, se eleito, cuidará da saúde financeira das empresas para que estas criem os empregos.  Ambos, quer Obama ou Mit Romney, cuidarão do crescimento econômico dos EEUU, favorecendo as altas nas cotações das ações das empresas americanas.  Dizem os analistas que em caso de Mit Romney ganhar, haverá explosão de altas.  No caso de Obama permanecer, também, haverá altas, mas moderadamente.  Seja como for a previsão será de alta.

As empresas brasileiras estão direta ou indiretamente ligados ao crescimento econômico dos EEUU, querendo ou não.  Os fatores Zona de Euro e China, estão mostrando sinais de equacionamento, embora, mediante solução de longo prazo.  Estamos no fundo do poço.  Portanto, o "clique" ou o sinal do "start" da alta está na dependência do resultado das eleições dos EEUU, em maior ou menor grau.  O índice Bovespa, vai acompanhar o desempenho das empresas brasileiras, portanto, dentro da lógica traçada aqui, a tendência é de alta.  No meio do caminho, haverá os tradicionais "pit stop" para tomar o fôlego.  Não me cobrem, se eventualmente, houver período de baixa, dentro da trajetória de alta.  As oscilações são naturais no mercado de ações.  

Não entrem no jogo de especulações.  Os pequenos ganham de caminhão, quando ganham, enquanto os grandes investidores ganham de trem, de navio ou de navios cargueiros.  Na especulação, no final das contas, ganham sempre os grandes.  Os pequenos que se contentem com os ganhos no longo prazo.  Invista em ações, com espírito de fazer o pecúlio para o futuro.  Neste último caso, mesmo os pequenos, sempre ganharão.

Bovespa vai buscar os 90.000 pontos!

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori10

3 comentários:

  1. 90 mil pontos, Saka san!!!! Mesmo concordando com a sua análise acho esse número muito otimista ...

    ResponderExcluir
  2. Adoro seu blog e seus pontos de vista, mas dessa vez estou discordando em quase tudo...

    Nunca compraria empresas X, são empresas que não têm competência, não produzem, e consequentemente não lucram.
    Nunca em nenhum outro lugar do mundo se concedeu licença de exploração de alto risco para quem não era do ramo, como aconteceu com o sr. Eike Batista. Dá-lhe corrupção!

    E com o final da bolha imobiliária os bancos estatais estarão em maus lençóis, alavancados em ativos podres, o povo deixará de pagar dívidas que valem mais que os bens, virá a recessão e a bolsa irá cair muito, por muito tempo, antes de voltar a subir.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.