Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 3 de agosto de 2013

Alexandre Padilha é candidato do PT ao governo de São Paulo.

Fazendo contra-ponto à matéria anterior sobre o escândalo do Geraldo Alckmin noticiado por mim, lá vai a matéria sobre o lançamento do ministro Alexandre Padilha do PT ao governo do estado de São Paulo.  Cade leitor tira a sua conclusão própria.  

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva definiu, ao lado de outros petistas da cúpula do partido, a candidatura do ministro Alexandre Padilha (Saúde) para o governo paulista no ano que vem.  Fonte: Folha. 

Comentário.

Coincidência ou não, o lançamento da candidatura do Alexandre Padilha ao governo de São Paulo, acontece no mesmo dia que é noticiada a denúncia sobre existência de cartel dos fornecedores de equipamentos para o Metrô de São Paulo, de responsabilidade de governos do PSDB.  

Coincidência ou não, os movimentos dos Black Blocs e Occupy, estão agindo na cidade de São Paulo, com clara manifestação contra o governador Geraldo Alckmin.  

Coincidência ou não, a presidente Dilma, anunciou a ajuda do governo federal para implantação do corredores para ônibus expresso, dentro do programa de Acessibilidade Urbano, favorecendo a prefeitura da cidade de São Paulo, comandado pelo Fernando Haddad do PT, afilhado político do Lula, deixando de atender o programa de expansão do Metrô paulista de responsabilidade do governo do Estado.

Escrevo esta, apenas para o registro nos anais da história política do País.

Ossami Sakamori

Um comentário:

  1. Quantas Petistacidência precisaremos arrolar, para mostrar que toda essa avalanche de trambiques contra São Paulo é, justamente, para arrancar o maior e mais rico Estado das mãos da Oposição, para achacarem de vez nossas fontes financeiras. PAULISTAS DARÃO NAS URNAS SUAS RESPOSTAS A ESSE ATAQUE.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.