Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Economia BR, dia 19/8. Minhas projeções.

As minhas projeções sobre economia feitas em meados de junho estão merecendo um pequeno ajustamento.  Assim como faz, as agências de classificações, organismos internacionais como FMI e o próprio Banco Central, faço o ajustamento daqueles números, feitos há 60 dias.

Hoje, 19 de agosto de 2013, as minhas projeções passam a ser:

Crescimento do PIB, de 1,5% passa para 1,8%
Inflação no final de 2013 permanece nos 9,0%
Taxa Selic permanece nos 9,5%
Dólar em dezembro fica reajustado de R$ 2,40 para R$ 2,60 

No cálculo da inflação está considerado um reajuste nos combustíveis, de no mínimo 10% na refinaria.  E dólar com projeção de R$ 2,60 no final do ano.

Na projeção do dólar foi considerado o crescente déficit da Balança de Conta Corrente, previsto pelo próprio Banco Central em US$ 85 bilhões em 2013.  Foi também considerado, a nova trajetória do dólar, no mercado financeiro internacional.

No crescimento do PIB, fiz pequeno ajustamento para maior, ainda contando com o movimento inercial do primeiro semestre do ano.  Na última previsão, não estava claro o rumo da economia, sobretudo em função das manifestações políticas do mês de junho.

Projeções são projeções!  Cada novo fato novo, mode mudar.  Considerando as projeções de vários institutos de pesquisas e do próprio Banco Central, as minhas tem andado mais próximo da realidade.

Ossami Sakamori

5 comentários:

  1. Duvido, inflação é bem maior do que isto, o pais ja esta em recessão desde 2012, mas esta tudo maquiado, para não perderem a eleição e não duvido o Dolar passar de 2.80 ate o fim do ano, eletronicos, turismo internacional, etc, morreram nunca mais, pode esquecer.

    O Brasil vai falir e eu quero ver ele falir, eu quero ver o circo pegar fogo mesmo, e o primeiro lugar que vai pegar fogo é na bunda dos petralhas, 2014 vai ser o CAOS.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria d ver os níveis de endividamento estaduais, junto com o nível da atividade econômica, principalmente nas capitais. Aqui em crtba, esta às moscas! Restaurantes fechando, cartazes de aluga e vende que aparecem por todos os lados da noite pro dia, vendedores batendo papo nas portas dos estabelecimentos, e corretores enchendo os grupos de negocios do facebook de spam. Escritórios de cobrança novos, e marasmo na venda de carros. Aliás, tem gente queimando carro por ai...
    Crescimento de 1,8 é vegetativo. Vamos ficar atentos na China. FED começa o taper? Sardinhas ainda comprando BR? Vamos ver o POMO hj...
    Miudinho/crtba.

    ResponderExcluir
  3. Ossami, qual o racional para o IPCA em 9%? Atualmente ele está por volta dos 6%. Para acelerar mais 3 pontos é necessário mais do que aumento do dólar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como dito no texto, a minha projeção está baseada no dólar a R$ 2,60 no final do ano e aumento de gasolina até o próximo mês em no mínimo 10%.

      Segundo economista e professora Samuel Pessôa, para cada aumento de 20% em dólar, há aumento de IPCA em 5%, adicionais.

      Eis o fundamento.

      Excluir
  4. Entendi, mas o BC diz que existe uma relação de cerca de 20% - 1% entre alta do dólar e IPCA em 12 meses. Sendo assim, uma alta de 20% no dólar provocaria uma alta do IPCA de 1% em até 12 meses. Como já passamos da metade do ano, creio que teremos um impacto menor da alta do dólar em 2013, que será postergado para 2014 devido ao fraco desempenho varejo que vai evitar de repassar todos os aumentos.
    Mas como você disse, previsão é previsão, cada um tem a sua.
    Obrigado.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.