Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Banco Central virou cassino!

O Banco Central, no dia de ontem, vendeu derivativo cambial denominado de Swap Cambial tradicional, no volume de US$ 6 bilhões.  Para facilitar o entendimento, Swap Cambial tradicional é uma venda de dólar no futuro, normalmente de curto prazo, até 1 ano.  Utilizou-se muito e será utilizado sempre, como instrumento anômalo para impedir flutuação cambial.  

Resumindo, o Banco Central quando vende os títulos denominados Swap Cambial está apostando na queda do dólar no futuro.  Serve como sinalização de que a Instituição acredita na queda do dólar no futuro ou melhor quer passar a imagem de que acredita na depreciação do dólar no prazo curto.  

O último leilão de venda do título tem vencimento em abril de 2014.  Como que querendo dizer que em abril de 2014, o dólar vai cair.  Mas, claro, isto tudo é expectativa do governo Dilma, assim como expectativa de PIB do ano passado que era de 3% ter virado 0,9%.  Portanto, o lançamento dos títulos cambiais não quer dizer muita coisa.  

O governo Dilma vem lançando os títulos Swap Cambial, desde o fatídico dia 29/5/2013, dia dito pelo mercado financeiro como o dia do cão. Nas minhas contas, o Banco Central deve ter vendido Swap Cambial no volume que ultrapassa a Reserva Cambial líquida.  Significa na prática que o Banco Central já queimou a parte líquida da Reserva Cambial.  A continuar atuação tão forte como de ontem, em pouco tempo estaremos, em tese, com Reserva Cambial com exposição de risco.  O mercado financeiro internacional vai entender assim.  Eles não engolem gambiarras ou simulações.

Minha projeção, a de 19/8, para o dólar no final do ano de 2013 é de R$ 2,60, mas o mercado financeiro projeta R$ 2,70.  Nós estamos com certa razão.  Os investidores de investimentos diretos ou especulativos estão de costas para o Brasil, após o anúncio do viés negativo do País, anunciado pelas agências de classificação.  E tem a eventual retirada de liquidez do dólar pelo FED, em função dos sinais de crescimento sustentável dos EEUU.  Esta última, tem causado fluxo negativo de dólares nos países emergentes, nos quais o Brasil se insere.  É a revoada dos dólares ao país de origem.  Bom para os americanos ruim para nós.

Bem, o Banco Central vende os títulos cambiais e como toda venda tem respectivo comprador, então vamos identificar os compradores.  Os compradores são as empresas com dívidas em dólares que fazem hedge ou proteção contra eventual depreciação do real perante o dólar.  E tem os mega especuladores, não identificados, que só o Banco Central sabe.  O País já viveu situação semelhante no passado próximo.

Como eu disse no preâmbulo desta matéria, Swap Cambial é como jogo de cassino, sempre vai ter o ganhador e o perdedor.  Se Banco Central perder, o povo paga.  Se as empresas ou especuladores perderem, podem até quebrar.  Vamos lembrar de alguns nomes do passado que perderam ou os que impuseram prejuízo ao Banco Central, com apostas nos derivativos cambiais.  Salvatore Cacciola deu rombo de R$ 1 BI ao BC. Sadia sucumbiu com a perda, Aracruz quase quebrou, Antonio Ermínio de Moraes teve que vender 50% da BV Financeira para cobrir o prejuízo.  Estou a falar de números R$ bilionários.  

O Banco Central funciona como dono da banca, quando aposta, aposta alto.  Se faltar dólar para liquidar, paga-se em reais.  Para pagar em reais basta emitir títulos do Tesouro e enfiar nos otários.  É um verdadeiro cassino implantada no prédio do BC em Brasília.  Os operadores nem estão aí com o que possa acontecer, o dinheiro não são deles e os salários são pagos BC ganhando ou perdendo.  Aliás, quem pagará eventuais prejuízo desse cassino é o povo brasileiro.  

Estão abertas as mesas de apostas!  Nem precisa ir para Pulta Del Leste ou Las Vegas!  Preparem-se para pagar prejuízo do BC! 

Ossami Sakamori

5 comentários:

  1. Bom Dia Honorável ! Sds ! O fato é que o desgoverno mais u ma vez expõe o país ao prejuízo líquido e certo, por incompetência ou por goela grande na especulação. Fato é que as ditas reservas estratosféricas estão despencando e sem paraquedas, só contando com alguma ascendente milagrosa para diminuir o estrago nas nossas contas.

    ResponderExcluir
  2. O problema é que se o mercado entender que o nosso BC entrou em modo de "desespero" o efeito é justamente o oposto que esperam: o dólar decolará ainda mais até que a "banca" quebre. Enfim, pode ser que eu esteja errado, mas não me surpreenderia se antes do Natal o dólar chegar a R$ 3,00.

    ResponderExcluir
  3. Parafraseando seu título, temos vivido, não só na economia, como também em diversas áreas governamentais, um VERDADEIRO CASSINO, em propostas que se avolumam sem qualquer respaldo financeiro e estrutural (falta engenharia de ponta, falta medicina, falta TUDO e, o GOVERNO DILMA continua numa jornada eleitoral, prometendo o mundo e os fundos para que 2014 fique no papo petista, o pior dos mundos: não é a tona que disse FAZER O DIABO para ganhar as eleições: CASSINO ELEITORAL, POLÍTICO E FINANCEIRO. #SOS BRASIL URGENTE

    ResponderExcluir
  4. Como ja disse, nada entendo de economia, mas o que estou entendendo e que brincam com o dinheiro alheio, demonstrando a falta de respeito que nao tem limite, seja no Congresso, dos empresários e dos banqueiros!

    ResponderExcluir
  5. Dólar dispara a R$ 2, 434 após divulgação da ata do Fed - http://goo.gl/news/EWRS

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.