Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 17 de agosto de 2013

Nelson Mandela, meu guru!

Os ideais que cultivamos, nossos maiores sonhos e esperanças mais ardentes podem não se realizar durante a nossa vida.  Mas isto não é o principal.  Saber que em seu tempo você cumpriu seu dever e viveu de acordo com as expectativas de seus companheiros é em si uma experiência compensadora e uma realização magnífica, disse Nelson Mandela.

O grande Nelson Mandela, hoje muito doente, hospitalizado, nos deu muitas lições aos sul-africanos e a nós todos.  Exemplo de ser humano pelo destemor, pela convicção de idéias, pela paciência, pela teimosia e muitos outros atributos.  De simples advogado tornou-se líder contra o regime de apartheid e tornou-se presidente da África do Sul entre 1994 a 1999.

O livro sobre a vida do Nelson Mandela é livro de cabeceira do meu aposento.  Nos momentos da vida política conturbada, vejo a figura dele estampada no livro e me reanimo. Do que ele foi, me acho tão pequeno, insignificante, mas fortaleço-me com o seu pensamento que bate em sintonia com o meu.  É muita pretensão da minha parte, mas me identifico com ele. 

Nelson Mandela quis apenas acabar com opressão de brancos contra negro, de ricos contra pobres.  Pagou caro por isso.  Doença pulmonar que pegou nos anos de cadeia, está castigando duramente a sua avançada idade.  Fez 95 anos em 18 de julho.  O valor dele não está no Premio Nobel que ele ganhou, mas está no seu caráter, inteligente, astuto, paciente e humilde.  

Guardei a essência do seu pensamento, Mandela.  Os sonhos e utopia que quero deste País amado, que se chama Brasil, estão longe de se realizar no tempo da minha vida terrena.  Mas, não faz mal.  Mas, vamos em frente, o seu exemplo de vida, nós traz motivação para continuar nesta luta tal qual a sua.

De certa forma, Mandela, o Brasil vive um verdadeiro apartheid que viveu o seu África do Sul.  Entra governo sai governo, a situação do País não muda.  Quem está no poder manda e o resto da população obedece.  Há sempre os carteis de empreiteiras e de banqueiros mandando no País.  O grandes mandam.  Os  pequenos devem ficar com as migalhas do mercado como pedintes.  Para os privilegiados os Bolsa Empresários e para o povo miserável o Bolsa Sem Miséria.  Justiça para os pobres mas para os ricos as prescrições. Índice alarmante de corrupção deixa o País indigno da sua população.  Uma vergonha perante o mundo!

Lembro-me Mandela, o seu país viveu situação semelhante a nossa.  Infelizmente, volta a viver como dantes, para a sua tristeza. Mas, o seu exemplo fica, a sua história fica, o seu pensamento fica. Hoje, é o Brasil que vive um verdadeiro regime de apartheid, não de cor, Mandela.  O País vive num regime de apartheid onde os poderosos tem tudo e os pobres não tem nada. Onde os poderosos mandam e o povo obedece. Mandela, os poderosos estão a tirar o pouco que nos resta, a nossa dignidade! 

Mandela, aprendi com você. Tornei-me encardido, de tanto apanhar na vida, mas vou fazer a minha parte, uma minúscula parte, mas vou fazê-la, em sua homenagem.  Vamos lutar até o fim para acabar com o apartheid nesta nossa pátria amada!  

Ossami Sakamori

12 comentários:

  1. Me emocionei bastante. E queria lhe perguntar qual e o livro que voce leu dele? Me passe por email o nome do livro,por favor. Voce, tambem, na limitacao que lhe e disposta, faz a sua parte, o que muito nos orgulha, apenas pela sua paixao pelo Brasil Realmente, Nelson Mandela, ficara na historia e jamais sera esquecido! Muito bem escrito o texto, como sempre, parabens!

    ResponderExcluir
  2. Nelson Mandela é um bosta de um comunista, racista, odeia brancos, idolatrado pela esquerda mundial, like a demon with nine fingers and a fake american president.

    http://www.youtube.com/watch?v=alh7Y2KHGtY

    http://www.youtube.com/watch?v=F39l9zy1p-U

    Deal with it.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado anônimo,

      Ainda bem que o mundo é feito de várias cores. Imagine se existisse apenas azul ou verde. O fato que Mandela apoiado ou não pelos comunistas, conseguiu acabar com o apartheid.

      Pode ter sido, apenas factóide, mas Mandela simboliza o povo oprimido, seja dos brancos ou dos poderosos.

      Continue a contribuir com suas opiniões!

      Excluir
    2. Belo texto grande Saka

      Gostaria de lembrar que Mandela foi condenado à prisão perpétua por defender a luta armada e extermínio de todos os brancos

      Tá certo?



      Excluir
    3. Prezado Wilson,

      Quando foi condenado, talvez pudesse ter tido este pensamento, tão explorado por vocês, não tenho conhecimento o suficiente para contradizer. Com certeza, após 22 anos de prisão, o seu pensamento deve ter voltado para o lado prático.

      Sob a presidência do Mandela, os principais cargos da administração foram exercidos pelos brancos, numa espécie de coalizão de forças opostas, brancos e negros.

      E como se PT no poder, tivesse convidado os membros do PSDB a ocuparem os principais postos da administração federal.

      Eu estou fazendo reflexão sobre os tais comportamentos denunciados aqui, mas na essência pouco muda o meu ponto de vista. Considerado o lado prático, não muda em nada, o "feito" do cidadão Mandela como presidente de todos sul-africanos.

      Abraço!

      Excluir
  3. Recebi e recebo, várias críticas sobre a vida pessoal do Mandela. Ele é simbolo do povo africano. A África não é constituído de países. Os países foram criados para repartição de colônias. Na prática, a África é constituído de dezenas de milhas de tribos, espalhados pelo continente.

    Mandela faz parte deste contexto. Mandela não faz parte da cultura dos países ocidentais. Os hábitos e culturas, são totalmente diversos do mundo civilizado.

    Atrás do Mandela político, tem o Mandela pessoa. Como qualquer pessoa tem seus defeitos e fraquezas. Definitivamente, ele não é santo, mas um ser humano. Se o povo o elegeu como líder para fazer transformações na sociedade sul africana, ele já tem o seu valor. Quero olhar as suas virtudes, que tem muitas.

    Muito mais que Mandela eu tenho muitos defeitos. Nunca disse que sou perfeito. Não, não sou! Eu, no ocaso da minha vida, ainda tenho muito a aprender. Aprender com pessoas do bem. Não tenho nenhuma pretensão de ser pessoa perfeita. Apenas, externo meu ponto de vista. O que tem me custado caro.

    Procuro transmitir para gerações futuras, as minhas experiências da vida. Não, não é para meu benefício. Nem quero tê-lo, porque não terei disposição para usufruí-lo.

    Perdoo aqueles que me xingam, me agridem. Deus já nos ensina a ter compaixão com as pessoas e assim para manter minha alma serena, cumpro-a, simplesmente.

    ResponderExcluir
  4. Excelente reflexão Sakamori que me emociona pelo tom da verdade !
    Temos a sensação que o Brasil é organicamente inviável a gente povo sente certa escravidão dentro de uma república hilariante que hoje vive a bandalheira sistematizada.

    ResponderExcluir
  5. Como ainda vivemos numa democracia, há espaço para tudo e para todos. Há quem tenha sabedoria,como tambem os que estão aprendendo com a experiência de outros, apesar de que existem pessoas que nao conseguem, por mais que se esforcem. Mas o mais importante quando se escreve sobre algum assunto, e colocar nao so a sabedoria, como o coração, na intenção de estar colaborando com o proximo, parabens!

    ResponderExcluir
  6. Os exemplos são dados a cada dia, basta que tenhamos olhos de ver e ouvidos de ouvir o que muitos estão a exortar esta nação, a fim de que sejamos, não mais pedras de tropeço, mas pedras de edificação da VERDADE, da JUSTIÇA e da DIGNIDADE de um povo que se deixa oprimir pelos donos de plantão. Se tivermos que aprender na base do ERRO e ACERTOS, ainda assim, um dia aprenderemos que a VIDA só tem sentido se criarmos condições para que UTOPIAS sejam realidades. ACREDITO NO POVO BRASILEIRO!

    ResponderExcluir
  7. Mandela é atacado pelos motivos errados, mas lutou pelas causas certas. Hoje, em tempos cínicos em que a desumanidade é confundida com o "politicamente incorreto" é moda tentas desmistificar grande símbolos de luta do passado. Sim, Mandela contou com o apoio de Khadafi. Fidel e da extinta URSS enquanto a Europa e EUA apoiavam o regime do Apartheid, apenas quando cai o muro de Berlim e, logo em seguida, o comunismo, as grande potências resolveram apoiar o fim do Apartheid na África do Sul.
    Quando Mandela chegou à presidência da África do Sul poderia ter sido uma espécie de precursor das políticas alucinadas de Chaves e Cia, impondo um regime socialista já morto. Não, Mandela optou pela democracia, com isso, teve de conciliar com os brancos para evitar um conflito ainda pior que o da época do Apartheid. Sim, Mandela não conseguiu estancar a tragédia da Aids, da violência urbana, da miséria e da desigualdade racial. Mandela não acabou com males que, por décadas, envenenou sua terra. Mandela preferiu seguir o caminho mais duro, porém, mais justo: a democracia, que ainda não chegou, de fato, a todos os povos do chamado "Terceiro Mundo", incluindo o Brasil.
    Ainda hoje, Mandela é taxado de comunista e Obama também. E por quê? Por que são líderes de países marcados pelo racismo, talvez incurável. EUA e África do Sul, países de muitos povos e separados pelo mesmo sentimento: o Apartheid que ainda habita corações mentes de muitos norte-americanos e sul-africanos. No Brasil há a divisão promovida pela desigualdade social. Mas o povo brasileiro, assim como Mandela, acredita na democracia, apesar dos políticos.
    E, para terminar, Mandela não é odiado, em várias partes do mundo, por ser, supostamente, "comunista". Mandela é odiado apenas pela sua cor de pele. Essa é a verdade.

    ResponderExcluir
  8. Estimado amigo Sakamori:

    Incrível ainda existir idiotas como o covarde que se esconde atrás do ANÔNIMO, em plena época da internet, e evoluções tecnológicas !
    Pior, rasgar o conceito mundial de admiração e regozijo a uma das mais formidáveis criaturas humana, por sua luta contra a abominável e injustificada prática do APARTHEID na Africa do Sul !
    Tive o privilégio nos anos 70, numa medida amadora da nossa Câmara dos Deputados então e sob a Presidência do Deputado ADALBERTO CAMARGO de São Paulo frente a CÂMARA AFROBRASILEIRA criada para aproximar nosso pais dos africanos, o privilégio de conhecer entre outros, AGOSTINHO NETO, SAWIMBI, MOBUTO, IDI AMIN DADA, o então, ainda segregado NELSON MANDELA em SOWETO NA Africa do Sul!
    Começava então, nessa oportunidade, os primeiros movimentos daquele belo pais, em direção a distenção e ao fim do APARTHEID!
    Particularmente, não acreditava que tal encontro acontecesse, mas, para surpresa minha foi autorizado !
    Sob sete chaves em seu cômodo de tantos anos, descortinar aquela figura terna, humilde, sem em instante algum com demonstração de revolta, mas de aglutinação, não poderia deixar de causar em todos nós, como o fez, a maior admiração como até hoje após mais de 30anos carrego comigo!
    Portanto, ao encerrar e cumprimentar sua magnâmica iniciativa, de retirar desse seu acervo de valores único, o nome desse grande ser humano, abraco-o com carinho e afeição pelo registro do que defino O TIPO INESQUECÍVEL DE MINHA VIDA!
    NELSON MANDELA O PAI DA AFRICA!
    Abraços,

    MARKITO DE SOUZA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rebata os videos que enviei os links ou se não continua sendo bla, bla, bla seu, sem importancia ou valor algum, e covarde é voce que não quer aceitar a realidade ao ponto de criar um messias particular chamado "Mandela", acorda para a realidade cara, Mandela é uma fraude igual ao Barry Soetoro.

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.