Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Uma mensagem para Magnólia, japinha.

Magnólia,


Ontem a noite, vi sua postagem na rede social dirigido a mim, como num ato de desespero e indignação. Foram dois quadros.  Um deles o mosaico de frases que destacava as letras P e T com certa ironia e noutro quadro a figura do velho Sarney recuperado da sua saúde graças ao Sírio Libanês, hospital de referência.  Enfim, síntese do destino da nossa indignação.  

Quase chorei ou melhor chorei!  Vi em você milhares de brasileiros, descendentes de japoneses ou não, num ato de desespero, querendo gritar, tentando fazer que suas vozes cheguem aos destinatários dos quadros que você mesma os expôs, com toda indignação do mundo.  Você fez certo, Magnólia.  Devemos gritar, sempre! Até nos ouvir! Até sermos notados pelos poderosos da República.  Poderosos que um dia, os elegemos.  

Magnólia, nós somos descendentes de imigrantes japoneses, olhos puxados, cor amarela, que falamos meio meio atrapalhados.  Mas, não leve em consideração isto.  O Brasil é feito de imigrantes de todos os cantos do mundo.  Os primeiros foram os portugueses, depois vieram os escravos africanos, seguido de imigrantes europeus e finalmente vieram os escravos amarelos japoneses, para servirem aos barões dos cafés.

Magnólia a exploração dos poderosos, com poder político, sempre fez parte da história do Brasil, não é de hoje.  Se antes eram os portugueses que exploravam os nativos e os neo-nativos da terra de Santa Cruz, vieram outros tantos do mundo moderno, donos do capital, para nos submeterem ao trabalho duro em troca de trabalho.  Nada contra, mas que somos explorados pelos poderosos, isto somos! 

E nem se sinta indignada com isso, Magnólia.  O mundo moderno é isto.  Os donos do capital ou os donos dos dólares dominam o mundo moderno e auferem os fabulosos lucros sem dispender nenhuma gota de suor.  Magnólia, isto também, faz parte do mercado financeiro global.  Melhor admitir que é isto, afinal, o mercado financeiro global é que cria empregos e oportunidades para todos nós.  Pelo contrário o governo não cria nada, só arrecada e gasta o nosso dinheiro.  Por sinal, gasta mal.  

Entendo você, Magnólia.  Os donos do poder, hoje, são os detentores de mandatos outorgados por nós mesmos.  Infelizmente, nós votamos nesses caras.  A maioria da população votou no PT e nos Sarneys.  Assim como votou no Lula e na Dilma.  Votou também nos parlamentares do PT e da base aliada do governo Dilma.  Nós os elegemos por opção nossa, portanto aguentemo-los, até o limite da  nossa paciência.  A nossa paciência, Magnólia, está a esgotar.  

Entendo muito bem, Magnólia.  Temos a nossa cara chata, olhos puxados e não sabemos distinguir o "r" do "l".  Mas, Magnólia, não somos tão diferentes do povo brasileiro.  Infelizmente, no Brasil o povão brasileiro, também, é tratado como párias, como um estorvo, como classe sem denominação, como quem temos pouca importância no contexto da história brasileira.  Somos muito bem lembrados na hora de contribuir com os impostos.  E somos bem lembrados, também, às véspera das eleições.  

Magnólia, eu mesmo, com 10 anos, tive que sair de casa, para poder estudar.  Por ironia, eu tive oportunidade de estudar porque minha saúde não me permitia a lida da lavoura.  Meu pai me pôs no mundo para enfrentar o mundo como se apresenta.  Tive que trabalhar para ajudar no meu próprio sustento, como faziam muitos daquela época. Comprei o meu primeiro sapato, para a formatura do grupo escolar, que correspondia a 4ª série do ensino fundamental de hoje.  Não, não tenho pena de mim, pelo contrário tenho orgulho de mim e de todos descendentes japoneses ou não japoneses, que fizeram deste País uma potência emergente.

Infelizmente, sai governo, entra governo, a situação do povo, não muda muito.  A situação de hoje está pior do que a situação de 50 anos!  O mundo de hoje é feito de muitas lágrimas e suor.  E não somos lembrados, sobretudo, na área de saúde pública, o povo não tem vez!  Como você mesma quis ilustrar no quadro que me mandou, os que mereciam ir para o outro mundo, como Sarney, Lula e Dilma, o Sírio Libanês se encarrega de ressuscitá-los.  Em contrapartida, para nossa indignação, o povo morre nos corredores de hospitais por doenças muito corriqueiros por negligência.  Pior ainda, o povo é que paga as contas dos poderosos da República no Sírio Libanês.  

Então, Magnólia, a roubalheira do governo PT, já passou da conta.   Não são mais R$ milhões, Magnólia, são R$ bilhões.  Enquanto, os agentes públicos desviam o dinheiro nosso, o nível de educação que é fornecido à população é o pior do mundo.  Enquanto são arrecadados R$ bilhão em forma de Caixa 2, para eleições presidenciais, as UPAs estão entulhados de pacientes nos corredores sem terem a mínima dignidade no atendimento.

Magnólia, os descendentes de japoneses, tem ainda uma queixa extra para fazer aos governantes, sejam de esquerda ou de direita.  Os filhos de imigrantes, os dekasseguis, em sua maior parte, tem formação superior, mas trabalham como simples operários braçais nas fábricas do Japão, porque no nosso próprio País não tem emprego digno à altura da escolaridade que possuem.  Por que nós brasileiros temos que fazer o caminho inverso dos nossos antecedentes, para novamente, servirmos como escravos brancos?  Que País é este que exporta engenheiros mas importa médicos por falta absoluta de planejamento de longo prazo!    

Magnólia, fiz 69 anos há alguns dias atrás.  Eu ainda, estou aqui, batalhando, batalhando para conseguir um espaço melhor para o povo brasileiro.  Estou aqui, também, para defender os "diferentes",  como somos considerados, sem exigir nenhum privilégio de cotas.  Dos meus 3 filhos, consegui espaço profissional à altura da formação que pude dar-lhes.  Estou aqui, Magnólia, para defender apenas que os cidadãos e cidadãs brasileiros e brasileira tenham o mínimo de direitos fundamentais previsto no Artigo 5º da Carta Magna.  Chega de sermos escravos dos que se acham donos da República! 

Às todas Magnólias do Brasil, resistam, lutem, persigam os seus sonhos e não deixem que os poderosos as submetam como marionetes do teatro de fantoches!  Nós não nascemos para ser os palhaços do circo!  O Brasil levado a sério, tem mil possibilidades!  Há espaço para crescimento do País, com oportunidades iguais para os que tem vontade e competência. Vamos dizer em coro, Magnólia: Basta de governos corruptos e incompetentes!  Queremos que nossas vozes sejam ouvidos pelos poderosos!  

Ossami Sakamori

18 comentários:

  1. Nossa Saka ,que maravilha, emocionante, triste e belo...sei lá #Parabens!!Vc é muito inteligente...

    ResponderExcluir
  2. Querido amigo, em primeiro lugar, meus sinceros votos de felicidade pela passagem de seu aniversario. E em segundo, pelo belissima descricao dirigida a todas as Magnolias,japinhas. Isso me deu uma grande ideia. Sabe qual? Porque nao celebrarmos o dia de todos os imigrantes que vivem nesse Pais? Voces todos que talvez por opcao ou nao, vivem todos os nossos problemas e amam o Brasil como todos amamos. Vamos dedicar o dia 9 de agosto, hoje, o dia dos imigrantes brasileiros, porque nao? Voce concorda com isso? Um forte abraco!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Celeste,

      Obrigado pelo cumprimento do aniversário. Estou em paz com Deus, o que me importa. Com tanta experiência para passar, não poderia faltar nos momentos difíceis do País.

      Concordo que tenha um dia dos imigrantes, mas de todos os cantos do mundo. O Brasil é feito de imigrantes. Os japoneses comemoram no dia 18 de junho, o desembarque da primeira leva de imigrantes em Santos.

      Narrei um pouco sobre o que se passou com os imigrantes japoneses, mas de outros cantos do mundo, também, passaram as mesmas dificuldades de adaptação, de cultura sobretudo.

      Um grande abraço, extensivo a todas Celestes do Brasil !

      Excluir
  3. Parabéns lindo texto!!!Parabéns pelo aniversário.....PAZ,SAÚDE,AMOR,HARMONIA:)))

    ResponderExcluir
  4. Vamos dedicar o dia 9 de agosto, hoje, o dia dos imigrantes brasileiros, porque não?

    ESPERANÇA

    Face pálida
    Com olhos de floresta
    Aspiram o céu

    (Haikai)
    Edolesia

    Haikai


    Pura Sutileza
    As rosas
    E tua beleza
    Sandro Costa

    HAIKAI

    As folhas caem
    Os ventos levam
    Os versos trazem
    Sandro Sansão da Silva Costa

    HAIKAI


    Na locomotiva
    Do teu coração
    Sigo viagem
    Sandro Sansão da Silva Costa

    Toma nota, rapaz:
    Hai-kai é a captura
    De um momento fugaz
    Lubell

    Haicais
    Linney Jeanne Palma

    ao amanhecer
    silencia uma coruja
    volta para o ninho

    #*#*#

    brilha o Sol intenso
    recém começou o dia
    promete ser quente

    #*#*#

    fez sua morada
    a pequena lagartixa
    no muro quebrado

    #*#*#

    colorem a praça
    com pequenos cataventos
    felizes crianças

    #*#*#

    o aroma conduz
    ao caminho delicioso
    das mangas maduras

    HAICAIS
    Linney Jeanne Palma


    na velha amoreira
    da casa do meu avô
    os pássaros pousam

    :*:*:*:*:

    ao velho jardim
    dá um tom primaveril
    pessegueiro em flor

    :*:*:*:*:

    a Lua no céu
    namora um lindo balão
    noite de São João

    :*:*:*:*:

    nos dias de inverno
    mantas enrolam os corpos
    como as emoções

    :*:*:*:*:

    de boina de lã
    na rua vai o menino
    pensa no amanhã

    ResponderExcluir
  5. Bom dia meu dileto,e honrado irmão :
    Ainda com os olhos marejados do elixir da alma, após esse maravilhoso colóquio com Magnólia, a quem devemos nos identificar, aproveitando a sugestão da CELESTE,tentaerei implementar essa sugestão aquí no Congresso!
    Sua história de vida é linda, e sua vida na nossa história de nação , nos enche de honra e satisfação em tê-lo como irmão pátrio, de valores de convicções!
    Suas afirmações sobre o estado atual de nosso pais que se honra com o povo que veio do japão nos auxiliar a desenvolver, são reais, assim como, cada um aqui, da sua forma , procurou ou procura corrigir a ingratidão de nossos governantes com voçês , combustivel de nossa economia! SOMOS MUITO GRATOS COMO PAIS E COMO POVO, TER O POVO JAPONES IRMANADO NOS DESTINOS DESSE BRASIL EXPOLIADO POR SEUS FILHOS, E ASSIM, COM HONESTIDADE PECULIAR DE SUA FORMAÇÃO E CULTURA, TEM NOS AUXILIADO A MINIMIZAR A FALTA DE ESCRÚPULO DE NOSSOS HOMENS !
    Os declinados, sem culpa do Sirio Libanes, estão por pouco, já vilipendiaram e assaltaram demais a nação , breve serão solicitados a darem explicações sobre o que fizeram com a outorga recebida para a melhora de seus semelhantes aqui neste orbe!
    A descoberta do poder pelo povo, como a demonstrada ultimamente, haverá de apresentar seus resultados já agora, senão vejamos, já informação de desejo do Governador Cabral em renunciar, são as mudança, e porque não chegarmos ao da MAgnólia?
    Enfim meu irmão, em muito você tem contribuido para que alcancemos!
    Gracas à Deus você existe e continua ativo na busca de valores e motivando a nós !
    É uma honra conhecê-lo e privar de sua amizade, mesmo que distante fisicamente!
    Este pais precisa de valores como você!
    E, para não me alongar mais, agradeço a Deus a oportunidade de me haver posto próximo de meu pai, de Ulisses, de Tancredo, de Sakamori, para defesa de nossos valores e de nosso pais!
    AMAMOS VOCÊ E SEUS COMPATRIOTAS!
    Um grande fim de semana à todos!

    MARKITO DE SOUZA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Markito,

      Honra é minha, tê-lo conhecido pessoalmente e ter privado da amizade do seu filho e da sua esposa. Ficarei grato, pela bela bacalhoada Gomes de Sá.

      Quero apenas, fazer uma correção. Meu ombro, nunca chegará à altura dos do Ulysses ou Tancredo. Sou muito baixo, sou apenas reles cidadão brasileiro. Em termos chulos, cidadão como eu se denomina : ralé!

      Obrigado pelos cumprimentos e pela amizade sincera.

      Seu amigo e admirador!

      Excluir
  6. Amado amigo e Mestre Saka e doce flor Magnólia!

    A mensagem de voces dois calou fundo, envergonhou-me, e emocionado peço-lhes.
    Perdoem-nos por sermos tão insensíveis, em relação a voces, como brasileses que ainda estamos aprendendo a ser,
    Parece que voces aprenderam antes de nós.

    Meus mais profundos respeitos e afagos na alma e tao nobres amigos.

    Beijos especiais nestes corações lindos

    è um pribilégio ser amigo de voces.

    Com carinho e afeto.

    José Carlos Bortoloti
    Passo Fundo - RS -
    www.epensarnaodoi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado José Carlos,

      Fico sensibilizado com sua manifestação. A Magnólia, personagem da rede social, japinha, é uma amiga virtual. Fiquei sensibilizado com o grito dela no vazio do deserto de areia, motivo pelo qual a mensagem. Vejo que deserto tem oásis para nos proteger.

      Obrigado pela água e sombra das árvores!

      Aceite o abraço deste seu amigo!

      Excluir
  7. Dia 25 de junho é DIA DO IMIGRANTE. Aquela pessoa que vai exercer sua profissão em outro país, onde a mão de (cont) http://tl.gd/n_1rlrbf3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga Celly,

      Nem tinha ideia de que tinha o "dia dos imigrantes". Imigração no Brasil tem significado especial, porque o País é feito deles. Todos são imigrantes, menos os índios, os nativos.

      Lembrar-me-ei do dia 25 de junho.

      Ao contrário do que a matéria citada simplesmente relata a migração como fato corriqueiro, no Brasil tem um significado especial, negativo. O que há é "emigração" de pessoas capacitados com dinheiro público, indo buscar oportunidades no exterior é um fato. São aproximadamente 1,5 milhão de pessoas, buscando um lugar no sol, em terras desconhecidas, longe dos familiares.

      É um fenômeno anômalo. Não é normal. Tanto quanto não é normal, a importação de médicos estrangeiros. Há falta de planejamento de longo prazo, neste País, quer causam distorções.

      Bjooo!

      Excluir
    2. Oi Saka, so após enviar meu coment. abaixo foi q vi sua resposta, e estou reescrevendo porque CPU reiniciou, e agora, perdi o "fio da meada", mas, nao retiro nada do q escrevi, muitos com "bagagem"própria, outros sem quase nenhuma, em comum uma "vidaMelhor", e não são bem tratados no Japão...talvez, como quase sempre, não entendi nada...mas, o importante é que...FaloD+ e nem sempre sei o que digo...BjoGrandãoAmadoCore!!Arigatouuuuuuu!!rs!rs!

      Excluir
  8. "O fenômeno hoje é a ida de brasileiros de origem japonesa e seus cônjuges para trabalhar no Japão, a maioria como operários na indústria. São os dekasseguis. Atualmente, mais de 300 mil dekasseguis estão no Japão."...
    Lógico q vc deve conhece-los muitos mais que eu,mas, o que tenho visto de alguns amigos que estão por lá, é naõ poder estudar, morar bem mal, ganhar pouco, nao poder nem vir passar "férias"no Brasil, anos e anos de solidão e muito , muito, trabalho duro...Alguns tentando juntar "algum" para voltar, outros talvez, por estar melhor , que aqui ...
    Longe de mim querer defender "governantes", não se trata , aqui de "política"brasileira, mas não acha que :Isseis,Nisseis Sanseis e Yonseis . deveriam ser melhor recebidos, ter mais direitos e acesso à uma excelente educação???Afinal estão no Japão...e um filho deve sempre ser "BemVindo"...
    RaRatifico o q escrevi acima, sempre amei Japoneses e o Japão, acho que desde que nasci. mas digo o que penso, apesar do meu pouco conhecimento em certos assuntos...
    Inteligência, amor ao Brasil, muita luz e humildade vc tem de sobra...Parabéns!!BjoooNoSeCoração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga Celly,

      Concordo com você, por isso, classifico como "escravo branco" os trabalhadores brasileiros no Japão. Os imigrantes japoneses quando aqui chegaram eram como escravos brancos, vendidos pelos comerciante japonês, por cabeça, para os barões do café.

      Em querendo, no Japão, as crianças na idade escolar normal, são admitidos em escolas normais japonesas. Você tem razão, o governo japonês, não coloca à disposição o sistema educacional japonesa para atender os filhos de operários brasileiros fora da idade escolar regular. Além do problema de língua. Os filhos de brasileiros não falam a língua japonesa, na sua maioria.

      A questão não se trata sobre a recepção dos brasileiros em países estrangeiros. Em todos os países europeus também funcionam assim. Não tem educação especial para filhos de imigrantes.

      O problema fundamental é que o Brasil não se estruturou para criar empregos dignos para a população. Há distorções. Investe em educação para mandar para fora ganhar dinheiro. Será que não seria dever do governo fazer planejamento de longo prazo para absorver os nossos "emigrantes"?

      Bjooo

      Excluir
    2. rs!rs! Acredito que é Dever de todo governo, criar empregos dignos para quaisquer pessoas, independente de quaisquer coisas, como cor, nacionalidade, etc...mas, nao estou aqui defendendo politica brasileira ,nem de "recepção" com bandas...rs!O Brasil não está estruturado para NADA..e nem sei quando estará...BjooAmado e sabe? "Lagartixa sabe em que pau bate a cabeça"...ja dizia meu sábio pai, em terra que não conheço coqueiro "da" coco na raiz...Fuiiiiiii, te amo,Viu???

      Excluir
  9. Caro Saka,....

    Parabéns, belo e significativo depoimento.

    Vc tem a força!

    Fique em paz,...

    ResponderExcluir
  10. Estimado Saka, este é o Brasil q nossos antepassados com certeza condenariam também. Meus avós chegaram a contribuir na campanha "doe ouro para o Brasil"...e para nós não chega sequer o pó.
    Nossa luta ultrapassa a fronteira dos interesses partidários e não é de hoje. Queremos um Brasil que traga dignidade ao seu povo, como vc bem mencionou...direitos garantidos pela CARTA MAGNA. Muito orgulho de te-lo entre os nossos pares. Grande Abraço! #foracorrupção sempre!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.