Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Como será o Brasil da Marina Silva?

Documento que a ex-senadora Marina Silva entregará hoje ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) postulando o registro de seu novo partido, a Rede Sustentabilidade, amplia a pressão sobre a Justiça para validação das assinaturas e diz que a fundação da sigla representa o "anseio de milhares de pessoas descontentes com a atual forma de fazer política" Fonte: Folha.

Comentário.

Está correta a cobrança da Marina Silva, sobre a dificuldade que está encontrando no TSE para registro do partido Rede Sustentabilidade, porém, fazendo ressalva à denúncia de fraude na coleta de assinaturas para a fundação do partido.  

O PT já tentou barrar com o PEC sobre a criação de novos partidos, especialmente no que diz repeito a utilização de tempo de televisão.  Como o PEC foi parar no STF e havendo reação popular, o PT tirou da pauta para a votação.  Agora, a demora encomendada para a criação do partido antes do dia 4 de outubro, a data limite para apresentar candidatos às eleições de 2014.  

Especula-se nos bastidores, a alternativa no caso de não obter o registro à tempo, dia 4 de outubro próximo.  Marina Silva, afirma que não há plano B, mas isto é apenas de boca para fora.  Marina Silva tem plano B, sim.  São diversos partidos que oferecem opções de filiação, sobretudo entre os partidos menores como PEN - Partido Ecológico Nacional.  Na última semana, especulou-se a sua possível filiação no PDT, por ser um partido com tempo de televisão amior do que os partidos nanicos.

Marina Silva ocupa o vácuo deixado pela briga entre o PT e PSDB. Marina Silva corre por fora e está ganhando força.  Este crescimento de força da Marina, não representa necessariamente pelos programas do governo dela.  Não vi divulgação de nenhum plano econômico do eventual governo Marina Silva.  

Qual é a política cambial a ser adotada?  Qual será a política sobre preços administrados?  Quais são os projetos de infra-estrutura do País?  Quais são plano para reverter o desinvestimento da indústria brasileira?  Afinal, vai fazer o que além do plano de sustentabilidade ecológica?  O povo merece resposta concreta sobre os temas cruciais, sobretudo onde Dilma está patinando.  

Mudança por mudança não dá certo.  Chega de vendedor de milagres para o País.  Precisamos mais do que nunca de racionalidade, de um plano consistente, além de título vago como sustentabilidade.  Bonito no papel, mas de difícil execução.   Se a equipe econômica da Marina Silva se baseia na experiência do empresário dono da Natura, não será bem vinda.  A empresa Natura fez boa imagem de produto, com marketing, mas empresarialmente, a gestão e transparência está abaixo da média.  Quem diz é o mercado financeiro!

Desejo que Marina Silva, não seja mais um fake.  O Brasil está cheio de experiências desse tipo, o de salvador da pátria.  Já tivemos Jânio Quadros, Fernando Collor e a própria Dilma.  O fake que utilizo é o termo usual nas redes sociais, na foto é uma coisa mas por trás esconde uma figura desconhecida.  O Brasil espera Marina Silva com propostas concretas para cada problema do País, só assim pode merecer a confiança da população.  Mudar por mudar, jamais!

Ossami Sakamori

2 comentários:

  1. Sera? Há tanta necessidade de criar Partido? Penso que um candidato a Presidência, em primeiro lugar, nao deveria ter partido algum,isso ate deveria constar na Constituição. Como Presidente, apenas apresentar sua proposta de Governo e distribuir as tarefas a todos os partidos, dividindo por assuntos,como por exemplo: o partido tal e aliados vao cuidar da parte da Segurança, e assim ficaríamos sabendo quem estaria trabalhando e quem so estaria de enfeite. Nao sou nada para julgar a Marina, mas tambem nao sei se ela seria competente para assumir um cargo tão importante.

    ResponderExcluir
  2. Como será o Brasil de Marina Silva? O Brasil já a cara da marina Silva, de uma certa forma: conservador, evangélico, indefinido ideológica e politicamente. Com ou sem partido, Marina não tem uma cara definida, assim como o Brasil, que, na verdade, tem muitas caras.
    Marina é fake? Bem, o que eu sei é que o Brasil é fake...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.