Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 19 de abril de 2013

DILMA está MADURO!


Presidente Dilma Rousseff está Nicolás Maduro.  Ela é principal fiadora da posse do novo presidente venezuelano, após conflito entre forças do governo e a oposição por conta do resultado apertado das eleições, deixando 8 mortos no conflito. Comento a semelhança entre dois governos após a reprodução de notícias.

Há poucos minutos, Maduro foi empossado, jurando construir uma "pátria independente e socialista de todos e para todos". Em um ato simbólico, foi a filha de Hugo Chávez que o ajudou a colocar a faixa presidencial, para euforia dos seguidores chavistas que cercavam a sede da Assembleia Nacional em Caracas. Fonte: Folha.

A presidente Dilma Rousseff chegou na manhã nesta sexta-feira a Caracas para a posse de Nicolás Maduro na Presidência da Venezuela e disse que a nota da Unasul sobre a crise política no país, aprovada na madrugada de hoje em Lima, reafirma a entidade como "como centro de apoio para a estabilidade" e de sustentação legal da democracia na região.  Fonte: Folha. 

Comentário.

Há uma semelhança impressionante entre os governos dos 2 países, Brasil e Venezuela.  Hugo Chávez era presidente populista assim como Lula no Brasil.  Hugo Chávez pregava revolução bolivariana, um misto de socialismo e populismo.  Lula fez tornou-se popular com a Bolsa Miséria, carro chefe do seu governo, socialismo à brasileira.  

Na Venezuela tem um programa de habitação popular, bem semelhante ao programa Minha Casa Minha Vida, com subsídio do governo.  Aqui, o subsídio é do FGTS, dinheiro do trabalhador, mas tem, mas Dilma faz que o subsídio é dela Dilma.  

Na Venezuela tem gasolina subsidiado pelo PDVSA, petroleira estatal, assim como no Brasil a Petrobras subsidia os combustíveis para o usuário do transporte particular.  De quebra, no Brasil a Eletrobras subsidia tarifa de energia para os consumidores residenciais.  

Na Venezuela, os produtos da cesta básica são subsidiado pelo governo.  Aqui a Dilma desonera impostos federais da cesta básica, para tentar angariar simpatia da população tal qual no país do Nicolás Maduro.

PDVSA do Maduro e Petrobras da Dilma são sócios na Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco, sem que a petroleira venezuelana tenha colocado um tostão de dólar no projeto.  Com certeza, na hora de distribuição de lucros estarão presentes para receber os dividendos.  Só para relembrar, o Abreu e Lima, brasileiro, era simpático à revolução bolivariana, assim como Chávez.

Nicolás Maduro é hoje presidente da República sem ter feito carreira política, ele foi motorista de ônibus.  Dilma Rousseff é hoje presidente da República sem ter ocupado nenhum cargo eletivo antes das eleições presidenciais como o seu colega Nicolás.  Ambos foram ungidos ao cargo, graças ao populismo dos seus padrinhos, respectivamente Hugo Chávez e Luis Inácio Lula da Silva.

Maduro pega o governo com seríssimo problema econômico para resolver.  Dilma tem pela frente problema de crescimento pífio para vencer.  Ambos governos utilizam o ancora cambial como base de sustentação da economia.  

Diante de tanta semelhança entre Nicolás Maduro e Dilma Rousseff que, afirmo sem medo de errar que Dilma está Maduro!

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

2 comentários:

  1. Saka,

    Perfeito seu texto. Dilma e Maduro são a prova viva, q ser Eleito pra presidente, nao requer história pregressa política

    Eles "ganham" o Cargo :)

    Bjo

    Pri :)

    ResponderExcluir
  2. Grande Sakamori:
    Minha vida foi sempre pautada pela observancia e defesa imedida do Estado de Direito!
    Tive a honra de nos meus 65 anos de vida, acomapanhar Ulisses Guimarães, Tancredo Neves, Nelson Carneiro, Pacheco e Chaves, Marco Maciel, Golbery do Couto e Silva !
    Todos, absolutamente todos, podem até haverem errado nesta ou naquela ação, mas, todos, reafirmo, eram defensores intransigentes do Estado de Direito, por mais, incompreensível que possa ser entendido hoje pelas pessoas!
    Na área militar, comandados pelo líder no Oeste, o Estados Unidos da América, lutamos contra a intervenção engendrada em Cuba para a comunização da America do Sul, principalmente, o Brasil ! Aquí, lutamos contra os seguidores daquela doutrina, e, diferentemente da Argentina e Chile, superamos sem tantos traumas, sem tantos desaparecidos, e, civilizadamente, foi devolvido aos civis, a responsabilidade de gerir-se esse país-continente!
    Temos acompanhado o desenvolvimento das ações dos governos civis, estarrecidos com a corrupção e desmandos com o Erário Público, mas, observado !
    Agora, 50 anos após aquele incidente, quando já imaginavamos não mais acontecer nada que pudesse lembrar aquele tempo, estamos vendo a desenvoltura com que CUBA se insere na vida dos países sulamericanos, e com a complacencia de seus governos!
    Hoje, conforme as notícias, a nossa Presidenta, foi a Venezuela legitimar a posse de um imbecil e fantoche do Governo Cubano, o tal de Maduro!
    Ora, estamos aquí vivendo dias maravilhosos, não é ?
    As semelhanças, irão esbarrar na história das nossas Forças Armadas, que positivamente, não engolirão qualquer semelhança ao estado que hoje vive o povo Venezuelano!
    Portanto, rogaria a nosso Governo que tenha responsabilidade em saber os limites de uma aventura bolivariana!
    Que nossa Presidenta não perca a confiança dos setores mais conservadores de nossa Sociedade !
    Suportamos somente o que podemos, mas prudência não faz mal a ninguém!
    Solucione os problemas nacionais, que não são poucos, tire-nos dessa enrascada econômica e prestigie os que em seus nomes também fala! Não pertencemos ao mesmo grupo e nem comungamos dos mesmos valores! Respeite a nação, porque não somos um sindicato ! Registre mais este estridente grito de indignação com essa conduta mal conduzida em nosso nome !
    Que Deus não nos desampare !
    MARKITO DE SOUZA

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.