Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 4 de abril de 2013

ABIN SÓ MONITORA PORTO DE SUAPE ?

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI), vinculado e abrigado no Palácio do Planalto, divulgou nota oficial na qual informou que não se manifesta especificamente sobre o monitoramento do movimento sindical no Porto de Suape por se tratar de uma atividade de Inteligência de Estado. Fonte: Estadão.

O gabinete disse que "acompanha, diuturnamente, em torno de 700 cenários institucionais, inclusas as estruturas estratégicas do País, para prestar assessoria, no momento oportuno, às autoridades governamentais sobre assuntos de interesse nacional". O órgão não deu informações sobre outros alvos da agência que não estão contemplados no painel geral de acompanhamento do sistema de inteligência. Fonte: Estadão.

Atribuição. O GSI destaca que, de acordo com a Lei 10.683/2003, é de sua competência, por intermédio da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), órgão central do Sistema Brasileiro de Inteligência, coordenar as atividades de inteligência federal para assessorar a presidente Dilma Rousseff. Pela legislação, o GSI tem obrigação de prevenir a ocorrência e articular o gerenciamento de crises, em caso de grave e iminente ameaça à estabilidade institucional. Fonte: Estadão.

Por meio da assessoria de imprensa, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), disse que não se manifestaria sobre o monitoramento da Abin no Porto de Suape, estrutura de vital importância para a economia do Estado e para o sistema portuário nacional. Fonte: Estadão.

Comentário.

O assunto noticiado, por si só, expõe a fragilidade da democracia no Brasil.  Em nome do Estado, os cidadãos vinculados ou não com a estrutura institucional, são monitorados pelos agentes de serviços de informação do governoO órgão de informação, ABIN, Agência Brasileira de Informação, é vinculado ao GSI, Gabinete de Segurança Institucional, abrigado no Palácio do Planalto.  Pela lei, a Abin só obedece ordens emanadas pela presidência da República.  

O extinto SNI, Serviço Nacional de Informações, do regime militar tinha estrutura semelhante ao do ABIN.   O SNI monitorava a vida do cidadão que, potencialmente, poderia provocar iminente ameaça a estabilidade institucional.  Assim como no SNI do regime militar, os agentes do ABIN, tem privilégio de fazer despesas, com utilização dos Cartões Corporativos, sem necessidade de prestar contas para qualquer órgão de fiscalização do governo.   A CGU, o TCU, o Congresso Nacional, não tem poder e nem acesso às contas do ABIN, sob alegação de "segurança nacional".

Fui estudante universitário quando na fase dura do regime militar.  Eu sei exatamente, o que ocorria com o cidadão brasileiro que tinha opinião contrária ao do regime militar.  Éramos monitorados pelo SNI, Serviço Nacional de Informações.  DOPS, Delegacia de Ordem Política e Social, era a parte visível do regime de excessão.  O que nós temíamos era as ações do SNI, porque eram invisíveis para cidadão comum.  Segundo se sabia, o SNI era vinculado ao Gabinete Civil ou Militar da presidência da República.

O clima que os opositores ao regime vivia, era o mesmo clima que os opositores do poder da República vive hoje.  Não sabemos de onde virão as represálias, porque estamos sendo monitorados, sim. Os achincalhamentos que recebemos, via rede social é a parte visível do processo.  O que temo são as ações desenvolvidos pelos órgãos de inteligências contra os opositores do regime de hoje, pelos agentes invisíveis aos olhos do cidadão comum.

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

Um comentário:

  1. Sakamori amigo:
    Primeiramente, vamos saber o que é ABIN, para entendermos o que foi o SNI, e sua atuação no contexto dos governos!A ABIN, está subordinada ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), na Presidência da República, e visa, levantar, copilar, analisar eventos que possam auxiliar as decisões do Presidente!Essa história de arapongas, é uma puta sacanagem, pois, possui um quadro de analistas dos mais variados segmentos e, prestam um relevante serviço de assessoria ao Gabinete Presidecial, para eventuais decisões ou posicionamentos!Nos dias de hoje, onde a doutrina, é também, a do Social, a informação é que subsidia as decisões em qualquer campo da vida, não é mesmo?
    Quem sabe bebe agua limpa!Tentam empanar sua atuação, com comparativos ao SNI, que tinha os mesmos objetivos, porém, numa época em que os Governos ditos fortes atuaram em nosso país, em defesa da democracia, e das liberades, pois, abortamos um Golpe de Estado, patrocinado e orientado por Cuba e seus asceclas aquí no país!
    Daí, chamarmos a revolução que vocês dizem, em Contra Revolução de 1964, onde os nossos bravos militares de então, a contra gosto, tiveram que virem para as ruas, abortarem a baderna e movimentação lesiva feita pelos, então,´líderes sindicais!Reajiram igualmente, ao incentivo de motim, nas forças, o que, é inadmissivel numa corporação militar, e o custo disso em paises mais rígidos em seus valores, é a morte do insurgente!Enfim, toda sorte de inconsequencias foram perpretadas contra a ordem constituida, e o Estado de Direito, que jamais nos distanciaremos!Nossa missão era e é de construir, e não escrever livros, ou fazer jornalismo, portanto a história contada como vocês sabem, não nos preocupamos em deixarmos na história o executado para engrandecimento do Brasil!A esquerda competente, e detendo os pensadores, escritores, e os jornalistas, construiu o que todos aí falam injustamente, que foi na época da DITADURA!Que ditadura é essa que mantém o Congresso funcionando, o Judiciário funcionando, os órgãos de comunicação funcionando ?Por sua transparência e valores, não admitia bandalheiras, e os Mesquita que até então dominavam o Palacio Bandeirantes, ficaram aborrecidos e começaram atacar o governo central,já que não mais seriam os monitores dos Governadores de São Paulo!
    Jamais ouviu-se dizer que vieram em Brasilia, vender apoio ao Governo, são e sempre foram sérios !Face o minimamente exposto acima, somado com a luta entre o LESTE e o OESTE, este sendo o Estados Unidos da América o seu lider, passamos a ser também assessorados pelos serviços de inteligência dos americanos, pois, não se admitia que a influencia de Cuba se espalhasse pelos continentes americanos!
    Criou-se então, o SNI, que tinha os objetivos definidos de assessoramento governamental, mas, pela época, também, o de ordem de Segurança interna!Neste órgão, a ação dos civis era preponderante, e com militares acostumados com o chamado espirito de corpo das forças, não se resguardaram para as perfídias perpretadas por agente públicos rivais, empresas rivais, e o pior, pela indução maldosa contra seus adversários!Nas, Forças, a chamada 2a Seção, ou inteligência das Forças, não apoiava esse que se transfomou num grande Balcão de Negócios!
    Os objetivos eram diferentes, as Forças defendendo a Nação, o outro, muitas vezes defendendo interesses comerciais ou políticos!
    E assim, pressionado pelas forças, foi iniciado a extinção do SNI, principalmente, depois do rumoroso caso do RIOCENTRO !Concluindo, diria, que as Instituições são perfeitas, limpas, construtivas, o grande problema são os homens que as dirigem!Quero também registrar, que a história comete um grande erro e uma grande injustiça como os militares brasileiros!
    São honestos, simples, amigos, dedicados, e darão suas vidas por este país, tão maltratado !
    BRASIL ACIMA DE TUDO, É O DEVEMOS PERSEGUIR !
    Obrigado por dar espaço para esse pequeno informe sobre um monstro que foi feito monstro!
    Grande abraço, a todos!MARKITO DE SOUZA

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.