Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

ELEIÇÕES 2014. O CIRCO ESTÁ ARMADO!



O circo está armado no planalto central, para os atores, 2 ex-presidentes e a atual presidente da República, respectivamente FHC, Lula e Dilma.  Eles são as principais atrações do picadeiro.  FHC com fraque, Lula e Dilma com indumentaria de palhaço com nariz vermelho.  Cada um querendo chamar para si a atenção da platéia.

Última a falar no ato de comemoração dos 33 anos do PT e de seus dez anos à frente do governo federal, a presidente Dilma Rousseff fez um longo discurso em que defendeu suas ações sociais, citou várias bandeiras do governo e fez pesadas críticas à oposição. "Nós não herdamos nada, o (ex-) presidente Lula. Nós construímos", disse Dilma. Fonte: Folha.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rebateu nesta terça-feira (26) a declaração de seu antecessor no cargo, Fernando Henrique Cardoso, de que a presidente Dilma Rousseff é  
ingrata ao negar a herança dos governos do PSDB. Para o petista, FHC deve ficar "quieto" e ajudar a presidente a comandar o país. Fonte: Folha.

Questionado ontem sobre o discurso de Dilma na festa dos 10 anos do PT, em São Paulo, em que a presidente afirmou não ter herdado nada da gestão tucana, FHC afirmou: "O que é que a gente pode fazer quando a pessoa é ingrata? Nada. Cospe no prato que comeu. Meu Deus". Fonte: Folha.

Curiosamente, os três atores são filhotes da ditadura militar de 1964.  A maioria da população, nem viveu os velhos tempos.  Nem sabe exatamente o que ocorreu à época.  Eu sei do meu tempo.  Fiz faculdade de engenharia entre 1964 a 1968.  Participei do Daep - Diretório Acadêmico de Engenharia do Paraná.  Éramos militantes, discretos, mas atualizados sobre o momento político que vivíamos. Lembro-me do Ato Institucional número 5.  Lembro-me da Assembléia da Ibiúna.

Muitos militantes, da esquerda à época, ou foram para cadeia ou tiveram que se refugiar em alguma embaixada.  É o caso da FHC que teve que fazer périplo pelo mundo na condição de asilado, sobretudo no Chile.  É também, o caso da Dilma que cumpriu pena na cadeia do DOPS e posteriormente foi se abrigar no exterior.  Nem saberia afirmar em que país ela andou.  Enfim, veio a anistia e todos os refugiados políticos voltaram ao país.  Dilma e FHC são produtos da mesma ditadura militar, são os filhotes dela.

Como empresário, pós graduado, vivi momentos das greves dos metalúrgicos de São Bernardo, comandada pelo sindicalista Lula, barbudo.  Lula, à época, era ousado.  Lula tinha liderança.  Foi preso por conta do movimento sindical.  Curiosamente, foi visitado e auxiliado pelo FHC para sair da cadeia.  FHC já era acadêmico na USP, em sociologia.  Lá para trás, faziam parte da mesma turma, que lutavam pela volta de democracia no País.  Pontos positivos para ambos.

Os tempos mudaram, mas as pessoas não.  São os mesmos, os filhotes da ditadura, não no sentido ideológico, mas como produto do nefasto tempo da história brasileira.  Nestes termos, sou também, por que não?  A verdade é que a ditadura militar, de certa forma, cerceou criação de novas lideranças políticas.  O País padece desse pesadelo.  Não apareceu ainda, novas lideranças, com ideias do mundo contemporâneo.  São ideologias tacanhas que permeiam a administração pública.  

Infelizmente, os principais atores são as mesmas figuras carimbadas dos tempos da ditadura militar que, oficialmente acabou em 1984.  Discutem entre si, o confronto de ideias de 3 décadas passadas, o socialismo e liberalismo.  O foco de ambos partes é a discussão da teoria "neo-liberal".  O mundo econômico de hoje, está dentro da "bolha financeira", alavancada e inflados pelos especuladores em 9 vezes o valor da economia real.  Teoria neo-liberal, só pode sair da boca desses "dinossauros". Ressuscitar John Mainard Keynes é como buscar o "Flintstones" nas cavernas.  

Infelizmente, o povo não tem cultura, com 55 milhões de analfabetos funcionais e 22 milhões de miseráveis, com perdão da palavra, é a platéia que continuam aplaudem, de um lado FHC e de outro Lula e Dilma.  A política brasileira, está transformando o Brasil no circo.  As principais atrações, são hoje, os candidatos à presidência em 2014.

Antes que me mandem de volta para o Japão (sic), transformo a política brasileira em caricatura, pois não aguento mais o "status quo".  Ao contrário do que muitos tiram ilações sobre meus pensamentos, interpretando-os ao "pé da letra", afirmo que não compactuo com nenhum pensamento tacanho, atrasado, fora do tempo, míope, inadequado ao mundo real contemporâneo.  Tenho melhor percepção do mundo moderno do que os "palhaços" do picadeiro, até por exigência pessoal e comercial.

Anunciamos! Senhores e senhoras! As atrações de hoje: FHC, Lula e Dilma! Aguardem os próximos espetáculos!

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.