Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

DILMA ANDA DEPRESSIVA COM O ACIDENTE DO DEDÃO


A presidente Dilma Rousseff machucou o pé durante o recesso do Carnaval. Ela escorregou numa escada no dia que em chegou à base de Aratu (BA), na última sexta-feira (8). Segundo informação divulgada nesta quarta-feira (13) no "Blog do Planalto", Dilma fissurou o dedão do pé direito "depois de um acidente doméstico". Fonte: Folha.

A viagem na próxima segunda a Pernambuco foi cancelada. Dilma retornou à Brasília na tarde desta quarta e ficou no Palácio do Alvorada, residência oficial da Presidência, onde recebeu os ministros Aloísio Mercadante (Educação) e Fernando Pimentel (Desenvolvimento). Fonte: Folha.

Comentário.

O fato é que os últimos acontecimentos tem deixado Dilma muito entristecida.  Para ter base de apoio no Congresso, teve que entregar a presidência do Senado para o Renan Calheiro, contra vontade dela.  Na presidência da Câmara, teve que aceitar a indicação do PMDB do deputado Henrique Alves, para quem há 2 anos atrás tinha lhe negado a liderança do governo na Câmara.

O seu partido o PT, vem sofrendo desgaste desde a condenação dos principais dirigentes no processo mensalão.  Hoje, José Dirceu, José Genuíno, João Paulo Cunha, são pessoas queimadas pela população.  A outra notícia ruim é que o Procurador Geral da República mandou o processo do Lula para Justiça Federal de Minas Gerais, para que o juiz de primeira instância decida se vai dar seguimento ou não.

O efeito positivo que esperava com a redução de tarifa de luz, acabou sendo anulado pelo aumento de combustíveis.  Para completar a má notícia, a balança comercial do mês de janeiro resultou em deficit histórico.  As notícias vindo do Banco Central, em termo de inflação não são nada animadoras.  Enfim, está acabando a espuma para manter empatia com a população.

Para complicar mais ainda a sua vida, o antes aliado Eduardo Campos, já mandou avisar a Dilma que não aceita ser vice dela.  Eduardo Campos já vem afirmando que pretende se candidatar ao mesmo cargo dela, já em 2014.  Então, providencialmente, deu um tropeço e fissurou o dedão do pé.  Pelo menos, subir no palanque com o adversário Eduardo Campos não vai precisar mais.  

Dilma se recolheu para uma avaliação.  Ela é doente, isto todo mundo sabe, mas ninguém ousa tocar no assunto.  Mandou chamar, ontem mesmo, no Palácio da Alvorada, os 2 auxiliares mais diretos, confidentes, os ministros Mercadante e Fernando Pimentel.  É hora de reflexão e tomada de posição, em cima de novos fatos que pipocaram nestes últimos 45 dias.  O que se passa na cabeça dela, só ela sabe, mas coisa boa não está passando.  

Como a Dilma vai se sair deste "acidente do dedão" ninguém sabe.  O fato é que não tem mais fôlego para ficar soprando espumas como antes.  Num estado assim, o País fica também depressivo.  

Dilma anda depressiva com o acidente do dedão do pé.

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor ada UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.