Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

DILMA É DEMOLIDORA DE EMPRESAS!


A Vale ícone de empresa em eficiência, sucumbiu aos fatores negativos da política econômica do governo Dilma.  A Companhia não culpa o governo Dilma, mas o principal fator do desequilíbrio financeiro é sem dúvida a defasagem do câmbio.  Os preços internacionais de minério de ferro, mantém, no mesmo patamar de preço considerado histórico dos últimos 10 anos.  Leiam o noticiário na sequência e comentário no final.


Num cenário de produção estagnada, preços menores, consumo mundial retraído (especialmente da China), pagamento extra de tributos e rebaixamento do valor de ativos, a Vale viu seu lucro cair 74,3% em 2012. Fonte: Folha.

O resultado ficou em R$ 9,7 bilhões, abaixo dos R$ 37,8 bilhões de 2011 -melhor ano para as finanças da mineradora em sua história. Foi o pior desempenho desde 2004. O tombo de 2011 para 2012 superou a redução do lucro da Petrobras (36%). De outubro a dezembro, houve prejuízo de R$ 5,6 bilhões, maior perda trimestral já registrada pela companhia. Fonte: Folha.

A mineradora revisou ainda para baixo o valor minas e unidades de produção de alumínio, níquel e outros ativos (perda de R$ 13,2 bilhões) e sofreu com impacto negativo do câmbio (R$ 4,1 bilhões). Boa parte do prejuízo foi assumido no quarto trimestre. Fonte: Folha.

Comentário.

Está certo que a Vale fez a faxina nos seus passivos, pagando alguns tributos judicializados, tirou do armário alguns esqueletos e contabilizou-os no último trimestre do ano de 2012, mas o resultado foi menor do que o esperado.  

A Companhia enfrenta, como demais indústrias brasileiras, o aumento do custo de produção, acima da inflação oficial, IPCA.  Os custos industriais acompanham índices setoriais, sempre acima do IPCA. As empresas exportadoras, que é o caso da Vale, sofrem ainda mais com o câmbio defasado.  Eu já afirmei, inúmeras vezes, que o dólar deveria estar, no mínimo, no patamar de R$ 2,60.  Não há empresas industriais exportadoras que resistam com o câmbio entre R$ 1,90 a R$ 2,00, nova banda informal do BC.

O erro sistêmico da política econômica da Dilma, denunciada por mim, desde a criação deste blog, em fevereiro de 2012, vem causando, desindustrialização no País.  A participação da indústria no PIB que era de 25% no início do governo Lula, agora está em 17%, segundo CNI.  O setor de serviços cresceu significativamente no mesmo período, compensando de certa forma a criação de novos empregos no País.  Não significa que o quadro permaneça o mesmo, no período futuro.  O quadro está mudando.

Enquanto isso, poucos setores, como a indústria automobilística nunca ganharam tanto dinheiro quanto agora.  As montadoras contam com a desoneração fiscal há 1 ano.  Nunca remeteram os dividendos para suas matrizes quanto ao ano de 2012.  E os preços de veículos no mercado interno, não acompanha os preços dos veículos dos países de origem, são muito mais caros aqui do que lá.  Isto, faz parte, também, da política econômica equivocada que favorece aos investidores estrangeiros.

O erro sistêmico da política econômica da Dilma, já colocou na lona as empresas como Petrobras e Eletrobras.  A Petrobras sofre do mal da defasagem de preço na bomba, deixando a Companhia próximo de alcançar o grau de risco no rating.  O sistema Eletrobras não consegue absorver o custo da geração de termoelétricas, sobretudo com a desastrada antecipação da renovação de concessões para baixar tarifa na ponta do consumo, impondo prejuízo às empresas do setor.  

Bem, a Petrobras foi o primeiro da lista, veio a Eletrobras e agora a Vale, para puxar o cordão das empresas com problemas.  São empresas carros chefes do Brasil.  Atrás destes virão outras empresas menores, porque padecem da mesma doença, a de ter que enfrentar o câmbio defasado.  Não adianta, o governo ou os analistas de plantão, tentar justificar a saúde financeira das empresas citadas com outros fatores periféricos.  Ninguém ataca o principal fator da desagregação do patrimônio público e privado, que é o câmbio defasado.  Parece que a orquestra toca somente a música que agrada aos ouvidos da Dilma.  

Dilma é demolidora de empresas!  Vale ainda o título que dei a Dilma numa de minhas matérias: Dilma a rainha da sucata!

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

Um comentário:

  1. O GRANDE MAL QUE O GOVERNO DO PT FAZ ALÈM DA TOTAL IGNORÂNCIA DE SEUS MEMBROS QUE NÃO PODERIA SER DE OUTRA FORMA TENDO LULA COMO MENTOR È O DE SE APROPIAR PAULATINAMENTE DE MANEIRA SÒRDIDA E MAQUIAVÈLICA DAS NOSSAS EMPRESAS MAIS IMPORTANTES MUITAS DA QUAIS COM PROJEÇÃO INTERNACIONAL COMO VALE PETROBRAS E AS ELÈTRICAS COMO UM TODO NÃO IMPORTANDO COMO AS PREJUDICAM SE È PELO CAMBIO PELOS PREÇOS DEFASADOS OU O QUE FOR DESDE QUE ELES SE INFILTREM NELAS COM SEUS POLITICOS SUJOS E CORRUPTOS QUE FAZEM A PARTE INDECENTE DO TRABALHO DESCAPITALIZANDO AS EMPRESAS E TORNANDO -AS DEFICITARIAS E ESSE DEFICIT SE TRANSFORMA EM LUCROS QUE VÃO PARAR EM SEUS BOLSOS OU NO PARTIDO.E ASSIM VÃO DE EMPRESA EM EMPRESA DAS MAIS VALIOSAS INDO EM ORDEM DECRESCENTE DE VALOR ATÈ QUE TODAS UM DIA ESTEJAM EM SEU PODER.E AÌ A ECONOMIA SE DESEQUILIBRA MUITAS EMPRESAS QUEBRAM OU SÃO ABANDONADAS POR SEUS INVESTIDORES E CADA VEZ MAIS ESSA CORJA SE LOCUPLETA NO PODER .

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.