Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

BLAIRO MAGGI DEVERÁ SER O MINISTRO DE TRANSPORTES


O senador Blairo Maggi deve ser, digo, tem chance de ser o novo ministro de Transportes do governo Dilma. Veja parte da reportagem do Estadão e acompanhe o raciocínio deste, que faz crer que ele seja o próximo ministro.

O certo é que Blairo Maggi teve dois encontros com a presidente Dilma Rousseff nesta semana. Um no Paraná, quando Dilma anunciou projetos para a área da agricultura, e outro na quarta-feira, no Palácio do Planalto. E o próprio Maggi costurou com ela a audiência de ontem. Fonte: Estadão.

O encontro que reaproximou Dilma de Nascimento, que deveria durar 45 minutos, estendeu-se por duas horas e meia. Segundo um dos participantes, todo mundo deixou a sala com um "sorriso de lado a lado". Não foram permitidas imagens do encontro. Fonte: Estadão.

Se a presidente resolver entregar os Transportes de volta ao PR, evitará problemas com o PMDB. O atual ministro, Paulo Passos, é filiado ao PR. Mas o partido não o considera uma indicação política ou um representante partidário. Toda a cúpula do PR entende que Passos só se filou ao partido para garantir uma vaga na pasta dos Transportes. Fonte: Estadão.

Para justificar a nomeação devo retornar às eleições de 2010, onde a presidente Dilma Rousseff foi confirmada como presidente da República para quadriênio 2011/2014.  Para garantir o financiamento das eleições da Dilma, tem indícios seguros, de que o DNIT, órgão do ministério dos Transportes, foi utilizado como principal fonte, tanto da parte oficial e da parte do Caixa 2. 

Ainda, de fontes seguras, foi a própria Dilma, na condição de ministra chefe da Casa Civil do governo Lula, que no primeiro trimestre de 2010, autorizou pessoalmente a contratação em regime de urgência, R$ 20 bilhões de obras do DNIT, com condições de que os empreiteiros escolhidos dessem contribuição voluntária (sic) para o êxito da campanha Dilma 2010.  E assim foi feito.  Após a saída da Dilma da Casa Civil, deu-se a continuidade do processo, aumentando o valor das contratações de R$ 20 bilhões para R$ 46 bilhões.  Segundo, fontes colhidas das empreiteiras, o volume de Caixa 2 foi de 3% sobre o valor do faturamento.

O que tem Blairo Maggi com isso?  Tem tudo a ver.  Segundo fontes seguras, o ministro que recebeu ordem direta da Dilma para a contratação dos empreiteiros com imposição de financiamento da companha Dilma 2010, foi o senador Alfredo Nascimento.  O ministro, de então, Alfredo Nascimento, veio a ser o chefe imediato do Luis Antonio Pagot.  E o Luis Antonio Pagot foi indicado pelo senador Blairo Maggi.  E assim fecha o circuito que leva a nomeação do senador Blairo Maggi no ministério dos Transportes.  Se isto não vier a acontecer, pela resistência dos seus pares do PR, o novo agraciado deverá ser de sua escolha. 

A lógica demonstra que o Blairo Maggi deverá ser o próximo ministro de Transportes.

Ossami Sakamori, 68, engenheiro cvil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.