Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 2 de fevereiro de 2013

DILMA. DÁ LHE "CRACK" PARA O POVO!


A balança comercial brasileira apresentou deficit recorde em janeiro, de US$ 4,035 bilhões. Trata-se do pior resultado já registrado num único mês considerando a série histórica iniciada em 1993. Segundo o governo, a queda nas exportações foi consequência da crise mundial, da retração de mercados importantes e a multiplicação de barreiras comercias no mundo. Fonte: Folha.

O saldo negativo da balança, que mostra a diferença entre as importações e as exportações brasileiras no período, é três vezes maior que o apurado no mesmo período do ano passado, quando o deficit foi de US$ 1,292 bilhões. Fonte: Folha.

As importações de combustíveis e lubrificantes tiveram alta de 55,7% frente ao janeiro de 2012 na média diária. Em janeiro, foram importados US$ 4 bilhões de reais em combustíveis e lubrificantes, frente a US$ 2,6 bilhões em dezembro e em janeiro do ano passado. Fonte: Folha.

Comentário.

Está ficando cansativo ficar repetindo a mesma ladainha, desde que inaugurei este blog há 1 ano.  Os leitores já estão ficando com o calo no ouvido, de tanto escutar a mesma ladainha de sempre.  Por enquanto, sou andorinha solo ou sou urubu como querem me rotular alguns.  A equipe econômica da presidente Dilma, comete erro sistêmico na condução da política econômica.  Melhor, dizendo, a condução das sucessivas gambiarras na economia.

Está evidente que o principal componente da política econômica, a política cambial, está no rumo errado.  Melhor dizendo, está no rumo ao contrário.  É mais ou menos, você querer ir para Fernando de Noronha, de navio, direcionado para Antártida. De camiseta e bermuda, morreremos todos congelados.  Está assim a política cambial da Dilma.

O exemplo de sucesso na expansão econômica vem da China.  O País asiático vem crescendo uma média de 10% ao ano.   O pior ano em termo de crescimento, foi no ano passado, cresceu invejado 7,8% ao ano. Dizem os perdedores brasileiros, que em compensação há trabalho escravo, lá.  Este tipo de afirmação é coisa de perdedor recalcado que nunca fez giro pelo mundo, inclusive na China. Quero dizer que o principal componente do sucesso da expansão chinesa é o Yuan (Ren Min Bi) demasiadamente depreciado, exatamente contrário ao que acontece no Brasil.

Não adianta ficar reclamando do câmbio chinês, eles devem estar fazendo o que é conveniente para a China.  É o mesmo que já disse sobre crítica da Dilma sobre política econômica adotada pela União Europeia.  A União Europeia deve estar fazendo dever de casa deles.  Por que ficamos, eternamente, observando o umbigo dos outros?  Será que o nosso umbigo é mais bonito do que dos outros?

Vamos ao fato do câmbio defasado.  Com a última política, rumo ao contrário, adotada pelo Banco Central, adotando faixa cambial entre R$ 1,90 e R$ 2,00, o real está apreciado em cerca de 30%.  Falei sobre isto, ontem.  Agora, veja coisa interessante, os chineses, estão com câmbio depreciado em 20% frente ao dólar.  Somado, isto dá quanto?  Resumindo, não há barreira tarifária ou medida pontual de proteção à indústria que tire essa diferença, em relação aos produtos e investimentos chineses no Brasil.  

Enfim, Dilma está botando o País no buraco.  Mas, vocês devem perguntar, porque, então, Dilma pratica política econômica equivocada.  A equação, também, é muito simples, como 2 + 2 = 4. O dólar depreciado ou o real apreciado, leva o povo à sensação de "euforia", do Brasil "pode tudo", do falso "poder de compra".  Se antes, eu dizia que o povo tomava "Red Bull", agora, digo que Dilma está distribuindo "crack" para a população, assim fica mais fácil de angariar votos nas eleições de 2014.  Dá lhe "crack" para o povo!

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

7 comentários:

  1. A cada governo q se sucede, temos alguma conquista, no caso deste, foi feito uma enganação muito grande, agora começam a aparecer os buracos, e coisa muito pior vem a caminho!

    ResponderExcluir
  2. Prezado Sakamori, certamente a China está correta para eles, na medida que não param de crescer e colocando seus produtos em todos os locais em todas nas cidades do mundo. Uma característica que chama muitíssimo a atenção e só não vê quem não quer, é que habitualmente ela COMPRA todos os commodities de que precisa e não cria "guerras pró-democracias" naqueles países que podem ter produtos ou insumos de seu interesse para poder se apoderar de seus bens à vista do resto do mundo como fazem os Estados Unidos. Ela compra suas necessidades. Para o governo brasileiro, bem aqui a visão é totalmente errada como você bem acaba de escrever. Parece que a equipe que auxilia a presidente Dilma, que não merece nem nunca mereceu aquele apelido eleitoral de "gerentona", está dividida em duas frentes: 1. Uma, política que age no congresso, envolvendo deputados e senadores, fazendo a defesa do governo, do PT e do ex-presidente corrupto. 2. Outra, econômica que parece se utiliza da teoria do "cara ou coroa" para definir as políticas a serem adotadas no nosso Brasil. Mas me parece que perderam a moeda já há algum tempo.
    Bom dia,
    ELI DOS REIS

    ResponderExcluir
  3. Gente,...é tudo muito simples:

    Receberam de FHC,um Brasil perfeito. Alinhado, estruturado, finanças em ordem. Dai, começaram a administrar o país como se fosse o quintal da casa deles,...como o quintal da casa deles, sempre foi uma solene bagunça, haja visto tudo aquilo que Lulla vaticinava, anos a fio, ANTES de ser eleito. Da minha parte, sabia que a tal "Carta aos Brasileiros", nada mais era do que um engodo, e o lobo, que naquele momento, travestiu-se de cordeiro, um dia jogaria fora a fantasia, mostrando sua real pelagem. Aí esta! Essa é a tal "herança maldita", que por desgraça, Dilma, e sejamos justos, nesse diapasão, ninguém consegue administrar, desestruturou as bases que regem(ou regiam) o plano real,....superávit primário,controle das metas de inflação e cambio flutuante,....(não canso de bater nessa tecla, posto que ela é primordial!). Com esse tripé desalinhado, e sem um sério planejamento, somos uma nave desgovernada. A cada momento,..."Houston, temos um problema" Ora, desalinha o cambio, ora a inflação, ai vem a balança comercial,estatais quebrando, desindustralização, desalinhamento de preços, e claro, no meio disso tudo, a tal "base aleijada" aproveita para apertar o laço no gogó da Dilma, posto que ela precisa atitudes emergenciais "tapa buracos" que a transformam em refém de um sistema político podre.
    O que hoje resta ao governo? O tal apoio popular! Esse é seu único trunfo, baseado na taxa de emprego e na real valorização do poder aquisitivo(via cambio defasado, por ex.). Mas como tudo isso, é afinal frágil como um castelo de cartas, tende a desabar e aí sim, caros amigos, veremos que a rainha e todos seus asquerosos ministros, estão nus,...sem lenço tampouco documento,...e sabem quem pagará a conta? Ora, todos nós e principalmente o povo, que tanto os apoiou,.....
    Essa é a atual história do Brasil,...pena! Brasil, um país de Tolos!

    ResponderExcluir
  4. As coisas só mudam quando o machado for posto na raiz. Não haverá
    mudança em cima de raiz podre. Portanto, estamos no limiar do GRANDE FINAL. Deixa que tudo fique aos olhos dos que veem e aos ouvidos dos que ouvem, no toco; porque daí, depois do RAPA FINAL, o BRASIL LEVANTA, SACODE A POEIRA E, DÁ A VOLTA POR CIMA.

    ResponderExcluir
  5. MAS QUEM É QUE NÃO LEVANTA BARREIRAS CONTRA O pt ?

    ResponderExcluir
  6. DILMA FAZ E FARÀ TUDO PARA SE MANTER NO PODER COM LULA PT E O RESTO DO BANDO.ELA BEIJA ATÉ O DIABO PARA MANTER O BRASIL NESSE ESTADO DEPRIMENTE SEM RESPEITO A ETICA A CONSTITUIÇÃO E AO ESTADO DE DIREITO CONSTITUCIONAL MAS ELA NAO ACREDITA QUE TUDO POSSA MUDAR E ELE E ELES VOLTAREM A CONDIÇAO DE PROSCRITOS E GUERRILHEIROS DESTA VEZ SEM APOIO POPULAR QUE NAO MAIS SE DEIXARA SE ENGANAR.ELA E TODOS ELES ESTAO COM OS DIAS CONTADOS E SO ESPERAR.EU ACREDITO

    ResponderExcluir
  7. O "crack" não está levando somente o Brasil para o buraco, mas também as famílias que estão endividadas devido ao estímulo ao consumo irresponsável

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.