Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 14 de julho de 2014

O povo não aguenta mais a Dilma!


Como era previsto, o déficit da balança comercial do setor industrial do primeiro semestre caiu 11% em relação ao mesmo período de 2013.  O produto industrial somou déficit de US$ 106,4 bilhões, segundo Ministério da Indústria e Comércio.  Ainda assim, o setor industrial representou participação de 34,4% na balança comercial brasileira, no período.

Segundo Lia Walls do Instituto Brasileiro de Economia - Ibre da FGV - Fundação Getúlio Vargas, o resultado da balança comercial do setor de manufaturados reflete a falta de competitividade de produtos brasileiros no mercado internacional e baixa produtividade do setor. Fonte: Estadão.

Lia Walls da FGV

Vamos apresentar a análise do baixo desempenho do setor de manufaturados, além de apresentar apenas os números frios da conjuntura econômica presente.  O diagnóstico da Lia Walls está correto, mas as causas, como sempre, ninguém pronuncia ou não tem coragem de apontar.

A questão principal do baixo desemprenho é apenas o resultado da política econômica, creio eu.  O resultado, pra mim, decorre do erro sistêmico da política econômica (sic) do governo PT.  Os governos PT, vem segurando o câmbio no patamar irreal para que o povo sinta a "sensação de bem estar" ou a "sensação do poder de compra".  O câmbio é o principal que poderia alavancar o setor exportador industrial e seria o incentivo para aumentar a produtividade.  

Os governos PT, com a política econômica (sic) deliberadamente equivocada, com real valorizado em relação a demais moedas, ascendeu uma significativa parcela da população à classe média.  Eram ditos que os governos do PT criou a nova "classe emergente".  Isto é verdade. Só não foi dito que a criação da classe emergente foi baseado em política econômica (sic) equivocada.  É assim como qualquer equívoco vem contas para pagar.

O efeito das medidas tomadas, na economia, não traz resultado no mês seguinte.  Os agentes econômicos vão se adaptando à "esquizofrênica" política econômica equivocada ao longo dos meses.  Mas, isto tem preço a pagar.  A conta não tarda a chegar.  Isto é inexorável.  Não tem milagre na economia real.  Por outro lado, para corrigir o equívoco levará um longo tempo de sacrifício do povo. 

A conta da política econômica (sic) equivocada está chegando agora.  O resultado visível está no setor industrial. O setor industrial que no início do governo PT participava com 26% do PIB, hoje representa menos de 12% do PIB. A culpa dos empresários?  Não, não é.  Diante da política econômica "esquizofrênica", os empresários foram montar fábricas no exterior, sobretudo na China.  Foram criar empregos na China, para as suas próprias sobrevivências.  

Felizmente, o setor do agronegócio está compensando, de alguma forma, cobrindo o déficit do setor industrial.  Para o País, economicamente, poderá ser uma saída para equilibrar a balança comercial.  Mas, isto não deverá ser orgulho para o povo brasileiro.  Estamos regredindo no tempo.  Estamos voltando no tempo do colonialismo, onde fazia escambo de produtos primários por produtos industrializados.  Isto é retrocesso para o País.  Isto ninguém comenta. ou todo mundo tem medo de comentar, porque é crítica ao governo do PT.  

O povo está a sentir, o efeito desta política equivocada no bolso.  A inflação está voltando à despeito de câmbio controlado e de tarifas administradas controladas.  Aquela "sensação de poder bem estar" está se esvaindo.  Aquela "sensação de poder de compra" está desaparecendo.  Os últimos dados estatístico do desempenho do setor está a demonstrar que o poder de consumo está voltado às classes A e B.  Mesmo com política econômica "esquizofrênica" o sonho do pais das maravilhas está chegando no fim.  O povo percebeu, mas já é tarde. Vamos ter que tomar remédios amargos nos próximos anos.  Isto, até o povo humilde está a perceber.  


 O povo quer a mudança do rumo, para já!

Ossami Sakamori

3 comentários:

  1. Dilma criticou e até tentou ensinar política econômica a chanceler alemã, Angela Merkel, e atualmente, economicamente falando, a Alemanha sobe e o Brasil desce. No futebol, Felipão se achava "o cara" e viveu com sua equipe do jeito do PT, só na publicidade e perdeu(perdemos). O técnico alemão, Joachim Löw, fez o dever de casa(treinou a gurizada desde o sub-20) e ganhou a copa do mundo em 2014. Moral da estória: Quem faz o dever de casa(trabalho sério com competência) um dia é recompensado.

    ResponderExcluir
  2. Será que Dilma realmente acha que aqueles que a estão vaiando todas vez que ela aparece em público são da Elite Branca, como anda dizendo o "não-sei-de-nada" e "não-vi-nada" ?

    Aliás, um "fugitivo" de momentos de insatisfação, pois, foi só sentir o clima do povão nesta Copa, que se refugiou num hospital sob o pretexto de fazer exames.

    Só é macho na ora de chefiar a corrupção e se esconder, depois.

    ResponderExcluir
  3. Aguenta sim! Quer apostar? Com o tiffoli, advogado do PTa mandar no STE e que jamais chegou a juiz por que chumbou na prova por ser burro mas não estupido, as urnas já estão manipuladas para darem vitoria a essa bulgara.
    Qual a duvida?

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.