Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Dilma vai perder de goleada!

 Eleições 2014: pós Copa, a bola vai rolar!

Não se iludam com as notícias da fase boa que a economia do Brasil está passando, sendo divulgado pelas emissoras de televisão, sobretudo a Rede Globo.  A imprensa escrita, também, está fazendo "oba oba" em cima do evento Copa do Mundo, confundindo a mente do povo como se o Brasil estivesse vivendo momento glorioso. Nada disso é verdadeiro. Ao contrário de que a imprensa dá a entender que o Brasil está bombando, o povo brasileiro está muito preocupado com o seu futuro.  

A Copa do Mundo, transcorre descolado da economia brasileira como um todo.  O aumento de venda anunciada pela mídia, generalizada propositadamente, se refere aos itens específico de consumo, como cerveja, refrigerantes e pipocas.  Nada a ver com o restante da economia.  Com exceção dos bares e restaurantes, o comércio em geral está em estagnação.  Como diz na linguagem do comerciante : "tudo está parado!".

A Fundação Instituto de Administração (FIA) faz pesquisa trimestral de intenção de consumo dentro do Programa de Administração do Varejo (Provar).  A pesquisa é feito na cidade de São Paulo, o motor da economia do País.  Os dados são alarmantes, bem ao contrário daquele ambiente que a imprensa apresenta.  Parece que o "oba oba" vai terminar com o término da Copa do Mundo, quer seleção brasileira ganhando ou perdendo.  A economia real anda descolado da Copa do Mundo.  

Corroborando com os índices do mês de maio noticiado pela imprensa, de retração de consumo, a pesquisa do FIA, mostra retração de 3,8% na intenção de compra com relação ao mesmo trimestre do ano de 2013.  A mesma pesquisa aponta a intenção de compra em relação ao trimestre anterior, o 2º, retração na intenção de compra de 6,6%.  A intenção de consumo está aumentando, isto deixa claro de que o 3º trimestre poderá ter PIB negativo.

O povo brasileiro tem sangue quente.  O povo se dedica, de corpo e alma, em carnaval e futebol, não importa a situação econômica do País.  O futebol será sempre carnaval e o carnaval será sempre o futebol.  Explica-se, o carnaval e o futebol é uma espécie de fuga de tudo de ruim que acontece na vida do País e em específico na vida pessoal de cada cidadão brasileiro.

Passado a euforia do Copa do Mundo, assim como no carnaval, virá a "ressaca" do pós Copa.  O povo vai cair na real.  O povo vai perceber que a situação do País piorou em relação ao ano anterior.  O povo vai perceber que sua situação está pior do que no início do ano.  O Brasil não mudou em nada.  Pior, a inflação voltou e o desemprego aumentou.  E as perspectivas não são nada animadoras.

As notícias pós Copa serão de estagnação e de inflação.  Duas palavras que o povo não quer ouvir falar.  O povo já sofreu muito por isso.  Não só notícias, mas o povo vai sentindo a "sensação de insegurança" e vai sentindo o "a inflação do bolso". Dentro deste contexto que os candidatos às eleições de 5 de outubro vão se apresentar.  Todos, unanimemente prometendo mudança no rumo.  Inclusive a atual presidente, prometendo mudança no rumo do País, que não conseguiu mudar nos 12 anos de governo.

O Brasil está necessitando de medidas duras para corrigir o erro sistêmico ou o grande equívoco na formulação da política econômica (sic) do País.  A própria presidente da República, candidata à reeleição percebe que houve equívoco.  A própria Dilma propõe mudança no rumo.  Mas, nenhum deles, propõe medidas duras.  Sabem os candidatos que proposição de medidas duras não ganha eleições.  

E assim, novamente, pela enésima vez, o povo é apenas "massa de manobra" para conseguir os seus objetivos que é a conquista do poder.  O poder que as urnas outorgarão aos seus representantes, como sendo legítimos, no poder Legislativo e no poder Executivo.  Sem alternativa, os candidatos agora estão prometendo "reforma política" como alternativa para a mudança do rumo do País.  Faltam, por hora, aos postulantes ao cargo máximo da República, mostrarem para que vieram.  Faltam culhões para mostrar a realidade brasileira.  

A bola vai começar a rolar para os candidatos, sobretudo à presidência da República, após o término da Copa do Mundo. Piores ressacas estão por vir, conforme pesquisa de intenção de consumo anunciada. Pior cenário não poderia esperar, sobretudo, à candidata da situação, a presidente Dilma. Dilma conta com vitória da seleção.  O povo conta com adesão da arquibancada, contra a Dilma.  

Crédito da foto: Globo Esporte

No campo do futebol, a Dilma, pode ganhar, mas no campo da economia a Dilma perde de goleada! Olé!

Ossami Sakamori








7 comentários:

  1. O Brasil está bombando, sim: Tem uma bomba na Petrobras, outra na economia, na política, na educação, transporte, saúde,...........viram! tá cheio de bombas, uma hora explodem. Que Deus tenha piedade de nós, se não votarmos direito em Outubro.

    ResponderExcluir
  2. Daniel não são os eleitores que escolhem os candidatos, são os partidos.
    Com a urna eletrônica não podemos conferir resultados.
    Portanto um ajuste : Que Deus nos ajude mesmo votando errado.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Mas como vc disse. São os partidos que escolhem os eleitos. Vamos deixar de votar nos PeTralhas bandidos. E vamos votar em partidos sérios. Já que temos dois bons candidatos no lugar da dilmonia.

    ResponderExcluir
  4. Tem a bomba dos fundos de pensão indo para o ralo também, aposentados pela previdência privada que se cuidem!

    ResponderExcluir
  5. Você realmente crê que a Sr.ª Dilma perca de goleada? Eu não estou tão seguro assim. Eu gostaria de ter este seu otimismo. O PT é partido criado pelo demônio, cheio de esperteza e enganação. E os tolos entram fácil na deles.

    ResponderExcluir
  6. Hoje li num grande jornal de S.Paulo que lula já está escolhendo os ministros para dilma no próximo governo. Isso quer dizer que o "deus" brasileiro são afinal as urnas eletrônicas e o tiffoli no STE. Logo, por eliminação de partes a vitória da vaca bulgara está garantida!

    ResponderExcluir
  7. Por que nenhum candidato da oposição reclama das urnas ???

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.