Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 27 de junho de 2012

EIKE BATISTA PERDE US$ BILHÕES

Por conta da recomendação negativa da agência de rating, as empresas do empresário Eike Batista, sofreu pesada perda na Bolsa brasileira.  Foram as maiores baixas de hoje.

OGX  (-) 24,85%
LLX    (-)  7,88%
MMX   (-)  6,63%
MPX   (-)  7,68%
PortX  (-) 6,77%

Este fato pode provocar efeito dominô, em determinados papeis negociadas no BMFBovespa. As empresas do Eike Batista está pesadamente comprometido com os recursos do BNDES. O desfazimento de alguns papeis de algumas empresas do empresário, recentemente, já indicavam uma anomalia.

Oremos que o as empresas EBX não seja um Lehman Brothers do Brasil.  Esperemos que a sinalização do BIS, banco central dos bancos centrais do mundo, seja apenas exercício de futurologia.  Uma coisa tem nexo com a outra, eu creio. Caso EBX tem a ver com a sinalização do BIS.

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10 

Um comentário:

  1. Sim... No mundo das finanças todos os eventos estão interrelacionados. De onde se cunhou, inclusive, o termo efeito borboleta (segundo o qual, uma borboleta bate asas na América e um furacão assola a Ásia).

    No específico caso em pauta, a concentração do dinheiro é tão grande (as referidas empresas representam Bilhões) que a quebra de uma (borboleta batendo asas) causaria um efeito cascata (furacão) que poderia arrastar muitas outras.

    No meio bancário chamamos isso de Risco Sistêmico, que é o fato de uma quebra do banco A poder causar a quebra de muitos outros. Se A deve a B, mas não pode pagar, B fica sem poder pagar C, que fica sem pagar D e etc.

    Por isso o Banco Central faz uma intervenção quando a situação de um banco está ruim e injeta capital. Não é para salvar o banco ou o banqueiro (até porque a instituição vai ser liquidada e o banqueiro, se culpado, será responsabilizado), é para salvar a economia, a sociedade (em última análise)!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.