Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 15 de junho de 2012

EIKE BATISTA OBTÉM FINANCIAMENTO DE R$ 2,7 BI DO BNDES.

A OSX, empresa especializada em construção naval do grupo EBX, do empresário Eike Batista, obteve empréstimo de R$ 2,7 bilhões do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) e da Caixa Econômica Federal.  O prazo do financiamento é de 252 meses (21 anos) para ambas as instituições financeiras, com 42 e 36 meses de carência para amortização do principal e 36 e 30 meses de carência para pagamento de juros junto ao BNDES e CEF, respectivamente. A taxa média de juros prevista é a variação cambial mais 3,38% ao ano, com pagamentos mensais junto às amortizações do principal após a carência. Fonte: Folha.

Que eu tenha conhecimento, a empresa OSX especializada em construção naval, por enquanto não construiu nem o estaleiro, conforme noticiado.  Pelo menos a EAS do grupo Camargo Correia, já entregou um navio, que já está em fase de teste para ver se não afundaO prazo de financiamento concedido à empresa do Eike Batista é de mãe para o filho, 21 anos!  Assim, até eu gostaria de tomar emprestado. 

As obras do estaleiro da OSX no Porto do Açu foram iniciadas em julho do ano passado. Uma fase parcial de operação será iniciada no primeiro trimestre de 2013. A carteira de pedidos da OSX conta com 16 plataformas marítimas destinadas à produção de petróleo e gás no Brasil. Fonte: Folha.

Só mesmo o prestígio e trânsito com a presidente Dilma, conseguiria um feito deste, encomenda de 16 plataformas marítimas, sem ter construido nenhuma.  Até não sou contra a encomenda de serviços e obras para com as empresas brasileiras.  Agora, o cara ganha pedido bilionário e ainda por cima consegue financiamento subsidiado, creio que já passou do limite da razoabilidade.  

Será que a presidente Dilma não me arruma uma boquinha como esta para este bloguista?  O que vocês acham?


Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. da UFPR.
Twitter: @sakamori10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.