Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 24 de junho de 2012

DILMA BIPOLAR, NO CASO IMPEACHMENT DO LUGO

A política externa da Dilma é bipolar.  Por um lado admite-se governo como o do Bashar Al Assad da Síria e governo do Ahmadinejad do Irã ou ainda governo nada democrático como o do Hugo Chavez e por outro lado esta atitude em relação ao processo de impeachment do Fernando Hugo e ascenção do seu vice. Vejam as últimas notícias sobre o país vizinho.

O Brasil condenou neste sábado à noite o impeachment do ex-presidente paraguaio Fernando Lugo, ocorrido nesta sexta-feira (22). Em nota, o Itamaraty disse que o "governo brasileiro condena o rito sumário de destituição do mandatário do Paraguai" decidido pelo Senado por 39 votos a quatro.O embaixador brasileiro em Assunção foi convocado para consultas em Brasília. Fonte: Folha.


Para o Itamaraty, a democracia foi conquistada com esforço e sacrifício pelos países da região e deve ser defendida sem hesitação. "Medidas a serem aplicadas em decorrência da ruptura da ordem democrática no Paraguai estão sendo avaliadas com os parceiros do Mercosul e da Unasul."  Fonte: Folha.

Os termos do comunicado oficial foram negociados no início da noite deste sábado durante reunião da presidente Dilma Rousseff com os ministros Antonio Patriota (Relações Exteriores), Celso Amorim (Defesa) e Edison Lobão (Minas e Energia) e o assessor especial para assuntos internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia. No encontro, ficou decidido que o embaixador do Brasil em Assunção seria convocado a Brasília para consultas. A formalidade da convocação costuma detonar crise ou problema nas relações entre dois países. Fonte: Folha.

Pergunto eu, por que esta encenação toda?  As medidas tomadas pela Dilma antes e depois do impeachment, dá a entender ao mundo, que o Brasil não vai aceitar o novo governo do Paraguai.  Ledo engano, Paraguai é sócio da Usina de Itaipú, meio a meio com o Brasil.  Além de tudo, as relações diplomáticas com aquele país tem um contorno especial, sobretudo porque existem colonos brasileiros denominados brasiguaios plantando soja naquele rincão.

O Brasil está de mãos atadas com o país vizinho, pelos motivos expostos acima.  Vai que Obama reconhece o novo governo antes do Brasil.  O Paraguai continuará sendo o quintal americano do que brasileiro. Chamar embaixador brasileiro para consultas e não tomar atitude nenhuma, o que vai ocorrer, vai confirmar ao mundo que o Brasil não tem a sua própria identidade.  O mundo percebe.  Por estas e outras que a presidente Dilma, acaba virando motivo de chacota no primeiro mundo.

Ossami Sakamroi, 67, engenheiro civil, foi prof.da UFPR.
Twitter: @sakamori10

5 comentários:

  1. Nao bipolar e sim tripolar se e que existe,o processo pode ter sido rapido demais,mas dentro de parametros democraticos,afinal o congresso foi eleito pelo povo,pro PT eo o medo de se repetir o processo aqui no Brasil,vide a corrupcçao ativa que assola o pais e a gestao pifia do governo Dilma/Lula.

    ResponderExcluir
  2. Faz parte do jogo do faz de conta que é a política e, em parte, a diplomacia! Nossos políticos estão tão acostumados com o faz de conta que não sabem mais quem são: um faz de conta que é o homem mais ético do Brasil (e muitos acreditam ou fazem ouvidos de mouco) depois sela aliança com Maluff (que muito se esforça para ser o menos ético) com tapinha no peito, carinho no braço e tudo. E uma massa indefinida de anencéfalos ainda dá corpo ao partido endeusando a triste figura que se arvorou "salvador da pátria", mas mal consegue salvar o conhecimento de si mesmo! Por isso a educação de base é tão importante, para que as pessoas aprendam a ter "algum" senso crítico, aprendam a não endeusar um homem que, no sentido de integridade, é mero arremedo de homem! Os poucos íntegros e conscientes, portadores de algum senso crítico, pulam fora dessa medonha anencefalia de seguir quem caminha a largos passos para a derrocada moral da própria alma (Como a Marina Silva, a Luisa Helena e outros tantos)!

    ResponderExcluir
  3. Só posso dizer que fiquei com MOOOOOOOOOOOOOOOOOONTE de inveja dos paraguaios, por fazerem uma mudança radical do que NÃO ERA POLÍTICA para passar a ser. Parabéns aos LOS HERMANOS

    ResponderExcluir
  4. O Brasil quer liderar o bloco mas tem medo de tomar posições.
    Esperou que Argentina desse a linha e para não ficar diferente dos eus pares Chaves Castro Evo seguiu o mesmo caminho
    Vai ter que voltar atrás pois pelo que vc já disse temos muitas afinidades com o país vizinho
    Por outro lado as maiores economias do mundo já apoiaram .]Vamos cair na mesma esparrela de Honduras.

    ResponderExcluir
  5. Brasil sempre procurando pelo em ovo e arrumando encrenca. Se a população paraguaia não se revoltou, pq o governo brasileiro è do contra? Sobre os brasileiros que moram là Dilma vai se preocupar? Se nem com os daqui ela se interessa. Vamos ver como fica a relação econômica entre os dois. Ja li que Paraguai està devendo$ parte que lhe cabe da usina?

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.