Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 18 de junho de 2012

DILMA É INCAPAZ DE ENXERGAR O PRÓPRIO UMBIGO

Belo discurso do ministro Mantega na reunião do G 20.  Para o país, Brasil, que tem projeção de crescimento do PIBinho de 2% em 2012, torna-se ridículo o aconselhamento do ministro aos chefes de Estados dos países do primeiro mundo, entre eles, os da Zona do Euro.  Veja o que ele disse.
 
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta segunda-feira que a perda de confiança dos mercados na zona do euro mostra que as medidas adotadas não têm sido suficientes para solucionar a crise na região. "É preciso implementar, ao lado das medidas de saneamento do setor financeiro da capitalização dos bancos... medidas para estimular o crescimento das economias. É preciso pôr em prática programas de investimento na zona do euro... para que o crescimento volte a ter um dinamismo", completou.Fonte: Folha.

Entendo bem o que o ministro Mantega está a dizer.  Para  país que vai arrecadar R$1,150 trilhão, conforme orçamento de 2012, mas dá prioridade ao pagamento de juros da dívida interna em torno de R$170 bilhões, deixando de lado investimentos em educação, saúde, segurança pública e infraestrutura, parece ser um pouco cômico o "pito" que ele dá aos chefes de Estados dos países do primeiro mundo.

As nossas, do Brasil, medidas de estímulo ao crescimento da economia como o Mantega se refere, se baseiam nos programas de CréditoFácil e CréditoBarato, endividando a população já combalida com o acúmulo de compromissos além da sua capacidade de solvência.  Os programas citados aqui, já estão chegando ao exaustão, tão semelhanto quanto aqueles momentos de falsa prosperidade que viveram os portugueses, os gregos, os espanhois e os italianos.  

O governo Dilma, especialmente a equipe econômica, enxergam muito os umbigo dos outros, mas os próprios são incapazes de exergar.  Propõe deveres de casa aos países do primeiro mundo, mas nada faz, no front interno.  Para começar, nem temos Plano Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social de longo prazo.  Só sabemos administrar a "tesouraria".  Repetida e incansavelmente tenho alertado neste ponto, mas a presidente Dilma parece não ter sensibilidade ou capacidade de aquilatar o grave problema que o Brasil enfrenta. 

Acorda, Dilma!

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. da UFPR.
Twitter: @sakamori10

4 comentários:

  1. O Brasil, Saka, e você sabe disso melhor do que eu, ao contrário dos países que chegaram ao topo não prioriza a Educação, e um país que não prioriza a Educação está fadado a deixar um país inviável para as futuras gerações. A Alemanha, por exemplo, onde não nasce um pé de café, fatura mais com o café do que o Brasil que o tem em abundância. No Japão, mais precisamente, na localidade onde ocorreu o último e devastador tsunami, li que a população recolheu todo o dinheiro que foi encontrado e devolveu-o à prefeitura local para que o dinheiro fosse devolvido a quem de direito. Algo assim no Brasil é impensável, e é porque falta Educação. Aqui quando ocorre uma inundação algum desastre natural, o que mais se houve falar são de saques e mais saques. O povo brasileiro precisa aprender a escrever uma carta e a fazer uma regra de três, se conseguíssemos somente isso, muita coisa mudaria no país. Mas a coisa aqui não muda, parece que a classe dominante quer o povo permaneça burro e ignorante para que eles possam servir de massa de manobra. Bom, você é o homem da Economia, eu entendo nada de Economia, mas você fala de um modo simples que a gente começa até a entender. Não sei quem disse que "se alguém estiver discorrendo sobre algo e alguém não entendeu, é porque quem estava discorrendo nem ele mesmo sabe o que está dizendo". Eu, até que tentei ler Delfim na minha mocidade, mas malogrei, desisti, aquilo ali parecia missa em latim, algo assim. Um grande abraço, Saka!!! Estou de volta ao twitter... até quando, eu não sei.

    ResponderExcluir
  2. Querido, "Saka". Um povo sem educação e sem dinheiro. Governantes inidôneos e incompetentes. Só um milagre pode nos salvar dessa tragédia que transformou-se nosso pais. E eu acredito em milagre... é a única saída. Abraço :)

    ResponderExcluir
  3. Esse Mantega é um belo dum " enrolão ". Tá mais para RP.

    ResponderExcluir
  4. Ei, amigo!!! Estou novamente censurado no twitter. Dessa vez, eu carreguei a mão mesmo. Não sei por quanto estarei dependurado. Falei demais ehehe. Eu só fui direto nas páginas de gente graúda e desce o porrete. Falei que o que faz o país é a educação e não ideologias (o papo que tava rolando era só Paraguai pra lá, Paraguai pra cá, eu disse que nós não temos moral alguma para metermos em questões internas de outro país, que um país que nega ao seu povo uma educação pública de qualidade está se autodestruindo. Falei que o que levou ao Japão ao ser o que é foi a determinação em dar educação ao seu povo, citei também a Coréia do Norte, Alemanha, até o Uruguai (lá quando o aluno vai mal, o professor vai até a casa do aluno para ajudá-lo, e isso eu ouvi de uma uruguaia que mora em BH, casada com um conhecido meu). Falei que quando houve aquele tsunami no Japão, o povo da localidade saiu pegando o dinheiro que ficou espalhado nos locais devastados e o levou até a prefeitura local para que o dinheiro fosse devolvido a quem de direito. Aqui, quando acontece uma inundação qualquer, a quantidade de saques não está no mapa. Enfim, falei mesmo. Mas, o carro chefe dos meus comentários foi "SE O POVÃO BRASILEIRO APRENDER A ESCREVER UMA CARTA, INTERPRETAR UM TEXTO E FAZER UMA REGRA DE TRÊS SERÁ A MAIOR REVOLUÇÃO QUE ESTE PAÍS JAMAIS VIU". Eu tentei abrir outras contas no twitter com outros e-mails que tenho, mas eles me bloqueiam, pois sabem qual é o IP do meu computador. É duro, amigo, mas, no fundo, seria melhor entregar esse país para os japoneses governarem, porque nós não temos amor à pátria e os que possam vir a ter não têm voz, são calados, o Roberto Requião falou que iria me dar umas fiveletas ehehe. Um grande abraço, Saka!!!! É sempre muito bom contar com pessoas íntegras e bem intencionadas como você.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.