Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Mensalão. Lula & cia. é quadrilha de assaltantes!

Hoje é dia da decisão sobre o futuro do processo número 470 do STF denominado de mensalão.  Seja qual for o destino que será dado ao processo, quero contrapor a tese insistentemente defendida pelo presidente Lula e o PT e por parte da imprensa.  A tese do Lula & cia. é de que o processo mensalão foi apenas utilização do esquema de Caixa 2, para conseguir apoio parlamentar para o projeto político do PT.  Vejam o que eles disseram.  

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) afirmou ontem que o que houve no caso do mensalão foi um esquema de caixa dois de campanha eleitoral, e não corrupção com desvio de dinheiro público. Fonte: Folha.

Essa é a tese que vem sendo defendida pelo PT e foi usada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para o partido, o escândalo do mensalão se resumiu ao caixa dois eleitoral, com movimentação de recursos não declarados à Justiça. Fonte: Folha.

Comentário.

Vamos derrubar de uma vez por toda esta tese de que não houve roubalheira para financiar o PT e seus aliados da base como quer presidente Lula & cia.  A solução apresentada pelo então ministro da Justiça Márcio Bastos do governo Lula, à época, foi de que o Lula não sabia de nada sobre o mensalão.  A segunda tese defendida pelo ministro Márcio Bastos foi a de que o mensalão foi a utilização de Caixa 2 para financiar campanha eleitoral.  

A mesma mentira, insistentemente divulgado pela imprensa à mando do Lula & cia. desde 2004, há quase 10 anos, parece prevalecer no seio da sociedade.  

Agora, a mesma imprensa, com exceção de alguns veículos de comunicação, se preocupa mais em fazer prevalecer o direito do Réu do processo mensalão, do que se preocupar em condená-los.  Isto demonstra que está prevalecendo a tese do hoje banca de advocacia Márcio Bastos, de que o Lula não sabia de nada e que a movimentação financeira atípica foi simplesmente problema de Caixa 2 para financiamento de campanha eleitoral.

Os próprios ministros do STF, os indicados no mandatos do presidente Lula e Dilma, se esforçam em dar uma undécima chance para os Réus já condenados pelo pleno do STF lhes concedendo recurso infringente que nunca fora utilizado antes desde a promulgação da nova Constituição em 1988.  

Passa-se a impressão de que haverá casuísmo em não conceder o direito do recurso infringente.  Não, não haverá casuísmo.  Casuísmo é tentar dar nova chance aos Réus já condenados pelo próprio pleno do STF, com composição diversa daquela que já os condenara anteriormente, invocando regras infra leis, que nenhum reles cidadão desde a promulgação da Constituição teve chance de utilizá-las.  Aqui vale a máxima, aos amigos do poder tudo, aos inimigos o rigor da lei.

O crime cometido pela quadrilha Lula & cia. não se refere simplesmente à utilização do Caixa 2 para financiamento da campanha eleitoral.  Não, não é isto que está em julgamento.  Trata-se, contrariamente o que dizem Lula & cia., o processo mensalão é roubalheira do dinheiro público, sim!  Vamos repetir, a verdade.  O processo mensalão é crime de roubalheira, tal qual, quadrilha de assaltantes de caixas eletrônicas.  Nada difere dos assaltantes dos bancos, a quadrilha Lula & cia. assaltou os cofres públicos, como vou demonstrar abaixo.

Henrique Pizzolato, à época diretor do Banco do Brasil, autorizou a transferência de R$ 73 milhões do Fundo de Incentivo Visanet diretamente à agência do publicitário Marcos Valério, já condenado como operador do mensalão.  O Lula & cia. querem dizer que o dinheiro repassado para a empresa do Marcos Valério não é público.  Mas garanto que o dinheiro transferido do Fundo Visanet é público.  Explico em detalhes.

O Fundo de Incentivo Visanet tem CNPJ próprio e específico para fundos.  O Fundo de Incentivo Visanet pertence integralmente à CBMP/Visanet, onde o Banco do Brasil é sócio em 31,99% das ações da Companhia administradora do Fundo.  É o ponto que querem basear as afirmativa do Lula & cia.  Mas, não procede a justificativa.

O dinheiro sacado do Fundo de Incentivo Visanet no montante de R$ 73 milhões, correspondia ao "resgate" da sua cota parte do Banco do Brasil, 31,99% de participação do referido Fundo.  Portanto, quando efetuado o resgate do Fundo, a titularidade do dinheiro já é de fato e de direito do Banco do Brasil.  Do Marcos Valério que não foi e muito menos do CBMP/Visanet.  O valor de resgate do Fundo, os R$ 73 milhões, pertenciam sim ao Banco do Brasil.

A fraude.  Henrique Pizzolato, diretor do Banco do Brasil, mandou CBMP/Visanet transferir o recurso produto do resgate da cota parte 31,99% do Banco do Brasil, correspondente a R$ 73 milhões, diretamente às empresas do Marcos Valério, sem passar pela Tesouraria do Banco do Brasil, para fugir da auditoria da própria instituição.  Foi condenado porque assumiu a ordem de transferência para empresas do Marcos Valério, sem passar pela Tesouraria do Banco do Brasil.  Praticou fraude. 

Fica muito claro, também, que Henrique Pizzolato, não teria praticado fraude, apenas e tão somente pelos R$ 300 mil que recebeu pelos serviços, se não tivesse ordem expressa da quadrilha Lula & cia.  O passeio deste dinheiro está minuciosamente explicado no processo penal conhecido como mensalão.  Os R$ 73 milhões, produto de resgate do Fundo Visanet, cota parte do Banco do Brasil, legitimamente, foi parar no esquema mensalão. 

Bem, daqui em diante, todos já sabem.  Os R$ 73 milhões roubados pela quadrilha Lula & cia. do Banco do Brasil, nosso banco, foram parar nos bolsos dos 25 condenados do processo mensalão.

E vem o ministro Barroso dizer para ficar no lugar dos familiares dos Réus e que mereceriam o novo julgamento.  Quero dizer ao ministro Barroso, que rezo todos os dias para que não caiamos em tentações para não estarmos nos bancos dos Réus.  Se por ventura, algum membro da minha família ou eu próprio estiver no banco dos Réus, não invocaria nenhum privilégio.  Cumpram-se a lei e pronto!  Eu disse, cumpra-se a lei, não o regimento interno!

Resumindo.  Lula & cia. é quadrilha de assaltantes dos cofres públicos, sim!  Porque esse medo de dizer a verdade de frente?  Só porque Lula & cia. são poderosos?  Só porque Lula & cia. são capazes de acionar as instituições da República para perseguir reles cidadãos?  Só porque a quadrilha Lula & cia. são capazes de assassinar os inimigos?  Todos tem medo da quadrilha.  Pensa que eu não tenho? Tenho, também!  Mas, continuo denunciando... até quando a quadrilha Lula & cia. me permitir.

Ossami Sakamori

5 comentários:

  1. São os Robin Wood tupiniquins... Roubam, partem e repartem e ficam com a maior parte... Assessorias desnecessárias e caríssimas são também os canais...
    depois basta ter pago o ISS que tudo está normal...
    Não acredito nesses inteligentes beócios tupiniquins...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Sakamori pela coragem e brilhante clareza de argumentos, mais uma vez falou por nós.
    Para mim, independente dos embargos e da decisão do STF, este julgamento, 9 anos depois, já é uma grande farsa, um grande teatro, estes quadrilheiros usufruindo de todos os privilégios que o poder lhes concede, desfilando pela CCJ e Brasil afora com toda influencia.
    Lula de fora do processo.
    E considerando o "rigor" na nossa legislação, a que se contar de fato, qual será a punição deveras cumprida, para mim já caracterizou o grande teatro.
    Considerando as excelentes interpretações.
    Não esquecendo que hoje independente do resultado os ilustres Ministros terão a Constituição, a Lei e suas brechas como álibi.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia grande Saka, e concordo totalmente, e mais ainda: É sabido que outras fontes de desvios estão mostrando a ponta do rabo, como por exemplo a situação da `Petrobrás, e seus desdobramentos, começando por Passsadena e o escandaloso negócio onde se compra por 1000 e se vende por parcos 150 ! E as falcatruas ligando o PMDB a essas práticas criminosas.
    Vemos mais em todos os setores onde existe administração pública. Vemos que essa quadrilha usa literalmente o Estado e suas prerrogativas e seus valores, seus bens como se deles fossem, ou melhor, como se pudessem fazer uso COMO SE FOSSEM DONOS, SEM SEREM ... ! Apenas querem roubar e lucrarem criminosamente, sem o menor pudor ou ressentimento. Não importa a quem vão enganar ou prejudicar. Preferencialmente roubarem o Estado, que pela corrupção dificilmente será flagrado de pronto.
    No caso a casa só vai "cair", se alguém não receber o que foi combinado. Essa é a regra usual, e vemos dezenas de escândalos divulgados e nem sequer investigados. VERGONHA BRASIL !

    ResponderExcluir
  4. Faltou esclarecer que o Visanet é a administradora de cartões de crédito Cielo, ou seja, um negócio que rende muito, mais muito, dinheiro... Banco do Brasil não é estatal é sociedade de economia mista e assim como qualquer outro banco não vive de caridade, vive de negócios milionários... Quero ver o que vai acontecer no dia em que o laudo de auditoria do fundo Visanet, criminosamente escondido no inquérito sigiloso 2474 vier a público... Vai faltar retórica pra esconder esse amontoado de mentiras....

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.