Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Diplomacia BR é mequetrefe!

O mundo todo está preocupado com a situação da Síria.  Há mais de 2 milhões de refugiados sírios, numa população de cerca de 20 milhões de habitantes.  Isto representa cerca de 10% dos habitantes daquele País.  Se guardada a mesma proporção para o Brasil, seria como se 20 milhões de brasileiros vivessem como refugiados em países vizinhos.  

O Obama mandou mensagem solicitando autorização do Congresso Nacional para ataque cirúrgico à Síria.  Os russos por sua vez já manifestaram contrários a qualquer tipo de ataque àquele País.  A China já se manifestou contrário.  O parlamento inglês manifestou-se pela neutralidade.  A França se posicionou à favor dos EEUU.  Enfim, todos países importantes do  mundo já manifestaram as suas posições, favoráveis ou contrários à intervenção americana.

O Brasil está mais preocupado com o pedido de asilo político ao senador boliviano Molina do que qualquer outra coisa.  O assunto do senador boliviano é tão importante para Itamaraty que a presidente Dilma fez até a troca do ministro das Relações Exteriores do País.  

Com relação ao vazamento de dados supostamente sigilosos da presidente da República pelo Departamento de Defesa Interna dos EEUU, ficou na ameaça de uma possível cancelamento da visita da Dilma como chefe do Estado ao Obama.  Tudo parece terminar num faz de conta que não houve nada.  Com certeza, a visita da Dilma, o verdadeiro beija pé ao Obama, não será alterada.  

Em relação com os países africanos, chega a ser cômico ou trágico. O governo brasileiro se esforça para manter uma boa relação bilateral com os países africanos, em regime de ditadura civil ou militar.  Em nome da diplomacia, perdoam até as dívidas contraídas por aqueles países.  As tais relações sul-sul prosperam para engordar o bolso do presidente Lula.  O Brasil prefere mandar dinheiro para os ditadores do que aplicar em saúde pública por exemplo.  

O tão divulgado nomeação do diretor geral do OMC não é uma conquista tão espetacular.  Como todos sabem, a rodada de Doha, não deu em nada.  Os países que compõe a OMC, estão mais preocupados em estabelecer relações bilaterais ou multilaterais entre si.  Nessas relações, tão importante para implemento do comércio internacional, o Brasil participa apenas do quase falido Mercosul.

Em matéria de relações bilaterais, o Brasil prefere fazê-lo com países de menor expressão como Suriname, Equador, Bolívia e Cuba.  Brasil não consegue quebrar o Pacto Andino, recusou participar do acordo imaginado para os continentes americanos como a Alca.  Optamos pelo Mercosul e relações bilaterais com Venezuela do falecido Hugo Chávez.   Chile, Peru e Colômbia já saíram na frente do Brasil, aderindo ao Pacto Comercial Transpacífico que engloba além dos EEUU, o Canadá, Japão e Austrália.  E o Brasil está adormecido no berço esplêndido! 

Tenho razão ou não considerar diplomacia brasileira "mequetrefe" ?

Ossami Sakamori

6 comentários:

  1. Concordo com vc, Saka, a Diplomacia brasileira é uma piada. Demonstra, infelizmente, que o Brasil não é um país sério. Ass.: OLD MONSTER.

    ResponderExcluir
  2. ...mequetrefe ?! Você está sendo generoso meu caro Sakamori !

    ResponderExcluir
  3. PASSO A PASSO O BRASIL FAZ SUAS PREFERÊNCIAS COM PARCEIROS FORA DO PALADAR DO POVO BRASILEIRO. ESTAMOS TODOS NA ESPERA POR UMA QUEBRADA DE PERNA, NO PRIMEIRO DESVIO DIPLOMÁTICO DE GRANDE PORTE E, PODE SER, COM OS ESTADOS UNIDOS. SE, A GERENTONA FIZER NA REUNIÃO DO G-8 O QUE FAZ COM SEUS ASSESSORES, ESTAREMOS CARA A CARA COM UM IMPASSE QUE INFLUIRÁ NO NOSSO FUTURO COMERCIAL.
    VAMOS ESPERAR PARA VER O QUE O NOVO MINISTRO FALARÁ AO PÉ DO OUVIDO DA PRESIDANTA.

    ResponderExcluir
  4. GOVERNAM COM CRIANÇAS QUE SÓ TOMAM LEITE E SOPINHA DE LEGUMES... JÁ FOMOS BEM MELHORES NISSO... ESSES PACTOS COM PARADIGMAS DO SÉCULO XIX SÃO CACHORROS MORTOS EM 1989 COM A QUEDA DO MURO DE BERLIM...

    SOCIALISMOS É NOME DE FANTASIA DA DITADURA COMUNISTA...
    DISSE COM PROPRIEDADE O DEP. BOLSONARO NA COMISSÃO DA HERDADE

    ResponderExcluir
  5. Nossa política externa reflete a interna.

    Como ser diferente, se é praticada pelos mesmos tipos de pensamentos vazios?

    Simplesmente não dá...

    Temos uma presidente que não sabe o que está fazendo no Planalto, em relação aos brasileiros, não tem posturas sérias e duras no que precisamos aqui dentro.

    Como esperar diferenças lá fora? Ela só sabe se submeter aos presidentes fronteiriços, e finge ser dura com os que estão longe...

    Fez assim com Angela Merkel, e agora com Obama.

    É só jogo de cena...

    ResponderExcluir
  6. No Brasil, diplomacia é uma mera formalidade, não serve para nada. O Itamaraty é uma ilha da fantasia, com funcionários totalmente alheio ao que acontece no mundo. Todo mundo fala do Congresso, tudo bem, mas todos se esquecem que o Itamaraty é uma Instituição inútil, mas como é muito elitizada e frívola, a gente esquece que ela existe, o que é um erro.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.