Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 27 de março de 2013

OGX do EIKE BATISTA está FALIDA!

A OGX, petroleira do grupo de Eike Batista, divulgou nesta terça-feira ter fechado o ano de 2012 com prejuízo mais do que dobrado: o saldo negativo foi de R$ 1,172 bilhão, 130% superior ao registrado em 2011. Fonte: Estadão.

"Desde o início da produção, em 31 de janeiro de 2012, o Campo de Tubarão Azul produziu mais de 3,9 milhões de barris de petróleo e entregou seis cargas", diz a nota que acompanhou o balanço. A produção média diária nos 13 meses de produção foi de 10,2 mil barris por dia em dois poços. Fonte: Estadão.

A OGX revisou em US$ 100 milhões a sua previsão de investimentos para 2013, passando de US$ 1,2 bilhão para US$ 1,3 bilhão. De acordo com a empresa, a decisão foi tomada após a aquisição da participação no bloco BS-4. Fonte: Estadão.

Comentário.

Esta é notícia repassada pela empresa OGX ao mercado e à imprensa.  Os analistas do mercado e as instituições financeiras oficiais que tem empréstimos junto à OGX, ainda tem esperança de que o menino Eike Batista esteja dizendo verdade ao mercado. Diz, também, o banqueiro André Esteves do BTG Pactual, credor das empresas do Eike Batista, que a empresa tem potencial para recuperação, no esforço desesperado de tentar recuperar os seus R$ 2 bilhões, enfiados no grupo EBX.

Já vou dizendo que o resultado da análise que fiz no balanço da OGX, divulgado ontem, é "estarrecedor".  Tem razão, o presidente Lula e Dilma se preocuparem em dar socorro ao menino Eike Batista.  Está em jogo, grande parte dos R$ 7,9 bilhões que a OGX deve em empréstimos e financiamentos às instituições do governo federal, como CEF, BNDES, BNDESpar.  

A empresa OGX tinha em seu Caixa equivalente a R$ 3,3 bilhões, dos quais já comprometido para investimento em 2013, cerca de R$ 2,6 bilhões.  Literalmente, no final do ano, a OGX ficará com Caixa, praticamente zerado.  É aí que entra o jovem salvador da pátria, André Esteves.  Vai tentar buscar sócios estratégicos "otários" para botar dinheiro na empresa OGX.  Em último caso, vai acionar CEF, BNDES, BNDESpar, BB para injetar recursos novos para tentar, pelo menos, dar sobrevida à empresa.

Pela análise do balanço que fiz e a Moody´s deve ter feito mesma coisa, existe um ativo "camuflado" lançado como Imobilizado num montante de R$ 10 bilhões. Como uma empresa petrolífera, não possui domínio do solo, conforme legislação brasileira, o valor deve ser os gastos em poços que futuramente, poderão dar ou não vazão economicamente viável.  Pode ser também, cruzamento de ativos entre as empresas do grupo, que teoricamente poderia contabilizar como Imobilizado.  

Resumindo. Do dinheiro de Caixa, R$ 3,3 bilhões, vai R$ 2,6 bilhões para investimentos nos poços.  No final do ano, vai ficar com o restinho do tacho de R$ 700 milhões, sem contar com as despesas correntes da OGX.  Certamente, segundo minha análise, no final do ano de 2013, o Imobilizado vai para R$ 12,6 bilhões.  Imobilizado que vai zerar, virar mico, se os poços resultarem em seco ou economicamente inviável, como aconteceram com outros poços.  

Pode ser, que num golpe de sorte, o terceiro poço, dê uma vazão do tipo 100 mil barris/dia. Se isto acontecer, a OGX poderá fazer faxina contábil no seu Imobilizado dos ativos podres. Até lá, deixa o mercado "fazer de conta" que a OGX tem grande potencial, como afirma André Esteves do BTG Pactual.  A empresa de ratings já percebeu o furo, por isso o rebaixamento da sua nota em relação à empresa.  

Se, zerado o ativo classificado como Imobilizado, R$ 12,6 bilhões, no final de 2013, a empresa OGX ficará com Patrimônio Líquido negativo!  As ações no mercado 3, 2 bilhões, simplesmente virarão pó, vão virar ações de R$ 0,01 (centavinho).  Os bancos de investimentos estrangeiros já recomendam como preço alvo, R$ 1,00  por ação, apostando positivo na produção do terceiro poço em perfuração.  Se não der certo, a empresa inteira vai valer R$ 1,00, para alguém assumir o passivo. 

A OGX só tem uma única saída, a presidente Dilma, entregar ao menino Eike Batista, mais um bloco de exploração, na próxima rodada de licitações, na tentativa de André Esteves, procurar um sócio estratégico para a OGX.  Com a entrega de mais um bloco de exploração de petróleo, justifica BNDES e BNDESpar injetar novos recursos para as empresas do menino Eike Batista.  Só assim para salvar, senão a OGX está, literalmente na lona ou falida!

O mais triste da história das travessura do menino Eike Batista é que, certamente em algum tempo, o contribuinte será chamado para pagar uma boa parte do empréstimo da OGX, num montante de R$ 7,9 bilhões. A bolha do Eike Batista já estourou!

Ministro Joaquim Barbosa, é assim que acontece no Brasil dos presidentes Lula e Dilma.  A roubalheira ou a safadeza, acontece à luz do dia.  Não são R$ milhões, ministro, são R$ bilhões!  Tudo dentro da legislação brasileira, ministro.  O assunto só vai subir para STF, quando o fato for consumado, ou seja, quando o povo já levou o prejuízo de R$ 7,9 bilhões, infelizmente.

OGX do Eike Batista, menino de ouro, dos presidentes Lula e Dilma, está literalmente falida!

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

5 comentários:

  1. Sakamori:

    Interessantes suas considerações, que confirmam a impressão que eu, e muita gente, já acalantávamos: o fenômeno EIKE BATISTA fazia parte de uma estratégia de marketing do PT e dos mensaleiros, para "insuflar" o milagre econômico da era LULA.
    Mas, sempre tem uma mas, ninguém engana todo mundo o tempo todo.
    Um dia a casa cai...
    Isso me faz lembrar uma brincadeira de crianças que ficavam soprando uma pena de ave (daquelas bem levinhas, que demoram a ir ao chão) na tentativa de não deixá-la cair. Ganhava quem tivesse o maior fôlego.
    Eike, pelo que vemos, nunca teve fôlego. Sempre confiou no dos outros...

    Bom dia,

    Eli dos Reis.

    ResponderExcluir
  2. Saka,...

    Vc que há muito me acompanha pelo Twitter, bem sabe que há coisa de dois anos venho alertando(os registros estão lá), para o desastre anunciado de Eike Prejuízos Batista.

    Simplesmente não entendo, como determinados setores, podem ainda entrar em uma aventura dessas, de forma repetida e continuada. Comprar ações de uma "empresa promessa", é uma coisa,....repetir a maracutaia diversas vezes no mesmo nefasto modelo, não significa "cair" em uma arapuca, e sim querer nela mergulhar de cabeça.

    Governo desde cedo quis( e ainda instiga) criar as famosas "empresas campeãs". Algumas até o são, vide os exemplos da Ambev, Gerdau ou Coteminas,...todas administradas seriamente por gente do ramo. Outras porém, "acontecem" na esteira dos apadrinhamentos, como são as empresas "Xs" ou os outros Batistas da JBS, ainda que essas últimas, mesmo com apadrinhamento, são formalmente constituídas enquanto atividade, pois tem produtos, vendas, rendas, geração de caixe e demais formalidades, coisa que nosso "rapaz de ouro" que já não reluz, não tem! Tudo nele são promessas e mais promessas,...projetos e mais projetos, que como temos acompanhado, ficam só no papel. Papel que ele emite,via ações, papel que ele empina, via papagaios e papel que ele assina via comunicados, dando conta de mais um desastre. Nada nele é consistente.

    Temos agora Andre Esteves dando esteio. Parece-me que Armínio Fraga e Pérsio Arida também estão nesse barco. Estejam certos de que essa turma, nada mais esta fazendo do que gestão empresarial. É uma pífia tentativa de angariar credibilidade a um sistema falido. Realmente não sei o que essa turma esta fazendo por lá, colocando seus nomes e reputações em risco óbvio. Certamente esta rolando soberbo pagamento,....

    Bem,...como sempre vaticinei, isso nada mais é do que desastre anunciado. Acreditou quem quis ou que a conveniência do momento ou por servir de espúria bandeira política.

    Como sempre digo, Brasil é mesmo um país de TOLOS!

    ResponderExcluir
  3. Saka,....

    Permita-me complementar:

    OGX, é UMA das empresas com problemas sérios; a ponta visível dessa montanha de descalabros. Outras empresas do grupo, sejam de logística, mineradoras, cosméticas, ou turísticas, TODAS seguem a mesma diretriz: O infindável buraco dos prejuízos. Isso não é caso isolado não! É sistêmico! O fulano é incompetente mesmo,...

    Os sócios estrangeiros, a exemplo dos chineses, esses sim, que de bobos não tem nada, há muito estão pulando fora dessa barca furada.

    Semana passada, vimos a foto do Lulla, dando um giro com Eike Prejuízos Batista, pelo Porto de Açú. O que queriam? Arrancar a fórceps um investimento líquido e certo, de estaleiro que irá para o Espírito Santo, transferindo-o para o quebrado e megalomaníaco porto,...colocaram altos cupinchas a fazer lobby. Quando descobertos com a mão na ratoeira,...deixaram o queijo para lá e saíram de fininho, fazendo de conta nada terem a ver com aquele imbróglio,...

    Para finalizar eu pergunto: Pode um homem que não tem capacidade de colocar um reles hotel(Glória/RJ) para funcionar, meter-se a tirar petróleo de alto mar? Um empresário que compra barcos para passeios turísticos na mais bonita baia do Brasil(Guanabara), e dar com os burros(e os barcos) nágua?
    Pode um executivo, que almeja dirigir milhares de empregados, não controlar seu próprio filho que sai por ai, atropelando velhinhos e matando jovens, ao volante de seus bólidos milionários?

    Eu lhes respondo: Vejam se nas páginas de jornais e revistas, mais mundanos, vcs encontram executivos do porte da Gerdau, Ambev ou Coteminas,....De todos milionários brasileiros, nem Silvio Santos é tão midiático quanto Eike Prejuízos Batista. Sabem por que? Por que milionários de verdade são discretos e trabalhadores, enquanto os fakes, estão mais voltados a seu imenso ego, o que certamente embota qualquer visão empresarial.

    E com isso encerro,....

    ResponderExcluir
  4. Publiquei num fórum de discussão sobre a OGX, quando foi afirmado que a OGX tem "endividamento equacionável":

    Se a empresa tem endividamento equacionável, implica em que tem problemas a resolver, pois do contrário, já teria um equacionamento feito.

    A questão é que a OGX não tem campos realmente produtivos, e os resultados físicos são claros.

    A OSX deveria ser atrelada à demanda de equipamentos e à logística de toda a carente produção de petróleo e gás brasileiro e não é, o que me é um profundo mistério.

    A LLX é um permanente "passo adiante do projeto", quando não é "um projeto adiante", e novas necessidade colossais de capital.

    A MMX sofre do que o mercado de minério sofre hoje, e isto basta.

    A MPX foi "à feira" pura necessidade de caixa, e o foi porque era a mais atrativa, e por isso, a única capaz de gerar alguma liquidez.

    Liquidez é o problema geral do "mundo X" agora.


    ______________________________________________________

    Só alguém com grave miopia para o que está acontecendo no "mundo X" não percebe o que está ocorrendo

    ResponderExcluir
  5. Empreendedorismo que depende de uma força do governo ou de gente de lá não decola, primeiro porque o pessoal de lá abocanha o tempo todo boa parte do que é alavancado com a ajuda dessa gente e segundo porque esse tipo de negócio dá muita confiança ao empreendedor, a ponto de, sob determinado aspecto, o mesmo se acomodar. Melhor dizendo, descoberto o rombo, o empreendedor deixa de ter criatividade empreendedora e passa a administrar full-time o rombo, para evitar que aumente mais ainda... O pessoal do governo passa a ter um interesse na solução do rombo para evitar perda de dividendos políticos e, acima de tudo, para evitar que o rombo denuncie o pessoal do governo que fora beneficiado em decorrência da ajuda governamental... Já nem se fala mais em outras aventuras do empresário Eike Batista.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.