Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

DILMA 2014 RECRUTA 5.564 PREFEITOS COM R$ 66,8 BI !


No último dia 19, foi postado neste blog, o evento que passamos a comentar sob o título: "Dilma 2014. Vai dar partida com show para prefeitos".  Tal qual foi comentado antes, o evento foi o "lançamento, de fato", da sua campanha eleitoral com vistas à sua reeleição.  Vejam as notícias veiculadas na imprensa.  

Diante de milhares de prefeitos, a presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (28) que não admite discriminação com base em opção "política, religiosa ou esportiva" e prometeu um pacote de bondades de R$ 66,8 bilhões para investimentos em diferentes áreas. As promessas foram tratadas como "boas notícias" pela presidente. Fonte: Folha.

Dilma explicou que R$ 35,5 bilhões são para obras de saneamento, pavimentação e mobilidade urbana, já selecionadas no final de 2012. "No inicio de fevereiro, os valores de cada município selecionado serão divulgados e imediatamente estarão liberados para que essas obras sejam executadas pelos senhores o quanto antes", afirmou a presidente, sem dizer de onde vai sair essa verba.  Fonte: Folha.

Os R$ 30,3 bilhões restantes serão destinados numa nova seleção para investimentos, a ser feita este ano. "Também aqui não há tempo a perder e será necessário elaborar projetos", afirmou a presidente. Fonte: Folha.

Precisamos reconhecer que os marqueteiros da campanha Dilma 2014, foram eficientes.  Com esse evento matou 2 coelhos com uma cajadada só.  O primeiro coelho morto foi com o comprometimento dos prefeitos, até a alma, com a Bolsa Prefeitos, mediante verbas ainda não tão bem especificadas quanto à origem dos recursos, mas que farão muita diferença para os prefeitos já com os cofres vazios.  A maioria das obras terão recursos do FGTS ou Fat e empréstimos do BNDES ou da CEF.  Não serão de graça, mas Dilma, garantiu a liberação destes recursos, numa espécie de "fast track", ou trilha rápida. O volume de dinheiro não é nada desprezível.

O evento serviu, também, para matar o outro coelho, que era o lançamento da candidatura do Lula ao cargo de presidente, em 2014.  O Lula não tem mais espaço político para o lançamento da sua candidatura no lugar da Dilma, diante do fato consumado.  Ele terá que se conformar como ator coadjuvante no processo sucessório de 2014.  Após desgaste sofrido com o processo mensalão e com o caso Rosemary, Lula estava precisando de um fato novo para voltar à cena da política brasileira.  Lula precisava muito do cargo de presidente da República para blindar-se de acusações que começam a pipocar.

Enquanto isso, a oposição engalfinham-se para ver quem será o legítimo representante.  Pelo andar da carruagem, a oposição à candidatura Dilma 2014, por enquanto, os mais cotados são  Eduardo Campos (PSB), Aécio Neves (PSDB), Cristovam Buarque (PDT) e Marina Silva (sem partido) e Randolfo Rodrigues (PSOL).  O fato é que a oposição perdeu os seus principais cabos eleitorais que são os prefeitos municipais, agora, engajados na candidatura Dilma 2014.  

Na política, as eleições não se ganham antecipadamente.  Tem muto chão para percorrer.  O que vai definir são as conjunturas do momento, isto é, após abril de 2014.  Até lá, o que vai mandar mesmo, é a conjuntura econômica do País, sobretudo o volume de  criação de novos empregos em 2013 e em 2014.  Outro fator, importante é o crescimento do PIB e índice inflacionário no mesmo período.  Hoje, Dilma ganha eleições.  Amanhã, nada pode ser garantido.  Tudo depende. 

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

5 comentários:

  1. Bom dia Sakamori! O PT não tem adversário,são fortes pensam com uma só cabeça e não da ponto sem nó o marqueteiro digamos, é muito bom! Oposição bate cabeça!não tem um nome forte! Independente dos escândalos envolvendo Lula não acredito que ele sairia candidato a presidente! Penso mais que o foco de Lula PT para 2014 é o governo de São Paulo!
    Socorro!vou embora para o mundo de Narnia!! rsrsr..rsrsr..!!

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com a Marilsa! PT hoje é uma máquina eleitoral(ou seria eleitoreira?),muito bem azeitada. Como todos governos populistas(Vide Hugo,"Espectro" Chávez,que até em forma de cadáver governa), falam um linguagem que chega ao cerne do povo,que por não aquilatar o tamanho da encrenca, vai usufruindo do pão e circo, enquanto for servido. Da mesma forma,os prefeitos,....um pouco deferente do pão e circo, levam de banquete! Dilma sacou que as prefeituras estão todas literalmente falidas, e que a falta de serviços, já esta chegando na população via municípios. Rapidamente o marketing entrou em ação.
    O problema só reside na conta,...essa sem dúvida, um dia chega e aí, quero ver quem paga? O Povão? Claro que não! Para variar a classe média que paga impiedosos impostos,...

    ResponderExcluir
  3. A Dilma é uma parte do PT, q desde a sua fundação se mostrou contra tudo e contra todos, hj no poder é igual, tudo q é ruim eles nem comentam, mas o q é bom, ( p/ eles) a propaganda dá conta de alcançar todos os rincões deste enorme país!
    A oposição na minha opinião não existe, tamanha a diferença de partidos unidos em torno do poder, um ou outro fala algo, mas fica só ou quase abandonado!
    Qdo a conta vier, quem paga somos nós todos, a carga tributária só aumenta e os mais pobres são os q mais pagam impostos neste país!!!

    ResponderExcluir
  4. A culpa é da Oposição, deixa espaço o PT se enfia!

    ResponderExcluir
  5. A oposição somos nós, os brasileiros(as) mais esclarecidos, politicamente falando. Devemos passar da fase da indignação para a da atitude. As armas são blogs como este e organizar passeatas ordeiras em todo o Brasil. Isso incomoda os falsos-políticos. Os brasileiros(as) menos esclarecidos tem o direito de saber que estão sendo enganados e isto se consegue conversando com eles pessoalmente e provando o que fala. Eu já consegui mudar o modo de pensar de várias pessoas.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.