Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 13 de setembro de 2014

Os Silvas se enfrentam.


Segundo a Folha de hoje, a Marina Silva chorou quando a reportagem que acompanha o périplo da campanha perguntou sobre os ataques que vem recebendo do Lula , de quem foi seu aliado por 24 anos.

Nada há mais ingênuo a sua percepção sobre a vida política em específico e sobre seres humanos em geral. Marina Silva, foi cria do PT, cresceu politicamente no PT, foi nomeada ministra do Meio Ambiente pelo seu padrinho político Luís Inácio Lula da Silva. Ele a deixou se firmar na vida política, com grande exposição na mídia, durante 8 anos do seu mandato à frente do ministério. Qualquer ser humano, no lugar da Marina, ficaria eternamente devedora pela oportunidade.

Não estou aqui a defender o Lula, para quem não nutro nenhuma admiração e nenhum respeito, pela prática criminosa de criar uma quadrilha de assaltante dos cofres públicos. No entanto, a crítica do Lula procede. Qualquer um que estivesse no lugar dele faria, no mesmo tom ou num tom mais agressivo crítica a sua conduta. O que Marina Silva faz com o PT é traição. Marina Silva está sendo oportunista. Marina Silva cospe no prato que comeu e se serviu por 24 longos anos.

Esta fragilidade da Marina Silva, me assusta. Já tivemos um presidente da República que se suicidou pela pressão política. Já tivemos outro presidente que renunciou por não conseguir impor sua vontade ao Congresso Nacional. Esta figura da Marina que não absorve nem o ataque vindo do seu padrinho político a quem o traiu, mostra que Marina Silva não está preparada para o exercício do cargo de presidente da República.  Ela não reúne condições para exercício do tal cargo. 

O jogo político é duríssimo. Até hoje, não se sabe se a morte do seu titular Eduardo Campos foi acidental ou foi uma sabotagem. O próprio PSB está envolvido em contração ou compra ilícita de jatinho que levou a vida do Eduardo Campos. O Eduardo Campos, falecido, do partido que "provisoriamente" a abriga, o PSB, está metido nas falcatruas do Petrolão. Todas estas questões, estão a dever resposta à população. Não adianta dizer a frase famosa do Lula: "eu não sabia".

No sistema republicano em vigor, presidente da República governa com o apoio do Congresso Nacional. Os parlamentares são todos "raposas velhas". Não tem nem um santo nos 531 deputados e 81 senadores. O jogo é bruto. Não se governa sem o Congresso Nacional. Não é como Marina Silva, pretende governar sem o "toma lá, dá cá". Este jogo existe em qualquer parte do mundo, mesmo nos países civilizados. Nem sempre a "velha política" do "toma lá, dá cá" se refere a negociação de dinheiro, como Marina dá a entender. O "toma lá, dá cá" do jogo político, de divisão de tarefas para administrar o país, existe em todos países do mundo. Sem o "toma lá, dá cá" é totalitarismo. 

Marina Silva é mais um "salvador da pátria" que não resistirá ao jogo bruto da política. Sucumbirá à "velha política" já na nomeação do ministério. Sucumbirá à "velha política" na primeira votação importante no Congresso Nacional. Para praticar a "nova política" com os movimentos sociais é "totalitarismo". A eleição da Marina Silva, se mantida a sua proposição de "nova política" temo pela ingovernabilidade. 

Eleição da Marina Silva é como voo cego, igual ao avião que levou a vida do Eduardo Campos, não sabemos onde e como vai terminar. 

Ossami Sakamori

4 comentários:

  1. O Lula está sempre "antenado" e aprendendo, se renova em sua política sindicalista ultrapassada, vive cercado de petista aproveitadores. Com certeza saberá usar a MARINA PRESIDENTE para seu proveito próprio (família e agregados).
    VAI COBRAR A FATURA QUE A MARINA PETISTA LHE DEVE!!!

    Já a MARINA sabe que precisará de seu apoio para governar e vai entrar no toma´l-a...Dá-cá... (Se Prepare PMDBosta..)

    ResponderExcluir
  2. A ficha da Marina ainda não caiu, o Lula está apenas fazendo teatrinho para impressionar a Dilma, que não poderá acusa-lo de traidor, se ele afagar a Marina antes do tempo Ele está jogando com um pau de dois bicos, vença a Dilma ou a Marina, ele continuará comandando blindado nos bastidores e afagando a vencedora.
    Temos que dar a mão a palmatoria, se Machiavel fosse vivo, seria aprendiz do profeta de Garanhuns.!!!

    ResponderExcluir
  3. Ainda assim , com tudo isso, voto Marina.
    Chega. Não ao Volta Lula !

    ResponderExcluir
  4. Jogada ensaiada. Não caio nessa de chorinho. Lula tem Marina como plano B. Ele só está preparando o terreno para acampar no Planalto seja com Dilma ou Marina. Por isso voto Aécio que não tem afinidade com Lula e o PT.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.