Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Bomba! Alberto Yousseff vai falar!

Crédito da imagem : Estadão

doleiro Alberto Yousseff, acusado de ter movimentando cerca de R$ 10 bilhões, na lavagem de dinheiro e evasão de divisas, fez "acordo de premiação" com a Justiça Federal do Paraná, segundo o seu advogado, que declarou à imprensa. 

O doleiro, segundo a imprensa, lavava o dinheiro de proprina da Petrobras, conhecido como "petrolão" para o Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Companhia. A reportagem que foi para o ar em 13 de abril, mostrou o conteúdo de uma das planilhas da empresa Costa Global do ex-diretor, onde mostrava que os nomes dos beneficiários da propina que variava de 3% a 50%, conforme o caso.


Nomes importantes no cenário político nacional estão relacionados na lista. Os nomes vão desde o presidente do Senado Federal e do presidente da Câmara dos Deputados. Tem na relação, nomes de 3 governadores, entre os quais o do Eduardo Campos, falecido no acidente aéreo.  

Através do ex-deputado do PT, André Vargas, outros nomes ligados à políticas estão envolvidos com o doleiro. O alvo que veio à imprensa são os nomes do ex-ministro e candidato ao governo do estado de São Paulo, Alexandre Padilha. Sabe-se, em Londrina, estado do Paraná, que o doleiro tem ligação estreita com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, ligado ao Lula e à candidata ao governo do estado do Parná, Gleisi Hoffmann. A senadora Gleisi, até abril deste ano foi chefe da Casa Civil do governo Dilma Rousseff.  

A delação premiada do Alberto Yousseff tem muita semelhança com a delação premiada da operação mãos limpas da máfia italiana. Tommazo Buscetta fez acordo de delação premiada, "mani pulite", com os magistrados Paolo Borcellino e Giovanni Falcone. O processo denominado de mãos limpas, resultou na troca de identidade e asilo no país ignorado para o delator Buscetta. 

Se guardada a semelhança entre "mani pulite" e a delação premiada do Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Yousseff produzir efeito desejado, o PT e PMDB serão banidos da política brasileira, como aconteceu na Itália com os partidos Democracia Cristão (DC) e Partido Socialista (PSI). Tudo dependerá das mãos do ministro do STF, Teori Zavascki, na mão de quem correrá os processos dos parlamentares, ministros e presidente da República envolvidos na "operação lava jato". 


Esperamos que o ministro exerça as funções que os magistrados italianos exerceram no processo "mani pulite", no caso brasileiro na operação "lava jato".  Assim fazendo, as consequências na vida política brasileira serão imprevisíveis.

Ossami Sakamori



5 comentários:

  1. Não sabia que também éramos campeões mundiais de teatrinho,onde tudo acaba ao melhor estilo da pizza de banana.
    Já vimos filmes semelhantes que nunca terminaram,como sói acontecer no país deitado eternamente no colo do capeta.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns. DEUS queira que tudo fique devidamente esclarecido e os verdadeiros culpados punidos na forma da lei. A questão é a nossa Justiça. Talvez pequem uns dois ou três bodes expiatórios para responderem pelos crimes. Os peixes grandes dificilmente serão capturados. Vamos aguardar.

    ResponderExcluir
  3. Definitivamente que dilma odeia osEUA e o Brasil vai se phoder com essa sua atitude basicamente terrorista! Ela pensa que continua na sua guerrilha urbana. Louca e imbecil.

    "Chanceler cancela encontro com secretário dos EUA de última hora"

    http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2014/09/1523510-chanceler-cancela-encontro-com-secretario-dos-eua-de-ultima-hora.shtml

    ResponderExcluir
  4. "E a casa vai caindo – Ex-diretor da Petrobras diz que Lula SABIA DE TUDO
    A caixa preta da Petrobras começa a ser aberta e os podres do governo começam a aparecer. Como os depoimentos de Costa estão sendo colhidos por tema, conforme matéria da Veja, ainda parece restar muito a ser revelado, mas, uma das informações que já foram apuradas pela própria Veja é a afirmação de Paulo Roberto Costa – Ex diretor da Petrobras (O Homem Bomba), de que Lula sabia do esquema de propina envolvendo a estatal e políticos, que teria durado pelo menos 2 anos durante o mandato presidencial de Lula, dizendo inclusive que tratava diretamente com o então presidente sobre assuntos relativos ao esquema – “Por várias vezes, tratei diretamente com o presidente Lula”, relatou Paulo R. Costa.

    (...)"

    http://www.revoltabrasil.com.br/politica/4991-e-a-casa-vai-caindo-ex-diretor-da-petrobras-diz-que-lula-sabia-de-tudo.html

    ResponderExcluir
  5. E agora os grandes FDP da Comissão da Verdade o que têm a dizer?

    "Ex-guerrilheiro conta com riqueza de detalhes como assassinava pessoas no período militar

    E a Comissão da Verdade? Vai investigar um ex-guerrilheiro que afirma e da detalhes sobre a carnificina praticada por ele e outros “companheiros” no período militar?

    Certamente não, pois a intenção dessa comissão, como já tem dado diversos sinais, é reescrever a história de forma forçada e transformar bandidos e terroristas de ontem, em heróis de hoje. E mais que isso, transformar os militares, que lutaram contra guerrilheiros que queriam transformar o Brasil em uma nova Cuba, (inclusive financiados por Fidel, (como denunciou general aposentado em palestra ignorada pela mídia, no Clube Militar. Assista : Em palestra ignorada pela mídia, general denuncia que Fidel Castro financiava José Dirceu durante o regime militar) em bandidos, e condená-los.

    Assista ao depoimento de Carlos Eugênio da Paz, ex-guerrilheiro, e observe a frieza do indivíduo em detalhar os crimes praticados por ele e sua turma, durante o regime militar:

    (...)"

    http://www.revoltabrasil.com.br/seguranca/5191-ex-guerrilheiro-conta-com-riqueza-de-detalhes-como-assassinava-pessoas-no-periodo-militar.html

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.