Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Marina e Dilma mentem sobre pré-sal


As candidatas Dilma e Marina são mentirosas. Ambas, candidatas à presidência da República, prometem revolucionar a área de educação e saúde com royalties do pré-sal. Isto é uma verdadeira promessa falsa, típico de campanha eleitoral de baixo nível. Pré-sal é um "factóide" para enganar a população.

Vamos explicar. Os primeiros recebimentos dos  royalties do pré-sal só virão após 2020, na melhor das hipóteses. Portanto, o dinheiro para educação e saúde prometido pela Marina e Dilma, não viria no próximo mandato presidencial que termina em 31 de dezembro de 2018. 

As atuais produções de pré-sal, amplamente anunciado pela propaganda institucional da Petrobras, em 500 mil barris dia, são proveniente do campo de propriedade da Companhia, portanto a distribuição do royalties não obedece regras da "partilha". Trata-se da produção de pré-sal do campo do Tupi de propriedade da Petrobras, portanto não está sujeito ao mesmo regime do pré-sal dos demais campos de petróleo.  

Para lembrar aos esquecidos que o campo do Tupi, equivalente a 5 bilhões de barris, foi incorporado ao capital social da Petrobras, mediante aporte por parte da União, no processo de aumento de capital social da Companhia realizado no segundo período do governo Lula.  Com a incorporação de 5 bilhões de barris pela União e demais acionistas em forma de dinheiro, o capital da Petrobras foi acrescido em R$ 80 bilhões à época da capitalização.

Resta portanto, no momento, esperar pela produção do campo de Libra, entregue para os franco-holandeses e para os chineses. Leilão este que ocorreu no ano passado com o pagamento de "bonus" de R$ 15 bilhões. A Petrobras participa como sócio minoritária do projeto, para quem quer entender. Os royalties provenientes deste campo, ocorrerão após 2020.

Portanto, a promessa da Marina Silva de implantar educação fundamental em tempo integral em todo o País, com os recursos dos royalties do pré-sal é uma farsa. A Dilma Rousseff, também, dá destaque aos programas de educação e de saúde pública baseado nos recursos do royalties do pré-sal. Nada mais é tão falsa que as promessas feitas por ambas candidatas.

Por isso mesmo, continuo dizendo sem ter medo de errar que o Brasil não passa de republiqueta de 5ª categoria!

Ossami Sakamori

6 comentários:

  1. Nossa! Dessa vez, o amigo pegou pesado! Mas elas merecem! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Coitado de nós se uma dessas duas ganharem a eleição.
    Fora PT!!!

    Parabéns pelo blog Ossami !!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Te sigo no twitter e sou seguido por você.
    - Não aceito a afirmação final: que somos republiqueta de 5ª categoria. Se somos, que lutemos para mudar.
    Quanto ao texto inteiro: e isto mesmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lutemos para mudar? Com quê? Urnas eletrônicas 100% manipuláveis? Com candidatos que nem deviam ter nascido? Recorrer aos militares? A quem?

      Excluir
  4. Se a dilma a marina e o lula venderem merda enlatada para o povão dizendo que é geleia, de jábuticaba, ficarão milionarios em um mês.

    ResponderExcluir
  5. Nós eramos o terceiro mundo, logo republiqueta de 3ª categoria. Mas com a vaca bulgara, chegamos mesmo a uma republiqueta de 5ª categoria!

    Houve um jornalista esquerdopata nos EUA que inventou pateticamente pois talvez tivesse recebido alguns milhões do PT,o termo BRIC (Brasil, Russia, India e China), convenientemente se esquecendo que com exceção o Brasil não possui arsenal nuclear, muitas usinas nucleares, tecnologia de foguetes intercontinentais, tecnologia avançada aero espacial, industria pesada, fabricação de automóveis e não montagem com aqui fazemos, e por aí adiante.

    Por isso concordo totalmente consigo quando escreve "republiqueta de 5ª categoria" Aliás, acho que está fazendo um favor, porque somos zero! Quando se vê dilma e lula a liquidarem toda nossa industria e ninguém nem mesmo os falhados militares que temos, então como "republiqueta de 5ª categoria!" è um honroso elogio e jamais pode ser considerado como insulto.


    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.