Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Economia BR. Efeito tango!


O Congresso argentino aprovou uma lei que dá ao Poder Executivo poderes para interferir nas decisões de produção das empresas. A medida entra em vigor após serem sancionadas pela presidente Kirchner. 

A medida anunciada pela Casa Rosada é leonina. O governo poderá tomar medidas como determinar os pisos e tetos de produtos, ordenar que a empresa continue produzindo determinados produtos mesmo que esse dê prejuízo. A medida estabelece punições para empresas que não seguirem as determinações das medidas.

Não tão longe da Argentina, o Brasil caminha a passos largos para a intervenção na economia do País. O preço dos combustíveis está sendo "represado" pelo governo Dilma. As tarifas elétricas estão "contingenciados" na tentativa de segurar a inflação. Os preços de produtos de consumo estão sendo "represados" com o controle informal do câmbio.  

Caso vença a presidente Dilma Rousseff ou a sua sósia Marina Silva, certamente, o País caminhará para o inevitável intervenção no setor privado.  Quem pensa em controle, seja com tripé ou sem tripé, a coisa caminha para o lado de "controle" de preços. A vizinha Venezuela já faz isto há algum tempo. Agora, a Argentina. 

As próximas eleições, será marcada não pelas idéias genéricas, mas pela substância, dependendo quem ganhe eleições. O candidato Aécio Neves é que desde primeiro momento, indicando para o seu ministro da Fazenda, o Armínio Fraga, e está a demonstrar que o Brasil estará inserido no "livre mercado", sem "intervencionismo".  Não se trata de confronto entre "velha política" e "nova política". Trata-se apenas de querer ou não o desenvolvimento sustentável do Brasil ao longo das próximas décadas. A "velha política" baseado "apenas" em movimentos sociais, espero, esteja a terminar. 


Temo por efeito "tango" na economia brasileira, se Dilma ou Marina ganhar o próximo pleito. Torço para que o Aécio ganhe! A questão é se o Brasil vai pelo caminho do Chile, que cresce 6% ao ano ou se o Brasil vai pelo caminho da Argentina rumo à falência.

Ossami Sakamori

2 comentários:

  1. "Artigo, Fernando Rodrigues - O PT está despreparado para deixar o governo. Serão 50 mil desamparados quando Dilma sair do Planalto.

    BRASÍLIA - Ouvi uma frase sobre a corrida presidencial que me pareceu perfeita: "Em 2002, achei que o PT estava despreparado para assumir o governo. Mas eu não sabia que o PT estaria agora tão despreparado para deixar o governo".

    É uma avaliação tão cruel quanto verdadeira. Revela também o grau de subdesenvolvimento institucional do país.

    (...)"

    http://polibiobraga.blogspot.com.br/2014/09/artigo-fernando-rodrigues-o-pt-esta.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+JornalistaPolibioBraga+(Jornalista+Polibio+Braga)

    ResponderExcluir
  2. Isso que é competência: Misturar política com dança. Onde será que Sakamori achou essa dama de vermelho? Ainda bem que ela não é 13.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.