Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 28 de maio de 2013

MP da Energia. DILMA vai por RENAN CALHEIROS de 4?


A pergunta que fica é, depois de agrado da Dilma em deixar a presidência da República por 1 dia ao presidente do Senado Federal, Renan Calheiros vai ter coragem de deixar cair em decadência uma MP tão importante para o Palácio do Planalto? Ou tem algo estranho atrás disso. Leiam notícia e vamos compartilhar da resposta comigo, na sequência.

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) terá de decidir se colocará ou não em votação a medida provisória que banca a redução das tarifas de energia no país, vitrine da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff.  Renan é aliado da petista, mas prometeu não votar MPs que chegam à Casa com menos de sete dias para análise. Fonte: Folha.

Dilma fez o anúncio da redução de energia em cadeia nacional de rádio e TV em janeiro. A eventual derrubada da MP levará o governo a ter de achar uma saída legal para o Tesouro Nacional repassar recursos para a chamada Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), custeando assim o corte na conta de luz.  Fonte: Folha. 

Comentário.

O projeto que diz repeito a redução de tarifa de energia é importante conforme vista de pontos diferentes.  Será importante se considerar que MP 605 foi objeto de intensa campanha de marketing sobre rebaixamento de tarifa de energia feita, até pessoalmente, pela presidente Dilma.  Não será importante se considerar que MP 605 está produzindo rombo na caixa do governo, até por conta de acionamento das termoelétricas, que não estava no script.  É importante aprovar para manter a força do poder Executivo e também tanto importante quanto a decadência da MP 605, assim livraria o rombo de caixa do Tesouro.  

A segunda hipótese é mais interessante do ponto de vista estratégico para presidente Dilma, a decadência da MP 605.  A presidente culparia a oposição do fracasso da redução da tarifa de energia e aproveitaria para recompor o caixa das companhias elétricas, entre elas a Eletrobras e suas subsidiárias.  E ao mesmo tempo, daria brilho ao senador Renan Calheiro, presidente do Senado, que prometeu cumprir o interregno de tempo de 7 dias para colocar em votação das MPs no plenário do Senado Federal.

A presidente Dilma se encontra numa verdadeira sinuca de bico.  Manda Renan aprovar a MP 605 e põe novamente o Senado Federal de 4 ou Deixa cair MP em decadência e entrega os louros da vitória para Renan.  De qualquer forma vai mexer com o Renan Calheiros, presidente do Senado, para do lado ruim ou do lado bom.

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

2 comentários:

  1. Nobre amigo:
    Fui defensor desse cidadão no episódio da jornalista, pois que, a então causadora do constrangimento era conhecida na Casa, e quaze todos sabiam quais suas reais intenções no transito e aproximação com os parlamentares!
    Renan foi punido por haver exercido seu direito de não rejeitar uma bela mulher !
    Vocês não imaginam o quanto esse cidadão sofreu, e principalmente, como sempre, sua mulher que causou-nos muito padecimento e simpatia!
    Afirmo-lhes que sofreram muito com o episódio, e como este país atualmente, o direito está sob as cores do arco-iris, estou pensando sinceramente, me mudar, antes que se torne obrigatório assumir essa aberrativa postura !(Rsrsrs)!
    No tocante a metéria, tenho quase certeza que irá colocar o Senado de quatro, seu compromisso é com o seu projeto de poder, tal como os outros que lá estão!
    Nós o povo, a constituição, a independência dos poderes, isso não existe!
    Somos massa de manobra a serviço dos interesses espúrios dos políticos inescrupulosos que ocupam as mais diversas funções públicas de nosso país!
    Estamos vivendo sob a pior ditadura que uma nação pode viver, a da cooptação, da compra de vantagens, portanto, passa tudo!
    Aguardo-o amanhã!
    Abraços,

    MARKITO DE SOUZA

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Sakamori!
    Brilhante análise, Dilma a grande vitoriosa desta, seja qual for o desfecho, terá apenas de analisar o melhor para seu momento politico. Calheiros, este sairá chamuscado mas é sacrifício necessário creio que já contabilizado, e sem grande ônus eleitoral. Congresso e em especial o Senado, este perderá em qualquer desfecho. Temos de parabenizar os marqueteiros do PT quase infalíveis diante da mediocridade que "oposição" se coloca!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.