Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 4 de maio de 2013

Economia BR III. Afinal o que é Selic ? Explico.


Da série Economia BR, este é a última matéria.  Hoje, vamos falar sobre a Selic.  A tão falada Selic.  Toda vez que sobe a inflação, vem a aposta do mercado, dos analistas econômicos e empresários metidos a entendido em economia brasileira.  E o povo já acostumou que, quando vem alta de juros, lá vem a alta da Selic.  

Saiu o índice IPCA, índice oficial da inflação, mais do que depressa, a imprensa vai atrás de analistas econômicos, cobrar a taxa da Selic da próxima reunião do COPOM, Conselho de Política Monetária.  Fico atônito com tanta ignorância.  Creio que é por isso mesmo que a equipe econômica da presidente Dilma, tira sarro na cara da população, faz gambiarra que achar conveniente.  Ninguém vai perceber mesmo!

O Brasil tem dívida que vem rolando desde os tempos imemoriais.  À essa altura, já pagou de juros, várias vezes o valor do capital emprestado.  O partido dos presidentes Lula e Dilma, antes de chegar no poder, diziam aos quatro ventos que iria fazer auditoria da dívida.  Mas, chegou no poder e não fez as auditorias para apurar real valor da dívida pública do País.  Pior ainda, pôs o banqueiro Henrique Meirelles no Banco Central para administrar a dívida pública brasileira.  É a tal situação que o lobo cuidando do galinheiro.

O tamanho da dívida pública brasileira é uma incógnita.  Uma incógnita?  Sim, ninguém divulga, oficialmente. Só sabemos oficiosamente.  O Banco Central só divulga a dívida pública líquida, hoje, estimado em pouco menos que R$ 2,0 trilhões, isto porque abate da dívida bruta, a Reserva Cambial, por exemplo.  É um artifício para esconder o tamanho do rombo.  Grosso modo, a dívida bruta do Brasil é de R$ 2,8 trilhões.  Desse total, pouco menos de 25% vencem nos próximos 12 meses.  Então, imagine, cerca de R$ 700 bilhões da dívida vencem nos próximos 12 meses!

Claro, o Brasil não tem os R$ 700 bilhões para pagar a amortização do capital emprestado, se nem sequer consegue pagar os juros do capital emprestado. Os juros anuais representa em torno de R$ 240 bilhões anuais.  Lembrando que a taxa Selic baliza apenas os juros do capital rolado hoje.  A média dos juros que o País paga está ao redor de 11% ao ano.  O saldo da receita e despesa dos gastos do governo federal, denominado de Superávit Fiscal, não paga nem os R$ 240 bilhões de juros.  Muito menos, consegue amortizar o saldo da dívida bruta!  A dívida aumenta a cada ano.

Bem o Tesouro do Brasil vai ao mercado levantar os R$ 700 bilhões do capital emprestado que vencem anualmente mais parte dos R$ 240 bilhões de juros, que não conseguiu pagar.  

Vamos fazer analogia com a situação com a dívida do povo.  O cara deve um caminhão de dinheiro para o banco, sendo 25% da dívida vencem nos próximos 12 meses.  Feito as contas, salário menos despesas, o cara não consegue pagar nem os juros que vencem no ano.  Então, o que é que o cara faz?  Manda o gerente do banco refinanciar tudo, incluindo parte dos juros que não conseguiu pagar.  O que é que acontece? O cara paga a taxa de juros que o banco pedir.  Fazer o que? O cara está quebrado, mesmo!  

Então, a taxa básica de juros em qualquer País, é estabelecido conforme a credibilidade do tomador de dinheiro, nos casos os Tesouros dos governos.  Cada País paga a taxa de juros que o mercado exigir.  Quem tem crédito na praça, mesmo devendo, paga-se taxa de juros menores, até mesmo abaixo da inflação.  Vejamos o exemplo dos EEUU que paga 0,25% ao ano, enquanto inflação e PIB andam perto de 2,5%.  O Banco Central da União Européia paga 0,50%, isto porque quer ativar a economia.  O Banco Central japonês paga irrisório 0,10% ao ano.  Só mesmo Portugal, Grécia e Itália pagam juros nominais acima do Brasil.  Mas estes países estão quebrados, não estão?  Pois, isto me preocupa!  Dá a sensação de que poderemos ser a Grécia de amanhã.  

E o Brasil o que faz?  Utiliza-se a taxa básica de juros para enxugar  liquidez do sistema, assim diz a Dilma e equipe econômica.  Uai, negócio estranho isto! Pagar taxa de juros mais alto, endividando-se cada vez mais, para segurar a inflação?  

Vamos voltar ao exemplo do cara que está endividado.  Acho que a situação do cara, fugiu do controle, paga-se mais juros para poder continuar a gastar mais?  Coisa bizarra!  Creio que tem outros interesses neste negócio da taxa básica de juros Selic.  Vamos raciocinar juntos.  Quem está contente com a alta do Selic? O governo que não é!  Ah, bom! Achei os beneficiários! Juros altos só interessa aos banqueiros e especuladores!  E nós lobotomizados, em coro, sustentamos a tese do governo Dilma e do ministro Mantega!

E tem outra saída para segurar a inflação?  Claro que sim.  O País tem que aumentar a oferta de produtos, seja ele tomate ou geladeira.  Se não tem oferta, tem que enxugar o sistema, para manter em equilíbrio entre oferta e demanda. Tirar um pouco o dinheiro da circulação, para frear um pouco a demanda.  Quando a demanda é maior do que produção gera inflação.  Segurar a inflação via importações é tiro no pé, resolve momentaneamente mas gera desemprego no médio prazo, isto porque o emprego está sendo criado no país de origem dos produtos.  

Tem saída para isto? Não se preocupe não, tem vários mecanismos que poderão ser acionados para combater a inflação, entre os quais, refrear o consumo diminuindo o prazo de financiamento de bens de consumo de 72 meses para 36 meses, por exemplo.  Exigir que os fundos apliquem maior percentual em títulos do governo, para governo pagar Selic menor.  Como mecanismo extremo terá que aumentar o depósito compulsório dos bancos.  Claro, vai haver grita geral.  Uai, qualquer remédio é amargo! Já viu algum remédio doce?  Deixe o controle da inflação para quem entende do assunto.  Menos,pelo amor de Deus, aumentar a taxa Selic!  

Aumentar taxa Selic para combater a inflação é conversa para boi dormir!  Como não sou boi, estou é acordadíssimo!  Espero que vocês fiquem também!

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12 ?

4 comentários:

  1. Sakamori amigo:

    Suas aulas são espetaculares ! No tocante a economia, então, nem se fala!
    Pergunto-me, o porque, dos partidos não o procurarem para auxiliar suas ações de contribuição ao desenvolviento deste pais ?
    É absurdo imaginar, que posamos faze parte de uma massa de pessoas que fiquem felizes com o insucesso de seu país!
    A descaptalização de nosso país, vem de há muito, e a sucessão e bandidos titulados, se sucedem na missão espúria de dilapidar o patrimõnio nacional, sob a várias falácias criadas e impostas a nós, pelas inocentes instituições transnacionais, Organizações Não Govenamentais pertencentes aos países que controlam as riquezas mundiais, e, ao infindável espirito ganacioso do nosso povo !
    Somos um bando de babacas que como papagaios, não pensamos, mas, ficamos o dia todo a burilar a melhor versaão de um fato corriqueiro, somente no intuito de reforçar suas mais torpes sensações de vaidade para um grupelho inconsequente e igual! Perdemos a capacidade critica, a capacidade de insurgir-se contra as barbáries que são cometidas contra este país refem dessa Sociedade hipócrita, cobradora, e acima de tudo, traidora de seu berço!
    Pergunto-me como podem dar espaço e apoio para a demonstração midiática dos vagabundos travestidos de índio, que de desaculturados, não têm nada, e, sou capaz de apostar que têm uma vida melhor que esses babaquinhas que ficam a defender a interdição da Usina Belo MOnte, por exemplo,por esse safados, que são subsidiados por países com interesse de evitar que a nossa Amazonia seja colonizada por brasileiros!
    Antropólogos venais, que juntamente com alguns órgãos federais, como FUNAI E MEIO AMBIENTE, apoiados pelas organizações televisivas deste país, insurgem-se contra o solo patrio para o agrado de seu patrocinadores ocultos!
    Nossas riquezas, se postas ao mundo, quebraremos a Inglaterra e outras nações que manipulam as riquezas do mundo, as gemas, e outros tesouros que Deus nos ofertou!
    Portanto, Selic, é importante, mas muito mais importante, acredito, seria que se tomassem vergonha na cara e defendessem esse país como deveria ser! Que nossa sociedade acorde enquanto ainda está em tempo!
    Nosso compromisso é agora para nossos filhos, o país será para eles, e temos essa obrigação de dá-los uma pátria melhor que a dos dias atuais!
    Amemos este país! Defenda-mo´lo de tudo e todos!
    Inclusive dos maus filhos que recebeu sob seu firmamento!
    Una-mo-nos numa cruzada pela nação, pelas gerações futuras, por um Brasil melhor e mais justo, com as diferenças que Deus permitiu desde o inicio da vida neste orbe!
    Fique com Deus, meu amigo, PATRIOTA !!

    MARKITO DE SOUZA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado amigo Markito,

      Obrigado pelo apoio, independente de ser a favor ou contra matérias postadas por mim. Sua opinião vale por mil.

      Creio que sou mais INSURGENTE do que patriota, amigo. Do jeito que está sendo conduzido o País, não pode continuar.

      Abração!

      Excluir
  2. O governo federal e os políticos da área da economia sabem o remédio corrreto. Não o fazem por má fé ou por obediência á Presidente da República que quer se reeleger e não dará esse remédio amargo de jeito algum para não atingir de imediato o povão que, só assistindo novela, futebol, bbb, etc. e sem entender do assunto (não lê este e outros bons blogs) vão na conversa mole dos maus políticos e os elege e reelege. Mas um dia a casa cai. Lula não disse que não devíamos para ninguem muito menos ao FMI?

    ResponderExcluir
  3. Boa noite amigo!
    Brilhante aula, de fácil entendimento para leigos como eu neste assunto tão complexo que é a economia do País, confio 100% nos seus argumentos! Infelizmente sabemos que o governo não fará os ajustes necessários, usará subterfúgios para continuar mascarando os fatos e como sempre virão os papagaios de plantão contribuindo e endossando a farsa! Além de tudo que o Brasil tem de absorver na politicagem, ainda temos de conviver com politiqueiros no comando da economia! O País absorverá todos estes desmandos? Aguentará até a eleição? E depois?? Acompanhemos os fatos e este Blog!!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.