Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Rede Globo & cia. são comprados pela Dilma.

Crédito da imagem: Estadão

A nomeação do Ricardo Berzoini, ideologicamente ligado à presidente Dilma, para o Ministério de Comunicações, no segundo mandato da presidente é como colocar espada na cabeça dos donos das maiores empresas de comunicações e de telecomunicações do País.

Os principais veículos de comunicações televisivas como a Rede Globo, Rede Record e SBT perceberam mais do que depressa que a nomeação do Ricardo Berzoni como ministro de Comunicações e acumulando função de distribuição de verbas publicitárias do governo federal e de suas empresas controladas, o controle "informal" sobre a mídia veio para ficar, pelo menos neste segundo mandado da Dilma.

As três empresas televisivas Rede Globo, Rede Record e SBT respondem por mais de 70% de audiência. Somado ao grupo de mídia, os jornais Valor Econômico, O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo, que estão direta ou indiretamente ligado a Rede Globo, dá o tom às notícias no Brasil. Alguns ensaios de oposição ao governo Dilma é feito pela Rede Band dos Saads, com pequena audiência em nível nacional. 

A revista Veja é único veículo que tem como bandeira a oposição ao governo dos presidentes Dilma e Lula. Felizmente, o grupo Abril não tem mais o controle dos Civitas. E felizmente, não tem a mídia televisiva que depende das concessões do governo federal. As mídias impressas no Brasil não depende da concessão do governo federal. Infelizmente, ainda assim, depende das generosas verbas publicitárias das empresas controladas pelo governo federal como a Petrobras, a Eletrobras e os Correios.

A mídia brasileira, comprada pelo governo federal, apenas divulga os releases do Palácio do Planalto, sem tecer comentários. Fazem questão de divulgar com estardalhaço os "sacos de bondades" mas não divulgam com devido destaque os "sacos de maldades".  Os debates promovidos sobre os "sacos de maldades" não são feitos com profundidade. Os debates promovidos pela Globo News da Rede Globo são tendenciosas ou no mínimo superficiais. 

O equívoco da equipe econômica do segundo mandato da presidente Dilma, como pagamento de elevada taxas de juros das dívidas públicas internas do Tesouro não é tratado como parte do "erro sistêmico" da política econômica. Igualmente, o "engessamento" do dólar pelo Banco Central nos atuais patamares, mediante emissão de títulos atrelados ao dólar, somente com intuito de "segurar" o real valorizado, que faz também do "erro sistêmico" da política econômica, não é tratado como tal. 

Em essência, pouco mudou a política econômica do governo Dilma, com nomeação do "salvador da pátria", Joaquim Levy para a Fazenda.

O problema brasileiro não é apenas questão de ajuste fiscal e de realinhamento de preços administrados. Digo que a equipe econômica tenta mexer as "maquiagens" mas não ataca de fundo em as questões de "cerne".  Estas questões não vão conduzir o Brasil ao caminho do crescimento sustentável. Enquanto o País estiver dependendo de atrair investimentos estrangeiros pagando os juros reais o segundo mais alto dos 40 maiores economias do mundo, o desenvolvimento sustentável não virá.  Não se iludam. 

O assunto que tenho colocado em pauta, o reajuste para baixo do preço dos combustíveis em nível de consumidor, ajustando ao preço internacional do petróleo, para minha tristeza não são debatidos ou dado destaque pelas mídia que controla a opinião pública.  Sim, quem viu Rede Globo, Record e SBT ou Valor Econômico, Estadão ou Folha de São Paulo, comentar sobre o assunto? Não é possível que o debate fique restrito no âmbito deste modesto blog. Se o Brasil fosse país sério, já teríamos mobilizado pela participação da mídia, milhões de brasileiros na rua.

Se a mídia não se posicionar em questões fundamentais da economia, enfrentando o próprio governo federal, o Brasil continuará sendo apenas País exportador de commodities, tão igual quanto ao tempo do império.  Se o País como todo, não mudar de comportamento, seremos eternamente dependente de dinheiro dos agiotas internacionais para rolagens das dívidas internas do Tesouro. Seremos também eternamente dependente de produtos manufaturado pelas próprias empresas brasileiras na China, criando empregos e divisas para os chineses.  Só cerrando dentes para aguentar tal conjuntura, sendo cidadão brasileiro que ama o País.

Rede Globo & cia são comprados pela Dilma.

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


17 comentários:

  1. Não é novidade que a rainha compre ou adoce a boca da imprensa para que seja dito apenas o que interessa a ela (maquiagem da verdade,foco em assuntos internacionais que não atinjam sua reputação ou desempenho,mentiras deslavadas,mostra de supostos inimigos etc.).Povo mal informado ou desinformado,enganado,amordaçado e destinado a ser lixo...
    Quem poderia fazer algo não irá fazer porque,aqui,o dinheiro(nosso)compra tudo,desde patriotismo até vergonha na cara.

    ResponderExcluir
  2. Mas a educação formal, a ausência de conhecimento de um povo é o caminho para o desconhecimento das verdades. Povo com cabresto no pescoço. De norte a sul, leste a oeste. E devido a esta decisão de dominação da mentes que vemos pessoas sem educação formal e até universitários que não leem e que não se interessam por saber da política de seus país. Quando estudei o ensino médio (científico) tinha matérias como Educação Moral e Cívica e Organização Social e Política do Brasil. Os jovens eram conhecedores dos direitos e deveres de um povo e de um governo para com seu povo. Quando toco neste assunto me vem à mente, o livro de George Orwell - "1984". Não acho que haverá nenhuma manifestações contra o governo. O povo está aceitando tudo. Os militares mesmo com certo receio não atende ao pedido do povo, de uma intervenção militar - governo provisório - novas eleições/povo. O pacote lançado pelo banqueiro Levy em aumentar impostos, um absurdo, o povo tapando buracos na festa que fizeram com a economia e desvio de verbas públicas ninguém fala, digo a maioria do povo e nem ler jornais, nem redes sociais e nem sabem o que são impostos, acham que só quem paga são os ricos. Eu estou sem esperança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Srª Cristina,
      Também sou do tempo do antigo Científico,onde a gente tinha uma noção melhor e maior de civilidade e brasilidade.Infelizmente a lei da mordaça está firme e forte . O que era velado,aos poucos e,muito rapidamente,está se tornando formal. A democracia acabou por aqui e os que não falam a lingua do rei e da rainha estão no rol do inoportunos.Essa é a tática dos comunistas:calar a oposição,mentir e impor. Não temos saída,porquanto nossos defensores,defendem interesses de outros países.

      Excluir
  3. Caro Saka, não com a profundidade dos seus estudos, mas tenho colocado em pauta seguidamente que a nossa Mídia está comprada, que os nossos valores deturpados e que impossível, uma Rede Globo não perceber os erros que eu uma simples brasileira percebe. Como uma Empresa de nome sempre ficar do lado do errado e nunca emitir opiniões corretas ? SBT, Record, Band, Folha de São Paulo, Estadão..... será que todos estão cegos , surdos e mudos ? Quando um comentarista expressa a realidade, logo desaparece, parece ser punido e logo todos os brasileiros são premiados com mentiras e meias verdades. Outra coisa que observei, é que está uma onda da imprensa para se acabar com o Estado de São Paulo. Sabemos o porque disso, sendo que os piores Estados do Brasil são Alagoas, Rio de Janeiro, Ceará e Maranhão. É que em SP o PT não ganhou, vamos destrui-lo. Como uma imprensa se presta a esconder as falcatruas do Rio e expor até mentiras de SP. Não sou Paulista, mas sou brasileira e fico imaginando se o Alexandre Garcia que eu respeito tanto mentisse. Quando ele abaixa a cabeça e não fala nada, doi na nossa alma, sabemos que Ele está cercado, e que sua dignidade não permite que se engane aos filhos da terra, então a cabeça baixa é o PEDIDO DE PERDÃO que aceitamos , porque não há mentiras.Muitas vezes o dinheiro não é a solução para ninguém, quanto mais para a Mídia de um País. Hoje se mantém com propagandas Federais, mas tudo está acabando, outros Países estão tomando conta de tudo, será que vão continuar sustentando essa imprensa inconfiável, vendida, que só visa o lucro momentâneo não a verdade que salva. Ainda bem que mesmo apanhando, conseguimos ainda uma revista VEJA

    ResponderExcluir
  4. Lenta,mas inexoravelmente,vamos perdendo personalidade como povo.Como nação,faz tempo que não existimos mais.Os lesa-pátrias de plantão,travestidos de brasileiros,mas bolivarianos com bandeira brasileira,estão levando o país a um caminho sem volta.O noticiário da Venezuela de hoje será o noticiário do Brasil amanhã,que a imprensa não vai mostrar,como não mostra lá...

    ResponderExcluir
  5. Mestre, pior que vendida é mostrar que não está nem aí para o povo brasileiro, ou para o desenvolvimento do país, nossa mídia é tão populista quanto nossos políticos, tão demagoga e hipócrita quanto.

    ResponderExcluir
  6. Somos campeões mundiais e líderes em tecnologia da desfaçatez,mentira,omissão da verdade,falsidade patriótica,corrupção e outros tantos adjetivos,sobejamente conhecidos,que nos levam à situação sócio-econômico-financeira,onde uns poucos levam muita vantagem(vide Eike Batista,dentre inúmeros outros),às custas de todo um povo,abandonado a seu próprio destino (e que destino...).

    ResponderExcluir
  7. "sacos de maldades"?
    Então... e isto?

    "Pedalada gigante: Dilma terá que prestar contas de mais de R$2 tri ao TCU

    Na TV Veja, denúncia muito forte do presidente do TCU, Augusto Nartes. Ele contou que o Congresso Nacional há doze anos cruza os braços na fiscalização dos gastos dos governos Lula e Dilma. Nenhum relatório de prestação de contas do PT foi julgado, segundo o TCU. Agora a presidente terá seis meses para explicar por que escondeu rombo de mais de R$ 2 trilhões.

    (...)"

    http://polibiobraga.blogspot.com.br/2015/01/pedalada-gigante-dilma-tera-que-prestar.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+JornalistaPolibioBraga+(Jornalista+Polibio+Braga)

    ResponderExcluir
  8. Meu comentário foi deletado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhum comentário é deletado.

      Só interfiro, quando há ofensa pessoal entre os comentaristas, o que não é seria o caso.

      Desde a criação do blog, só tive que interferir em duas ocasiões, apesar de eu responder solidariamente pelos comentários, inclusive de anônimos.

      Após a publicação, é conveniente conferir se realmente foi publicado.

      Obrigado pela sua participação ativa.

      Excluir
    2. Perdão, Sr Sakamori. A internet caiu bem na hora que cliquei em publicar. Só agora percebi. Estou fazendo outro comentário.

      Excluir
  9. A Rede Globo recebe a maior parte da verba que o governo federal paga às emissoras para anunciar suas propagandas e outra coisas. Até aí, tudo bem. A globo tem maior audiência. Acontece que o PT(governo atual) acha que por pagar as emissoras, as mesmas não podem criticar os "maus feitos" do governo. Desse jeito, ou as emissoras só falam bem do PT ou podem ficar sem a verba. Pior é que o PT quer mexer na regulamentação da mídia. Imaginem o que vão exigir! já vimos isso acontecer na Venezuela.

    ResponderExcluir
  10. Sakamori:

    Seu comentário é extremamente correto.
    E sério.

    Mas o que se lê neste seu comentário, também acontece em cidades espalhadas no território nacional.

    A cidade em que resido, Ribeirão Preto, atualmente está nas mãos de um grupo que tem à frente uma prefeita corrupta, onde tudo o que é feito em sua administração normalmente está envolto em suspeição de corrupção e ladroagem.

    Tudo.

    A coleta de lixo está envolta num "imbróglio vergonhoso e tremendo".
    A operação dos ônibus urbanos, idem.
    Recentemente todos na cidade viram manifestações de funcionários com salários atrasados, só a TV não viu.

    Em várias Secretarias os trabalhadores não tinham certeza de receberem seus décimos terceiros em ordem, e no no final do ano os funcionários que tinham direito a férias, não as receberam.

    A prefeitura assumiu a administração de um hospital local, e hoje esse hospital está envolto numa dívida impagável, onde até os médicos perderam a esperança de que o mesmo tenha recuperação.

    A cidade está imunda, largada ao Deus dará...

    E a imprensa local fala algo? NÃO!

    A TV GLOBO local, por nome EPTV, é também dona do maior jornal, A CIDADE, e em suas matérias na televisão e no jornal nada se fala da imundícia da administração local.

    Quando fazem matérias sobre os percalços das administrações municipais, fazem de outras cidades da região e estas matérias são exibidas em Ribeirão Preto.

    E, lógico, quando fazem matérias locais, com certeza são exibidas em outras praças.

    É a formula que inventaram para estarem sempre de bem com as Administrações corruptas, envoltas em ladroagem, desmandos e má administração.

    As matérias locais exibidas apenas tratam de crimes relacionados a drogas e tráfico, pequenos acidentes de trânsito, previsão de tempo e a localização dos radares no trânsito.

    Por isso ouso dizer:
    Aqui, acho, a Rede Globo & cia são comprados, não pela Dilma, mas pela Dárcy.

    ResponderExcluir
  11. Se já venderam tudo,porque não mudam o nome do país,sua bandeira,seu hino?seu povo não existe senão para eleger o governo que merecem...

    ResponderExcluir
  12. Me atenho a esse parágrafo "...Se a mídia não se posicionar em questões fundamentais da economia, enfrentando o próprio governo federal..." com uma crescente certeza introjetada na minha opinião. Eu, sem a menor noção de economia, transitando entre os limites da compreensão e ignorância (pois jamais estudei economia), vejo com clareza a necessidade de socorro nessa direção (mídia unida em socorro à economia, que é nosso único pilar).
    Não vejo caminho para qualquer saída neste país se a mídia continuar a se omitir.

    ResponderExcluir
  13. SRª Monica,
    A mídia deste país,quando não está vendida,está amordaçada.Tudo que nos é dado a ver e ouvir,passou pelo crivo dos lesa-pátrias.
    POVO ILUDIDO É POVO FELIZ...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.