Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Apagões elétricos virão sempre !


O ministro de Minas e Energia Eduardo Braga, no início da noite, veio ao público dizer que o apagão de ontem foi causado pela linha de transmissão do sistema Furnas que liga região norte ao sul . O ministro esconde a verdadeira causa do apagão de ontem, isto porque há menos de uma semana tinha afirmado categoricamente que não haveria racionamento de energia elétrica em 2015. Jurou de pés juntos!

Enquanto os técnicos do ONS - Operador Nacional do Sistema Elétrico tentam achar justificativa para o ministro Eduardo Braga e em consequência à presidente Dilma, o sistema elétrico brasileiro, no momento, está sujeito aos novos apagões. Explico o porque. Vou colocar os números em linhas gerais, porque ao consumidor não interessa as razões técnicas para justificar o apagão elétrico. 

O sistema elétrico brasileiro tem potência instalada em torno de 120.000 MW. O que significa isto? Isto significa que se todos os reservatórios estiverem 100% cheios e todas turbinas de usinas estiverem funcionando, o sistema elétrico brasileiro tem condição de fornecer 120.000 MW de potência elétrica, incluindo as usinas térmicas. Não confundamos, a potência instalada com a potência gerada.

A potência gerada é aquela que as usinas hidroelétricas e térmicas, além de energias geradas pelo vento e sol, efetivamente produzem. No atual nível de reservatório, muito abaixo da média histórica, as usinas hidroelétricas conseguem gerar uma média de 50.000 MW de energia. Somado à geração de térmicas e geração alternativa de cerca de 30.000 MW o sistema elétrico brasileiro, no momento, está gerando cerca de 80.000 MW de energia. Os números aqui considerado são grosso modo, apenas para melhor compreensão pelos leitores deste.

No ano passado no pico de consumo, no mesmo mês de janeiro, o consumidor brasileiro, incluindo residencial, comercial e industrial consumia marca histórica. Portanto, o risco de apagão neste ano era totalmente previsível. O pico de consumo, ontem foi pouco acima de 80.000 MW. O fato é que haverá necessidade urgente de racionamento de energia, como em 2001, na era FHC, sob pena de sistema elétrico entrar em colapso no curto prazo.

Como não existe milagre, o consumidor brasileiro exaurindo 80.000 MW e o sistema elétrico produzindo os mesmos 80.000 MW, o risco de novos apagões é inexorável.  A conta tem que fechar, a geração de energia elétrica tem que, no máximo, empatar com o consumo. Podemos dizer que estamos andando em cima do fio da navalha. Qualquer deslize, novos apagões.

O que o ONS fez ontem foi correto. O consumidor estava gastando no limite da geração de energia, se deixasse correr solto, o consumo iria ultrapassar a geração e o sistema cairia automaticamente, gerando situação de black out total no Brasil, o ONS mandou que as distribuidoras de energia gastasse menos, impondo economia em pontos localizados. Isto é realidade. O resto é conversa para boi dormir.

O ONS agiu corretamente. Se o ONS não tivesse feito racionamento preventivo poderia haver colapso no sistema e ter apagão em todo território nacional. Vamos explicar porque acontece isto. Todo sistema elétrico brasileiro é interligado para o bem e para o mal. 

Novos apagões virão, inexoravelmente.

Ossami Sakamori




15 comentários:

  1. Perfeito,

    Foi um corte seletivo preventivo. É parecido com o disjuntor que desarma em casa para evitar o curto-circuito.

    É claro que a questão é um pouco mais complexa, as contas do professor foram pra simplificar. De fato o sistema ainda produz mais do que se consome, mas o problema é que a folga é quase nula, e o pior, a produção que não está engargalada (região Norte, por exemplo) é longe de onde o consumo é maior.

    Então o risco de ocorrerem outros cortes seletivos preventivos é muito grande, e o pior: os reservatórios do Sudeste, que já estão à mingua, e os do Nordeste, já abaixo da média, seguem esvaziando, e portanto diminuindo a capacidade de geração das hidrelétricas.

    As termoelétricas já estão à todo vapor a meses, e corre o risco de entrarem em processo recursivo de paradas de manutenção, por conta do ritmo imposto. Até agora duas coisas nos salvaram do racionamento: 1 - a produção eólica, pequena, mas bem acima do esperado, e que tem sido justamente a folga necessária para o sistema seguir de pé, e 2 - o encolhimento industrial, a recessão na indústria, o grande consumidor de energia, tem feito o consumo ficar em níveis que o sistema ainda aguenta. Neste ponto a esperada recessão deste ano ajuda a adiar o racionamento...

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. A doze anos que o Brasil vive num completo breu moral e ético! Entramos agora na fase da escuridão da luz! Quem sabe o povo agora enxergue!

    ResponderExcluir
  3. Fico pensando como o PIB do Brasil poderá crescer sem oferta adequada de energia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simples, muito simples: não pode.

      Excluir
  4. Lula e depois a Dilma anunciaram aos quatro ventos que pobre tinha direito a ter ar condicionado, forno elétrico, micro-ondas, freezer....e nenhum dos dois se preocupou em aumentar a geração de energia. Foram medidas eleitoreiras. Agora é a conta a pagar! Com o calor chegando, mais promoções de ar condicionados virão. Os mais caros e que gastam menos os ricos compram, e vendem os usados(campeões de gastos em energia) para os pobres. É igual aos carros: A classe média alta compra carro zero e vende seu seminovo. A classe média baixa compra o seminovo e vende seu usado. A classe pobre compra esse usado e vende a sucata que tinha para algum doido.

    ResponderExcluir
  5. Mestre, como a economia vai crescer com toda essa situação?! Nem que a Dilma quisesse, ou tivesse capacidade pra isso.

    ResponderExcluir
  6. O Ministério da Incompetência informa:
    De apagão em apagão,vamos apagar o Brasil.
    A cubanização tupiniquim não é uma ameaça,mas uma realidade.
    Conseguiram,por falta de planejamento e excesso de roubalheira,acabar com o povo brasileiro e sua querida nação.

    ResponderExcluir
  7. Que a situação está crítica, todos sabemos.

    Aliás, está crítica já faz algum tempo, e os brasileiros que pensam sabem disso e estavam inconformados com a campanha eleitoral praticada pela cambada dessa infeliz, que aceitou tudo e, mais que isso, gravou peças da campanha onde mentia descaradamente.

    Que é incompetente, também sabemos, mas uma incompetente que apresenta uma faceta interessante:

    - Ela é extremamente competente para mentir e para defender corruptos.

    Agora está nos apresentando duas outras competências onde está se saindo bem:
    A primeira

    - Defender traficantes e decretar luto oficial quando o traficante morre.

    A segunda
    - Se esconder e deixar seus ministros "quebrarem a cara" e oficializarem e levarem ao povo, as medidas duras do governo.

    Coisas da presidente mentirosa, incompetente quando é coisa certa a ser feita, e competente quando é coisa errada, a ser realizada.

    ResponderExcluir
  8. A pergunta que não quer calar,nos bastidores da corte real instalada:
    O QUE MAIS PODEMOS ESTRAGAR NA VIDA DOS SÚDITOS?

    ResponderExcluir
  9. Sr. Ossami

    Fiquei estarrecido com seu artigo e com do anônimo das 09:00.
    Temos que andar com uma vela na mão não tarda nada.
    Mas estou lembrado que o antigo ministro de Minas e Energia, edison lobão, afirmou em 12 de setembro de 2008 que o governo previa a instalação de mais 60.000 MW de energia nuclear nos próximos 50 anos.
    Curiosamente das três só temos uma a funcionar e mais nenhuma foi construída ou mesmo concursada, o que significa não vai ser construída nenhuma!
    Ninguém pede nem assume responsabilidades.
    Oxalá que a nossa industria entre em recessão se è que não está já, para que nós pobres e desgraçados mortais brasileiros possamos ter luz em casa.

    ResponderExcluir
  10. "A disciplina militar prestante

    Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
    Por Gelio Fregapani

    (...)

    O Ministério da Defesa

    A unidade de comando é essencial para uma força conjunta. Juntar as três Forças num Ministério seria uma boa medida, mas no nosso caso nasceu apenas para afastar os militares das decisões nacionais e para quebrar qualquer influência que ainda tivessem. FHC ainda cortou-lhe as verbas para armamento, munição, uniformes e até comida e colocou como Ministro um político desempregado altamente suspeito de envolvimento com o crime organizado.

    Esse Ministro levou como lugar tenente uma mulher íntima dele que dava ordens aos Generais e que veio a ser a causa ou o pretexto de sua queda ao ser divulgado que era uma funcionária fantasma de uma prefeitura. Dos demais, da era FHC até hoje, o mínimo que se pode dizer é que foram todos incompetentes, mas não haviam ainda substituído o nome de um dos nossos heróis pelo nome do terrorista Marighela como Wagner o fez em uma escola pública.

    Eventualmente um civil sem experiência militar pode dar certo nesse posto, mas nem nos EUA (que levam ao extremo a supremacia do poder civil) isto costuma ser praticado. Nós já tivemos uma experiência bem sucedida com Calogeras e outras lamentáveis desde o primeiro deles – o suspeito de ligação com crime organizado, mas talvez o de agora venha a ser o pior

    Wagner já entra sob suspeita de ser nosso inimigo, agravado por uma série de escândalos mal ou mesmo não esclarecidos e temos ainda o dissabor da nomeação para o cargo de Secretaria-Geral da Defesa (02 do Ministério) de Eva Chiavon, uma enfermeira, obstetra que ocupa há muito tempo cargos comissionados por indicação partidária. Repete-se, em quadro pior, a situação de Elcio Alvares e Solange Resende.

    Em nossa opinião estão presentes as condições para um choque, que não seria bom para ninguém. Na melhor hipótese o Alto Comando reunido levaria as preocupações à Presidente “pedindo” que colocasse de Ministro um Oficial General ou ao menos alguém aceitável. Outra hipótese (mais suave) seria fazer a mesma reivindicação para o novo Ministro, agora em relação à “02”.

    Na ausência dessas ou outras iniciativas o choque provavelmente será questão de tempo.

    Aguardemos."

    Gelio Fregapani é Escritor e Coronel da Reserva do EB, atuou na área do serviço de inteligência na região Amazônica, elaborou relatórios como o do GTAM, Grupo de Trabalho da Amazônia.

    ResponderExcluir
  11. A bulgara está colocando em prática uma frase de Lênin.

    “A maneira de esmagar a burguesia é triturá-la com a mó da tributação e da inflação”.

    (Vladimir Ilyich Lênin)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HELENO PINTO NOBRE21 de janeiro de 2015 08:50

      OBRIGADO ANÔNIMO DE 20/01/2015 : 23:05 . GOSTEI . AS PALAVRAS DO FAMOSO JÁ MORTO QUE O DIABO O CARREGUE VLADIMIR LÊNIN :

      " A MANEIRA DE ESMAGAR A BURGUESIA É TRITURÁ-LA COM A MÓ DA TRIBUTAÇÃO E DA INFLAÇÃO " . QUE PÉROLA .
      INFELIZMENTE JÁ ESTAMOS SENDO ESMAGADOS FAZ MUITO TEMPO E AGORA A MERDA ESTA CORRENDO CALÇADAS ABAIXO .

      VAMOS VIRAR OU JÁ SOMOS QUE NEM NA ÍNDIA EM QUE NÃO EXISTE O SISTEMA DE ESGOTOS E MILHÕES OU UMA TAL DE CASTA ; MULHERES EM GERAL TEM QUE JUNTAR OS EXCREMENTOS DA POPULAÇÃO E GANHAM UMA PORCARIA PARA TENTAREM SOBREVIVER .!!

      NÓS REALMENTE ESTAMOS VIVENDO O CHAMADO DITADURA DO PROLETARIADO .

      A TAL DA NOMENCLATURA RUSSA DETONOU AQUELA UNIÃO DAS REPÚBLICAS SOCIALISTAS SOVIÉTICAS . TANTO FORÇARAM E DESGASTARAM E ROUBARAM E MATARAM MILHÕES DE VIDAS QUE ACABOU QUE NINGUÉM AGUENTAVA MAIS AQUELA "MERDA" DE COMUNISMO OU SOCIALISMO .

      ACABARAM COM A BURGUESIA QUE SOMENTE ROUBAVA E VIVIA AS CUSTAS DOS MISERÁVEIS DITOS COMUNISTAS .
      EIS O SEGREDO :

      "MÓ DA TRIBUTAÇÃO ( QUE JÁ TEMOS EM ABUNDÂNCIA E DA INFLAÇÃO NEM SE FALA ) TUDO DESCARADAMENTE E O POVINHO DE MERDA AINDA QUER FESTEJAR FAZENDO O MALDITO CARNAVAL .

      POVINHO DE MERDA FOLGADO . T EM QUE TOMAR NO TRASEIRO MESMO .. DÁ=LHE TRIBUTAÇÃO (IMPOSTOS ) E CUSTO DO DINHEIRO ALTÍSSIMO ( TAMBEM TEMOS )
      MAS OS DES=GOVERNANTES CONTINUAM ROUBANDO E GASTANDO O ERÁRIO PÚBLICO E O POVO Ó NA MISÉRIA MAS NÃO DEIXA DE FESTEJAR O MALDITO CARNAVAL .!

      QUEREM MAIS FELICIDADE DO QUE ISTO ???

      QUE PAISINHO DESMORALIZADO ESTE BANANÃO . FUTEBOL ; CARNAVAL ; NOVELAS IMUNDAS DA REDE E ESGOTO ( TERMINA A NOVELA QUE FEZ ODE OU LOUVOR AO HOMOSSEXUALISMO E AGORA VEM NOVELA QUE VAI EXALTAR O LESBIANISMO

      E O POVINHO SAFADO E PORCO AINDA DÁ AUDIÊNCIA PARA ESTAS MERDAS .

      EM SÍNTESE SOMOS UM POVO DE MERDA MESMO .
      AQUI O APAGÃO ALÉM DE ENERGIA É O GRANDE APAGÃO DA MORAL . E DA FALTA DE EDUCAÇÃO QUE ESTA JUNTAMENTE COM OS ANTERIORS E VIVA A ROUBALHEIRA ATRAVÉS DO ARROCHO SOBRE A POPULACHA DO CÃO .
      VIVA A ANARQUIA EM QUE NEM OS MILITARES ESTÃO PREOCUPADOS E QUE TUDO É FESTA .
      PAÍSINHO FESTEIRO E ARRIVISTA IMORAL COM DES=GOVERNANTES QUE NÃO VALEM NEM UMA MERDA CAGADA .!!!!

      DE DESCULPEM AS PALAVRAS SUJAS E DE BAIXO CALÃO ; MAS DE BAIXO CALÃO É O BANANÃO IMORAL . APENAS ISTO NA MINHA CABEÇA

      Excluir
    2. Gostei de ler suas palavras. Estão corretas. E palavras sujas, que nada! Definiu bem esta merda de paisinho festeiro e arrivista.

      Parabéns.

      Excluir
    3. SAÚDE E PAZ...
      O RESTO A GENTE CORRE ATRÁS!
      CARAMBA, O AMIGO HELENO NÃO DEIXOU NADINHA PARA ACRESCENTAR...SÓ FALTA CAIR FOGO DO CÉU...
      ELES BEM QUE PODIAM INVENTAR UMA MANEIRA DE ACUMULAR A ENERGIA DOS RAIOS (ELETRICIDADE BARATA).

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.