Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 9 de agosto de 2014

Dilma, quero meu Brasil de volta!


Cumprindo sua agenda de campanha eleitoral, sobretudo para produzir imagem para programa gratuito de televisão do TSE, a presidente Dilma esteve, ontem, sexta-feira (8) em Iturama, Minas Gerais, onde vistoriou obras da Ferrovia Norte-Sul, segundo noticiários da imprensa.


Nada mais ridículo seria se a obra é tocada pelo governo federal desde 1987, a partir do governo José Sarney, portanto já se passou 27 anos e nada de obra ser concluída. A própria Dilma, esteve fotografando com o Lula, na campanha eleitoral do próprio, em 2006.  Adivinhe com quem a Dilma fez a mesma pose em 2006?  Ora, dos seus padrinhos políticos, Lula e Sarney.


Acontece que a obra não anda.  Nem nos governos anteriores como do Sarney, Collor, Itamar, FHC e Lula.  Os primeiros trilhos colocados estão apodrecendo sem que tenha passado um vagão de carga.  A imagem por si só mostra a realidade dos fatos.


Em 2012, a Política Federal prendeu o ex-presidente da Valec José Francisco das neves, o Juquinha, acusado de enriquecimento ilícito.  Segundo revista Isto é, a ladroagem nas obras do Ferrovia Norte-Sul, pode ter chegado a R$ 1 bilhão.  O Juquinha é apenas um operador de desvio do dinheiro público da família Sarney, para quem não tem conhecimento.  E para quem não tem conhecimento, também, a ferrovia Norte-Sul é "capitania hereditária" da família Sarney há 27 anos!


O fato é que os personagens acima, Sarney, Dilma e Lula fazem parte da mesma quadrilha de arrombadores de cofres públicos.  Quem está a afirmar, não sou eu.  Quem está a afirmar é o TCU e a Política Federal, conforme referenciado acima. Os personagens citados tem um ponto em comum, remetem o dinheiro da ladroagem para os paraísos fiscais. Os três, são considerados US$ bilionários, com dólares ocultos nos paraísos fiscais.  Isto é fato!


Os políticos sabem, a Polícia Federal sabe, o TCU sabe, mas nada fazem.  Nada fazem porque estão de mãos atadas.  Quem comanda o Brasil é uma quadrilha de arrombadores de cofres públicos que se instalou no poder há 12 anos.  Quem atravessar, morre ou vai preso!  Corro risco, mas vá lá!  Daqui não passa!  Deste blog não vai encontrar guarida para toda essa sujeira que permeia os poderes da República. Com 70 anos, já perdi medo de tudo!


Quero meu Brasil de volta!

Ossami Sakamori


4 comentários:

  1. #ForaPT, #ForaQuadrilha!

    ResponderExcluir
  2. Diretor- Superintendente da Previc

    CARLOS DE PAULA



    Prezado Diretor, sou pensionista do maior fundo de pensão do Brasil o Previ dos funcionários do Banco do Brasil S/A.



    Tivemos a informação de que o Conselho Deliberativo votou e aprovou com o voto de minerva, a criação de BÔNUS DE 12 SALÁRIOS para a Diretoria Executiva da Previ.

    Significa dizer que nossos dirigentes vão passar a receber QUINHENTOS MIL REAIS por ano, retroagindo a 2011, cada diretor vai receber 2 MILHÕES DE REAIS, de uma entidade que não é banco, é sim um órgão criado para pagar aposentadorias e pensões, administrar nossos recursos e que acabou com o BET Benefício Especial Temporário, antes do previsto, alegando recompor as reservas, diminuiu nossos benefícios em 24% e agora aprova um bônus para toda a diretoria, isso é imoral, ilegal, e afronta esta autarquia fiscalizadora que não implementou até os dias de hoje o TETO NOS BENEFÍCIOS.

    A Previ e o Patrocinador ficou de assinar uma TAC, mas nada foi feito até os dias de hoje e esta Diretoria esta brincando com a omissão da PREVIC e das autoridades fiscalizadoras.

    Como conselheira Fiscal de uma associação de aposentados e como Pensionista da Previ, não aceito que uma DIRETORIA que cortou benefícios, possa agora aprovar uma propostas que coloca 6 diretores MILIONÁRIOS DA NOITE PARA O DIA, sem estudos do impacto que uma proposta destas possa afetar o caixa do nosso fundo de pensão, se todos os diretores eleitos votaram contra, e foi aprovado com o VOTO DE MINERVA.

    Passo a solicitar à PREVIC,

    INTERVENÇÃO NA PREVI.

    Veja o texto legal da LC 109/2001.

    DA INTERVENÇÃO E DA LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL

    Seção I

    Da Intervenção

    Art. 44. Para resguardar os direitos dos participantes e assistidos poderá ser decretada a intervenção na entidade de previdência complementar, desde que se verifique, isolada ou cumulativamente:

    I - irregularidade ou insuficiência na constituição das RESERVAS técnicas, provisões e fundos, ou na sua cobertura por ativos garantidores;

    II - aplicação dos recursos das RESERVAS técnicas, provisões e fundos de forma inadequada ou em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos competentes;

    III - descumprimento de disposições estatutárias ou de obrigações previstas nos regulamentos dos planos de benefícios, convênios de adesão ou contratos dos planos coletivos de que trata o inciso II do art. 26 desta Lei Complementar;

    IV - situação econômico-financeira insuficiente à preservação da liquidez e solvência de cada um dos planos de benefícios e da entidade no conjunto de suas atividades;

    V - situação atuarial desequilibrada;

    VI - outras anormalidades definidas em regulamento.

    Art. 45. A intervenção será decretada pelo prazo necessário ao exame da situação da entidade e encaminhamento de plano destinado à sua recuperação.

    Parágrafo único. Dependerão de prévia e expressa autorização do órgão competente os atos do interventor que impliquem oneração ou disposição do patrimônio.

    Art. 46. A intervenção cessará quando aprovado o plano de recuperação da entidade pelo órgão competente ou se decretada a sua liquidação extrajudicial.

    A Previc aceitando e aprovando esta implantação aos Diretores da Previ é o mesmo que fixar o Teto de Benefícios do PB-1 da Previ em 90.000,00 ( Noventa Mil Reais).

    Nós como participantes estamos nos sentindo como verdadeiros analfabetos funcionais, pois é inaceitável uma situação destas com nossos recursos, fere a nossa inteligencia e é imoral um proposta quando foi cortado benefícios em nome da austeridade em recompor a reserva de contingencia que hoje é de 25 das reservas matemáticas do PB-1.

    Isso é caso de POLICIA, Ministério Publico, Direitos Humanos, se Previc não se manifestar com a intervenção IMEDIATA NA PREVI.

    Fico no aguardo da Apuração dos FATOS e da Determinação LEGAL das medidas cabíveis,pois todos nós vamos nos mexer, no sentido de por MORAL DENTRO DA PREVI.

    Atenciosamente


    Rosalina de Souza
    Pensionista da Previ
    Matricula 18.161.320-4
    Conselheira Fiscal da ANAPLAB

    ResponderExcluir
  3. O Brasil é uma quadrilha de arrombadores de cofres públicos que se instalou no poder há 12 anos com total consentimento e apoio dos nossos generais todos bolivarianos que se comportam como sua guarda pretoriana!

    Não têm vergonha alguma!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.