Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Dilma continua arrogante!

Crédito da imagem: Estadão

É proibido pela legislação eleitoral utilização de prédios públicos para realização de campanhas eleitorais. Os repórteres que cobrem a campanha presidencial, fazem os périplos indo atrás das agendas dos presidenciáveis. É uma prestação de serviço da imprensa. A imprensa faz a sua parte, mas a Dilma não faz a sua. 

A presidente Dilma, na condição de candidata ao cargo de presidente da República, utiliza-se do Palácio da Alvorada para responder aos repórteres assuntos pertinentes à sua campanha eleitoral. Ontem, foi a segunda vez que ela utiliza-se do Palácio da Alvorada para tratar dos temas da campanha presidencial. 

Ela quer bancar esperta, evitando entrevistas no Palácio do Planalto, para demonstrar que não faz campanha no horário de expediente. A utilização do prédio público, notadamente o Palácio do Planalto já foi objeto de questionamento em eleições anteriores. O que se questionava era sobre o horário de expediente.

A Dilma candidata, quer distância do povo. A Dilma tem medo do povo. Ela vai fazer suas campanhas, disfarçado de inspeção de obras, aproveitando-se para tirar fotos com os operários, que lhe dá uma boa imagem. Ela vai, em missão oficial, promover palestras em alguma entidade, em recinto fechado. Chega e sai dos locais de visitas, com proteção de segurança, porque tem medo de vaia.  

Dilma é uma figura de autoridade como produto de fim de feira. Dilma é a figura odiada pelo povo. Dilma tem medo de misturar-se ao povo que a elegeu. Dilma, definitivamente, não gosta do cheiro do povo. Aliás, a Dilma nunca foi do povo. Ela é filha de um rico imigrante búlgaro, que veio abrigar-se no Brasil, porque não encontrava segurança para seus investimentos. Não, os Rousseffs vieram ao Brasil já ricos. Dilma não nega a sua origem.

Poucos lembram a origem da Dilma. A história pregressa dela começa como ativista contra o regime militar. Fui estudante no período do regime militar, tanto quanto Dilma. A militância da esquerda era constituído pelas pessoas cujos pais tinha condição de sustentar, por isso a possibilidade de dedicar-se como ativista. Muitos como eu, que tinha que auto-sustentar, só pudemos participar pacificamente, através de artigos reproduzidos em mimeógrafos. 

Atrás de terninho azul, não mais vermelho, esconde a figura de comunista caviar, comunista ao modo Castros ou comunista bolivariano do Maduro. Sonha em permanência do poder. O poder vai de encontro com seu modo arrogante, que nada lembra a conciliação. Diria, sem cometer nenhuma injustiça que Dilma é Raul Castro ou Nicolás Maduro de saia. Agora, comunista arrogante, disfarçada com azul dos tucanos.  

A verdadeira Dilma!

Dilma continua arrogante!

Ossami Sakamori


3 comentários:

  1. Geralmente as pessoas arrogantes, são medíocres e incompetentes que disfarçam essa condição intimidando os outros, principalmente os subordinados que não tem condições de revidar, com medo de sofrerem retaliações. Esses tipos repulsivos, são encontrados em todos os campos das atividades humanas.

    ResponderExcluir
  2. Caro Ossami, estamos com dificuldade de achar o seu blog nas pesquisas no google. Se digitarmos seu nome, não aparece o link para o seu blog nem na decima pagina do google search.Quando digitamos o endereço URL completo, o browser tenta nos desviar para outro site. Os MAV devem esta te atacando!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que eu fiz assinatura!

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.