Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Vivemos dois Brasís, o nosso e o da Dilma!

Nunca foi tão difícil escrever uma matéria com o conteúdo que passo a descrever.  Vou ter que descer ao "sub-mundo" do mundo real.  Sim, porque o mundo irreal é o que vivemos, o second life, o mundo do oba-oba, o mundo do faz de conta, o da presidente Dilma e seus companheiros.  

Um Brasil é esse que a propaganda do governo diz ser, o País de mil maravilhas.  Com propaganda enganosa sobre a educação, saúde pública e segurança pública, dá-se impressão de que o País é do primeiro mundo.  Sim, porque a propaganda diz que contratação dos médicos cubanos está com saúde pública resolvida.  Que o programa Prouni veio para resolver todos os problemas da educação do país. E que a intervenção federal em segurança pública resolveu todos os problemas de criminalidade no País.

O Brasil, o second life, é uma maravilha.  Inflação está sob controle, no patamar de 5,85% ao ano.  A moeda real está artificialmente valorizado que permite ao povo fazer viagens ao exterior.  As privatizações de rodovias resolveram todos os problemas de rodovias do país. Beleza! Os aeroportos privatizados, acabaram com os atrasos e cancelamento de voos.  Não, não temos mais apagões elétricos, nem mesmo no Rio de Janeiro.  Acabamos com analfabetismo no país. Acabamos com a miséria no país.  Isto tudo é o que a presidente Dilma, anuncia insistentemente mundo a fora.

Só que o Brasil real é outro.  Tem 22 milhões, mais do que 10% da população, vivendo de Bolsa Miséria. O Brasil tem 55 milhões de analfabetos funcionais, que representa quase 50% da população economicamente ativa.  No Brasil morrem 50.000 pessoas em homicídios por ano.  Morrem 50.000 pessoas vítimas de acidentes de trânsito.  São 50.000 mulheres estupradas todos anos.  A grande maioria da população em idade de trabalho, não tem qualificação profissional para exercer os mais simples trabalho.  Isto só pode ser terceiro! Mas, isto é a realidade do País, querendo ou não a presidente Dilma. O Brasil do first life. O Brasil real.  

Atrás do second life da presidente Dilma, tem um Brasil first life totalmente dissociado dos números oficiais.  No Brasil first life convivemos com ignorância do povo.  Convivemos com vida miserável do povo.  Convivemos com a maioria da população que nem sequer sabe ler ou entender o que se lê.  Convivemos com homicídios que virou banalidade nos programas de televisão.  Vivemos o silêncio da violência doméstica.  Aprendemos conviver com perda de amigos e parentes em acidentes de trânsito.  Isto é Brasil first life!

O que é real, o first life ou second life?  Sim, o Brasil real é o first life, exatamente contrário do que a presidente Dilma apregoa existir, o second life.  Presidente Dilma vive o Brasil da fantasia, da opulência, da ladroagem, de enriquecimento de seus companheiros.  Brasil proporciona a Dilma o cartão corporativo sem limite de gastos.  Mas, este mesmo povo que paga os cartões corporativos da presidente tem que se endividar em 48 prestações para comprar um simples freezer ou um TV plana.  O Brasil first life é o mundo real do povo. O Brasil second life e o mundo dos poderosos da República e de oligarquia beneficiária do sistema. 

Após o pronunciamento da Dilma em Davos na Suíça, parece que o mundo acordou para o Brasil que só 30% tem freezer e 8% tem TV plana.  A situação ao contrário da intenção da Dilma, mostrou o Brasil first life, do grau de subdesenvolvimento.  

A nossa moeda, o real,  perdeu credibilidade porque a inflação real está muito acima da inflação oficial.  A inflação oficial em 2013 foi de 5,85% enquanto a inflação real terminou por volta de 13%, medido pelo próprio juros do título do governo NTN-F.  A presidente Dilma disse em Davos que o governo vai continuar controlando a inflação, isto é como dizer que Brasil tem inflação preocupante.  

Dilma deu a entender que controlar o câmbio, que vai intervir no câmbio, para segurar a inflação.  É aqui que mora o perigo.  Assim como na Argentina e Venezuela, o povo vai procurar trocar o nosso já combalido real por dólar.  Não adianta, intervenção da Polícia Federal, para conter compra de moeda estrangeira, no paralelo.  Quanto mais reprime, mais distância vai ter o dólar comercial do dólar paralelo.  Isto é Brasil first life.  Isto é realidade inexorável.  O povo não confia mais na nossa moeda.  Vai voltar com toda força o mercado paralelo de dólar.  No primeiro mundo, manter moeda estrangeira em poder, não é crime.  No Brasil é, por isso o mercado de moeda se chama paralelo.  

Nós vivemos dois Brasis!  O nosso first life e o da presidente Dilma second life. Brasil está ficando com a cara da Argentina e da Venezuela.  Pensem nisto!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


4 comentários:

  1. LEÔNIDAS LOUREIRO27 de janeiro de 2014 10:46

    PRECISO E TÉCNICO, SEU COMENTÁRIO. PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  2. Realmente ,é o que acontece no momento, mercado de câmbio turismo (oficial ) e o black ,está muito ativo, pessoas estão comprando muitos dólares e euro,provavelmente para se proteger de algo...

    ResponderExcluir
  3. Urubólogos, voces não têm acertado em nenhuma previsão! Isso que dá ler a revistinha da Veja!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.